História Em seus olhos - Capítulo 15


Postado
Categorias Bom Sucesso
Personagens Mariana Prado Monteiro Cabral (Nana)
Tags Amor, Drama, Mario, Nana, Novela, Romance
Visualizações 92
Palavras 842
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Adultério, Álcool, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Muito Obrigada pelos comentários. Somos imensamente gratas.
#Abraços *-*

Capítulo 15 - Calmaria


Fanfic / Fanfiction Em seus olhos - Capítulo 15 - Calmaria

[ Nana & Mário ]

Os dias foram se passando lentamente para a tristeza de Nana, a sexta-feira chegou e  com Ela a noticia que alegrou seu coração. Seu advogado Doutor Rogério lhe informou que a audiência da guarda de Sofia foi marcada para Segunda-Feira, o final de semana passou e com Ele a Segunda-Feira chegou, onde as nove horas em ponto foi marcada a audiência referente a guarda na menor Sofia Monteiro. Foram longas cinco horas de reunião, para no final o juiz bater seu martelo e devolver a guarda para Mariana Monteiro a mãe biológica de Sofia. Nana e Sofia não escondia sua felicidade por ter uma a outra novamente. A cara de Alberto era nítida com seu descontentamento, onde pediu uma nova audiência revendo a guarda de sua neta. Moveria céus e terra para ter a guarda de sua única neta.

Sofia era apenas sorrisos.

Nana está feliz, seus olhos brilha como um arco Iris.

Assim que saíram da fórum foram para um parque onde passaram o dia como uma família, o passeio foi apenas entre Nana, Mário e Sofia.

- Podemos tomar um sorvete, Mamãe? – Pergunta a pequena sorrindo.

- Sim!

Mário chama pelo sorveteiro onde compra os sorvetes para os três.

Sofia escolhe um sorvete de creme, Nana e Mário de chocolate.

O Dia estava lindo e perfeito, onde pedia uma foto dos três. Foram diversas fotos, todas para o algum em família.

 A tarde passou e com Ela a noite chegou, onde os três novamente foram para uma pizzaria, um pedido de Sofia. Nana e Mário era apenas sorrisos, assim como a pequena Sofia.

- Estou tão feliz, Mamãe!

- Eu também meu amorzinho. Nem acredito que Você está aqui, quero pensar que tudo o que passamos não passou de um sonho ruim do qual acordamos.

- O importante é que estamos todos juntos novamente. – Fala Mário sorrido.

- Concordo meu amor!

Sofia sorri.

- Vocês são um casal lindo. Um casal de novela.

Nana fica toda vermelha como um pimentão.

 Mário apenas sorri todo alegre.

- Eu sempre amei sua mãe, Sofia, desde a minha infância ... Mariana Mole que nunca me viu. – O olhar de Mário se entristece por imaginar em tudo o que passou por amar Mariana Monteiro, o quanto sofreu quando descobriu que Nana estava grávida de Sofia, e depois veio seu casamento com Diogo, e sem contar tudo o que passou com  o Ex de Nana onde até ser atropelado e receber ameaças de morte recebeu.

Mário sentiu quando Nana segurou sua mãe carinhosamente.

- Me desculpa, por toda a dor que lhe provoquei!

- Eu faria tudo novamente para ter Você em minha vida Mariana Mole.

Sofia sorri.

- Por que, Mariana Mole, Tio Mário?

- Sua mãe ama Maria mole.

- Ah! Entendi!

Após a noite maravilhosa os três voltaram para casa, onde Sofia deitou no meio de Mário e Nana adormecendo ouvindo uma linda história de João e Maria.

Nana, olhava toda emocionada para a filha onde passa a mão em seu cabelo sentindo seu doce perfume e ouvindo sua respiração.

- Eu te amo, minha luz. – Sussurra Nana beijando o rosto de Sofia.

- Ela te ama meu amor.

- Eu também te amo, Mário.

Os dois se olham intensamente.

Mário segura na mão de Nana.

- Eu sempre foi te amar, Mariana Mole.

- E Eu sempre vou estar aqui para receber seu amor, Mário Viana ... Agora vamos dormir? Estou cansada.

- Vamos.

Ambos se entregam ao sono e ao cansaço do dia.

Nana dormiu um sono profundo como há dias não dorme.

Naquele momento, naquele quarto, três pessoas dorme um sono sereno e calmo. O amor/carinho e respeito é nítido tanto por Mário, como por Nana e por Sofia.

***

 

Logo o dia amanheceu , Mário foi o primeiro a acordar  viu que seus dois amores continuavam dormindo. Resolveu então levantar e preparar o café...

   Voltou dali a alguns segundos com uma bandeja cheia de deliciosas frutas ,  cereais entre outras comidas.

    Acordou ambas com um beijo carinhoso no rosto.

-Trouxe o café pra vocês duas! -  Disse Mário apoiando a bandeja na cama.

-Que delícia! -  Exclamaram Nana e  Sofia ao mesmo tempo, o que fez todos rirem.

    Passaram boa parte da manhã ali, entre carinhos e risadas.

    Mais tarde , os três resolveram ir à um parque de diversões. Quem os visse jamais imaginária o quanto tinham lutado para estarem ali felizes e juntos .

           ***

Na mansão Prado Monteiro, Alberto estava em seu escritório, olhando a foto de sua falecida esposa, seu único amor.

 Um sentimento de tristeza e solidão se apoderaram dele, não tinha ninguém ao seu lado . Do que adiantará construir um império tão grande, e não ter ninguém?  Paloma estava de folga seu filho tinha saído e os empregados Benzinha seu trabalho de todo dia.

     Ele conhecerá o mais alto império com sua paixão por livros, e junto conhecerá o pior castigo a solidão.

   Lágrimas caiam de seus olhos .

Lágrimas pelas quais era o próprio causador de sua dor/tristeza e solidão.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...