História Em meio às Cerejeiras - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Suga
Tags Bts, Jimin, Romance, Suga, Yoongi, Yoonmin
Visualizações 20
Palavras 963
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


09/08 faz cinco meses em que ela me disse sim, disse sim ao meu amor, disse sim a nós duas, disse sim pra quem ela é e disse "SIM EU GOSTO DE UMA GAROTA" pra sociedade machista, preconceituosa e homofobia.
O seu "Eu te amo" me cura bem mais do que você pensa, Bruna. Pode ter certeza que eu vou te amar por toda a eternidade.

Capítulo 1 - Capítulo Único


Fanfic / Fanfiction Em meio às Cerejeiras - Capítulo 1 - Capítulo Único

Em meio às Cerejeiras


As manhãs de primavera nunca foram tão doces e sutis quanto àquela. As cerejeiras em seu ápice, assim como o nosso amor, coloria a paisagem com tons de rosa pastel e as pétalas de suas flores pairavam pelo ar como flocos de neve rosados. O seu sorriso brilhava mais do que o sol, aquecendo o meu coração que antes era frio. Enquanto caminhava entre às árvores quase se camuflava, seus cabelos no mesmo tom me fazia questionar se Park Jimin não fazia parte daquele bosque, sua delicadeza e força se compara a cerejeira. 


—Ah! —ele girava devagar em minha frente com os braços abertos e os olhos fechados, penso que estava se sentindo no seu hábitat natural, em meio às flores e sol quente do meio dia. —Hoje é o melhor dia do ano, estava ansioso por hoje!


Eu, claro, sorria feito bobo o observando com total concentração, ainda enquanto ele rodava escolhi um lugar embaixo de uma das árvores e peguei dentro da cesta de piquenique que trouxemos uma toalha xadrez, a coloquei no chão e me sentei desajeitadamente. Jimin parou de rodar e meio tonto veio em minha direção tropeçando.


—Socorro, Yoongi. — não tive tempo nem de pensar, quando percebi, Jimin já havia caído em cima de mim. —Te machuquei? Me desculpa


Nossos rostos estavam próximos, mas eu tinha dificuldade para olhá-lo, o sol queimava minhas retinas. Ele estava apoiado sobre os cotovelos colocando todo o seu peso sobre o meu corpo, eu podia sentir os nossos corações baterem em sintonia enquanto um sorriso espontâneo surgia em meus lábios, era como se nossos corpos tivessem nascidos para ficarem assim, juntos.


—Não tem problema... —levo minha mão até sua bochecha corada a acariciando levemente. —Minha cabeça está sangrando, mas nada que uns nove, dez pontos não dê jeito. 


—Ai meu Deus! Eu te machuquei de verdade? —ele arregalou os olhos e abriu a boca, sua expressão de espanto me fez gargalhar, Jimin realmente estava preocupado comigo. 


—Só estou brincando. -—levo minha outra mão em seu rosto e aperto as suas bochechas um pouco mais forte do que eu deveria, meu coração estava acelerado. —Minha coisa fofa


—Me deixou assustado... —agora Jimin parecia triste e pensativo então volto a acariciá-lo. —Sei que sou... pesado. Não quero te machucar. 


Essa é a última coisa que eu desejo ouvir vindo de Park Jimin. Eu odeio o fato de que ele colocou na cabeça que é gordo, houve um tempo que ele não comia e passava horas praticando, no final acabava desmaiando por fraqueza. Quantas vezes já não subiu no palco sem comer nada só pra mostrar o “abs perfeito”. E eu odeio todas essas coisas, odeio profundamente e se eu pudesse mandaria todas essas pessoas que dizem coisas ruins sobre ele irem pra puta que pariu. Não são fãs porque os fãs de verdade dão amor e incentivam, mas porque ele se importa tanto? Meu coração batia rápido e meus olhos começaram a se encher de lágrimas ao lembrar do seu sofrimento.


—Olha, você para! —em um movimento rápido o coloco por baixo e me deito em cima dele segurando suas mãos ao lado de seu rosto o impedindo de se mexer. —Você sabe o que acho sobre isso, é uma grande mentira que você simplesmente aceitou como verdade. Cada parte do seu corpo é especial, cada milímetro da extensão da sua pele é perfeita e eu poderia acariciá-la o ano inteiro. Você é lindo, Park Jimin, lindo da cabeça aos pés, sua alma é linda, seu coração é lindo, a sua personalidade é linda e eu nunca vou encontrar alguém mais maravilhoso do que você, alguém com tantas qualidades que eu nem posso contar... 


Paro de falar por um instante, temo ter falado rápido demais e Jimin não ter entendido nenhuma palavra, mas quando foco em seu rosto e vejo seus lindos olhos castanhos, agora marejados, brilharem tão intensamente como as estrelas do céu, sei que nada se perdeu enquanto eu tentava dizer o quão especial ele é para mim.


—Você sabe que eu te amo, te amo mais que tudo no mundo e sabe que eu faria tudo por você e pra te ver feliz, você sabe... hoje é o nosso dia, não vamos deixar nada estragá-lo... —encosto minha testa na dele e de relance olho para o lado e vejo que muitas pessoas passavam no local. Rapidamente eu me levanto e começo a gritar. —EU AMO PARK JIMIN! EU O AMO COM TODAS AS MINHAS FORÇAS! 


No mesmo instante todos me olhavam, Jimin se levantou de cabeça baixa e me abraçou. Foi um abraço necessitado e sei que muitos sentimentos estavam embaralhados em sua cabeça, então eu apenas passei os braços em volta de sua cintura e lá ficamos, imóveis. Eu sentia seu coração bater mais forte e suas lágrimas molharem minha camiseta, aquilo já bastava para mim, não precisava que ele me dissesse nada e mesmo assim ele o fez. 


—Eu também te amo, Min Yoongi. 


Eu já havia ouvido essa frase milhões de vezes, mas apenas duas vezes ela me fez chorar. A primeira quando eu me declarei para ele e a segunda vez naquele momento, quando nosso amor rompeu a barreira social e todos sabiam dele. Foi um “Sim, porra, eu amo um homem e não há nada de errado nisso” e eu o apoiei com todo o meu coração, foi um momento extasiante incrível e inacreditável e lindo, lindo igual a Park Jimin e lindo como aquele dia de primavera qual o seu sorriso brilhava mais do que o normal. 


Em meio às cerejeiras desejei uma coisa, desejei que nosso amor fosse tão forte quanto elas, que mesmo nos invernos mais frios volte a florescer na primavera. Fique comigo por mais dez anos.  

 


Notas Finais


Mesmo que passe mil anos eu ainda te acharei incrivel, My Moonlight. Te amo 💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...