História Em busca da luz - Capítulo 36


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Amor, Bangtanboys, Bts, Drama, Jikook, Jimin!bottom, Jungkook!top, Kookmin, Namjin, Romance, Taeyoonseok
Visualizações 124
Palavras 1.382
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Ficção Científica, Hentai, Lemon, LGBT, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shounen, Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 36 - Capítulo 35


Pov jungkook 

 

— por favor, faça por ele, ele não é seu irmão?— insistia e ela não parecia que iria ceder.

 

— tudo bem— meu sorriso se abre— mas vocês vão ter que fazer um favor para mim.— não acreditei no que escutei, então ela vai doar o sangue para o jimin?

 

— e oque nós temos que fazer?— pergunta tae afobado, eu também estava assim.

 

— eu vou escrever oque eu quero, mas não são vocês que iram fazer e sim o jiminie, por isso não leiam a carta— eu realmente fiquei curioso mas não vou ler.— quando ele acordar, entreguem a ele, vou ter explicado tudo na carta.

 

— tá bom— falo feliz. Eu pensei que seria mais difícil ou que seria pior mas não foi tão ruim assim, ela até que é sensata.

 

— bom, vocês querem fazer outras coisas?— pergunta provocativa e eu logo entendo seu tom, acho que tae entendeu também porque ele ficou corado.

 

— não— falo frio— vamos tae.

 

— muito obrigado mesmo por decidir ajudar jimin, vou contar o quanto você se esforçou por ele.— tae fala feliz.

 

— eu não me importo com isso, é que eu não estou ligando para minha vida, não me importo de morrer— do nada ela fica sombria, foi bem pesado oque ela disse— tudo oque me importa agora é jimin cumprir o meu pedido.— cada vez fico mais curioso sobre oque tem escrito no papel.

 

— mas mesmo assim obrigado— eu falo dessa vez e pela primeira vez vejo um sorriso verdadeiro se formar em seu rosto, realmente era muito parecido com o do jimin.

 

— de nada— era o mesmo eye smile de jimin, nossa como eu queria rever ele no rosto do meu jiminie.

 

[...]

 

E pela segunda vez, estava apreensivo no corredor do hospital. Estava no meio da transfusão de sangue, o médico disse que iria demorar. Tomara que de tudo certo.

 

Estávamos mais uma vez nós todos reunidos tensos no corredor, essa era a última chance, se o corpo de jimin não aceitar o sangue da irmã não poderíamos fazer mais nada.

 

— ei jungkook— suga me chama e eu passo a olhar para ele que estava a minha frente— ela não tinha doenças? Vai tá tudo bem passar o sangue dela para o jimin?

 

— vai sim, parece que o corpo de jimin tem mais água que um corpo normal, o médico disse que o próprio corpo dele iria filtrar as coisas ruins que irão vir da irmã dele— explico oque o medico havia me explicado. Sinceramente não entendi porque isso acontece mas não vem o caso agora, tudo oque importa é jimin estar bem novamente.

 

— vai ser pesado para ele quando souber que a irmã deu a vida para ele sobreviver— tae fala preocupado.

 

— vai mesmo, mas vamos estar aqui para apoiar ele— fala jin.

 

— e ele tem que ser forte porque ele ainda vai ter que ir atrás do irmão mais velho e o pior o appa dele— namjoon fala e acabo me lembrando que ainda havia os dois— talvez só depois disso ele tenha paz.

 

— que triste— jhope se pronuncia— tomara que ele consiga fazer tudo isso.

 

— ele vai, eu vou estar ao lado dele— falo sério.

 

— não só você João cu, nós todos vamos estar— suga fala e todos concordam.

 

Depois disso ficamos em silêncio e passamos a esperar o médico aparecer o que não demorou muito, logo pude vê-lo e me levantei de imediato.

 

— e então doutor?— perguntei aflito por todos nós.

 

— foi bem a cirurgia— sorri mas logo seu sorriso se desmancha.— mas infelizmente a doadora não sobreviveu.

 

— que pena— fala jin se lamentando mas isso já era uma coisa que sabíamos, é triste, mas era necessário.

 

— e como ele está?— suga pergunta mais aliviado.

 

— bem, mas ainda não acordou.

 

— então podemos entrar para vê-lo?— tae pergunta animado.

 

— sim, mas só um.

 

— vai você jungkook— jin fala e todos concordam.

 

— obrigado gente, eu vou doutor.

 

— então me acompanhe— assinto e passo a segui-lo.

 

[...]

 

Olhava o rosto delicado de jimin, seus machucados estavam melhores mas isso porque o tempo que passamos procurando algum jeito de salvá-lo ele se recuperou dos machucados, mas não a anemia severa que agora foi resolvida.

 

Ele era tão lindo, fico muito feliz de ter conseguido salvá-lo, não sei oque faria sem ele. Aliso seu cabelo e depois seu rosto, dou um beijo em sua testa e depois um beijo em sua boca.

 

Eu realmente preciso ter contato com ele, preciso toca-lo, beija-lo, fude-lo. Balancei a cabeça com o último pensamento, acabei ficando envergonhado.

 

— jimin, acorda logo por favor, eu quero poder falar com você novamente— seguro sua mão— não posso ficar longe de você, só quando você ficou assim percebi isso, eu sou fraco sem você, meu coração dói sem você, então por favor volta— dou um beijo em sua mão— volta para mim jimin.

 

Não tive nenhum tipo de reação dele, acabei ficando triste e com medo. E se ele não acordar? Oque eu vou fazer?

 

Sento em uma cadeira perto da cama e continuo segurando sua mão, abaixo minha cabeça. Ele tem que acordar.

 

Sinto um movimento em minha mão e rapidamente levanto minha cabeça para jimin. Fiquei tão feliz que meu coração quase não aguenta de tanta felicidade. 

 

Seus olhos estavam abertos e tinham uma certa intensidade, ele parecia tentar entender oque estava acontecendo. Por impulso e talvez felicidade, levanto e acabo dando um beijo nele. Não aguento mais, quero ter ele para mim. Por incrível que pareça ele não fez nada contra.

 

Peço passagem para língua e ele cede. Passo os braços pela cintura e ele se levanta aos poucos juntando ainda mais nossos corpos. O beijo estava intenso e por falta de ar acabamos parando.

 

Pude ver finalmente seu rosto voltar a ficar corado, finalmente pude beija-lo novamente, estou tão feliz.

 

— oque esta acontecendo jungkook?— pergunta jimin com dificuldade enquanto olha em meus olhos com intensidade e com as bochechas rosadas.

 

— você teve uma anemia severa e ficou hospitalizado— resolvi não contar agora da irmã dele— mas agora está tudo bem— abro um enorme sorriso.

 

— e você ficou o tempo todo comigo?— pergunta envergonhado e eu podia morrer de fofura agora.

 

— sim, o tempo todo.— o abraço com força— eu fiquei com tanto medo de você não sobreviver, não queria te perder.

 

— isso porque você me ama?— acabei ficando envergonhado pela pergunta.

 

— sim...— falo corado.

 

— eu também me sinto assim— abro meus olhos com força e me afasto para olhar em seu rosto. Eu escutei mesmo oque escutei? Finalmente jimin descobriu oque sente por mim?

 

— como assim? Você me ama?— pergunto afobado e ele assente envergonhado.

 

Não pude me segura e acabei dando um outro beijo nele. Estou tão feliz, além dele ter acordado, ele descobriu oque sente por mim, esse é o melhor dia da minha vida. Me separo de outro beijo intenso, não posso mais me controlar.

 

— jimin me deixa te fazer um pedido.— é agora.

 

— tudo bem, pode fazer— ele parecia curioso. Eu seguro suas mãos e dou um beijo em ambas, ele fica um pouco corado com isso.

 

— você aceita namorar comigo?— ele trava e eu fico apreensivo. Eu não posso esperar mais, eu quero jimin para mim.

 

— namorar? Ter um relacionamento?— ele parecia estar processando— tem certeza jungkook? Você quer namorar com um monstro como eu?— pergunta triste, não penso duas vezes e dou um selinho logo me separando com um sorriso, ele parecia surpreso.

 

— jimin você não é um monstro— aliso seu cabelo— para mim você é um anjo— abro mais ainda meu sorriso— tenho toda a certeza do mundo.— ele também sorri tímido e isso me mata.

 

— então eu aceito...— fala tímido, minha felicidade triplicou. Puxo ele para meu colo com delicadeza pois ele ainda estava fraco.

 

— você não sabe o quanto estou feliz, finalmente Park Jimin é meu namorado!— falo um pouco mais alto e ele ri.— eu te amo muito— distribuo vários beijos pelo seu rosto e ele sorri disso.

 

— eu também te amo jungkook.— ai meu Deus, eu acho que vou morrer.

 

Volto a atacar seus lábios. Estou tão feliz, tão feliz, esse é o melhor dia da minha vida. Nunca pensei que um dia chegaria a isso mas cheguei, agora finalmente jimin é meu, e eu vou fazer de tudo por ele. Afinal ele é meu namorado agora.

 


Notas Finais


Gostaram???


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...