1. Spirit Fanfics >
  2. Em uma dose de Bourbon - SuperCorp >
  3. Do outro lado da varanda

História Em uma dose de Bourbon - SuperCorp - Capítulo 8


Escrita por:


Notas do Autor


Espero que gostem e desculpem se houver algum erro. 😉

Capítulo 8 - Do outro lado da varanda


POV KARA

Se passaram três dias desde que Alex e eu chegamos a essa cidade. Depois do episódio no bar da esquentadinha, fiquei tentada a voltar ao local, mas logo tratei de afastar essa vontade. Assim, resolvi conhecer outros lugares junto a minha irmã.
Quanto mais conhecia New Orleans, mais encantada eu ficava com o lugar, essa cidade me trazia algo que a muito tempo eu não conseguia sentir, nem mesmo em NY que eu tanto amava, ou ao menos amei um dia. Fui tirada dos meus pensamentos por Alex:

- Essa cidade consegue ser linda até mesmo com esses passeios macabros - dizia com uma falsa indignação.

Começo a rir de sua expressão. Realmente era bom estar com minha ruiva preferida.

- E sério Kar, quem vem a passeio a um cemitério - diz encarando uma lápide - E olha que história macabra dessa tal Madame LaLaurie!

- Realmente, já li a alguns anos atrás, e me fez ficar arrepiada! - exclamo com um semblante horrorizado.

POV LENA

Estava organizando o estoque de bebidas, quando vejo minha melhor amiga adentrar o local com algumas sacolas nas mãos, o que deduzi ser nosso almoço, já que se passavam das 15hrs e não havíamos comido ainda. Como o Bourbon Street não funciona nas segundas, aproveitamos para organizar a bagunça do fim de semana.

Enquanto comíamos em um silêncio confortável, sou desperta por uma pergunta um tanto quando inesperada vinda de Sam.

- Viu as vizinhas encrencas? - diz olhando para mim.

- Não, e nem quero! - digo - E você?

- Vi a ruiva abusada hoje de manhã quando sai pra correr. E ela praticamente correu de mim - começou a rir.

- Essas garotas são surtadas - digo  dando risada junto a Sam.

Nossa tarde se passou assim, muita arrumação e risadas, Sam era sempre bem humorada e as vezes pervertida. Quem não nos conhece juraria que somos um casal, ao invés de irmãs. Sam e eu nunca nos vimos dessa forma, somos o apoio uma da outra. Eu só tenho ela, e ela só tem a mim.

Depois de terminamos tudo, olhei no relógio que marcava 19:40 hrs, logo tratamos de subir para o nosso apartamento para tomarmos banho e decidir o que iríamos jantar.

Ao chegar no meu quarto começo a retirar minhas roupas suadas de um dia cheio de trabalho, e logo caminho em direção ao banheiro, para tomar um banho frio e relaxante.

Após longos minutos no banho, saio em direção ao meu pequeno closet para buscar algo para vestir e acabo optando por um short jeans curto e uma camiseta do Chicago Bulls, meu time do coração. Após pentear meus cabelos e optar por deixar secar naturalmente, vou a procura de Sam para saber o que iremos jantar.

- E aí Samy, o que vamos comer? - pergunto assim que a encontro jogada no enorme carpete da sala.

- Que tal hambúrguer e batata frita do restaurante no fim da rua? - diz sorrindo.

- Sei que sua comida preferida Arias - digo piscando-lhe um olho - Vou comprar nosso jantar, quero andar um pouco.

Apanho meu celular e meus inseparáveis fones de ouvido, minhas chaves e minha carteira e vou rumo ao restaurante.

Após realizar o meu pedido, que demoraria um certo tempo pela demanda de gente no local, me sento em uma mesa e peço uma cerveja ao garçom. Enquanto bebo e ouço Back to Black em meu fone de ouvido em um volume baixo, sinto alguém se aproximar e ao levantar o meu rosto, me deparo com aqueles olhos extremamente azuis.

- Deveria fechar a porta da sua varanda - diz com um sorriso cínico nos lábios.

POV KARA

Após passar o dia todo fora com Alex, voltamos ao "nosso" apartamento quando já se passava das 19hrs. Vou em direção ao meu quarto com um copo whisky nas mãos, e descido ficar um pouco na varanda observado o céu que estava particularmente lindo essa noite.
Saio da minha órbita, quando direciono meu olhar para a varanda da frente, e me deparo com a esquentadinha retirando suas roupas bem de frente à porta de sua varanda, me dando uma total visão do que acontecia.
Após retirar suas roupas e ficar somente com uma lingerie azul marinho, que contrastava com sua pele extremamente branca, e desmanchar seu rabo de cavalo e seus fios negros caírem por suas costas, a vejo tirar lentamente o seu sutiã em seguida sua calcinha. A visão daquele belo monumento, que ela chamaria de bunda, me fez estremecer e torcer para que ela ficasse de frente para mim, e foi o que ela fez, me dando uma visão perfeita dos seus seios lindos e do seu sexo liso. Quando dei por mim, ela já havia sumido, e eu estava completamente molhada e quente.
Corri para o banheiro em busca de água fria. Enquanto a água escorria  pelo meu corpo, me praguejei por ter ficado excitada vendo aquela garota que nem sei o nome.

- Droga Kara, ela é só uma criança! - exclamo em voz alta para mim mesma.

Após um banho demorado, descido ir em busca de algo para que Alex e eu pudéssemos jantar, já que nenhuma de nós estava afim de cozinhar essa noite. Lembrei que havia visto um restaurante ao fim da rua, e decidi ir até lá, afinal a noite estava linda e eu precisava espairecer.

Ao chegar no restaurante e fazer o meu pedido, noto uma morena que encarava uma long neck de cerveja em suas mãos, com fones de ouvido. Estava vestida de maneira despojada, com uma camiseta do Bulls, meu time do coração, e cabelos levemente molhados. Não resisti, minhas pernas não me obedeciam. Quando dei por mim, estava frente à mesa da morena.

- Deveria fechar a porta da sua varanda - disse de forma automática e recebendo um olhar confuso daquele olhos extremamente verdes. 


Notas Finais


Me deixem saber o que estão achando! 💙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...