História Ele Está Só Na Sua Mente - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Jeff The Killer, Lendas Urbanas, Slender (Slender Man)
Visualizações 20
Palavras 336
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Escrevi no metrô e quase morri para publicar isso. Me adorem.

Capítulo 1 - Capítulo Único


É verdade, todas as crianças são bem criativas. Quando se é criança, a imaginação voa. Para o paraíso ou para o inferno. E é isso que eu achei que ele era. Imaginação. Mas tudo ficou tão claro nessa noite. Num sonho, estava acorrentada numa montanha russa, preto e branca. Eu não ando de montanha russa desde criança. Desde que tinha 8 anos, nunca mais fui num parque de diversões. Mas quando o mundo lá fora se apagava e eu entrava no mundo dos sonhos, era o único lugar que eu visitava. E isso não acontecia desde os 17 anos, quando comecei a frequentar um psiquiatra e tomar remédios para bloqueio de sonhos. E apesar desse remédio, Jack Risonho ficou mais forte nesses últimos anos. Isso não o impedia de entrar na minha cabeça.

E é o único lugar em que ele está. Na minha cabeça. O medo está só na minha mente. Mas ele me controla o tempo todo. A noite toda. E eu não quero mais dormir. Tenho medo do que pode acontecer, o que ele pode fazer.

E esse maldito palhaço, aquele maldito parque, parece que tinha tudo sido feito para me destruir, quebrar meu psicológico em pedacinhos. E está funcionando.

Ele escolhe crianças. Pessoas inocentes. Até poder destrui-las por dentro, tornar as coisas que elas mais gostam nos pesadelos mais grotescos.

Mas um dia eu vou esquece-lo. Não vou mais testemunhar a loucura dele. Não vou me lembrar do seu nome. Nesse dia, depois do meu último suspiro, estarei morta. Livre das garras dele. Das músicas infantis e dos brinquedos.

Eu não sei quanto tempo eu tenho. Eu sonho com as trevas, durmo quando não aguento mais somente para encarar a morte.

Mas eu preciso alertar vocês. Vocês que são jovens. Fiquem longe dos circos, dos parques e das caixas de músicas. Evite tudo que seja monocromático, por precaução.

     Não abra as portas para o palhaço assassino. Ele está só na minha mente. Mas ele não vai embora até que eu esteja morta.


Notas Finais


Obrigada por ler.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...