História Em um sonho estou (imagine Min Yoongi) - Capítulo 110


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), BLANC7
Visualizações 49
Palavras 1.717
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Festa, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


B
O
A
L E I T U R A
M
E
U
S
A M O R E S

Capítulo 110 - Despedida


Gabi on

Encontrei com o noivo gato e um amigo da S/n quando entramos no carro. Minha cara de c* quando vi aquelas crianças do jeito todo louco e descabelada que eu tava foi ótima. 

Juli: - Para de encarar, daqui a pouco os meninos vão ficar com sede de tanto serem secados por você. - Disse no meu ouvido

Gabi: - Isso se chama boa impressão. 

Juli: - Impressão nada, você ta quase comendo eles com os olhos.

Gabi: - Ta sentindo esse cheiro?

Juli: - Que cheiro? Ta doida?

Gabi: - Cheirinho de ciúmes com um leve toque de treta.

Juli: - Só não enfio essa mala no seu orifício anal porque tenho que ser uma pessoa civilizada diante da sociedade. 

S/n: - Não se esqueçam que eu sei tudo que vocês tão falando, vacas.

Gabi: - Credo, é muito feio escutar conversa alheia, dona S/n.

S/n: - Eu escutando conversa alheia? Longe de mim. - Riu - Vocês é que tão falando mó alto.

Juli: - É porque a desequilibrada da Gabriele me irrita.

Gabi: - Nasci pra ser crucificada. Por que não me levam pra Jerusalém?

S/n: - Nem é exagerada.

Gabi: - Não sou mesmo não. 

Gabi off 

S/n on

Eu e as meninas estávamos conversando e rindo muito o caminho inteiro, já os meninos... acho que nem tanto já que ficaram calados sem entender metade do que tagarelávamos.

Sg: - Amor? - Me cutucou

S/n: - Quê?

Sg: - Sem querer ofender a sua língua, mas parece que vocês estão falando algo tipo "sioejrlidhe". - Eu ri de como ele confessou não entender o que conversávamos

S/n: - Estamos falando rápido, e também tem algumas palavras e gírias que não são conhecidas por vocês. 

Sg: - Tendi.

Jk: - A Lu também fala assim?

S/n: - Sim. - Ri - Vocês se falam em que língua? 

Jk: - Inglês e brasileiro.

S/n: - Não se chama brasileiro, se chama português. 

Jk: - Mas português não é de Portugal?

S/n: - Sim, mas tem português do Brasil e português de Portugal. 

Jk: - Complexo. 

Olhei para as meninas que se perguntavam o que estávamos falando naquele momento, então expliquei tudo e elas disseram até que estão dispostas a tentar a aprender um pouco da cultura e da língua coreana.

S/n off

Soo on

Faz tempo que saí do colegial sem um tipo de notícia sequer da minha melhor amiga... depois de dois anos resolvi tomar vergonha na cara e ir na casa dela visitá-la. Toquei a campanha e não demorou muito para que eu fosse atendida por uma das empregadas de Hee.

Somin: - O que deseja, senhorita?

Soo: - Desejo ver a Hee.

Somin: - Desculpa, mas isso não será possível. 

Soo: - Ela não está em casa? A que horas voltará?

Somin: - Acho que você não entendeu... - Falou baixo - A senhorita Hee morreu a dois anos atrás. 

Soo: - Oi? Somin, você por algum acaso ficou louca?

Somin: - Não, senhorita Soo... - Suspirou - Sua amiga morreu, eu sinto muito.

Soo: - Foi tudo culpa minha! - Comecei a chorar - Eu deveria ter vindo visitá-la antes, mas fui uma idiota covarde. 

Somin: - Não se culpe, foi uma fatalidade.

Soo: - Como ela se foi? - Perguntei em meio ao choro

Somin: - A senhora Sayori nunca me disse, esse assunto é proibido na casa. Aliás é proibido tudo que se refira a sua falecida amiga.

Soo: - Tudo bem... obrigada, Somin. - Enxuguei minhas lágrimas - Com licença, já vou indo.

Somin: - Até breve. - Acenou e eu fui embora

Não podia acreditar que a minha melhor amiga havia morrido, aquilo foi um enorme choque de realidade. Essa morte da Hee me fez refletir como a vida não vale nada e sim o que fazemos de bom. 

Não queria fosse assim... 

Me lembro de quando conheci a Hee..

Flashback on (Soo tinha 7 anos)

Meu primeiro dia de aula na escola nova... ansiedade e medo me definem no momento. 

Espero que gostem de mim e eu possa fazer amizades. 

Entrei na sala de aula e me sentei ao lado de uma garota que usava óculos e desenhava em um caderninho. 

???: - Oi. - A menina puxou assunto

Soo: - Oi. - Falei baixo por estar tímida 

???: - Qual seu nome?

Soo: - Soo, e o seu?

???: - Sou a Hee, muito prazer. - Estendeu a mão e eu apertei

Soo: - Prazer, Hee.

Hee: - Espero que possamos ser amigas.

Soo: - Espero que sim.

Hee: - Você está tímida, não é? - Assenti - Não precisa, todos aqui são legais. Lógico que tem umas meninas chatas que se acham, mas tirando isso é super legal.

Flashback off 

Hee sempre tentou fazer eu me sentir bem comigo mesma.

Mas o tempo foi passando e ela foi mudando, aquela menina de óculos já não existia mais... e aquelas meninas chatas se tornaram nós. 

Flashback on (Soo tinha 12 anos)

Soo: - Que celular legal, Hee.

Hee: - Sim, eu sei. 

Soo: - Posso perguntar uma coisa?

Hee: - O quê? 

Soo: - Por não usa mais óculos se ainda precisa?

Hee: - Eu fico muito feia com aquela porcaria.

Soo: - Mas é essa "porcaria" que te ajuda a enxergar. 

Hee: - Vai me dá lição de moral agora, Soo? - Perguntou com raiva - Eu acho bom você parar com essas merda e mudar esse seu jeito tímido de cdf rejeitada, nós vamos ser as mais populares dessa escola, mas pra isso preciso da sua colaboração! 

Flashback off 

Não queria perder minha única amiga, então mudei radicalmente e me tornei uma pessoa insuportável. Nós nos tornamos muito populares, mas no final não adiantou de nada, o colegial acabou, Hee morreu, eu sou uma fracassada sem amigos... 

Me pergunto o que o destino reservou para mim... será uma vida vazia e solitária? 

Soo off

Hea on

Hea: - Filho, a sua prof me falou que vai te mudar de turma.

Md: - P-por q-que omma?

Hea: - Porque você é muito inteligente. 

Md: - P-puxei pla omma e plo a-appa.

Gelei na hora que escutei ele dizer aquilo. É tão difícil ver seu filho falando de outras pessoas pensando que está falando de você. 

Sei que é confuso...

Pra mim o Myung-Dae é meu filho de sangue, mas não posso esconder a verdade dele. Uma hora ou outra ele acabará descobrindo e será pior. Só contarei tudo a ele quando for mais velho, até lá continuarei omitindo isso. 

Md: - O-omma?

Hea: - Oi, filho. 

Md: - E-e a Maya?

Hea: - Maya?

Md: - M-minha amiga.

Hea: - Fiquei sabendo que ela também vai mudar de sala junto com você, meu bebê. 

Md: - Ainda b-bem. - Sorriu de orelha a orelha

Como é bom ver o sorriso do meu pequeno, esses cabelos loirinhos, com esses olhos verdes claros puxadinhos... Aish! Amo demais esse pequeno! 

Hea off 

Kim on 

Marquei de me despedir da S/n e dos meninos essa noite, a May também estará lá para a despedida.

Matt: - Sem choro hoje. - Alertou enquanto se arrumava

Kim: - Até parece que eu choro. - Revirei os olhos 

(...)

20:40 pm 

Chegamos na casa daqueles animais vestidos e entramos na humilde (sqn) presidência deles. 

Kim: - Oi! - Dei um "oi" geral assim que vi uma gera na sala

S/n: - Oi! - Pulou em cima de mim - Já estou com saudade.

Kim: - Eita, eu ainda nem fui. - Ri - Cadê a minha princesinha?

S/n: - Tô aqui.

Kim: - Engraçadinha. - Todos riram - Onde está a Maya?

S/n: - Assim que ela chegou o Tae levou ela pro jardim e até agora não saíram de lá. 

Kim: - Sendo assim eu a vejo depois. 

S/n: - Ta bom. 

Matt: - Ninguém me cumprimenta mais?

S/n: - Tu ta todo caladão, jão.

Jk: - Fala, Matt. - Kook se levantou e veio cumprimentar o maior

Depois daquele acampamento da escola Matteo e Jungkook viraram grandes amigos, uma amizade que começou a dois anos atrás no meio de um negócio de sobrevivência. 

Kim: - Vejo que tem visitas, S/a.

S/n: - Sim, são as minhas amigas Juliana e Gabriele. 

Kim: - Brasileiras, correto?

S/n: - Sim. 

Kim off 

S/n on

Apresentei as meninas para Kim e Kim para as meninas, nós conversamos bastante e eu traduzia tudo.

S/n: - Cansei de bancar o Google tradutor, vou procurar o Tae e Maya. 

Gabi: - Vai lá vai. 

Juli: - Trás aquela menina que eu quero esmagar!

Fui para o jardim a procura de Tae e minha irmã, assim que cheguei os dois estavam sentados olhando as estrelas. Resolvi escutar um pouco do que falavam.

V: - Sabe May... eu amo muito uma pessoa.

May: - S-sério, titio Tata?

V: - Sim, pequena.

May: - Quem?

V: - Não posso dizer, a única coisa que posso revelar é que ela é a mulher mais linda que eu já vi na minha vida. Por ela abro mão de tudo.

May: - Tendi foi n-nada.

V: - Um dia você entenderá, meu anjinho. 

May: - Titio?

B: - Oi.

May: - Por que eu n-nunca vejo a minha o-omma? A mãe do Myung-Dae parece amar tanto e-ele.

V: - A sua omma está descansando, pequena.

May: - D-descansando de quê?

V: - Olha, May. - Suspirou - Você não precisa saber disso agora, tudo que precisa saber é que sua mãe te ama independente de onde esteja.

May: - P-por que ela m-me abandonou j-junto c-com a mana?

V: - Ela não te abandou. - Abraçou a pequena que se encontrava chorando - Ta vendo aquelad estrelinhas? - Ela assentiu - Uma delas é a sua omma e o seu appa, eles estão bem longe de nós por serem estrelinhas.

S/n: - Desculpa atrapalhar, vim chamá-los para ver a Kim e o Matt. - Cheguei por trás dos dois

V: - Ah claro. - Pegou a May no colo 

May: - T-te amo, t-tio Tata. - Taehyung ficou surpreso e a abraçou com toda a força do mundo

V: - Também te amo, pequena. - Achei a cena tão linda e os abracei também 

(...)

Todos abraçamos o Matt e Kim, estávamos tristes porque iríamos nos separar, mas felizes por cada um estar feliz com suas escolhas. 

S/n: - Espero que sejam muito felizes. - Os abracei de novo - Sentirei saudades e nunca esquecerei do que passamos juntos, primacialmente as loucuras.

Matt: - A gente volta logo, nem vai dá tempo de sentir falta.

Kim: - Foque no seu trabalho, no seu noivo, na sua irmã, no seu talento! Você é uma menina incrível e deve viver a vida intensamente até os últimos dias dela.

S/n: - Vou viver, só se você topar viver tudo comigo.

Kim: - Topo!



















《Continua...》



Notas Finais


Desculpa se tiver um erro de ortografia

Ficou bem cutinho, mas foi só pra n deixar vcs sem cap

Amo mto vcs meus bb's

Bjs bjs❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...