1. Spirit Fanfics >
  2. Em Chamas. >
  3. Diferente.

História Em Chamas. - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Boa Leitura meus anjos 📚😇

Capítulo 3 - Diferente.


Fanfic / Fanfiction Em Chamas. - Capítulo 3 - Diferente.

Algumas cicatrizes demoravam mais a fechar do que outras, e algumas cicatrizes, eu sabia, eram necessárias. Algumas coisas nunca deveriam ser esquecidas.

- The Beauty of Darkness, Mary E. Pearson.


           Pov's Lilian McCall

Eu acordo aos poucos ouvindo barulho vindo do andar de baixo, talvez alguém tenha chegado mais cedo, me levanto, calço minhas pantufas e desço as escadas vendo dois garotos lá embaixo, mas não vejo o meu irmão em lugar nenhum.

Lilian- Quem são vocês? - eu pergunto parada no quinto degrau. Os garotos me olham assustados.

Garoto de olhos castanhos- Você deve ser a Lilian, eu sou Stiles Stilinski, não sei se lembra de mim, sou o melhor amigo do seu irmão. - eu continuo sem nenhuma expressão.

Lilian- E cadê o Scott? - eu pergunto enquanto o garoto de olhos verdes azulados me olha surpreso.

Garoto de olhos verdes - Não vai perguntar quem eu sou ou o quê estamos fazendo aqui?

Lilian- Não, além disso bonitinho, o Stiles já me disse quem ele é e eu o reconheço bem. - o Stiles me olha surpreso.

Stiles- Você se lembra de mim?

Lilian- Como eu esqueceria da mente mais perigosa de Beacon Hills? - eu falo sorrindo, era assim que eu o chamava quando éramos crianças, ele sempre gostou de desvendar mistérios. - Mas você com certeza não se lembra de mim. - ele sorri e passa a mão na nuca.

Stiles- É que você mudou bastante dês dos sete anos. - o garoto o olha sorrindo.

Garoto de olhos verdes- O que? Ela ficou mais gata? - eu sorriu mais ainda e desço os outros degraus indo em direção ao garoto.

Lilian- Você também não é nada mal. - ele sorri para mim.

Stiles- Tá, isso tá ficando muito estranho. - eu riu.

Lilian- Você ainda não me disse o que estão fazendo aqui e cadê o Scott.

Garoto de olhos verdes- Achei que não queria saber. - ele sorri e eu também, interessante.

Lilian- Antes não, mas agora estou curiosa e ainda não sei seu nome. - ele e o Stiles se entreolham.

Stiles- Esse é o meu primo Miguel, do México. - eu o olho confusa.

Lilian- Não me lembro de você ter um primo chamado Miguel, muito menos um primo bonito, seu pai e você são as pessoas mais bonitas da sua família Stiles. - eu me sento em cima da mesa e percebo o olhar do Miguel nas minhas pernas.

Stiles- Tira o olho. - ele bate no Miguel que olha pra ele confuso. Ele olha para mim- Eu não sei se agradeço ou explico a situação.

Lilian- Só o agradecimento está bom, não estou com muita paciência para ouvir a sua explicação. - eu saío de cima da mesa e vou até eles. - Mas agora vou incluir o Miguel na lista. - eu pisco para o mesmo que sorri e vou para cozinha pegar um copo de água.

Rafael- O que estão fazendo aqui? - o meu pai pergunta enquanto entra com uma sacola de fast food nas mãos.

Stiles- Tá cada vez mais alto cara. - ele fala tomando susto e eu riu um pouco.

Miguel- Esperando o Scott.

Stiles- É.

Rafael- Eu também, a gente tinha marcado um jantar de boas vindas pra Lili. - ele olha para mim sorrindo. - Trouxe muita comida, estão com fome?

Lilian- Muita.

Miguel- Muita - nós falamos ao mesmo tempo, nos olhamos e sorrimos um para o outro.

Stiles- Não, não. Nós dois estamos sem fome.

Miguel- Eu tô morrendo de fome. - eu e meu pai olhamos para o Stiles confusos.

Stiles- Nenhum dos dois tá com fome, - ele aponta para eles dois. - Mas valeu.

Rafael- Tá bom, se você não está com fome Stiles o seu amigo pode comer com a gente. Qual o seu nome?

Lilian- Miguel, do México. - eu falo passando por eles e indo ver o que o meu pai trouxe para o jantar.

Stiles- É! - ele concorda rapidamente.

Rafael- Usted eres natural del México Miguel?  - ele pergunta em espanhol.

Stiles- Ah meu Deus.

Miguel- No soy nativo, solo pasé mucho tiempo allí. - o Stiles respira parecendo aliviado.

Lilian- Agora que já sabemos como o espanhol do Miguel é bom podemos comer?

Rafael- Claro, Quer um rolinho? - ele pergunta para o Miguel que sorri.

Miguel- Com certeza.

Rafael- Arroz com camarão ou Arroz com polvo? - Ele pergunta para mim e para o Miguel.

Lilian- Com camarão.

Miguel- Com camarão. - nós falamos ao mesmo tempo de novo.

Stiles- Vocês são gêmeos ou o quê? - ele pergunta parecendo irritado.

Miguel- A gente divide? - ele me pergunta com a vasilha em mãos.

Lilian- Claro. - nós nos sentamos fazendo o Stiles fazer o mesmo. 

Rafael- Então, Miguel qual é o seu sobrenome?

Stiles- É Juarez Cinqua Tiago. - o Miguel olha para o Stiles confuso.

Rafael- Nossa, complicado né?

Stiles- É.

Lilian- E como é que se escreve? - eu pergunto sabendo que apesar de se escrever com j tem som de R.

Stiles- Como se fala.

Lilian- Você está errado. - ele e o Miguel me olham confusos enquanto o meu pai sorri já sabendo do erro que eles cometeram.

Stiles- O que?

Lilian- Juarez se escreve com J apesar de ter o som de R.

Miguel- Você tem razão, ele sempre erra. - ele olha para o Stiles e depois olha para mim. - Além de bonita, inteligente, é uma ótima combinação. - ele fala olhando nos meus olhos enquanto sorri e eu faço o mesmo. É a primeira vez que eu sorriu tanto desde que a minha avó morreu. O Miguel olha para o distintivo do meu pai. - O senhor é agente do FBI? - meu pai confirma com a cabeça.

Stiles- Do baixo escalão, muito baixo, não tem nem voz ativa. - eu olho para ele confusa.

Miguel- E o senhor investiga homicídios?

Rafael- As vezes, quando é crime federal. - o Stiles começa a bater seus pauzinhos no prato.

Miguel- E incêndios?

Stiles- Ah meu Deus Onde será que o Scott tá em? Não era pra ele já ter chegado? Vamos ligar pro Scott. - eu apenas observo onde aquilo vai parar.

Rafael- Que tipo de incêndio está falando? - meu pai pergunta sem entender a curiosidade do Miguel. O Stiles ri tentando tirar a nossa atenção da conversa.

Miguel- Sabe alguma coisa sobre a família Hale?

Lilian- Não é aquele incêndio em que toda a família foi queimada viva? - o Miguel me olha estranho.

Rafael- Sim, teve apenas três  sobreviventes, Derek Hale, Cora Hale e Peter Hale. O resto da família morreu toda no incêndio.

Miguel- O que? - ele pergunta parecendo surpreso e confuso.

Stiles- Acho que ele não tá passando muito bem, vou levar ele até o banheiro. - ele arrasta o Miguel escada acima. É impressão minha ou o Stiles ficou ainda mais estranho?

Rafael- Tenho que voltar pro trabalho, a sua mãe teve que ficar de plantão no hospital, volto mais tarde. - ele beija minha cabeça e sai. Eu ouço um barulho lá em cima e subo as escadas, vejo o Stiles saindo do quarto do Scott, me escondo enquanto vejo ele descer as escadas e vou para o quarto do Scott.

Lilian- Miguel? Tá tudo bem? - eu pergunto me sentando na cama ao lado dele.

Miguel- Está, só estou nervoso para falar com o Scott, tenho uma coisa muito importante pra falar com ele. - ele fala parecendo realmente nervoso, vejo ele fechar as mãos em punho e pego a mão do mesmo que me olha surpreso.

Lilian- Fica calmo tá? Vai ficar tudo bem, não sei o que você tem que falar com o Scott ou porque você e o Stiles estão agindo tão estranho ou estão mentindo sobre a sua identidade e vocês serem primos. - os olhos dele se arregalam.

Miguel- Você sabia esse tempo todo? - eu sorriu.

Lilian- Desde o início.

Miguel- Não vai me perguntar o motivo por estarmos mentindo? - eu aperto sua mão.

Lilian- Sei que deve haver um bom motivo para vocês estarem fazendo isso, conheço o Stiles desde pequena, sei como é o caráter dele e tenho certeza do seu também, você não parece alguém que faria mal a outra pessoa. - ele sorri e olha para nossas mãos agora juntas. - Só tenta ficar calmo tá? Vai ficar tudo bem, eu tenho certeza. O meu irmão pode parecer durão, mas ele sempre foi muito protetor e apesar de termos nos afastado conforme os anos tenho certeza que o que ele faz é para o meu bem, porque ele está sempre tentando proteger todo mundo. - eu falo parecendo fazer ele pensar. - Então não se preocupa tá? - ele me puxa para um abraço me pegando de surpresa.

Miguel- Você é realmente uma boa pessoa Lilian. - ele sorri.

Lilian- Me chame de Lili. - eu sorriu. Ouço o Stiles perambulando lá em baixo. - Agora tenho que ir. - eu beijo sua bochecha e me levanto. - A gente se vê por aí, quando você sentir que pode me contar seu verdadeiro nome. - ele sorri.

Miguel- A gente se vê por aí Lili. - eu saio do quarto, fechando a porta com cuidado e vou para o meu quarto, ponho meus fones de ouvido, coloco uma música e pego no sono novamente.

                 Pov's Scott McCall 

Peter- Tá, o Derek foi até a casa achando que ela estaria lá não é?

Scott- É, ele não lembra do incêndio.

Peter- Se ele não lembra do incêndio, não vai se lembrar que foi a Kate quem provocou.

Malia- Quer dizer o que?

Peter- A Kate não fez ele só voltar pra adolescência, fez ele voltar pra idade que ele conhecia ela, que confiava nela. - eu ligo rapidamente pro Stiles, além da Kate tá indo atrás do Derek, pelas mensagens que o Stiles me mandou, a minha irmã já tá na casa.

                Pov's Stiles Stilinski 

O Scott finalmente me retorna a ligação.

Scott- Cadê a Lili?

Stiles- Acho que ela tá no quarto dela.

Scott- Vai checar. - eu abro um pouco a porta vendo a Lili dormindo no quarto dela enquanto ouve música e algo peludo dorme ao lado dela.

Stiles- Não sabia que a sua irmã tinha um gato.

Scott- Gata. Ela tá bem?

Stiles- Ela tá dormindo.

Scott- E Cadê o Derek? Você tá com ele? Achamos que a Kate tá indo atrás dele.

Stiles- Não ele tá no seu quarto, tá tudo bem, na verdade eu já tô com saudade do velho Derek. Acha mesmo que a Kate vai vim pra..... - eu olho para janela vendo a Kate pular. - Você acertou.

                 Pov's Scott McCall

A Lydia me manda a foto do corpo e eu mostro pro Peter e pra Malia.

Malia- Porque ela mataria um frentista?

Peter- Ela não conseguiu se controlar, foi um momento de fúria não um assassinato, é um sintoma.

Scott- Do que?

Peter- Ela não controla a mudança.

Scott- O Derek tinha o mesmo problema na lua cheia. Ele ainda tá aprendendo.

Malia- E ela? ainda tá?

Peter- Ela quer aprender.

Malia- Ela quer que o Derek ensine a ela?

Peter- Não. Ela quer o Triskelion. - nós vamos o mais rápido que podemos pro colégio, quando estamos perto do cofre a Malia para.

Scott- Conseguiu farejar?

Malia- É o mesmo cheiro. É o cheiro do México.

Peter- Do que é que ela tá falando?

Scott- Um deles veio atrás da gente na ruína da igreja.

Malia- E um na estrada. É impossível terem seguido.

Scott- Mas podem ter sido trazidos pela Kate. - nós nos viramos quando ouvimos um barulho.

Peter- Ah eu já ouvi esse barulho antes. - nós olhamos pra ele. - Tinham um crânio de animal? Um humano com cara de caveira?

Malia- Eu acho que sim.

Scott- O que eles são?

Peter- Berserkeres. - ele fala olhando pra criatura. A Malia tenta ir na direção dele, mas o Peter impede ela. - Tá maluca?

Malia- Mas é só um.

Peter- Quer dizer que temos chances.

Malia- De derrotar?

Peter- De sobreviver. - ele sai correndo escada acima. Eu e a Malia nos olhamos e depois começamos a correr atrás do Peter. Nós perdemos o Peter e achamos outro Berserkeres.

Malia- Scott são dois. - nós começamos a subir a escada de costas.

Scott- Cadê o Peter?

Malia- Sei lá, ele sumiu. - eles chegam mais perto e nós começamos a correr escada acima, mas eles nos encurralam. Eu me transformo e tento atacar eles, mas nada funciona.

                  Pov's Derek Hale 

Derek- Vocês ouviram? É o Scott, eu ouvi o Scott.

Kate- Me fala! - ela grita.

Derek- Eu não sei, eu não tô nem aí. - eu saio correndo atrás do Scott.

                 Pov's Scott McCall 

Eles nos jogam pra perto dos armários e nos encurralam de novo, a Kira chega e tenta atacar eles, o que não dura muito tempo, não os fere, apenas distrai. Ela se vira pra olhar pra gente, mas um deles ataca ela.

Scott- Kira! - eu grito, mas não rápido o suficiente. Eles tomam a espada dela, e jogam ela no chão bem ao meu lado. Vejo o Derek correndo até nós e ele começa a lutar contra os Berserkeres.

                   Pov's Derek Hale 

Eu corro até o Scott, vendo ele e duas garotas no chão, eu começo a lutar contra os Berserkeres, mas não consigo controlar a minha transformação, até que começo a lembrar da Lili, do sorriso dela e de como ela me entendeu sem eu precisar dizer nem uma palavra, como ela confiou em mim, mesmo sabendo que estávamos mentindo e como ela me acalmou. Olho para o Scott e as palavras dela começam a vim na minha mente.


" Só tenta ficar calmo tá? Vai ficar tudo bem, eu tenho certeza. O meu irmão pode parecer durão, mas ele sempre foi muito protetor e apesar de termos nos afastado conforme os anos tenho certeza que o que ele faz é para o meu bem, porque ele está sempre tentando proteger todo mundo."

Um deles me acerta, mas eu me sinto mais forte.

" Então não se preocupa tá?"

Eu começo a recuperar o controle sobre as minhas habilidades e sobre mim mesmo.

"Me chame de Lili"

Eu paro me sentindo eu mesmo de novo, eu me levanto vendo os Berserkeres irem embora.

Scott- Derek? - eu me viro pra ele sentindo algo diferente. - Os seus olhos, estão amarelos.

Notas Finais


Obrigada por ler e me desculpe por qualquer erro de ortográfia.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...