História Ele e eu (Kim Taehyung) - Capítulo 22


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Kim Taehyung (V)
Tags Ação, Drama, Revelaçao, Romance
Visualizações 588
Palavras 1.737
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Literatura Feminina, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá minhas bebês.
Me desculpem a demora estava resolvendo algumas coisinhas...enfim fique com o capítulo.

BOA LEITURA !!❤

Capítulo 22 - Presa?


Fanfic / Fanfiction Ele e eu (Kim Taehyung) - Capítulo 22 - Presa?



Taehyung estava achando bom ter ficado uma semana ali, apenas ele e (s/n) na casa de praia longe de tudo e todos, a garota já estava um pouco melhor,  Taehyung estava na cama admirando (s/n) que estava a um bom tempo olhando para o mar.

-Tae: Você gosta do mar?

(s/n) encolhe os ombros lembrando que um dia fugiu com Keyko apenas para ver como o mar era grande e lindo, era realmente incrível.

-(s/n): Acho que sim...me faz lembra da Keyko quando éramos criança.

(s/n) arregala os olhos ao perceber oque tinha acabado de falar, mas não olhou para trás.

Taehyung estava sorrindo mas olha estranho para a garota.

-Tae: Crianças? Você não morava no Brasil?

-(s/n): Sim...claro.

-Tae: Ah..

-(s/n): Eu já tinha vindo para a Coréia quando era pequena, então conheci a Keyko bem mais novinha.

-Tae: Ah! entendi.

(s/n) sorriu  por ele ter acreditado,  continuou admirando a paisagem lá fora, sentiu como se não tivesse ar em seus pulmões, queria mostra para Taehyung como ela realmente é sem mentir.

-(s/n): Pergunto-me se um dia você irá me perdoa.

-Tae: Por que diz isso?

A garota balança a cabeça negando, caminha até a cama sentando nas coxas de Taehyung e apoiando sua cabeça no peito do mesmo.

-(s/n): Por nada.

Taehyung pensou que fosse algo haver com a morte de Yura, soltou um longo suspiro envolvendo seus braços na garota, que ouvia os batimentos do seu coração, estava tão acelerado...Kim Taehyung está apaixonado pela garota que antes mais odiava.

-Tae: Você não teve culpa.

A garota levanta seu rosto para olha-ló, acaba se perdendo em sua beleza, cada traço de seu rosto, era tudo perfeito.

-(s/n): Como eu queria amar você.

-Tae: Você pode me amar.

Ela nega mais uma vez mordendo os lábios.

-(s/n): Eu não posso, somos diferente.

-Tae: Eu não vejo diferença.

(s/n) da um selinho em Taehyung e sorri, o garoto não queria só um selinho queria mais, queria sentir (s/n), queria sentir seu corpo sua boca seu coração. O Kim segura na nuca da garota e toma seus lábios, em um beijo doce e calmo que logo esquentou, (s/n) se ajeita no colo de Taehyung que solta um gemido entre o beijo.

-Tae: Não se mexa tanto.

Fala entre o beijo e sorri, (s/n) estava vestida com roupas/blusa do garoto, o que seria fácil tira pensou Taehyung que já subia a blusa que (s/n) estava vestida, separou o beijo voltando a fita-ló.

-(s/n): Não...

-Tae: Por que?

-(s/n): Por que quero me entregar de corpo e alma.

Um silêncio se instalá no local a porta se abre revelando Yoongi com duas sacolas em mãos.

-YG: Wow..

-Tae: Você demorou.

Taehyung fala abaixando a blusa de (s/n) dando um sorriso sem graça.

-YG: Você deveria está agradecido por eu está trazendo isso para vocês.

-Tae: Sua obrigação.

Taehyung gargalha pela careta que Yoongi fez adorava o incomodar.

-YG: Se enxerga garoto o imperador tem mais oque fazer.

Yoongi olha para (s/n) que nem tinha dado o trabalho de falar um "oi" só estava ali agarrada em Taehyung.

-Tae: Vai ficar olhando para ela?

-YG: Isso te incomoda?

Taehyung ficou em silêncio, sim isso lhe incomodava muito principal por que era Yoongi, mas não saberia se a garota aceitaria o que iria fala, (s/n) virá o rosto para olha-ló.

-(s/n): Por que ele se incomodaria?

(s/n) sabia que Yoongi queria falar algo com ela, alguma coisa estava errada.

-YG: Posso falar com você?

A garota assentee sai do colo de Taehyung caminhando até a porta dá uma última olhada para Taehyung e sai, Yoongi logo a segue indo para fora da casa.

-(s/n): O que quer?

-YG: O tio está segurando a barra mas...os polícias descobriram e estão atrás de você.

-(s/n): Imaginei.

-YG: Quer sair daqui?

A garota olhou incrédula para Yoongi e deu um sorriso de lado

-(s/n): Uma hora ou outra eles vão me achar...não importa onde eu vá.

-YG: Eu posso te levar embora daqui.

-(s/n): Está pedindo para mim fugir com você?

(s/n) pergunta em um tom de deboche o que fez Yoongi ficar irritado.

-YG: Não é nada disso que você está pensando!

Ele fala balançando a mão na frente de seu rosto.

-(s/n): Estou brincando...eu vou ficar aqui.

Yoongi ri sem humor e dá de ombros.

-YG: Se você quer apodrecer na cadeia.

Ele da as costas caminhando mais logo para.

-YG: Não vá se arrepender depois...duas face.

Yoongi deixa a garota, entro no carro e deu partida no mesmo. (s/n) entra na casa pensando no que Yoongi lhe chamou "duas face" era isso que a garota era duas face.

Por que mesmo a garota era tão hipócrita? Por que estava fazendo àquilo?

É despertada dos seus pensamentos por Taehyung que a chamava.

-(s/n): Oi?

-Tae: Cadê o hyung?

-(s/n): Ele já foi...está com fome?

-Tae: Sim estou.

A garota assente e vai até as sacolas sobre a pequena mesa de vidro pegando um recipiente de comida  levando para Taehyung.

-Tae: Não vai comer?

-(s/n): Agora não.

(s/n) estava séria e voltou para a janela olhando novamente para o mar, sábia que a qualquer momento poderia ser presa.

-(s/n): Me desculpe titio...eu não fui uma boa garota.

(s/n) fala para si mesmo.

(s/n) estava ao lado de Taehyung que dormir tranqüilamente, a garota fitava o teto não conseguia dormir, estava frustrada.

A garota estava quase pegando no sono quando escutou baterem na porta, Taehyung se assustou e olhou para (s/n), a mesma faz um gesto  para que ele ficasse em silêncio e acompanhasse ela.(s/n) pega na mão de Taehyung para ajudá-lo a ficar em pé,  guiou o mesmo até o guarda-roupa.

-Tae: O que está acontecendo?

Taehyung sussurrou apertando as mãos de (s/n).

-(s/n): Entre.

-Tae: É a polícia?

-(s/n): Sim, eles não podem te ver comigo.

-Tae: Mai..

-(s/n): Entra...espere por mim na sua casa estarei lá.

-Tae: (s/n)..

-(s/n): É uma promessa.

Taehyung entra no guarda-roupa (s/n) iria fecha mas Taehyung a puxa lhe dando um beijo.

-Tae: Te esperarei.

A garota assente fechando a fecha o guarda-roupa e caminhando até a cama sentando na mesma e olhando para a fresta do móvel dando um sorriso para Taehyung.

O barulho da porta sendo arrombada fez (s/n) ficar em atenta ao ver os polícias.

-Polic: Você é  (s/n)?

-(s/n): Sim.

-Polic: Você está presa por matar He Yura.

(s/n) assente o policial prende os pulsos de (s/n) com as algemas, Taehyung  olhava pela fresta do guarda-roupa sentia-se um covarde por não ajudá-la mas pensou em suas palavras "espere por mim"  era isso que faria esperaria por ela.

A garota sai sendo levado pelos polícias e entrando na viatura, pela janela viu o carro dos garotos se aproximando.

(....)

(s/n) já estava na delegacia no centro de Seul, aceitou tudo em silêncio, estava sentada na frente do delegado.

-Deleg: Achou que iria fugir?

O delegado queria intimida-la, em silêncio a garota sorri debochada.

-Deleg: Achou engraçado?

- Com licença.

Uma risada gostosa preencheu a sala do delegado.

(s/n) olhou para trás vendo Keyko junto ao seu animal que tanto amava, uma mochila em suas costas e como de costume um pirulito em sua boca.

-Deleg: Quem deixou essa criança entra!?

-Ky: Criança? Você me chamou de criança? Vou fingir que não escutei.

O delegado olha indignado para a pequena e bate na mesa chamando atenção da garota que olhava em volta.

-Ky: Você tem um péssimo gosto para decoração.

-Deleg: Oque você veio fazer aqui? Fala logo antes que eu perca a paciência.

-Ky: Eu vim fazer uma denúncia.

A garota se aproxima da mesa do delegado que se afasta por conta do animal.

-Ky: Não se preocupe Soya não come pessoas como você.

(s/n) sorri pelo comportamento da menor.

-(s/n): O que está fazendo aqui?

-Ky: Uma denúncia. Eu matei a He Yura!

A garota fala animada e o delegado cai na risada.

-Deleg: Vai embora criança.

-(s/n): Acho que você não deveria ter feito isso.

Keyko fica irritada, não gostava que ninguém  debochasse de si, jogou a mochila na mesa abrindo a mesma e tirando a arma apontando para o rosto do delegado.

-Ky: DEBOCHE DE MIM NOVAMENTE!!

-(s/n): Ei...se acalme.

Keyko ignora totalmente (s/n).

-Ky: Sabe essa arma aqui delegado? Foi com ela que matei meus pais, Yura e outras pessoas.

Keyko pega alguns lotes de jornais da mochila e joga sobre a mesa, na primeira página havia uma foto da garota nada em seu rosto mudava acima estava escrito  "Garota de 12 anos assassinou seus pais cruelmente" "Garota planejava morte dos pais desde os 5 anos de idade"

O delegado arregalou os olhos e voltou a fita Keyko.

-Ky: Assustado? Deveria ficar mesmo...hum vamos fazer um acordo.

Ela vasculha mais uma vez a mochila agora tirando uma foto e jogando sobre a mesa o que fez o homem arregala mais ainda seus olhos.

-Ky: Sua família?

Ela ri e bate com a arma sobre a mesa chamando atenção do homem que estava estático olhando para foto.

-Ky: Você deixa minha família em paz.

Ela aponta para (s/n) e logo para a foto.

-Ky: Eu deixo a sua em paz e não denuciarei o filha da puta corrupto que você é.

A garota joga um recibo para o delegado sobre uma conta que ele tinha no exterior.

-Ky: Então?

-(s/n): Responde a minha criança delegado.

-Deleg: O-ok...irei aceita o acordo.

-Ky: Esqueça tudo oque viu aqui ou você já sabe.

Keyko recolhe tudo sobre a mesa pondo na mochila novamente logo em seguida saindo junto com (s/n).

-(s/n): Você é louca garota!

(s/n) grita animada abraça a pequena que dava pulinhos.

-Ky: Eu tinha que fazer algo..não podia deixa você ser presa no meu lugar...não é Soya?

A garota olha para a jiboia sorrindo.

-(s/n): Como sábia que eu estava aqui?

A garota fica em silêncio puxando o celular de (s/n) do bolso.

-Ky: Pus um rastreado no seu celular e dei para o Taehyung lhe entregar.

-(s/n): Eu não sabia que ele estava com o meu celular.

-Ky: E não estava, o celular estava com o Yoongi.

-(s/n): Como?

-Ky: Ele que mandou mensagem para a polícia dizendo onde você estava.

-(s/n): Não..ele..filho da puta!!

-Ky: O Taehyung deve ter largado o celular por lá e ele pegou, pensei que você tinha saído então segui até onde o rastreado me levava e dava certo na casa dele...então eu peguei o celular sem ele perceber.

-(s/n): Ele que da uma de esperto?

-Ky: Ele não é tanto assim.

As duas caminhavam pelas ruas escuras, (s/n) olhou para o relógio que marcava as 4h da manhã.

-(s/n): O que eu vou fazer com esse garoto.

-Ky: Depois dessa ele realmente se declarou como seu inimigo.

-(s/n): Ele não vai tão longe com isso.

Ky: Unnie estou cansada.

Keyko para cambaleando (s/n) segura a garota.

-(s/n): Quantos dias você não come ou dorme?

-Ky: Eu não sei...estava preocupada demais para pensar em mim.

-(s/n): Você tem de para com isso..pense mais em si.

A pequena sorri e assente já estava perto da casa do senhor Lim

(s/n) deixou Keyko dormir e saiu da mansão, tinha que saber como Taehyung estava, chegou na frente da casa entrou ainda tinha uma cópia  da chave, foi de mansinho até o quarto de Taehyung abriu mais ele não estava lá, abriu quase todos os quartos.

Taehyung não estava lá.



  Continua...


Notas Finais


Espero que tenham gostado 🙈
Me desculpem os erros e até o próximo capítulo.
Fui 🙆


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...