História Em busca da luz - Capítulo 19


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Amor, Bangtanboys, Bts, Drama, Jikook, Jimin!bottom, Jungkook!top, Kookmin, Namjin, Romance, Sexo, Taeyoonseok
Visualizações 44
Palavras 1.167
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Ficção Científica, Hentai, Lemon, LGBT, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shounen, Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 19 - Capítulo 18


Fanfic / Fanfiction Em busca da luz - Capítulo 19 - Capítulo 18

Pov jungkook 

 

Ainda estava em choque pelo oque aconteceu. Olhava para jimin que dormia calmamente na cama do hospital, estava calma agora porque a momentos antes ele acordou, se desesperou, teve uma crise de pânico e foi sedado para não se machucar mais. Ele havia se machucado bastante durante a briga contra a assassina. 

 

Fiquei chocado quando vi eles lutando naquela madrugada, eu não conseguia entender porque o jimin também tinha poderes, na verdade talvez eu soubesse o porque mas não queria acreditar.

 

Naquela madrugada, após ele ter gritado comigo percebi que só estava atrapalhando, então resolvi sair de lá. Meia hora depois ele aparece na frente da minha porta, todo ensanguentado e por um fio de perder a consciência, e oque mais partia meu coração é que não parava de escorrer lágrimas pelo seu rosto.

 

Eu não sabia oque estava acontecendo, porque suga ficou lá em casa? Porque jimin tava lutando contra uma assassina? Porque jimin ficou tão machucado? Porque ele estava chorando? Estava totalmente perdido.

 

Voltei a olhar sua face, estava totalmente calmo, dormia profundamente, ele era tão lindo. Me levantei e me aproximei dele, alisei levemente seu rosto com as costas da minha mão. Porque mesmo dormindo ele tinha uma expressão triste em seu rosto? 

 

Não importa oque tinha acontecido, nem oque jimin tinha feito, resolvi que eu iria protegê-lo.

 

Me aproximei de seu rosto e dei um selinho demorado em seus lábios. Depois me separo e volto a sentar na cadeira.

 

Dou um suspiro e abaixo a cabeça na tentativa de tentar entender tudo, oque não estava funcionando.

 

Minha atenção é roubada pelo barulho da porta se abrindo, era suga. Ele se aproxima de jimin e fica com uma expressão triste, depois vem e se senta na cadeira ao meu lado.

 

— suga— chamo sua atenção e ele olha para mim— será que você pode me explicar oque tá acontecendo?

 

Ele pareceu hesitar de início mas começou a falar.

 

— o irmão mais novo de jimin apareceu na casa dele a uns 3 dias atrás, ele me viu, e depois foi embora dizendo que ia dizer ao seu pai— sua expressão fica ainda mais triste— o pai de jimin mandou um assassino para me matar, por isso jimin mandou eu ficar com você, ele disse que era mais seguro, ele me disse que iria me proteger— lágrimas começam a escorrer pelo seu rosto— jimin tá daquele jeito, naquela cama por minha causa— seu choro se intensifica, fazendo-o soluçar— se ele não tivesse me conhecido, ele não estaria daquele jeito.

 

Abaixa a cabeça e passou a chorar por vários minutos, eu não fiz nada só respeitei seu momento. Eu não conseguia chegar a uma conclusão, o pai de jimin tinha ligação com a facção de assassinos? Eu não sabia.

 

Depois de alguns minutos, suga se acalma e para de chorar. 

 

Namjoon aparece na porta e me chama para o corredor, e assim fiz.

 

Ele me olha sério e fala.

 

— jungkook oque eu vou te falar agora é muito sério e você tem que ser forte— eu já estava com medo— é sobre o jimin.

 

Namjoon passou uma longa hora me explicando tudo. Eu já desconfiava de uma parte do que ele disse mas não queria acreditar. Ele me disse que jimin era um assassino da facção, na verdade toda a família de jimin, a assassina que agora estava morta era a irmã mais nova dele, ele a matou.

 

Minha mente agora estava um caos, Namjoon já tinha ido embora e eu fiquei no corredor. Quis pensar um pouco antes de voltar a olhar para jimin. Eu não queria acreditar que a pessoa que eu amava era um assassino, sim, eu estava apaixonada por jimin, pior hora que vim descobrir isso. Devia ter uma explicação pra isso, ele com certeza não matava por vontade própria, ele com certeza foi obrigado. Isso era oque eu queria acreditar.

 

Escutei uma movimentação dentro do quarto, logo veio em mente que jimin possa ter acordado, eu queria conversar com ele, então entrei no quarto. Suga falava com ele, perguntava se ele estava bem, mas ele não respondia nada, ele tinha um olhar vazio, tão vazio que chegava a ser assustador.

 

— suga, será que você pode me deixar falar com o jimin?— ele assente e sai do quarto.

 

Me aproximo dele, e ele continua olhando para o nada. Eu estava com medo de saber a verdade, eu não queria acreditar.

 

— jimin— ele não olha pra mim— será que a gente pode conversar?— ele assente.

 

— você é um assassino da facção?— pergunto meio receoso.

 

— sou— fala seco, então era verdade.

 

— porque? Porque você aceitou matar tantas pessoas?

 

— porque é meu trabalho— fala com um olhar sem vida. Eu não posso acreditar que ele não sentia nada enquanto matava as pessoas, esse não era o jimin que eu conhecia.

 

— porque era seu trabalho?— falo incrédulo— isso não te faz no direito de matar os outros!— elevo mais o tom de voz.

 

Ele não demonstra reação, só continua olhando para o nada.

 

— será que você não sente remorso de ter matado tanta gente?— estava começando a ficar irritado, como ele pode falar tudo isso numa tranquilidade tão grande? Ele matou 40 pessoas, isso não era nada pra ele? Meus pensamentos começaram a ser tomados pela raiva.— será que você não entende? Foram 40 vidas que você tirou, 40 famílias que você destruiu!

 

Ele finalmente olha pra mim, seu olhar antes vazia agora estavam cheios de lágrimas, as lágrimas desciam e ele tinha um olhar doloroso.

 

— claro que eu sei— olha pra baixo— mas oque eu posso fazer? Nada que eu faça vai fazer essas pessoas voltarem a vida, não adianta o quanto eu chore não vou me livrar da dor de ter matado todas essas pessoas, nada vai fazer minha irmã voltar— fecha os olhos— eu não consigo mudar oque já fiz.

 

— jimin...

 

Não conseguia dizer mais nada, ele chorava descontroladamente, então isso quer dizer que ele se arrepende? Eu me sentia culpado de ter pressionado tanto ele, eu não sabia de nada e fiquei o culpando. Eu sou o pior.

 

— jimin me— ia me desculpar mas sou interrompido.

 

— já chega Jeon— tae entra no quarto— o psicológico dele já era, ele está preso em um trauma, não o pressione mais.

 

— tae... eu não queria deixá-lo assim— olho para jimin.

 

— tá tudo bem, agora você vai pra casa e eu vou cuidar dele.— ele sorri pra mim tentando passar confiança— agora é minha vez de fazer meu trabalho.

 

Apenas assenti, olhei uma última vez para jimin que continuava chorando e sai da sala. Meu coração doía, eu sofria por jimin, ele parecia estar sofrendo tanto e eu só fiz piorar a situação.

 

Com certeza jimin seria preso, já que ele havia matado tanta gente, mas eu faria o meu possível para diminuir sua pena. Eu sinto que jimin não fazia porque queria, ele é só mais uma vítima e eu vou provar isso para os meus superiores. Eu não vou deixar jimin sofrer ainda mais.

 


Notas Finais


Gostaram???


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...