1. Spirit Fanfics >
  2. Elementar >
  3. I - Furacão - Graeth Margory

História Elementar - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Olá leitor,
Essa é uma nova e longa história que vem a seguir. Costumo postar coisas que terminam em um capítulo, mas dessa vez será diferente. Aguardo vocês.

Capítulo 1 - I - Furacão - Graeth Margory


Fanfic / Fanfiction Elementar - Capítulo 1 - I - Furacão - Graeth Margory

Graeth Margory

20 anos

Horas antes de sua morte terrena


- Feliz aniversário. 

E era assim, como sempre foi todos os anos, que aquele simplório dia se iniciou- ou terminou, se levarmos em conta as horas que já haviam se passado, refletidas nas sombras que dominavam o cômodo-. Sozinha.

 Como sempre havia sido afinal.

  Suspirou, analisando tudo aquilo a que se submeteu durante longos anos, analisando o tártaro que se formava dentro do peito, alimentado, involuntariamente, de forma abundante. A realidade do seu eterno fracasso. Quando se deu conta, seus olhos permaneciam vidrados ao teto do apartamento, encarando a lâmpada solitária que brilhava fraca pelo recinto. Seu lar, como insistia em dizer a si mesma. Antes disso, uma enorme âncora parecia esmagar seu peito a simples menção de recordar. A simbologia de amar já lhe era uma tortura.

 Um único cômodo, de certa forma suficiente a suas rasas ambições pessoais e profissionais. Teias de aranha preenchiam ambos os cantos das sofridas paredes que exibiam uma exótica tintura mostarda, descascando pelo tempo que já se foi passado. Embaixo de toda aquela espalhafatosa cor, uma tonalidade estranha que não combinava em nada com o que estava ali gritava sua presença, em total desarmonia com o que se via. Enormes manchas de mofo surgiam como monstros pela parede, exigindo uma reforma urgente que nunca veio. Tudo seguia como há de seguir: sem qualquer reparação.

Aquela data já não fazia mais sentido. Tantos anos comemorados sozinha naquele mesmo lugar já lhe eram tão monótonos que nada mais importava em dizer, já era besteira. Seu olhar cansado insistia em pousar sobre a foto tão familiar a ela, sempre ali no criado mudo, empoeirada, onde representava uma vida passada que já não fazia mais parte da sua realidade. 

Seus olhos pousaram sobre o negro tecido que tapava metade de seu corpo, passando lentamente sobre a mancha branca em sua perna exposta. Suas cicatrizes não eram só psicológicas, eram eternas em seu meio social e emocional, mascaradas a simbologia do existir, e aquela estava ali com intuito de lembrá-la todos os dias.

Um estranho som começou a ecoar pelo ambiente. Já não se recordava das épocas em que ligações amorosas eram dirigidas a sua casa, por uma única e inexistente pessoa. Só pode ser algum cobrador, resmungou mentalmente enquanto se levantava da cama, a fim de resolver aquilo que a tirava de sua paz.

   Com dificuldade removeu o edredom, revelando o corpo nu e angelical que sempre se orgulhou em possuir, exceto pelo terrível legado que trazia em sua pele.

Sua mão se aproximou lentamente do objeto, até que não se pode ouvir mais nenhum toque. O silêncio reinou por um instante, instante esse que pareceu uma eternidade. Em seguida veio sua própria voz, para ela familiar, comunicando a mensagem da secretária eletrônica. Distraidamente seguiu até a bancada americana a fim de preparar um Black coffee enquanto ouvia quem quer que fosse. Quando a última palavra ecoou ao redor, sentiu como se uma mão invisível acertasse seu rosto, cambaleando em direção a um ponto de apoio. Ao longe, a caneca de cerâmica podia ser ouvida ao quebrar, irreparável, como tudo sempre foi: sem qualquer concerto.

O café queimava sua perna, mas isso não importava. Seus pés descalços dividiam o espaço com os pequenos cacos que eram distribuídos por todo o lugar, a excepcional semelhança de um campo minado, onde a maior bomba, era dita ao telefone.



Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...