História Elementos - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Olá galera!
Esse é o último capítulo de hoje. tenham uma boa leitura, e até la embaixo!

Capítulo 4 - A final do torneio


 

Samo e Biju foram na frente encontrar Daniel, Amanda e Samuel. A garota além da típica roupa usava um boné preto.

Samo levava uma sacola com refrigerante e alguns salgadinhos, pois, segundo Amanda, os lanches do estádio eram incrivelmente ruins.

Na esquina do ginásio estavam eles.

As expressões no rosto de Samuel e Amanda indicava que Daniel os estava atazanando.

Ao chegarem mais perto, Biju viu a tabela:

Samo riu da reação de Daniel após ele ver que enfrentaria Gabriel Vitória.

-Cara! Exclamou Daniel admirado- ele é o cara mais forte dos semifinalistas!

Seu irmão riu e disse:

-Parece que alguém vai perder a aposta.

Samo olhou a lista e disse a Biju:

-Uma grande luta será Dionatan e Talia...

-Sim ainda mais agora que eles tão competindo.

Amanda deu uma olhada para a recepção e disse:

-Acho melhor irmos entrando pessoal, antes que comece...

Daniel se separou do grupo e foi em direção ao vestiário.

Quando o trio se sentou numa arquibancada, puderam ver as mudanças do estádio desde as oitavas de final.

O estádio era um grande círculo, no meio havia um gramado muito grande com duas arvores e várias plantas rasteiras. Ao lado de uma das arvores tinha um banco de madeira, nele estava Sandro Saretto, o juiz da partida.

Foi as 14 horas que a voz de Sandro soou no microfone.

- Vamos dar início a primeira luta das semifinais do Torneio de Elementos- Terra. Chaiane contra Munik.

As duas garotas saíram de dentro do vestiário e se puseram no centro do estádio.

Enquanto Sandro falava sobre as regras, Samo fora ao banheiro, na verdade, ele tinha ido dar uma volta ninguém merecia ver aquela melação entre Sean e Moraes.

Na volta ele viu Diego, Maiara e Muriel, não junto, mas em lugares diferentes. Quando Diego o viu disse:

- E aí Samo! Firmeza?

- E aí cara! Com certeza!

Samo foi onde Biju estava, com os refrigerantes, junto de Mônika. Samo encarou a Mônika e ela lhe disse:

- Não é bom ver a Munik apanhar um pouco?

Samo a encarou:

- Você está torcendo para a Chaiane?

- Claro que não! - Exclamou Mônika num tom quase ofendido- Só não quero que seja fácil.

Mônika riu e Samo voltou para o seu lugar.

Samo então pôde reparar nas pessoas que iam lutar.

Munik era loura de cabelos até as panturrilhas com uma única mecha rosa no meio. Usava uma um vestido rosa e branco curto e uma legue até os joelhos de uma rosa bem clara, os olhos eram castanhos e a pele branca, ela não parecia ter força muito grande, pois era um tanto quanto miúda.

Chaiane por outro lado possuía cabelos negros atados a um rabo de cavalo que alcançava o meio das costas, tinha os olhos negros e a pele um pouco mais escura, usava uma regata branca e uma legue preta. Ao contrário de Munik, Chaiane possuía uma forma física maior, tendo até alguns poucos músculos.

Sandro usando sua típica blusa azul-marinho declarou:

- Que a luta comece!

Elas se encararam por alguns segundos então Munik atacou. Ela correu na direção de Chaiane e tentou dar-lhe um soco no rosto, mas Chaiane se protegeu com os braços. A Morena revidou um soco que acertou em cheio o queixo de Munik a derrubando para trás. O público solta um “uuuuh” imaginando a dor de Munik.

A loira porem rapidamente se levanta e ergue os punhos. Chaiane não lhe dá folga, avança com tudo. Munik recua um passo estufa o peito e dá um grande sopro.

A torcida de Munik vai a loucura quando Chaiane voa para trás com o sopro de Munik o qual ela chama:

- Fôlego de tornado.

Chaiane se levanta e com a cara amarrada exclama:

-Nuvens assassinas!

Ela abre os braços e duas nuvens descem do céu e ficam ao seu lado. Chaiane aponta os braços para Munik e as nuvens tomam forma de estrelas ninja avançando contra Munik.

A loira toma um impulso e pula, ao ver da admirada plateia, 10 metros de altura se esquivando das nuvens.

Ela olha ao redor enquanto cai lentamente e vê Chaiane a fitando. Uma das nuvens então passa raspando seu rosto, Munik perde o equilíbrio e cai no chão. Seus loiros fios de cabelo pairam pelo ar.

Por falar em cabelos, numa velocidade incrível Chaiane agarra Munik pelos cabelos e a arrasta para perto do banco e quando vai lhe acertar um soco é atirada contra a arvore.

Mônika segura o braço de biju dizendo:

-Ela pegou no cabelo dela!

Munik tinha o rosto coberto de terra, um filete de sangue escorria de seu supercílio e havia ira em seus olhos. Seu cabelo rosa levitava.

Chaiane ordenou suas nuvens a atacarem Munik novamente, mas a loira as dissipou com um aceno de mão. Chaiane tentou acertar Munik porem a loira exclamou:

-Dispersão de ar!

Chaiane foi atingida em cheio e jogada para as arquibancadas, ela só não caiu porque Márcia, a vice-diretora a salvou.

Sandro se levantou do banco e disse:

- Munik Cavalheiro é a vencedora!

As arquibancadas estremeceram, tanto de crítica quanto de festa.

Márcia pousou com Chaiane e perguntou se estava tudo bem, Chaiane não respondeu apenas seguiu a passos pesados em direção a Munik. Todos prenderam a respiração.

Chaiane então estendeu a mão à Munik dizendo:

-Foi uma ótima luta.

Samo então percebeu que junto de Márcia estava Maria Luiza. Elas falavam sobre algo, pareciam aflitas. Talia e Dionatan já chegavam para a segunda luta. Foi então que Maria Luiza gritou:

-SE ABAIXEM!!!


Notas Finais


Bom galer, espero que tenham gostado, o próximo capítulo será postado dia 18 de janeiro, sábado.
comentem qual a opinião de vocês, se há algum erro e tals.
até a próxima.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...