História Em busca da luz - Capítulo 34


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Amor, Bangtanboys, Bts, Drama, Jikook, Jimin!bottom, Jungkook!top, Kookmin, Namjin, Romance, Taeyoonseok
Visualizações 149
Palavras 1.288
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Ficção Científica, Hentai, Lemon, LGBT, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shounen, Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 34 - Capítulo 33


Pov jungkook 

 

Estava deitado em minha cama, já havia chorado a manhã toda, estou cansado, não tenho vontade de fazer nada, não tenho cabeça para nada a não ser pensar em jimin. Aquilo estava acabando comigo, como foi acontecer uma coisa assim com ele? 

 

Era tudo culpa minha, se eu não o tivesse feito colaborar com a polícia isso não teria acontecido. Sou um lixo, um inútil, quem deveria ter morrido era eu, não ele. 

 

As lágrimas voltavam a escorrer e eu não podia controlar, meu coração doía tanto, a única pessoa que amei acabou daquele jeito. Eu sou tão lixo que ainda não tive coragem de ir vê-lo no hospital, não quero vê-lo sofrendo. 

 

— Porque você tinha que me deixar jimin?— não conseguia mais controlar meus soluços— PORQUE?— minha garganta ardia.

 

Me encolhi na cama com a intenção de chorar até dormir como havia feito na noite anterior. Queria poder voltar no tempo e nunca ter levado jimin para aquela balada, queria vê ele aqui ao meu lado, queria beija-lo, abraçá-lo mas não posso fazer nada.

 

— jungkook?— me assusto e viro para porta, era taehyung, ele tinha um semblante triste, começa a caminhar em minha direção— não chora kookie— limpa minha lágrima e me abraça.— eu sei que é difícil mas você tem que superar.

 

— como eu vou fazer isso taehyung?! Eu amo jimin!— elevo meu tom de voz— não sei mais como vou seguir a minha vida— falo triste e ele me aperta mais em seu abraço.

 

— você vai conseguir jungkook— alisa meu cabelo.— jimin com certeza não ia querer ver você sofrendo assim.— as lágrimas voltam a descer.

 

— eu não quero perdê-lo tae— volto a chorar muito, não conseguia mais controlar, abraço tae com força. 

 

Jimin por favor não se vá.

 

[...]

 

Pov jin

 

Já havia perdido as vezes de quantas vezes já tinha olhado para jimin nessa cama e sentido uma dor em meu coração. Meu pequeno não merecia isso, só de vê-lo assim faz meu coração doer, só de pensar que daqui a pouco tempo não poderei vê-lo nunca mais, eu não aguento.

 

Me aproximo de sua cama e aliso sua bochecha. Tão fofo. As lágrimas escorriam, porque uma pessoa tão boa tinha que passar por isso? Porque a vida foi tão injusta com ele assim?

 

— me desculpa jiminie, não pude fazer nada por você— meu choro se intensifica. Encosto minha testa na sua.— você não sabe mas foi você que iluminou a minha vida, eu não tenho família, não tinha ninguém de importante mas então você apareceu e minha vida criou cores— levanto minha cabeça e analiso seu corpo, isso me deixou mais triste ainda, seu corpo tão bonito estava cheio de tubos, de cortes, machucados, curativos, era tão triste.— você não é só um assassino, você não é um monstro, para mim você foi um anjo que veio me salvar.— dou um último beijo em sua bochecha e me afasto.

 

Só de imaginar que nunca mais poderei conversa com meu jiminie, é uma dor tão insuportável. Me sento no sofá do leito do hospital e abaixo minha cabeça. Permito que minhas lágrimas escorram a vontade. 

 

— jin você está bem?— sinto alguém tocar meu ombro e quando olho, era namjoon, ele havia me ajudado muito esses dias para cuidar do jimin, sou muito grato a ele.

 

— estou bem, obrigado namjoon— limpo minhas lágrimas.

 

— pode chorar jin, é sempre melhor chorar para tirar as tristezas do corpo.— fala triste.

 

— eu já chorei muito, jimin não ia querer ver ninguém chorando por ele— essa é a verdade, jimin era esse tipo de garoto, um menino puro e gentil, se preocupava mais com os outros do que consigo mesmo.— mas tá impossível não chorar— meus olhos enchem de lágrimas de novo— desculpe mas não vou aguentar— volto a chorar e me surpreendo pois recebi um abraço do mesmo.

 

— tudo bem jin, eu vou ficar aqui até você está melhor.— alisa meu cabelo e eu me sinto confortável ali em seus braços.

 

— obrigado namjoon.

 

Fecho meus olhos e me permito chorar até não haver mais lágrimas.

 

[...]

 

Pov yoongi 

 

Já havia visto jimin mas não tive coragem de continuar no quarto com ele, sei muito bem que sempre que eu olhasse para ele iria acabar voltando a chorar, e eu não queria chorar mais. 

 

Estava sentado numa das cadeiras do corredor do hospital pensando em minha vida, em jimin e como seria a partir de agora, não consegui pensar em nada.

 

— oi— saio dos meus pensamentos e olho para quem me chamou, era um dos caras que estavam aqui antes, ele era policial eu acho— você é yoongi né, meu nome é hoseok mas pode me chamar de jhope— fala com um sorriso meio triste e se senta ao meu lado— como está o jimin?

 

— do mesmo jeito de antes— quase volto a chorar só de lembrar dele.— como você conheceu ele?— era a pergunta que não saia da minha cabeça, ele não parece ser muito próximo do jimin.

 

— foi na prisão, eu era seu carcereiro— fala triste— sempre que via jimin me perguntava do porque ele estava ali, ele não merecia aquilo.

 

— já chega! Não vamos falar sobre isso, eu não vou conseguir me controlar— era tudo tão injusto, quem deveria estar morrendo era o pai de jimin, não ele.

 

— você está certo— olha para o chão— acho que vou lá dar uma olhada nele, você vem?

 

— não, não vou conseguir.

 

— então tá.

 

Não fala mais nada e entra no quarto me deixando sozinho no corredor. Jimin porque você tinha que me deixar aqui sozinho? 

 

Juro que tentei mas não deu, acabei voltando a chorar. Alguém salve o jimin!

 

[...]

 

Pov jungkook 

 

Taehyung havia me convencido a vir ao hospital, mas para ser sincero não tenho coragem, não quero ver jimin daquele jeito, no seu leito de morte. 

 

Estávamos no corredor já é pude ver suga, ele parecia estar tão desconsolado. Taehyung foi até ele e começaram a conversa, não sei sobre oque, mas não me importei com isso, tudo oque me importava agora era jimin.

 

Abri a porta do quarto e a dor em meu coração se intensificou, entrei e me aproximei dele. Jin hyung e namjoon falavam alguma coisa para mim mas eu não escutava, naquela sala para mim só havia eu e jimin.

 

Aliso seu rosto e dou um beijo em sua testa, ele estava com um rosto tão tranquilo, parecia estar em um sonho muito bom. 

 

Algumas lágrimas teimaram a descer mais logo as limpei. Meu jiminie. Mesmo estando entubado ele ainda parecia um anjo, o mesmo anjo que conheci a alguns meses atrás, a mesma pessoa que me apaixonei a primeira vista, o assassino que mais me deu trabalho em achá-lo. Ele me preenchia, e agora oque farei sem ele? Já estou acostumado a sua presença, como vou fazer sem ela? Não sei.

 

Viro para os outros presentes e permito escutar suas vozes agora.

 

— jungkook você está bem?— fala namjoon preocupado.

 

— estou na medida do possível— lanço um sorriso fraco— e você jin hyung?— ele parecia sofrer bastante.

 

— estou tentando ficar bem kook— fala triste.

 

— eu passei pouco tempo com ele mas pude perceber como ele foi um garoto bom— fala jhope— ele não merecia isso.

 

— pois é— falo triste.

 

— se pelo menos houvesse alguém para doar sangue para ele— namjoon se lamenta. 

 

— já sei!— no mesmo estante me assusto, jin dá um pulo do sofá onde estava sentado, tinha um enorme sorriso em seus lábios— eu sou muito idiota, porque não pensei nisso antes?— ele parecia estar falando com ele mesmo.

 

— oque foi jin?— namjoon pergunta curioso, eu também estava.

 

— eu já sei!— seu sorriso aumenta mais, e seu rosto parece iluminar— já sei como vamos salvar o jiminie!


Notas Finais


Gostaram???


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...