História Ele te (ch)ama (de) idiota! (Yoonseok;Sope) - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias Agust D / Suga, Bangtan Boys (BTS), Black Pink, Got7, Loona, Red Velvet
Personagens BamBam, Irene, Jackson, Jennie, Jeon Jeongguk (Jungkook), Jisoo, Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Lisa, Mark, Min Yoongi (Suga), Olivia Hye, Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Rosé, Seulgi, Wendy, Yeri
Tags Bts, J-hope, Jikook, Jimin, Jin, Jung Hoseok, Jungkook, Min Yoongi, Namjoon, Seokjin, Sope, Suga, Vkook, Yaoi, Yoonseok, Yuri
Visualizações 150
Palavras 1.368
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Lemon, LGBT, Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 15 - XII. É que eu sou fraco, frágil e estúpido pra falar de amor


  Um dia normal, Yoongi andava pelas ruas, mas, de repente, teve a boca tampada por um pano, o amordaçando, acordou horas depois, amarrado, sem roupas, uma dor infernal no corpo, olhou os lados e sentiu uma mão passear pelo seu corpo, era o pai de Hoseok, ele havia estuprado o garoto, fez isso pelo menos umas 5 vezes enquanto estava desacordado, e repitiu o ato quando Yoongi acordou, aquele liquido podre dentro de si, estava se sentindo horrível, foi estuprado a noite toda, foi horrível para si, ele chorava, mais e mais, e quando finalmente conseguiu fugir, voltou para casa, se jogando no colo de Hoseok.

—S-SEU PAI ME ESTUPROU!

  Hoseok não acreditou, achou que era uma brincadeira para o fazer ficar contra seu próprio pai, então, bateu em Yoongi.

—CALA ESSA BOCA!

  Hoseok e Yoongi tiveram uma briga, das feias, e Yoongi, sem pensar duas vezes, arrumou suas malas e foi embora, para DaeGu, Hoseok o xingou de todos os nomes possíveis e o trocou por uma garota, Yoongi novamente foi traído, mas, dessa vez, estava decidido a não ser mais trouxa como foi das últimas vezes, não aguentava mais se entregar e depois tomar no cu, foi para DaeGu, e lá, começou uma vida nova, mas, ele queria não ser trouxa, mas não conseguia nem tirar a aliança do dedo.

   Os dias se passaram, Yoongi bloqueou Hoseok no seu celular, excluiu seu número, tirou o garoto de sua vida, todos os dias Hoseok mandava mensagem, mas elas nem chegavam, e as vezes que conseguia ligar para Yoongi, recebia uma ligação rejeitada, seu coração apertava mais a cada dia, mas se mostrava orgulhoso por voltar a ser hétero a seu pai, mas, logo que sua namorada ia embora, ele se derramava nos prantos em seu travesseiro, Yoongi não era diferente, só sabia chorar e se lamentar, Hoseok fazia uma falta desgraçada em sua vida, até que um dia, não aguentou mais aquilo, pegou suas lâminas, suas coisas e, em uma noite chuvosa, saiu com seu carro, sem dar satisfação a seus tios, saiu, a 130 quilômetros por hora em uma rua onde o máximo era 70, e se envolveu em um acidente, Yoongi capotou o carro, e estava entre a vida e a morte quando a polícia chegou, minutos antes do acidente, ele estava em uma ligação com Hoseok, bebendo todos os tipos de bebidas alcoólicas possíveis.

—EU TE ODEIO! VOCÊ NÃO ACREDITOU EM MIM, SERIA ÓTIMO SE EU MORRESSE, NÃO SERIA? EU TE ODEIO, JUNG HOS-

   Foram as últimas palavras que Hoseok ouviu na ligação, antes de ouvir um estrondo e a ligação cair, abaixou a cabeça, sem reação, e desabou no choro.

   Yoongi foi encontrado na pista, ensanguentado, logo o levaram para o melhor hospital dalí de perto, o hospital de Seul, e lá, cuidaram do garoto.

"Está em Coma..."

    Foram as palavras que Wendy, a melhor amiga de Yoongi ouviu naquela noite e desabou, caindo de joelhos, ao lado da maca de seu irmão mais velho, mesmo que fosse de consideração.

     Os meses se passaram, Hoseok estava cada dia mais preocupado, cada dia sem ouvir notícias de Yoongi, e olhou seu estilete.

—Não deve doer tanto...

     Hoseok pegou e passou no braço, só que, não sabia que na vertical seria ruim, e assim o fez, desmaiando, sendo levado para o mesmo hospital de Yoongi, sem saber.

      Acordou com uma gritaria em volta de si, até que escutou um médico falar a seu lado.

—O paciente da sala 306 está em estado crítico, o coração está parando de bater!

—TODOS OS MÉDICOS LIVRES, PARA A SALA DE MIN YOONGI!

      Calma, Min Yoongi, o Min Yoongi que estavam falando era o mesmo que chamava de Suga? Seu melhor amigo e namorado?

—Q-Que Min Yoongi?— Perguntou para a médica que estava alí consigo.

—Nascido em Daegu, 25 anos...

—E-Ele é meu... — Pensou duas vezes, mas ignorou que provavelmente seu pai ficaria bravo com ele.— Meu Namorado! O que aconteceu com ele?

—Se envolveu em um acidente... Está em coma a 3 meses...

     Tudo se encaixou, por isso não recebia notícias de Yoongi, por isso não sabia mais sobre ele, ele estava em estado de vida ou morte, seu coração doeu, se levantou sem a permissão da médica e segurou na haste que estava seu soro, e foi andando com ela pelo hospital, procurando a sala de Yoongi, quando achou, entrou na mesma, vendo Yoongi, seu namorado, desacordado alí, todo ligado a máquinas, fraquejou e caiu, chorando, sentiu os braços de sua mãe envolta de si, e ficaram alí, a madrugada inteira, Wendy abraçou Hoseok e os dois se confortaram.

   Hoseok recebeu auta no dia seguinte, mas ficou no hospital, todos o dia, alí, de acompanhante para seu Min Yoongi, percebeu que Yoongi estava com a aliança, e voltou a chorar, ele se sentia um monstro, Yoongi não desistiu de si depois de tudo aquilo, se levantou e foi para casa, Puxando seu pai junto consigo.

—Pai, você estuprou o Yoongi?

—Q-Que pergunta é essa?

—Por que, meu filho?

—P-Pai, você estuprou o Yoongi?

—H-Hoseok, e-eu...

—Você estuprou o Yoongi... — Hoseok afirmou, olhando-o com raiva. —Ele está em coma por sua causa! EU TE ODEIO!

   Hoseok gritou, fazendo até o cachorrinho se encolher, começou a chorar e saiu dalí.

—EU NÃO QUERO MAIS OLHAR NA SUA CARA! VOCÊ É UM CAFAJESTE! UM CACHORRO! UM SAFADO! UM FILHO DA PUTA! EU NUNCA MAIS VOU TE CHAMAR DE PAI!— Gritou da porta, sentindo a garganta arder, olhou o homem, com raiva nos olhos. — QUERO QUE VOCÊ VÁ APODRECER NO INFERNO! VOCÊ ESTUPROU O MEU NAMORADO! MEU NAMORADO, PAI! MEU NAMORADO!

   Hoseok deu as costas, pegou suas malas e foi para o hospital, e passou todos os dias alí, chorava de mais, pedia desculpas por não ter acreditado em Yoongi, pedia desculpas por ter o traído, ele só queria voltar atrás e impedir que aquilo tivesse acontecido.

—O p-papai vai voltar, ele vai te conhecer meu amor...

   Hoseok disse sozinho, acariciando a barriga, que crescia mais a cada dia.

{ }






   6 meses se passaram desde o acidente, era uma madrugada de um domingo, quando Hoseok acordou com uma dor na barriga, um chute, se levantou e foi para a ultrassom, já que a médica tinha o chamado, pela primeira vez em meses, chorou de alegria, voltou para a sala e se debruçou sobre Yoongi, beijando sua mão.

—Meu amor... Estou tão feliz, acorda pra mim poder te contar...

   Hoseok entrelaçou seus dedos ao de Yoongi, juntando as metades, formando o coração completo  suas alianças eram decoradinhas daquele Jeito, olhou as alianças e sorriu bobo.

—É que eu sou fraco, frágil e estúpido pra falar de amor, mas se for com você, eu vou! Eu gosto de você...

   E foi ao som daquela musiquinha, daquela voz e da lágrima solitária que escorreu do olho de Hoseok, caindo nas alianças que Yoongi acordou e abriu os olhos com calma, sentindo aquelas luzes infernais invadirem o quarto, escutou um "pi, pi, pi", uma música e uma voz que ele sabia muito bem quais eram, que levantou o olhar, e viu a última pessoa que achou que veria alí, Jung Hoseok.

—A-Amor?

—D-Desculpa! Eu q-quero voltar com tudo!

 

   Hoseok se levantou e se jogou nos braços de Yoongi, o abraçando, chorando mais e mais, sussurrando alguns "eu te amo" e "desculpas" no ouvido do mais velho.

—E-Eu vinha te visitar todos os dias! E-Eu achei que você nunca mais ia acordar! Me desculpa por não ter acreditado em você! E-Eu prometo te fazer feliz!

   Yoongi segurou as bochechas do garoto e deixou um selar em seus lábios.

—E-Eu apertava a aliança nas minhas mãos todos os dias, eu implorava para voltar no passado e não ter brigado com você, e não ter te deixado ir embora! Eu achei que eu ia te perder pra sempre!

—Calma amor, eu 'tô aqui agora...

   Hoseok limpou as lágrimas e se separou, Yoongi pousou as mãos na barriga do garoto e o olhou, arregalando os olhos.

—É-É uma garota, você vai ser p-pai, Yoongi! V-Você vai ser pai!

   Yoongi mordeu o lábio inferior, sentindo as lágrimas brotarem em seus olhos, olhou Hoseok e engoliu a seco.

—E-Eu vou ser pai?

—Vai Yoongi! V-Você vai ser pai!

   Yoongi abraçou o garoto e o puxou para o melhor beijo, o beijo mais fofo, intenso e apaixonante possível.


Notas Finais


aaaaaaa


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...