1. Spirit Fanfics >
  2. Em Seul >
  3. Cap.11

História Em Seul - Capítulo 11


Escrita por:


Notas do Autor


Oi, a Margarida apareceu :)
Espero que estejão bem.
Desculpa a demora pra postar é também pelo Cap pequeno, mas eu vou recompensar!!
Não me matem ainda.

Obs: a partir de hoje não colocarei capa nos Cap.

~ Boa leitura baby's

Capítulo 11 - Cap.11


...TERÇA-FEIRA 07:00 (EM BUSAN)...

   Eu sinceramente não entendo esse sentimento estranho, também não entendo o porquê de eu ficar tão tímido quando falo com aquele menino "estranho".

  Cheguei na escola, antes da maior parte dos alunos para ter pelo menos um minuto pra tentar organizar meus pensamentos, eu sabia que não teria muito tempo para isso, porque a qualquer momento todos aqueles adolescentes com os hormônios a flor da pele poderiam entrar na sala fazendo uma enorme algazarra sem motivo aparente.

  Pra falar a verdade não é tão ruim quanto parece, o fato deles ficarem bagunçado a sala faz com que eles não me percebam ali, assim eu posso pensar sem interrupções, enquanto eles servem de "trilha de fundo", que nem naquele filmes clichês, no qual o personagem principal fica pensando na pessoa que gosta, enquanto os alunos vivem suas vidas como se não houvesse amanhã, não que eu goste da que desconhecido, longe disso.

  Mas pra ser sincero as vezes eu até invejo essa ousadia de viver deles, eles parecem não se importa com oque estão fazendo, eles apenas se divertem.

  Alguns poucos minutos depois dos alunos entrarem na sala o professor também entrou, disse algumas poucas palavras é deu início a aula.

  Me concentrei na aula e misteriosamente o tempo parecia estar passando mais rápido que o normal, oque por um lado até foi bom.

  Assim que todas as aulas acabaram, liguei para minha mãe avisado que iria pra casa do Heechul é voltaria um pouco tarde, assim que desliguei, me encontrei com ele é fomos para a casa dele.

  Não demorou muito para chegamos. Os pais do Heechul não ficavam muito em casa então ele não via problema em bagunçar tudo, assim que entramos ele jogou sua própria mochila em um canto qualquer é se jogou no sofá.

  Deixei minha mochila junto com a dele e me sentei no sofá ao lado do mesmo.

  ㅡ Você vai mesmo pra Seul? ㅡ indagou ele após alguns breves minutos de silêncio.

  ㅡ Não sei, minha mãe e eu ainda estamos entrando num consenso.

  ㅡ Se eu fosse você... ㅡ ele fez uma pequena pausa para se ajeitar no sofá. ㅡ eu iria, é uma ótima oportunidade!

  ㅡ E a sua namorada?

  ㅡ Eu disse: "Se eu fosse você!", e você não namora. ㅡ falou meio debochado. ㅡ e eu acho que a momo não veria problema nisso, se ela quiser ela pode ir, ela tem dinheiro pra isso.

  ㅡ Você também.

  ㅡ E você também mas... ainda assim ganhou uma bolsa excelente!

 ㅡ Eu sei. ㅡ falei mais pra mim mesmo, num quase sussurro.

  Ficamos largados no sofá por alguns minutos, jogando conversa fora e mexendo no celular, como todo adolescente. Depois de ter ficado aproximadamente uma hora na casa do Heechul, eu voltei pra minha.

  Ajudei minha mãe em algumas coisas, até por quê, é sempre bom se sentir útil, depois de terminamos de jantar fomos pra sala assistir TV, já fazia um tempo que não ficávamos juntos por tanto tempo, era até que divertido, a gente parecia aquelas famílias "perfeitas" dos filmes.

  Pra ser sincero... a minha vida não era as das mais animadas, mas eu gostava dela assim, meio... "pacata".

  Depois de alguns minutos vendo TV, voltei para o meu quarto, já eram sete horas então tomei um banho e coloquei meu pijama, deitei-me na cama e peguei meu celular, fiquei vendo aleatoriedades, quando recebi uma mensagem.

  ...MENSAGEM ON...

  ㅡ Oi, tudo bem?

  ㅡ Sim, e você?

  ㅡ Que bom... preocupado comigo?

  ㅡ Só nos seus sonhos!

  ㅡ Não é assim que se flerta sabia?!

  ㅡ Não estou flertando com você.

  ㅡ Que pena, então eu tô flertando sozinho?! Mas respondendo sua pergunta: estou bem.

  ㅡ Hum...

  ㅡ Okay, eu já esperava por isso.
  ㅡ Bom... Boa noite bebê, sonhe comigo!

  ㅡ Então seriam pesadelos.

  ㅡ ... Okay, pelo menos, eu estarei lá para te salvar!

  ㅡ Boa noite!

  ...MENSAGEM OFF...

  Desliguei o celular com um sorriso bobo no rosto, queria entender porquê ele tem esse poder sobre mim... Não sei. Mas estranhamente, eu não acho ruim.

  Me deitei numa posição mais confortável e fiquei tentando adivinhar como seria o rosto dele, e em meio a esses pensamentos, adormeci.


=== CONTINUA ===





Notas Finais


...
É isto, tchau, até o próximo Cap.
Sorry qualquer erro!

2BJS


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...