História Ele pisicopata, Ela suicida - Capítulo 17


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 16
Palavras 376
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, LGBT, Literatura Feminina, Luta, Mistério, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 17 - 17



Luara

Bateu o sinal para sair, eu e minha parceira Victoria nos damos muito bem, nunca havia reparado nela, assim como ela nunca havia reparado em mim, ela era outra excluida da escola que também não tinha amigos, sua pele morena e seus cabelos cacheados que caiam na cintura e seus olhos castanhos me passavam uma certa afinidade, ela era uma garota risonha e alegre, aqueles que você acaba de conhecer e se apaixona, me pergunto por que não a conheci antes.

Claro que não iria deixar Pedro de lado por causa dela, mais era otimo saber que ambas não estariam mais sozinhas.

— Já volto Vic. — Ela concordou, caminhei em direção a Pedro, coloquei minha mão em seu obro e ele se assustou e me olhou, parecia super amedrontado e não tinha nada daquele Pedro que conheci. — Está tudo bem? — Foi a única coisa que consegui dizer.

— Está sim. — Sorriu. — Vejo que fez uma amiga. — cruzou os braços e olhou para Vic.

— Ela é legal, estamos indo juntas lá para fora, vêm com a gente?

— Podem ir sem mim, acho que tem muito o que conversar. — Concordei e me despedi.

Saimos em direção ao patio da escola e sentamos num banquinho vazio, voltei a lembrar do modo estranho em que Pedro agiu.

— Você gosta dele? — Vic quebrou meus pensamentos.

- Uhm? O que? — Riu com a minha reação.

— Você gosta dele? — Perguntou novamente.

— Do Pedro? Não! Somos apenas amigos. — Continuou a rir, ela tinha o sorriso lindo.

— Percebi como você age ao falar dele e ao falar com ele. — Neguei rindo. — Vai me conta Lua!! — Implorou.

— Não tenho nada pra falar, ele é meu amigo só isso. — Rimos. — Mas que ele esta estranho, isso ta.

...

A Hora passou rapido, bateu o ultimo sinal. Guardeu meu material e olhei para Pedro, ele jogou tudo na mochila e saiu sem falar nada, eu sabia que algo estava acontecendo e queria saber o que era, mais como iria futricar sua vida? Ele não me permitia saber sobre ele, ele era tão obscuro e sombrio que de certa forma me faziam não querer saber seus segredos.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...