História Eldorado - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, D.O, Kai, Lay, Lu Han, Personagens Originais, Suho, Xiumin
Tags 3some, Abo, Boy×boy×boy, Casamento Arranjando, Chanbaek, Egito Antigo, Faraó, Gay, Kai!twins, Kaisoo, Menção Xiuchen, Projetoexofanfics, Tradiçao, Xiuhunhan
Visualizações 469
Palavras 2.373
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Slash, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá! Tudo bom?
Sim, eu e minha inquietação de .
Desta vez eu abordei um threesome kai!twins. Foi realmente inesperado da minha parte, eu queria passar um ar clean mas ao mesmo tempo mostrando que um plot não é apenas feito de amor e lallala
Espero que gostem sz
Se não sabem nada do universo ABO, vou dá um explicação bem básica shusgyusgs
ALFAS são os topo da piramide social, fortes e robustos
BETAS são braços direitos dos alfas
OMÊGAS são o o do final dessa piramide, sendo mais sensiveis tendo corpos mais femininos

Capítulo 1 - Prólogo: Príncipe dourado


 

A sala do trono aos olhos dos servos do faraó era aterrorizadora, porém não passava de uma sala com a estátua de Hórus, e um trono feito do mais puro ouro maciço. O faraó estava sentando em seu trono com as mãos em sua têmpora, enquanto tinha um pequeno desentendimento com o único herdeiro de sua sucessão.

"Pai, eu não quero ir pro harém..." O pequeno ômega resmungava para seu patriarca.

"Querido, eu já lhe disse que eu te esculpir em barro, e implorei a Rá para te dá vida. Não posso deixá-lo ir para o treinamento." O faraó falava ao filho com toda ternura e paciência.

"Eu já sou um rapaz grandinho!" O menino alvo dizia fazendo um bico.

"KyungSoo, já lhe disse que você é um ômega. Você deve ficar junto aos outros." O alfa progenitor falara sério.

O menino com olhos de corujas apenas saiu da sala com passos pesados, indo ao harém contra a própria vontade, resmungando aos quatro ventos. Andando pelo extenso corredor lapidado a pedras de diversos tamanhos, e com pequenas estátuas em respeito aos deuses. O pequeno KyungSoo fora para o harém, e chegando lá foi de encontro com seu acompanhante, Baekhyun. Um ômega que era mais velho que si.

"Príncipe, deseja ir à piscina? Está um tanto calor.." O ômega moreno falava se abanando, mas com toda seriedade.

"É uma boa ideia, Byun." O ômega herdeiro aceitara a proposta e estes seguiram para o jardim, onde localizava a grande piscina que apenas os nobres utilizavam.

Chegando perto ao local desejado, os ômega viram um rapaz de pele amorenada , e de um estatura forte. Parecia ser um alfa. De imediato, viram o comandante do exército do lado deste. Eles tratavam de um assunto com atenção.

"Príncipe." Chanyeol, noivo de Baekhyun e comandante do exército, curvou-se a KyungSoo. “Este é Kim Jongin, o primogênito do baixo Egito.” D.O curvou-se junto a Byun, afinal aquele também era um membro da nobreza, e um alfa.

"Prazer, príncipe KyungSoo." O timbre suave do alfa adentrou aos tímpanos do ômega, que apenas corou.

"O prazer é meu, Senhor." Este falou baixinho.

Os alfas saíram do recinto. Os ômegas apenas voltaram seguir seu caminho, e assim que este estava longe o suficiente dos alfas, o príncipe herdeiro solto o ar que sequer percebeu ter prendido. Nada comentaram, apenas entrou na piscina e se deliciou da temperatura agradável da água.

"Baekhyun, você nunca..." o príncipe alvo quebrou o silêncio "Entrou no cio?" Completara baixinho.

“Príncipe, este é um assunto delicado..” O pobre acompanhante ficara deveras acanhado com a pergunta repentina do seu superior.  "Bem, assim que eu completei os 15 o cio veio. Logo depois eu fui prometido ao comandante Chanyeol.”

“Não achou ruim ser prometido?" O pequeno ômega mais novo perguntara aflito.

"Eu já o conhecia, então foi fácil. Até hoje temos encontros, uma ideia até eu me acostumar.." Disse com pesar no olhar. "S-senhor não é querendo insinuar nada, m-mas hora ou outra, os soberanos aparecem com essa história." Disse sem emoção.

Pobre garoto, este que apenas seguia o instinto de submissão. Ao contrário de muitos ômega, o menino KyungSoo era um ômega de um gênio um tanto difícil, e por incrível que pareça, adorava a arte dançar. A simples tarefa obrigatória se tornou uma paixão.

O primogênito do alto Egito, passou a tarde perguntando aos Deuses, se teria a infelicidade de ter um casamento forçado.

Entretendo no outro lado do palácio, durante um sério debate político, um alfa não conseguia se concentrar no assunto de extrema importância. Sua mente vagava em uma pele alva, e olhos de coruja, que contrastavam em um rosto infantil.

Pobre alfa.

¤•°•○¤•°•¤

Durante os dias que se passaram em sua estadia no Palácio do Alto Egito, o príncipe Jongin adorava conversar com KyungSoo. Estes trocavam assuntos dos mais variados temas, as tardes eram regadas a risadas e brincadeiras. O marmanjo do alfa se trocava por uma criança.

"Yah, ganhei mais uma vez!" O príncipe herdeiro do Alto Egito proclamara, assim que ganhara mais uma vez do alfa de pele amorenada no jogo.

"Por Rá, como consegue ser tão bom?" O alfa perguntava com admiração.

"Simples, eu apenas sou bom." O sorriso arteiro do menino de pele alva era deslumbrante.

"Que ômega mais cheio de si." O mais velho falava.

"Jongin, eu nunca perguntei, mas, qual sua idade?" O ômega perguntou se debruçando em cima do tabuleiro. As regras de etiqueta quebradas não incomodavam nenhum pouco o Kim.

"Vinte e seis." O príncipe do Baixo Egito respondeu, e o primogênito Do arregalou mais os olhos.

"Pelos Deuses! Não creio!" Sua carinha espantada fazia o alfa rir de si.

"Acredite Soo." Esta fora a primeira vez que o herdeiro Kim lhe chamara por um apelido.

"Sem tantas intimidades.." O ômega disse baixinho e corado, fazendo o alfa rir.

O moreno nada respondeu ao príncipe. Apenas continuaram as partidas, KyungSoo ganhando e se gabando de sua ótima tática, e Jongin perdendo mas ganhando belos sorrisos daquele ômega delicado como uma flor de lótus, mas tão determinado quanto um castor que constrói sua casa a beira da cascata.

Assim os príncipes engataram mais uma partida, o rapaz de companhia de KyungSoo, Baekhyun, veio lhe informa que haveria um banquete no palácio, e que o príncipe deveria se aprontar para tal.

"Me desculpe, preciso me retirar. Até mais ver." O príncipe de pele leitosa se dirigiu ao alfa e o mesmo apenas lhe lançou um sorriso.

D.O tomou um belo banho, com óleos aromatizantes e pétalas de flores. Fora vestido com a mais fina seda azul céu, maquiado como forma de manter sua saúde intacta, e banhado em jóias belíssimas que destacavam mais ainda sua beleza natural. Mas isto tudo poderia ser o suficiente, mas ainda tinha algo que era o estopim para o pobre ômega, espartilho. A tal peça era usada por ômegas e alguns betas, para valorizarem sua cintura. Muitos alfas escolhiam seu pretendente pela cintura.

O menino alvo segurava a respiração para que pudessem aperta mais a peça em si.

"Aii... Por Osíris, eu vou morrer sem ar!" O príncipe herdeiro do Alto Egito exclamava choramingando.

"Calma príncipe, falta uma última fileira." Byun falava para o seu senhor.

Este apenas bufou e continuou choramingando.

"Prontinho!" Byun disse me soltando. "Agora vamos." Disse quase saindo do aposento real, mas viu o príncipe pensativo.

“Baekhyun, acha que esse banquete é algo relacionado a mim?” Byun engoliu em seco. “Diga-me pelo amor de Bastet.”

“S-senhor, eu não deveria dizer.” O omêga mais velho estava desesperado.

“Não é um pedido Byun, e sim uma ordem” Disse sério.

“Não diga ao faraó pelos Deuses” Implorou e o príncipe apenas acenou e ele prosseguiu. “É sobre seu casamento com o p-príncipe Kim.” Do nada respondeu. Apenas saíram do quarto indo em direção a sala do trono.

¤•°•○¤•°•¤

Assim que os ômegas entraram na sala do trono, onde ocorria a festa, alfas e betas olhavam para KyungSoo com admiração nos olhos. O ômega de pele leitosa se aproximou de seus progenitores e se curvou mostrando respeito.

"Faraó." Cumprimentou o pai. "Papai." Disse para seu outro pai, o primeiro esposo do Faraó. Os mesmos sorriram em orgulho ao verem seu filho belíssimo e deslumbrante.

KyungSoo mal prestava atenção a festa, ele estava com a cabeça cheia com a possibilidade de ser algo relacionado a si, e também a um certo alfa.

A música animada fazia até mesmo alfas se balançarem, e beberem à vontade.

"É com um grande prazer que agradeço a presença de todos! Como sabem, esse banquete é em homenagem para o príncipe dourado, Kim Jongin."

Palmas cortaram a sala do trono.

O primogênito do Alto Egito suspirou aliviado. E assim pode vislumbrar Jongin, ele estava mais belo que o comum, sua pele bronzeada contrastava com o azul seda da vestimenta viril.

O ômega baixinho suspirou.

O alfa andava até o faraó exalando seus feromônios. Isso fazia ômegas suspirarem. A beleza daquele príncipe era incontestável.

"Agradeço vossa hospitalidade, senhor do Alto Egito." Dissera compassivamente. "Esposo real" Curvou-se para o ômega. "Príncipe herdeiro." Puxara a mão de KyungSoo, deixando o ômega constrangido.

"Dancem, bebam e se divirtam na presença dos Deuses!" O faraó dissera aos seus convidados e estes brindaram taças de ouro que continham algumas pedras cravadas em homenagem ao rei. O príncipe Kim foi se socializar com os outros presentes na sala.

O ômega de pele leitosa observava o alfa de longe, e assim que viu Baekhyun pediu ao seu pai para poder falar com o outro ômega baixinho.

"Claro que podes ir, somente não saias da sala do trono." O faraó falara com seriedade.

"Meu pai, antes de ir... P-posso apresentar aquela dança..?" Perguntou incerto, e com isso o senhor do Alto Egito exclamou.

"Claro! Isso é um dom que os deuses o deram, dance com uma pluma." E assim o príncipe herdeiro fez sua reverência ao pai e seguiu até Baekhyun.

Chegando perto do moreno falara.

“Não estou bravo contigo!” Ofereceu um sorriso sincero. E o Byun suspirou aliviado, deveria perde o costume de acreditar em boatos dos corredores. “Pegue um véu para mim”

D.O vestira o véu o olhara para seu soberano que sorriu e se levantou do trono.

"E como um dos agradecimentos da noite, meu primogênito irá dançar ." Proclamara enquanto um grande espaço se fez na sala. O príncipe do Alto Egito foi se aproximando e ficando no centro, os olhares nada castos fora direcionados para si.

O príncipe dourado acompanhara os passos tímidos do dançarino até o centro.

Quando a batida inicial lenta começou a soar, KyungSoo deixara sua cintura acompanhar a batida.

Totalmente entregue.

Sem perceber o ômega deixou seus poucos feromônios serem exalados, fazendo assim os alfas fecharem os olhos e acompanhá-lo.

Os olhos grandes de ar inocentes não existiam, agora a maquiagem deixavam-nos felinos. O baixinho fixou o olhar no Kim e começara a movimentar suavemente seu torso sem esforço.

A batida dos tamboretes e flautas da dança do ventre, iam ficando mais sensuais, o ômega não ousava parar de encarar o alfa, e nem o de pele amorenada também. Aquele ômega mexia a cintura tão leve e tão sensual que fazia o alfa ficar extasiado com ele daquela forma.

KyungSoo adquire ao decorrer da dança sensualidade sem esforço.

Se não bastasse, o pequenino pegara o véu e tornou brincar com o tecido rosa translúcido.  Hora jogava na plateia, hora fazia do tecido fino seu acompanhante naquela dança.

E assim como iniciou, o D.O encerrou a dança graciosamente. E assim andou até o Byun.

"Belíssima apresentação." E mais palmas "Foi uma honra para mim, filho de Osíris, tê-los como meus convidados a esta noite do noivado do meu primogênito e o príncipe do Baixo Egito.." O Faraó calou-se para pegar na na mão do primogênito que retornava para perto de si.

Todos bateram palmas.

Mas KyungSoo ficou impassível. Como assim ele iria se casar com Jongin? O ômega encarou o marmanjo amorenado, encarou seus pais e por fim, os convidados.

Por que estranhamente se sentia bem? Aquela inquietação seria, por conta do medo de não ser verdade? Céus!

¤•°•○¤•°•¤

No outro dia agraciado pelo sol, o ômega ainda se mantinha em seu quarto. Seu pai ômega, já havia o visitado para saber se estava tudo bem.

Mas não estava, o pobre ômega que ainda nem tivera um cio fora prometido a um desconhecido, nem tão desconhecido assim.

Pelos Deuses.

Por mais que soubesse que por ventura um filho ômega, ou até mesmo alfa de um membro da nobreza e filho do Faraó era prometido a seus pretendentes, o menino de pele leitosa achara que teria a incrível sorte de não fazer parte da maioria.

Pobre ômega.

"Príncipe..?" A voz doce de Baekhyun adentrou no cômodo junto a si.

"Baekhyun!" O outro respondeu se virando na cama.

"Como está a respeito do seu noivado?” Disse brincalhão tentando amenizar aquele clima mórbido do quarto.

"Sinceridade?" O outro ômega acenara com a cabeça. "Não estou bravo, fiquei até surpreso com isso. Porém, também não estou feliz... Por acaso estou doente, Baek?!" D.O sentou-se a cama rapidamente.

"Não está senhor." Riu baixinho. "Mas pense, o príncipe Jongin porta uma beleza incrível." Continuou pensativo.

KyungSoo adquiriu um tom rubro na face esbranquiçada.

"T-talvez.." Choramingou. "Ou não consigo nem olhar no rosto dele depois de ontem, será se ele me repudia por me ver dançando?" Ficara mais aflito ainda.

"Acho que não... Mas, ele não tirou os olhos de você." O ômega se desesperou mais.

"Vamos pensar em outra coisa, sim? Não quero pensar em alfas." Disse deixando o cansaço a bater.

O Byun ajudara o príncipe a se vestir, decidiram por fim uma tarde somente de ômegas.

¤•°•○¤•°•¤

Luhan e Minseok riam do amigo. Os dois Oh, eram esposos de Oh Sehun, meio irmão de Chanyeol, o noivo de Baekhyun

"Não riam, não foram vocês que foram prometidos." Fez um biquinho.

"Claro que fomos Soo, e ainda tem, fomos prometidos para o mesmo alfa." Luhan falara despreocupadamente.

Byun ria junto ao trio de ômegas.

"Mas conta para nós Kyung, o tal príncipe, é bonito?" Minseok provocava.

"Bonito? Minie, o príncipe é maravilhoso." Desta vez fora Baekhyun quem continuou a provocar o baixinho.

Enquanto os ômegas riam de KyungSoo, um certo alfa apareceu no jardim.

"Vejam, é aquele acompanhando de Sehun." Byun cochichou para os outros dois ômegas.

"Rapazes." Os alfas acenaram para os quatro ali.

"Deuses! Soo, você deu uma sorte grande!" O loiro sorriu sugestivo para o príncipe.

"Espero que Anúbis venha buscar vocês três!" disse mais alto, e os outros fizeram falsa expressão de mágoa.

"E quem vai ouvir suas lamúrias se Anúbis vier nos buscar, Soo?" Luhan disse por fim. "Tá falando isso só agora, depois da sua noite de..." O baixinho o cortara.

"NEM OUSE!" E começou a jogar algumas uvas verdes nos amigo que riam.

Os alfas que ia conversando ouviram aquela conversa de longe, por ter uma audição mais apurada que os ômegas. Jongin se sentia estranho, achava belo ver KyungSoo envergonhado, mas achava mais belo a imagem dos olhos felinos e bem delineados da noite anterior, o toque sensual que estes exalavam.

Estava encanto com o omêga. Porém, o faraó não falara de seu irmão. E isso deixa-o aflito.


Notas Finais


Nada a declarar. Como sabem, a atualização vai ser bem aleatória.
Beijos da Omma Soo ♡

Jabá maravilhoso:

https://spiritfanfics.com/historia/delight-9734388

https://spiritfanfics.com/historia/meu-instrutor-9774163


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...