1. Spirit Fanfics >
  2. Em todos os meus sonhos >
  3. Gostoso Demais

História Em todos os meus sonhos - Capítulo 22


Escrita por:


Notas do Autor


Qualquer erro perdão pq hot não é o meu forte

Capítulo 22 - Gostoso Demais


Tô com saudade de tu, meu desejo

Tô com saudade do beijo e do mel

Do teu olhar carinhoso

Do teu abraço gostoso

De passear no teu céu

É tão difícil ficar sem você

O teu amor é gostoso demais

Teu cheiro me dá prazer

Quando estou com você

Estou nos braços da paz

Pensamento viaja

E vai buscar meu bem-querer

Não posso ser feliz, assim

Tem dó de mim

O que é que eu posso fazer


Julieta e Aurélio dançavam um música lenta abraçados. Com a cabeça a apoiada nos ombros do homem ela fica de pontas dos pés e começa a fazer carícias enquanto a mão direito puxava os cabelos o arranhando a nuca.

Aurélio: Está muito cansada?

Julieta: Estou parecendo exausta? – fala olhando para o homem sorridente.

Aurélio: Se quiser uma massagem, eu posso fazer igual aquela no escritório. – sussurra no ouvido da mulher fazendo – a suspirar quando ele a aperta pela cintura fazendo os quadris se chocarem.

Julieta: Pensei que não tinha gostado daquela minha forma de amor!

Aurélio: Forma de amor é? Mas eu prefiro fazer com você! - dá chupoes no pescoço dela fazendo - a cravar as unhas em seu ombro. Ela rapidamente se afasta dele e começa a tirar a roupa - Uma massagem erótica?

Julieta: Não quer? - caminha para dentro do próprio quarto - vem até aqui. - o chama.

Ele então a segue até o quarto. Ela entrega uma pequena garrafinha de óleo com fragrância de morango e logo se deita na cama.

Aurélio: Vira de bruços - ela o obedece, e ele de joelho fica ao lado dela, e começa a despejar gotas nada generosas sobre a pele branca da amada, com as mãos ele espalha começando pelo tornozelo, apertando e amassando a sua carne, sobe pela coxa alisando os músculos e ela solta um leve gemido.

Ao chegar no bumbum, ele dá um forte apertão, molha a ponta do dedo polega e esfrega na região anal de Julieta que aperta o fino lençol da cama, ele a penetra rapidamente usando um dedo enquanto com a outra mão massageia a costa dela. Ele para e sai dá cama para tirar a sua roupa.

A mulher quando escuta o som do botão da bermuda fica logo de joelhos a sua espera.

Aurélio: Ahh não deixa eu terminar - ele reclama.

Ela se joga para a beira da cama. O membro de Aurélio estava ereto ele se aproxima dela, ela pega o pau dele e começa a chupa - lo enquanto ele faz massagem sobre os seios, cintura e na intimidade de Julieta. Ele a segura pelas coxas e arrasta até o meio da cama e logo se deita ao lado. A mulher fica em cima dele na posição de meia nove, até ambos conseguirem o tão esperado orgasmo.

Aurélio finalmente a puxa para um beijo ardendo, dessa vez foi ele quem a segurou forte pela nuca. Ela o passava a mão pelo peitoral e forte braços do motorista. E termina o beijo o covidando para o banho.

Ela entra primeiro no box e liga o chuveiro. Ele fecha um pouco o registro da água deixando cair apenas alguns pingos de água e pega o sabonete líquido e passa pescoço, braços e seios de Julieta.

Julieta: Me toca - pega a mão do homem e leva até sua intimidade e liga novamente o chuveiro.

Aurélio: Não sabia que gostava tanto- diz enterrando dois dedos na intimidade da mulher.

Julieta: Foi assim o vídeo que eu te mandei.

Aurélio: Que vídeo? - fala sem entender.

Julieta: O vídeo que eu mandei me masturbando no seu celular.

Aurélio: Eu não tenho celular.

Julieta: Foi por isso que eu comprei um novo pra você.

Aurélio: Droga... faz um pra mim agora?

Ela apenas da um sorriso safado, sai do box do banheiro e se enxuga com uma toalha branca. Vai até o armário e o abre deixando Aurélio espantado com seu "arsenal" de objetos eróticos.

Aurélio: pra que você usa até chicote?

Julieta sem palavras pq se lembrou do sonho que teve - Eu vou usar apenas os dedos hoje. - puxa - o pela mão e se senta na beirada da cama e ele fica de joelho em sua frente, ela começa a estimular o próprio o clitóris com movimentos rápidos, ele babava e cada vez se aproxima mais com um olhar pidão, ver a mulher se torce de prazer, não esperava ser tão excitante vê - la dessa maneira a sua frente. A vagina de Julieta ficava cada vez mais lubrificada com excitação, o que não era diferente com o Aurélio que estava com o pênis duro que até latejava. Ela atinge o orgasmos, o coração acelerado, o corpo se tremia. Ele a posiciona na cama a espera a beijando e dizendo que a ama até que ela se recupe.

Ela joga a perna por cima do quadril do homem que a penetra lentamente enquanto se declara novamente a ela, a mulher ficava calada escutava, por mais que tivesse se entregado, ainda não dizia eu te amo ao homem.

Ele muda a posição e ficar por cima dela, a penetrando com forte estocadas que a fazia gemer alto de tanto prazer. Julieta adormece nos braços de Aurelio. Mas dessa vez ele não tinha motivos e nem o medo, não precisaria ir embora.

Aurélio: Eu te amo dona Julieta - acaricia o rosto da mulher que dorme ao seu lado.




Notas Finais


Poxa nenhum Te amo né Julieta
Julieta sempre atrapalhando os afazeres de Aurelio ai ai

Não falta muita coisa para o Aurélio descobrir as merdas que a Julieta fez


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...