História Ele cruzou o meu caminho - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Adolescente, Bts, Drama, Jung Kookie, Romance
Visualizações 8
Palavras 680
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Ficção Adolescente, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Tenham uma ótima leitura. ❣️
Postarei o capítulo III no sábado

Capítulo 3 - Capítulo II


                      

     Depois de finalmente sair do avião, peguei um táxi indo em direção a república. Fui observando a paisagem, Coréia é realmente linda. Apesar do tempo frio, havia muita cor.

  Cores. Bem a cara do Thiago, ser pintor sempre foi seu sonho, e eu havia prometido estar com ele na primeira exposição. Estava sendo doloroso não ter mais nenhum plano definitivo para meu futuro.

 Era só eu, uma casa desconhecida com um monte de garotas desconhecidas.

-Chegamos. -o taxista avisou.

  

    A casa tem uma aparência mais moderna do que eu esperava, as portas e janelas de vidro. Parece mais um apartamento, só que com menos andares, bem menos.

  Com paredes amarelo mostarda, algumas árvores fazendo sombra ao caminho até a porta.

     Chegou a hora.

    Peguei as malas, com a ajuda do porteiro e, ao entrar, visualizei uma garota de cabelos ruivos meio falsos, acompanhado de uma franja que combinava perfeitamente com o modelo de seu rosto. Suas roupas pareciam de uma secretária e não aluna.

 Ela estava com um grupo de garotas, logo, uma mulher que aparentava ter 40 anos, lhe falou algo que a fez revirar os olhos. Em seguida ela veio em minha direção.

-Você deve ser a novata brasileira, Naleida certo? -falou com um sorriso tedioso.

-Nallanda. -corrigi e ela deu de ombros. -E você é…. ?

-Sou Yang mi, filha do dono deste lugar. -comprimentou como quem estivesse pegando em algo nojento. -Fiquei encarregada de lhe mostrar a casa. Agora siga-me.

  Ela não havia me mostrado muito, só o necessário. A menina com os olhos pequenos e puxados estava com tanta má vontade, que até uma criança mostraria melhor.

    Vaguei pelo corredor do dormitório indobem direção ao quarto, arrastando atrás de mim a mochila roxa. As paredes eram iguais as da frente: amarelo mostarda.

   Parei em frente à única porta preta no prédio. Quarto 57. Procurei as chaves no bolso, respirei fundo e abri. Havia duas garotas.

-Sou Yuna. -disse arrastado, abrindo para mim um grande sorriso. Ela tinha cabelos longos, com unhas de cor-de-rosa combinando com seu suéter.

-Sou Nallanda Parker.

-E é nova aqui. Eu sei.-disse a garota de óculos redondos.

-É tão óbvio? -perguntei.

-Golpe de sorte? -ela riu. -Estou brincando, fomos notificadas de uma colega nova. Não é mesmo, Sakura? -falou se voltando para a garota deitada numa cama com colchas pretas com desenhos de caveiras.

-Não assusta a garota, Yuna. -respondeu abaixando seu livro com um título que eu desconhecia, mas pela capa, parecia ser do gênero terror. -Como sempre. -sorriu fraco.

   Yuna fez careta para a garota de cabelos escuros com mechas azuis.

-Tudo bem. -dei de ombros.

   Joguei a mochila na cama de cima da beliche. As paredes do quarto eram divididas em duas partes: cores escuras e cores claras.      Já deu pra imaginar a quem pertence o lado escuro.

   Saí do quarto, acompanhada das meninas, indo em direção a cozinha da casa. Estava algumas garotas no canto esquerdo. Olhei para o outro lado da mesa, Yang estara se servindo. Ao me ver, ela deu alguns passos em minha direção.

-Veja só quem resolveu sair da jaula.

   Tentei responder algo mas acabei gaguejando, a garota enfiou o salto agulha bem no meu pé. A dor subiu pela perna e eu precisei morder o lábio inferior para não reclamar.

-Já chega, Yang. -disse Sakura, friamente.

   Estremeci quando ela se afastou. O salto definitivamente ia deixar uma mancha roxa.

     Yang se virou para Sakura, e tive a nítida sensação de que não era a primeira vez que elas se enfrentavam.

-Já fez amizade com a novata brasileira, pelo que estou vendo. -grunhiu Yang. -Você não deveria estar limpando os banheiros?

-Você não deveria tratar as novatas com educação? -Sakura retrucou. -Seu papai não vai gostar nada da sua hospitalidade.

  Aquilo foi o bastante para Yang se conter.

-Se olhar pra vocês já não tivesse tirado meu apetite, eu quase levaria isso como uma ameaça. -finalizou colocando o prato na pia e saiu desfilando.

-Quase perdeu a cabeça, de novo, Sah, assim não vai dar. -disse Yuna irritada.

-Que seja. -zombou Sakura. -Vou tentar melhorar, por você.

-Acho bom. Agora vamos, estou faminta. -finalizou e fomos nos servir.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...