1. Spirit Fanfics >
  2. Em busca de uma nova era. Parte 1 >
  3. O Objeto Misterioso!

História Em busca de uma nova era. Parte 1 - Capítulo 38


Escrita por:


Notas do Autor


olá queridos leitores! Cá estou eu postando mais um capitulo dessa fanfic.
me desculpa por não ter trazido ele ontem. eu meio que estava cansado de escrever a One que eu postei no sabado. então deixei para escrever e postar hoje.

só tenho uma coisa a dizer sobre esse cap: #mistério!

capitulo não revisado..
me desculpem os erros e Boa leitura!

Capítulo 38 - O Objeto Misterioso!


 

Pov. Ono...

Assim que eu vi os olhos do Bunga se abrirem senti um grande alivio no peito. E ao ouvir a voz dele fiquei mais ainda.

Bunga: Oi... O que aconteceu?... Garça. – falou a me ver.

_ olá Bunga!

Bunga: ai garça não tá se esquecendo de nada?

Nirmala: eu já sei a sua identidade Bunga, eu sei que você é o Tex.

_ infelizmente o seu relógio descarregou, você ficou até agora pouco com ele ativado.

Bunga: o que aconteceu? Eu só me lembro do tiro e depois eu desmaiei.

_ nós trouxemos você para o Hospital do FBI, você passou por uma cirurgia e ficou desacordado até agora.

Bunga: ah quanto tempo eu estou apagado?

Olhei no relógio... Já eram 15 horas da tarde.

_ ah quase 11 horas.

Bunga: tudo isso? Ai... Eu senti uma dor.

Nirmala: é porque você se moveu, você tem que ficar quieto até o ferimento se cicatrizar.

Bunga: tá bem. E quanto tempo vai isso?

Nirmala: uma semana... E mais outra semana internado para checape... Então você só vai sair daqui duas semanas.

Bunga: tudo isso? Mas a guarda precisa de mim.

Nirmala: se obedecer ficará só uma semana, porque o corte fechara mais rápido.

Bunga: ok.

_ eu vou ligar para o Lion para informar que você acordou. – falei e selecionei no relógio o rosto de um leão e apertei. Lion, o Bunga acordou.

Kion: que ótimo! Como é que ele está?

_ bem, conversando com a médica Nirmala.

Kion: depois eu vou ai,

_ ok. A onde você está?

Kion: em casa! Eu Não fui para a empresa hoje.

_ entendi. Vou desligar.

Nirmala: garça, eu já volto, eu vou pegar algo para o Bunga comer. Ele precisa se alimentar para que se cure mais rápido.

_ ok, eu concordo. – Nirmala saiu da sala. Bunga o Kion vai vim ai, porem tem que lembrar que ele vai está disfarçado.

Bunga: ok, o que importa é que vou ver meu amigo.

_ sim. Eu Acho melhor eu informar a Guarda também, acabei esquecendo-se deles, falei e mandei uma mensagem para a guarda.

Bunga: mas Ono, o quer aconteceu lá? Nós simplesmente fomos tratados como agentes fracos e burros, nunca nós aconteceu isso... Nunca caímos em uma armadilha ou fomos feridos... Inclusive eu fui o primeiro. – falou triste.

_ ai Bunga! Você foi o Primeiro a se ferir, mas você é o Mais corajoso da guarda, você salvou as nossas vidas. E nunca imaginaríamos que aquilo seria uma emboscada.

Bunga: sim eu sei, é o titulo de Corajoso se manteve pelo menos e também que eu ajudei em algo.

_ você sempre nós ajudou Bunga, sem você a guarda não seria o que é Hoje!

Bunga: Ono, você sabe muito bem que eu nunca fui muito de ajudar, minhas ideias são horríveis.

_ mas a sua pontaria e coragem ai ninguém é melhor que você Bunga.

Bunga: é... Mas vocês voltaram no local para ver se acham algo para as investigações?

_ ainda não.

Bunga: por que não? Vocês tem que irem lá antes que qualquer pista suma, ai estamos de mãos atadas.

_ mas você não pode sair daqui.

Bunga: eu sei, mas vocês não precisarão de mim, chame a guarda e vão, agora! – falou estendendo a mão para a porta. Eu vou ficar bem, confio em Nirmala! Apesar de conhecê-la há poucos dias.

_ está bem! Vou avisar o Kion.

Bunga: ai Ono, você tem a identidade de Um deles né? Banzai não é?

_ sim, inclusive o Kion ia puxar a ficha dele, saber a localização dele e etc.

Bunga: é talvez possamos colocar um ponto para descobri o local secreto da Yakuza.

_ seguindo ele! – falei baixo e olhando para o relógio na mesinha ao lado. Boa ideia Bunga! Depois fica dizendo que suas ideias são horríveis.

Bunga: milagres acontecem.

Peguei o meu relógio e a chamei todos os membros da guarda, em torno de 2 minutos todos estavam conectados.

Besth: oi Ono, como está o Bunga?

_ bem, já acordado! Mas eu liguei porque o Bunga acha melhor nós irmos ao local da armadilha para ver se achamos alguma pista boa.

Kion: pior que ele tem razão... Temos que ir, antes que possamos perder as pistas de lá. Capsulas sangue, Projeteis (para quem não sabe isso é a ponta da Munição, ou o que perfura...) e digitais. Talvez nós achemos algumas.

_ sim, ai Kion puxou a ficha do Banzai?

Kion: sim. Idade 25 anos, nacionalidade Detroit, Duas passagem pela policia... Preso uma vez com drogas e outra com uma caminhonete roubada! Ultima atualização de endereço há dois anos, torcer para que seja o mesmo local ainda.

Anga: podemos prendê-lo enquanto dorme ou algo do tipo.

_ na verdade o Bunga acha melhor ficarmos de olho nos movimentos dele, para onde ele vai e talvez ele nós leve para o galpão da Yakuza.

Kion: sim, mas se acharmos o galpão agora não adiantará muita coisa, pois não teremos provas para incriminar o líder e muito0 menos como saber quem é o líder.

Fuli: Kion tem razão! Se não prendemos o líder ele vai achar outro esconderijo e vai voltar aos negócios novamente.

Kion: o que podemos fazer? Colocar um camaleão para segui-lo e descobrir o esconderijo.

Autor: camaleão que o Kion quis dizer é uma pessoa que possa seguir o Banzai sem ser descoberto.

Ono: boa ideia. Ai quando descobrimos quem é o líder atacamos a onde o líder vai estar e o galpão.

Besth: eu gostei da ideia.

Fuli: eu também.

Kion: mas vamos nós prepararmos, nós vemos na base, Bunga eu vou passar ai para de ver.

Bunga: depois você vem Kion, primeiro vai resolver essa questão, encontre pistas, porque depois eu quero saber de tudo, estão ouvindo.

Todos exceto Bunga: sim Bunga!

Kion: então vamos. – falou saindo da chamada depois todos saíram.

_ eu vou indo Bunga, se cuida!

Sai da sala e encontrei a Nirmala.

_ Nirmala... Eu e a guarda vamos para uma missão, você pode cuidar para que ninguém entre na sala do Bunga? Por favor?

Nirmala: é claro, ninguém entrara nessa sala!

_ obrigado, boa sorte com o Bunga, ele pode ser meio... Você sabe! – falei e nós dois rimos.

Nirmala: ok, obrigado por avisar!

_ por nada, eu vou lá, a guarda está me esperando!

Sai do hospital e adivinha só? Fui fechado pelos repórteres.

_ é serio? – ignorei as perguntas deles e continuei até o carro da guarda, liguei e sai o mais rápido possível dali, indo para a base secreta da Guarda.

*

Pov. Kion...

Eu cheguei à base é praticamente eu fui o ultimo a chegar... Acho que é porque todos querem descobrir quem fez aquilo com o Bunga. Só faltou a Fuli, mas ela avisou que não ia vim, porque estava terminando um projeto e ela quer termina-lo logo para fazer as instalações.

Entrei na base e fui para a sala principal.

_ olá gente!

Todos exceto eu: olá Kion!

Ono: demorou em?

_ ah nem tanto! Fui ao FBI pedi uma autorização para entrar no prédio em que você viu o atirador e Vocês moram mais perto aqui.

Ono: isso vai ser bom. Podemos investigar o apartamento!

_ isso! – falei colocando a minha arma pessoal no armário, peguei a que eu uso nas missões (essa é a que tem escrito “Lion”... capitulo; Segredos revelados) e a colocando na cintura.

_ vou lá vestir meu traje, já volto! – sai e fui para a minha sala.

Cheguei a vesti a minha causa, o meu colete e a minha camisa dourada. Peguei a pistola e a coloquei em um cinto, esse eu coloco na região da coxa, também em outro sinto e coloquei os três pentes da arma M16 carregados nos três bolsos e outro pente eu coloquei na minha arma que estava em cima da minha mesa.

Peguei o meu distintivo e coloquei pendurado em meu pescoço deixando-o a mostra. Conferi a carga do relógio e depois fui para junto aos outros.

_ então? Vamos?

Todos exceto eu: vamos. – saímos da base e descemos para o estacionamento que fica em baixo da base, entramos na caminhonete e eu dirigi até o local de antes.

*

Chegamos lá e eu entrei com a caminhonete dentro daquele espaço vago que tinha, pois achei um beco largo a o suficiente para a caminhonete passar. Descemos do carro.

_ vasculhem tudo, procurem por qualquer pista possível! Sangue, digitais, capsulas, projete e até fios de cabelo se encontrar. Nada ficará aqui.

Assim que eu falei isso eles se espalharam, é eu fui para o canto a qual eu vi o homem que provavelmente era o líder correr. E adivinhe só? Bem no local que ele caiu ficou o projete da minha pistola. Eu Me arrependi de não disparar com a M16, mas ai mataria o Homem. Mas depois do que aconteceu com o Bunga é melhor ele nem aparecer na minha frente!

Peguei o projete com uma pinça e coloquei em um pacote plástico, quando eu fiz isso reparei em um canto perto um Brilho forte, algum objeto estava refletindo o sol, caminhei até o objeto misterioso. E assim que o vi percebi o que era e isso me trouxe más lembranças...

Uma Placa que eu jamais me esqueci desde a primeira vez que eu a vi. Mas que adoraria esquecer...

Pov. Rani...

Eu estava chegando à empresa, estava indo pegar um projeto que eu esqueci. E vê se o Kion já chegou para entregar aquele relatório, pois até na hora do almoço ele não havia chegado ainda.

Chegando eu estaciono o carro no acostamento mesmo, pois eu ia voltar logo. Eu entre na empresa e andei até o elevador e subi para o ultimo andar. Cheguei lá e já reparei que o Kion ainda não havia chegado, então segui para a minha sala.

No caminho passei pela sala da Fuli, então decidi entrar, bati na porta e logo ela respondeu com um “entre!”, eu entrei e fechei a porta.

_ olá Fuli! Tá terminando o projeto?

Fuli: sim, faltam só algumas informações. Falou enquanto mexia em seu computador.

_ posso tomar um café? – falei apontando para a cafeteira no canto da sala dela.

Fuli: claro!

Caminhei até a mesa que estava à cafeteira e coloquei um café para mim.

Fuli: é pronto! – fui  ao lado dela e olhei os projetos.

_ nossa... Você fez um ótimo projeto!

Fuli obrigada. Agora é só entregar ao Enzi... – falou com desanimo.

_ o que ouve?

Fuli: eu não gosto muito daquele Homem, não sei o porquê, mas não confio nele!

_ pior que eu também não fui...

Fuli: você Acredita que ele deu em cima de Mim.

_ serio? – ela afirmou. Cuidado Fuli, é melhor falar para o Kion isso!

Fuli: sim, é sendo sincera quando eu soube que era para ele eu não quis muito fazer! Eu só fiz esse projeto porque eu não quis decepcionar o Kion!

_ entendo.

Fuli: mas agora eu tenho que entregar esse projeto a ele... – falou com uma cara não agradável.

_ bom... Nesse caso você imprimir e pede para alguém entregar para você! Talvez o Azaad a exemplo.

Fuli: é... Boa ideia! obrigada Rani.

_ por nada, mas eu vou voltar a minha sala. – abri a porta no mesmo momento que o Azaad ia bater na porta.

_ oi Azaad!

Azaad: ah... Oi Rani!

Fuli: oi Azaad, eu precisava mesmo te pedir uma coisa.

_ bom eu vou voltar para a minha sala. – sai e entrei em minha sala que ficava em frente a da Fuli.

Pov. Fuli...

Assim que Rani saiu Azaad fechou a porta e veio em minha direção.

_ Eu queria te pedir um favor Azaad.

Azaad: só dizer! – Falou sentando na cadeira do outro lado da mesa.

_ eu tenho que entregar um projeto e meio que eu estou sem tempo, você entregaria para Mim?

Azaad: é claro! Para quem é o projeto?

_ Enzi.

Azaad: ah saquei... Não quer vê-lo né?

_ o que? Como assim?

Azaad: eu conheço bem o Enzi, e não sou muito com a cara dele!

_ serio? Achei que era só eu e a Rani!

Azaad: não, até o Kion tá assim com ele, o Kion só tá esperando ele terminar aquela construção que ai ele tá desligado da empresa!

_ o Kion vai demiti-lo?

Azaad: na verdade já demitiu, mas ele pediu para o DP esperar ele terminar o projeto. Ai ele vai sair sem nem pagar o aviso, pois o Kion não vai dar para ele sair direto. Mas o Kion tá de olho nele, um passo errado ai ele será demitido por “Justa Causa”.

_ eita! – falei pegando o projeto na impressora e o assinando. Mas o Kion sabe sobre ele fica dando em cima de algumas funcionarias?

Azaad: o que?! Não, eu acho que não! Na verdade tenho quase certeza. Mas ele deu em cima de Você ou de outra funcionaria.

_ de mim também! – falei esticando os braços com o projeto para o Azaad que o pegou.

Azaad colocou o projeto em sua pasta.

Azaad: Fuli, se ele da em cima de você de novo me avise! Ok?

_ tá, mais pra que?

Azaad: para ele aprender uma lição e também para o Kion saber!

_ ok.

Azaad: mas Fuli... Eu vim aqui pra outra coisa...

_ pra quer então?

Azaad: é... Como eu posso dizer isso?

_ dizer o que? – perguntei curiosa.

Azaad: é... Fuli! Parece loucura minha, mas... Eu meio... Que... – virou a cabeça. Me... Me... Apaixonei por você!

_ [o que?].

*

*

*

Continua...

*


Notas Finais


Ah eee! Azaad tomou a coragem do Bunga!
bom, esse foi o capitulo, eu espero que tenham gostado!

Ps: não me matem se querem saber o que a Fuli fará. e também o que vai acontecer com o Scar.

perguntas:
e ai? gostaram da ideia do Bunga/Kion? principalmente do Bunga porque foi ele quem teve a primeira?
quem será essa camaleão? você tem algum palpite?
alguém mais acha esses reporters chato?
Uma placa? que placa será essa? e a onde o kion ja viu ela?
será que a guarda vai achar alguma pista boa?
primeira menção do Enzi é igual à: canalha kkkk
alguém já tá com ódio dele?
Ps: para quem leu as finc VS e reino da Noite: todos os vilões com exceção ao tupac e o Talib serão vilões nessa finc.
será que o Enzi vai tomar Justa Causa ainda?
azaad quer defender a Fuli. bem corajoso né?

é agora a pergunta suprema...
qual será a reação da Fuli?
sabemos que ela gostava do azaad, será que ela ainda tem esse sentimento?

deixem ai o seu comentário para mim saber o que acharam do capitulo.

para quem não sabe o que é Justa Causa: é quando uma pessoa é demitida por mal comportamento, desrespeito e etc. essa pessoa é demitida sem direito a "ferias promocionais, 13º salario e minimo de 1/3 das ferias e sem direito ao valor do aviso previo"... e no caso do Enzi ele se encaixaria no artigo:
"ato lesivo da honra e da Fama".
tá minha explicação ficou horrível kkkkk.

bom... vou ficando por aqui!
até domingo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...