1. Spirit Fanfics >
  2. Em Busca de Liberdade >
  3. Capítulo 2

História Em Busca de Liberdade - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Capítulo não revisado.

Capítulo 2 - Capítulo 2



H.H

Estou parada em frente a delegacia,criando coragem de onde não tenho para entrar,talvez ele nem goste de mim ou não vai me deixar ficar, talvez tenha outro filho, bem eu não sei mas eu preciso fazer isso, preciso fazer agora, preciso dele.
Tomei coragem e entrei, não havia ninguém na recepção, há lugares para sentar a esquerda, a recepção está a direita e em frente, policiais indo e vindo, é muito maior do que eu esperava e essa é só a parte que posso ver; fui até a recepção:

- Bom dia
- Bom dia em que posso ajud...Não é possível.
Ela do nada parou e ficou me olhando, será que tem algo no meu rosto? Ou será... Há claro, como não pensei antes,os olhos, são iguais aos dele.
- É... O delegado Hyuuga se encontra?!
- .... Sim, claro,um momento(ela pegou o telefone) Senhor Hyuuga? Hã tem alguém na recepção que deseja ver o senhor. Quem é? Melhor ver o senhor mesmo. Ok. Bom ele já vem aguarde um pouco por favor,aliás, você é muito bonita.
- Hã... Obrigada.

Sentei e esperei,uns cinco minutos depois ele passou por mim,talvez por estar usando calça jeans larga e moleton cinza com  o capuz ele não tenha reparado.

- Bom dia Sara, onde está a pessoa?

Ela aponta pra mim, quando ele vira e me olha,posso ver a surpresa em seu rosto,olhos arregalados, boca entreaberta, é ele está bastante surpreso, e eu também estou, ele continua o mesmo da foto, nem sequer envelheceu ou tem cabelos brancos.

- É você mesmo? Realmente é você Hinata?

- Sim Hiashi, sou eu, bem eu queria conver....

Ele me abraçou, muito forte, fiquei sem reação nenhuma, ele nunca ligou, ou respondeu minhas cartas, por que esse abraço transmite saudade?

Eu senti tanto a sua falta, você está enorme e linda, da última vez que te vi você tinha o que? Nove anos?

- É acho que sim. Bem, será que podemos conversar?

- Claro filha,vamos pra minha sala.

E ele me guiou, todos olhavam pra nós, fazendo minhas bochechas corarem,e ele? Era imponente, mas estava sorrindo como nunca vi,pelo que me lembro foram poucas vezes. Chegamos e ele pediu pra eu sentar.

- Então Hinata, o que te trouxe aqui? Quer dizer quem lhe trouxe? Sua mãe deixou você vir me ver depois de tanto tempo?

Quando meus pais se separaram, eu não pude ficar com meu pai e minha mãe não queria deixar ele me ver então fomos pra Tóquio, eu e ele havíamos combinado de sempre escrever cartas um pro outro, mas ele nunca me respondeu.

- Bem, eu vim sozinha e queria saber se poderia morar com você por um tempo.

-   Morar comigo? É claro que pode mas Hinata, sua mãe sabe?

É claro,sabe sim.

- Hum ( não me convenceu,mas vou descobrir o por que de estar aqui Hinata) Tudo bem então. Me espere na recepção, daqui meia hora partimos ok?

- Hum. Ok.

Levantei e sai da sala, até que foi mas fácil do que eu pensava.

"Mas daqui pra frente não seria nada fácil, mas valeria muito apena"

°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°


Notas Finais


Bem, esse foi o segundo, amanhã tentarei postar o terceiro, as coisas vão ser explicadas ao longo da história e o Narutinho vai aparecer talvez no próximo,ainda n sei. Bye


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...