História Ele é o problema - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Drama, Jikook, Kookmin, Romance, Vkook, Yoonseok
Visualizações 33
Palavras 1.651
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Festa, Ficção, Fluffy, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi xuxus tudo certo??
Desculpa a demora, foram corridos esses últimos dias e não consegui escrever. Mas está ai!
Espero que gostem <3
Comentem por favor, queria saber o que estão achando da história, beijinhos

Capítulo 4 - Não aceite carona de estranhos


Jungkook me encarava segurando o guidão da bicicleta aguardando uma resposta, eu, bem, estava num impasse. 

 

Ele não parecia causar nenhum tipo de perigo, eu sabia onde ele morava, deu uma olhada nele pra ver se ele não tinha nenhum tipo de arma. Desculpe por ser um pouco paranóico. Ele só usava uma calça de moletom, camiseta branca e uma touca vermelha, acho que está ok.

 

- Ta bom, como eu faço? - Disse aceitando a realidade.

 

- Tá vendo esses dois suportes ao lado das rodas? Então, coloca os pés ali ai se apoia segurando no meu ombro. - Ele explicou na maior inocência e diversão.

 

Em geral ele tinha essa aura, até mesmo quando estava brincando com a minha cara mais cedo, como se ele fosse uma criança. Quantos anos será que ele tinha? Balancei a cabeça, não podia ficar me perguntando coisas sobre ele. Realmente queria conhecê-lo?

 

Depois que ele me indicou o que fazer, coloquei  ambos os pés em cada suporte ao lado da roda e me apoiei segurando nos ombros dele.

 

- Tudo certo ai? 

 

- Aham. - Tirando o fato de que não estava.

 

- Se segure firme. 

 

*** 

 

Passamos uma parte do caminho em silêncio, eu estava inquieto demais não sabendo se falava alguma coisa, se ignorava que peguei carona de bicicleta com um estranho no meio da noite ou se dava um soco na minha própria cara por ficar curioso sobre o que ele pensava.

 

- Como é o nome daquele hyung que estava atendendo junto com você? - Ele quebrou o silêncio. 

 

- Yoongi-hyung?

 

- Deve ser ele. 

 

- Por que quer saber? - Sou curioso sim.

 

- Ah, é que ele é bem legal, eu pedi pra ele pra colocar a conta no seu nome e ele pareceu fazer isso com gosto. - Ele jogou a cabeça um pouco para trás se divertindo com a situação. 

 

- VOCÊ FEZ O QUE? - Berrei em cima da cabeça dele e nisso me desequilibrei um pouco, ele soltou uma mão do guidão e segurou a minha no seu ombro rindo.

 

- Cuidado senão vai derrubar nós dois!

 

- Mentira que o Yoongi levou isso numa boa. - Ele voltou com a mão para onde estava antes. A vontade era de estrangular ele ali mesmo, mas acabaria matando nós dois, ou me fazendo quebrar uma perna.

 

- Eu falei que você estava me devendo e que podia perguntar pra você pra confirmar. 

 

- E eu pedi o lanche mais caro! Para a bicicleta, preciso bater em você. - Eu tava falando bem serio.

 

- Não vou! - Ele contestava rindo como se eu fosse a pessoa mais trouxa do mundo.

 

- Eu não to brincando Jungkook, você tem problema mental. Para agora. - Belisquei a carne macia das costas dele e ele se contorceu.  

 

- Ai! A gente vai cair. - Pra ele parecia um jogo e pedalou mais rápido, o que me fez segurar mais firme nele.

 

- Você me esperou até essas horas só pra me informar isso? Não tem medo de morrer? 

 

- Me senti um pouco mal mas agora to te dando carona pra pagar.

 

- Como se valesse a mesma coisa! - Bufei irritado e nada do que eu falava fazia efeito sobre ele, parecia que entrava por um ouvido e saía pelo outro. Ele com certeza tinha bosta na cabeça. Não quis discutir mais e fiquei imaginando o que faria com a cara dele pois de parar.

 

***

 

- Estamos quase chegando? - Ele perguntou não muito tempo depois de eu ter indicado o caminho para a minha casa. 

 

- Uhum.

 

- Está bravo comigo? - Podia sentir o sorriso no seu rosto pela forma que ele perguntava, minha sorte era não estar de frente pra ele.

 

- Tem que ter muita coragem e falta de bom senso para perguntar uma coisa dessa. 

 

- Está então? - Perguntou de novo mexendo os ombros.

 

- Mas é claro! Eu nem te conheço e já te odeio! Nunca conheci um pivete tão abusado sem respeito por alguém mais velho! - Indignação era o nome só que eu não o odiava, estava com raiva por ele ser irritantemente fofo! Grr. 

 

- Ah Jimin-ssi... queria causar uma boa impressão.

 

- Acho que você viveu num buraco a vida toda para não ter habilidades sociais decentes... pode parar que é ali o meu prédio. - Indiquei e ele foi parando devagar.

 

- Promete que não vai bater em mim? - Perguntou com uma voz manhosa e meu sangue ferveu, não sabia se era de raiva ou o quê, mas fiquei irritado e respirei fundo.

 

- Tá, tá! Só para ai! - Ele o fez e eu pulei para o chão cerrando os punhos.

 

Jungkook se encolheu esperando um tabefe mas eu não bati, meu corpo não se moveu como eu queria e fiquei bravo comigo mesmo. 

 

- Agora vai me explicar o showzinho todo? - Não me casaria até saber porque ele estava fazendo tudo aquilo, a pizza amassada e eu ter tratado ele um pouquinho mal não eram motivos suficiente.

 

Ele desviou o olhar para o outro lado e deu de ombros, parecia escolher as palavras certas à dizer e parecia envergonhado. 

 

- É que eu sou novo na cidade... Me mudei fazem 2 dias e eu ainda não conheço ninguém. - Coçou a cabeça dessa vez e olhou na minha direção. - Eu falei que queria causar uma boa impressão! Achei o hyung fofo e engraçado e quis te conhecer! Só isso. - Então teve coragem de dar aquele sorrisinho de coelho inocente, ele parecia uma criança fazendo isso eu quis me dar um auto soco. 

 

Jungkook tinha essa aura inocente e definitivamente ele era um retardado ambulante. Toda a minha raiva passou num instante e eu me identifiquei com ele, há uns meses atrás estava no lugar dele, sozinho numa cidade onde não conhecia ninguém. A nossa diferença é que eu sabia tratar bem as pessoas para conhece-las. 

 

- Você me dá nos nervos. - Apertei a minha têmpora com o indicador. 

 

- Vamos sair de novo? Prometo que podemos fazer algo divertido, não precisa pagar dessa vez. 

 

- Não saímos juntos, o que você fez foi extorsão. - Ele não podia realmente acreditar nisso.

 

- Não? - Inclinou a cabeça para o lado e ele com certeza tentava me convencer do contrário e quase conseguiu. 

 

- Não. - Falei por último. Mordia a minha bochecha internamente, de alguma forma eu sentia vontade de me auto mutilar porque o jeito manhoso como ele falava e olhava me causava uma sensação muito estranha.

 

Ficamos uns segundos em silêncio, como se estivesse esperando alguém falar primeiro que iria embora, não sei porque ainda esperava algo.

 

- Jimin-ssi... Me passa seu telefone? Assim te mando uma mensagem pra gente combinar alguma coisa.

 

- Você não tem amigos na escola ainda?

 

- Vou começar segunda e eu não sei como eles são, por enquanto só tenho você. - Engoli seco, precisava entrar tipo agora.

 

- Não somos amigos ta bom? - Ele obedientemente concordou com a cabeça mas começou a tirar o celular do bolso e me passou seu contato. 

 

Trocamos nosso kakao talk e curvou-se um pouco para se despedir, pareceu um pouco para baixo depois de eu dizer que não éramos amigos e também não sorriu. Fiquei parado na porta do prédio até não ver mais a bicicleta no fim da rua. O que estava fazendo comigo mesmo? Percebi a palma das minhas mãos vermelhas de tanto ficar me apertando. 

 

***

 

Quando entrei em casa Hoseok estava no sofá, desta vez sozinho, com a televisão ligada e mexendo no celular. Fui direto para a geladeira para pegar algo para beber porque minha garganta estava seca.

 

- Quem era o garoto? - Hoseok perguntou e eu olhei na direção dele.

 

- Está me vigiando agora? Não é possível. - Terminei de colocar suco no copo e fui para a direção do meu quarto.

 

- E o Yoongi? - Parei novamente.

 

- Já disse que a gente não tem nada, ele só dormiu aqui porque estava cansado, ele não veio aqui pra ficar comigo. - Expliquei mais uma vez. Hoseok não tinha o hábito de ficar perguntando o que eu fazia e deixava de fazer. 

 

- Por que é que você está em casa em plena sexta à noite? - Isso também era um fato raro, Hoseok nunca ficava em casa nas sextas à noite, sempre tinha alguma festa ou ia na casa de algum amigo, quando não trazia alguém.

 

Ele deu de ombros e voltou a focar a tela do celular, eu não iria ficar esperando uma resposta. 

 

- Jimin-ah. - Me chamou quando eu estava quase dentro do quarto, as pessoas deveriam parar com essa mania de ficar chamando o meu nome quando eu estava prestes a fazer alguma coisa.

 

- Que foi?

 

- Vamos assistir um filme? - Achei a sugestão dele bem nada a ver.

 

- Está carente é? 

 

- Sim. - Suspirei e fui sentar ao seu lado, o que eu não fazia pelas pessoas. 

 

- Você precisa namorar. - Comentei e ele jogou uma almofada na minha direção. 

 

- Não fala isso não doido. - Dei uma risada e depois ele me acompanhou.

 

- E a garota de ontem? Não vai mais sair com ele? - Ele fez uma careta.

 

- Não estou mais interessado.

 

- Você enjoa rápido, esqueci.

 

- Claro que não, só que ninguém é interessante depois de dois dias. - Levantei as sobrancelhas, ele não podia estar falando sério, meu olhar era de julgamento total então ele revirou os olhos e finalmente confessou: - Estou de olho em outra pessoa.

 

Com todo o respeito, Hoseok era uma puta. Balancei a cabeça negativamente, escolhia um filme na Netflix para assistir entāo ele me solta essa: - Você não tem nada com o Yoongi mesmo né? 

 


Notas Finais


Nos vemos no próximo. Tem alguma coisa que gostariam de ver na história??


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...