História Em outro lugar (SwanQueen) - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Cora (Mills), Emma Swan, Lilith "Lily" Page, Malévola, Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Regina Mills (Rainha Malvada), Sr. Gold (Rumplestiltskin), Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags Aventura, Emmaswan, Reginamills, Swan Queen, Swanqueen
Visualizações 112
Palavras 1.169
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Científica, LGBT, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Bissexualidade, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura gente

Capítulo 5 - Leonina


Fanfic / Fanfiction Em outro lugar (SwanQueen) - Capítulo 5 - Leonina

Eu estava dentro daquele armário escuro e com um cheiro insuportável de mofo, quando eu vi aquela cena que me tirou até os sentimentos e extintos que eu não tinha. Aquela mulher morena de alguma forma mexia com o meu ser, mesmo ela sendo ameaça para minha vida. Que mulher... Seus seios redondinho, suas curvas bem definidas, seus lábios carnudos e aquele bumbum... Tudo que eu vi de dentro daquele armário mexeu com aquilo que eu achava sobre mim. Minha sexualidade foi abalada naquele momento..O tempo foi se pasando e elas começaram a colocar suas ropas, peça por peça se vestirem...

Meu coração começou a bater mais forte quanto eu vi ela se aproximando de onde eu estava. A cada passo que a rainha dava algo muito diferente começou a acontecer comigo, me senti poderosa, invencível. Minhas mãos começaram a esquentar como se fogo as queimassem sem arder, meu sangue corría em minhas veias e eu o podia sentir como se fosse uma enorme corrente elétrica percorrendo meu corpo, meu coração estava batendo tão forte que parecia que iria explodir meu peito, meus cabelos longos começaram a regredir ficando na altura de meus ombros ou até mais curto, minha unhas curtas começaram a crescer e estavam semelhantes a unhas de gato. A rainha parou.

-A um felino aqui. Posso te sentir, apareça. -O que? Tem um felino aqui, como assim?

De repente ela vem até a porta do armário e a abre rápidamente e no mesmo intente ela encara meus olhos e eu os dela. Eu tinha reparado muito nos olhos daquela mulher, tenho certeza que eles eram normais e castanhos, mas o que eu vi foi olhos mais negros do que um carvão, as suas pupilas haviam sumido em meio a tanta escuridão. Não demorou muito e eu saltei daquele lugar como se eu fosse um gato e quando eu aterrizei no chão fiquei agachada e com minha mãos fechar apoiadas no chão. Quando ela se aproximou involuntariamente eu acho que rugi. Sim, isso é muito bizarro.

-Olha só quem está aqui, a princesa. Tinha certeza que você era uma princesa, mas nunca pensei que seria esse tipo de princesa. -Disse dando um risada amedrontadora que deixou a mostra suas enormes pregas e eu pude observar também que seus lábios estavam muito mais vermelho que antes.

-Eu não sou princesa de nada, senhora. -Falei me levantando e deixando meu corpo ereto com muita dificuldade. Eu a encaro e logo ela vem para cima de mim com leves passos. Foi aí que a mulher que me ajudou emitiu um palavra.

-Não se aproxime dela! Ela não é presa ou recompensa e você sabe muito bem disso. -Ela disse um pouco estressada.

-Não te perguntei nada. Imagina o sangue dela como deve ser delicioso e o que eu posso ganhar quando a rainha dos dragões souber que eu mantenho a salvadora em cárcere? Desculpe Lilith, mas eu não vou perder essa oportunidade. Não é todo os dias que encontramos uma leonina por aí. -Falou se aproximando e agarrando meu maxilar e me dando um beijo na boca, que no momento sentí minha boca arder e a minha audição ficar mais aguçada.

-Não deixarei você sela-la. -Eu só pude ouvir a pressão dos pés da mulher que corria rápidamente, para chegar até mim ela somente precisou dar quatro passadas e logo eu fui tirada do chão a casa que estávamos foi quebrada pela enorme criatura que ela se transformou, um enorme dragão foi o que me tirou do chão.

Eu via tudo com a mais bela precisão, as árvores e enormes na floresta a areia no chão, eu era um leão ou uma águia, se bem que eu não entendi muito bem o que isso quer dizer. Logo um som estridente soa por dentre as árvores, era um grunhido que eu não soube descrever, somente sei que é amedrontador.

-Esse som é um som que somente os sanguinarios vampirianos dão quando se transformam em um morcego gigante e monstruoso. -Ela me explica, só que à um detalhe muito peculiar nisso tudo pois ela nem sequer abriu a boca para falar, a voz dela estava em minha cabeça, ela estava se comunicando por telepatia.

-Eu devo me preocupar? -Falei no meu pensamento, fiquei com medo dela não me escutar, mas estava enganada

-Se ela não nos alcançar, não. Mas caso o contrário quero que você pule e corra o mais rápido que puder para o oeste nas montanhas mais altas. Lá você irá encontrar o reino dos dragões e ali ficará segura.

-Mas ela disse que a rainha dos dragões me quer. Quem pode me asegurar que não é para uma coisa má.

-Confie em mim, a nossa rainha vai te proteger até você estiver pronta para nos libertar de julgo, que num futuro próximo você também irá começar.

-Está bem. Mas por que eu? por que outra pessoa não é o salvador. Eu nunca salvei ninguém nem ao menos meu pai... E agora terei que salvar uma civilização inteira. É um pouco complicado pra mim entender.

-Tudo no princípio é complicado de entender, mas pode ter certeza que assim como esse vento quente da noite bate em nossos rostos um dia você entenderá.

-Como se fosse tão fácil hahaha.

-Eu não sei se você sabe mas eu estou conectada a sua mente. Kkkkk

-Eita, eu não foi mais poder pensar em paz?

- Não enquanto eu estiver transformada.

Não sei o que aconteceu mas quando eu ouvi o grito da criatura que a rainha se transformou eu sabia o raio de distância em que ela se encontrava.

-Ela está a 3 kilómetros daqui, mas está avançando muito rápido.

-Quantos por hora?

-80 kilómetros por hora. Estamos a 60. Temos que ir mais rápido, porque que senão é questão de 7 minutos e ela nos alcança.

Os rugidos da fera estavam ficando cada vez mais forte e cada vez eu me sentia mais mal, foi aí que eu olhei meu reflexão na água do rio que Lilith estava sobrevoando e me espantei com o que vi. Meus olhos estavam semelhantes aos de gato, minhas unhas enormes pareciam garrafas eu criei quatro caninos, dois em cima e dois em baixo realmente eu estava virando um felino. Logo senti que passamos por uma espécie de proteção invisível e fomos descendo para o chão.

-Pronto. Aquí você estará segura. Venha eu vou te levar pra a rainha. -Ela falou comigo calmamente já na forma humana pegou minha mão e me levou para algum lugar. E quando eu olhei para o céu vi um monstro sobrevoando em círculos como se quisesse entrar mais não conseguisse.

-Não tenha medo. Aquilo é a rainha sim, mas ela não pode passar por conta da proteção, somente os signos de fogo entram aquí.

-E que elemento ela é?

-Trevas.

-Esse elemento não existe.

-Claro que existe. Pois são eles terra, fogo, água, ar, luz e trevas.

-Eu somente conhecia os quatro primeiros kkkkkk mas tá OK.

-Você é muito engraçada. Menina kkkkkk. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...