1. Spirit Fanfics >
  2. Em uma noite qualquer >
  3. Amizade ou... amor?

História Em uma noite qualquer - Capítulo 9


Escrita por:


Notas do Autor


Voltei... Olá pandinhas

Demorei novamente não é? Desculpem.

Mas... eu... er... Não tenho mais desculpas pra dizer...

Brincadeira... Só estava/estou meio ocupado. Talvez demore ou não pro próximo capítulo eu não sei... desculpem

Mas aqui está... Realmente me perdoem pela demora.

Não sou bom em títulos mas...

E queria fazer esse capítulo pelo ponto de vista do Lucas já que era sempre pelo ponto de vista do narrador não é, não sei se ficou bom mas... espero que gostem desse novo ponto de vista... Realmente... enfim...

Não sei se vcs lêem isso, vcs leem? Eu tbm não sei

Espero que gostem... boa leitura^-^♡

Capítulo 9 - Amizade ou... amor?


                    Lucas

- Oi - Ouvi uma voz soar atrás de mim, - por que eu estava sentado olhando diretamente para a janela - e quando avistei dei de cara com o Gustavo, Gustavo Stockler.

Ok... Lembram de quando eu disse que estava gostando de alguém e que ia deixar pra contar uma outra hora, bem, esse alguém... era ele.

"Era"... Bem, era porque eu não sei se ainda gosto dele, essa mudança repentina com a minha família me deixou bem, - bem não, ótimo - e, eu acho que foi só um crush passageiro, porque eu acho isso bem eu deveria ficar mexido ou... envergonhado? Tímido? Por ele ter vindo falar comigo como qualquer outra pessoa normal ficaria quando o crush vem falar consigo.

Se bem que, eu não sou "normal".

- Oi! - Me chamou novamente passando a mão entre o meu rosto.

E agora eu percebi, eu fiquei o encarando enquanto eu me distraia com meus pensamentos, ok, agora eu deveria ficar envergonhado.

- Oi!! - me chamou novamente, tá, eu tenho que parar com isso.

- Oi - finalmente respondi. - Foi mal é que eu me distrai.

- Tudo bem isso acontece comigo também - se sentou ao meu lado em uma cadeira que havia ali, o que ele veio fazer aqui? Afinal nunca sequer conversamos direito. - Só que não mais do que você quando você me olhou parace que tinha ido pra outro mundo ou sei lá - dei um sorrisinho - Vi que você está sempre sozinho, e hoje não foi diferente... Por quê? 

Ótimo, agora meu (ex) crush? Não sei, veio falar comigo por pena ou se sentiu incomodado por eu não estar fazendo amigos como ele e ainda diz que eu fui pra outro mundo se bem que não foi uma ofensa, e eu literalmente fui pro meu mundo. 

- Não, eu não estou sozinho, quer dizer na verdade sim, minha amiga não veio hoje.

- Oh sim, mas você não tem outros amigos? - o que ele tá querendo? 

- Amigos só tenho uma, os outros são apenas colegas. - voltei a olhar para a janela.

- Hm... Você é do tipo que não gosta muito de pessoas não é? - eu deveria estar feliz não deveria? Por que meu "crush" veio falar comigo... quer dizer não que eu esteja irritado mas, sei lá é bem estranho.

- Na verdade não, é ao contrário, as pessoas que não gostam de mim por isso não tenho "amigos" - bem até que tá sendo "legal" falar com alguém nesse colégio além da Karen... mas logo ele,  que dizer nada contra.

- Entendo, mas não é por causa disso que você devia odiar eles, você devia ser mais gen...

- Eu não disse que "odeio" eles, eles só não vão com a minha cara, não tenho motivos para "odiar" eles não tenho nada contra eles, eles é que não vão com a minha cara, isso é problema deles não meu, e se você vai me dizer pra ser mais mais gentil com as pessoas não se preocupe eu sou gentil até demais. - ok... me irritei um pouquinho o que é meio difícil.

- Não... quer dizer me desculpa não queria te ofender ou qualquer coisa do tipo. Só achei que você estava muito sozinho então vim aqui conversar com você...

É agora me senti meio mal, mas ele também né - Não sem problemas, e eu também me exaltei um pouquinho - ele sorriu pela careta que eu fiz, deu pra ver de canto do olho. - e não se preocupe me sinto bem assim, melhor do que estar cercado de gente que se acha meu "amigo" sem nem merecer esse título.

- Ah tudo bem... - ele se levantou, é parece que eu o assustei... tudo bem já tô acostudado... eu ainda estava olhando para a janela.

- Oi - olhei para trás novamente - de novo - era ele de novo com a mão estendida na minha direção - Não me apresentei devidamente e parece que ti irritei um pouquinho, - eu ri - prazer Gustavo será que eu posso merecer o "título" de seu amigo? - Tá, por essa eu não esperava, mas estendi a mão também.

- Oi, prazer Lucas - apertou a minha mão - e não você não me irritou um pouquinho - disse fazendo uma careta novamente. O que fez ele rir. - e não sei se você merece esse título vamos ver.

- Hm... Tá então vou ter que fazer por merecer. - E novamente ele se sentou. Ah.

- É vai ter que fazer - o encarei - escuta, por que você tá fazendo isso, tudo isso aqui é pra quê? 

- Nada oras, como eu disse eu quero ser seu amigo.

- Hm... mas você já tem seus amigo porque você se importaria com "não normal" como eu?

- Bem, eu gosto de pessoas "não normais" - ele fez aspas com as mãos - são boas essas pessoas pra fazer amizade.

- Ah... tendi.

E assim se foi o meu dia ou o que restou dele, Gustavo conversou comigo por um tempo nada demais, até os amigos dele o chamarem para ele ir com eles, o fim daquela "aula" logo chegou e com isso eu estava voltando para a minha casa.

Uma moto parou ao meu lado, pensei que era assalto, mas não me desesperei afinal não tinha nada além de livros e cadernos comigo.

Mas para minha surpresa era apenas o Gustavo, ou "Gusta" como ele mesmo sugeriu que eu o chamasse.

- Oi, o que foi? - eu disse e ele então tirou o capacete.

- Ah nada só queria me despedir, eu te daria uma carona mas eu tenho que buscar a minha mãe na casa de uma amiga dela que ela foi.

- Ata - tudo bem isso é estranho, não tô acostudado com esses tipos de "amigos" se bem que eu nunca tive esses "amigos" - e sem problemas eu gosto de caminhar, me ajuda a relaxar.

- Que gosto peculiar para relaxar, mas enfim se tá tudo bem pra você eu vou indo quem sabe um outro dia. 

- É... quem sabe. - e então ele me surpreendeu com um beijo na bochecha e um tchau, uou eu realmente não estou acostumado com isso.

Então ele foi embora e eu continuei a seguir meu caminho.

- OIIIII LUCASSSS - ah pronto deu pra me encherem esse dia pô, olhei, já sabia quem era só pela voz, e adivinha... Karen.

- Oi Ka - Sorri, afinal ela não me irrita nem um pouco, né (;-;) - Agora você aparece né!?

- Ai amigo eu até ia vir hoje mas estava com preguiça e me senti meio mal - me abraçou depois me afastei levantei uma sobrancelha e a encarei - Amigooo é verdade - me deu um tapa fraco no ombro - mas parece que você estava em boa companhia heim? - me olhou com aquele olhar malicioso que só ela tem - Aquele era o Gustavo não era? Você não tinha um crush nesse garoto - Sim ela sabia afinal minha melhor amiga - eu vi o beijinho na bochecha que ele te deu, aaaaaaaaaaaiiiiiii teu crush te notou amigoooo - disse pulando e batendo palminhas enquanto continuávamos a caminhar.

- Não é bem assim Karen, ele não é mais meu crush, ele só viu que eu estava sozinho e veio falar comigo na sala e agora só queria se despedir educadamente nada dema-....

- Nada demais amigo era o Gustavo Stockler que era ou é seu crush sei lá que veio fala contigo e ainda te deu um beijo e você diz que é "nada demais"

- Sim - ela fez uma cara que me fez rir e logo me bateu de novo - para mim énada demais e o "beijo" foi na bochecha tá para de show e eu disse que foi meu crush não que é tão bom!?

- Tá, tábom mas não posso deixar isso passar afinal e se for ele com quem você for perder o seu bv?

- Uou peraí amiga eu não sei bem isso ele não disse nada sobre querer me beijar ele só veio falar comigonão viajar tá!?

- Tá tudo bem se você diz - ela parou de falar fixamos em silêncio menos paramos de falar sobre isso porque já tava dando disso.

Mas como é da Karen que eu estou falando não podemos ficar em silêncio.

- Ou você ainda está pensando no Lucas Olioti Heim? Talvez seja com ele que você queira perder seu bv. - HUM, vey essa Karen não para, pela fé.

- Oh Karen pode parar com isso tá bem, você tá viajando muito hoje tá! - Meu Deus do céu.

Não posso culpar a Karen, eu sei que por trás de todas essas brincadeiras ela quer que eu me dê bem no requisitos amor.

- Calma Lucas só estava brincando eu Hein - disse colocando a mão no peito e se fingindo de ofendina, apenas ri dela - So quero te ver feliz seja com quem for - Não disse - Vai que eles querem algumas séria com você?

- Tá Karen calma aí não quero me iludir com isso já me fodi muito com amizade falsa quem dirá "amor falso", ainda mais o Gusta nem sei o que ele veio fazer vindo conversar comigo e ainda tem o Olioti não sei se você sabe ele acabou de se separar da Gabbie ele não deve tá nada bem e eu não ficaria com nenhum dos dois sem gostar deles realmente e você sabe disso.

- Eu sei amigo mas você não pode entrar nesse dilema de que você vai se machucar sempre que tentar algo novo seja na amizade seja no amor, quem sabe você não encontra a amizade ou o amor nesse dois que faça você se abrir para o mundo novamente como você fazia antes lembra? - abaixei minha cabeça.

Era verdade eu era uma pessoa completamente dirente de agora, certamente vocês iriam gostar do antigo eu antes de eu sofrer com a "amizades" que vieram na minha vida antes da Karen, eu tenho falta do meu eu "fofo" de antes.

- Não que na amizade você precise de mais alguém - ela continuou - porque claro você já tem a mim óbvio um amor já seria o suficiente - disse jogandoo cabelo pro lado, eu ri, só essa menina mesmo pra me deixar feliz. - e se algum desses dois virar amizade que seja menos que a minha amizade porque se você me substituir já sabe né,  Rum - ok ela pode ser impulsiva as vezes, quer dizer sempre, enfim ela me deiza feliz de qualquer modo.

- Claro que não Karen você é unica na minha vida - a abracei e logo ela retribuiu.

- Acho bom - disse sorrindo. - e pensa no que eu falei tá? - assenti - vêno que vai dar com o gusta ou com o Olioti.

- Tá bem eu vou ver, não que vá acontecer algo com um dos dois. - ela separou o abraço me olhando com uma cara engraçada.

- Agora para de show você, eu heim - gargalhei - e se não acontecer eu faço acontecer.

- Meu Deus parece até uma psicopata falando. - disse ainda rindo.

- E eu posso ser viu, se não ficar com o Gustavo tem o Olioti.

- É aí não sei, mas se bem que-...

- Opa ouvi meu nome, ou melhor sobrenome. - falando no "caso" olha só quem apareceu. - tavam falando de mim, tô de olho heim. - ele fez aquele lance com os dois dedos que eu não sei o nome e também não me importo.

- Olha só Olioti meu amor - Karen se pronunciou e abraçou Olioti. E agora que eu vi, andamos tanto que estávamos na esquina da rua da casa dele meu Deus andamos tanto assim? - E sim querido estávamos falando de você mas não mal ouviu - ele sorriu e assentiu - e quem mais estava falando é esse aqui ó - apontou pra mim - o Lucas.

- Ah mas olha só - cruzei meus braços - essa sim heim.

Ele deu um beijo na bochecha dela e logo se separaram então ele veio na minha direção e... me abraçou e logo beijou minha bochecha também, e como sempre Karen com aquele olhar sugestivo dela, apenas rolei os olhos enquanto retribuia o abraco de Olioti, mas logo depois ri.

Esses garotos conseguem me deixar embaraçado, ainda mais com a aparição repentina do Gusta agora que me causou um impacto mas não tanto quanto o Olioti tem algo estranho em relação à ele mas vamos ver no que dá. 

E novamente me perdi em meus pensamentos e estávamos abraçados a um tempo e Karen com o olhar mais sugestivo de antes, logo separei o abraço mas ele não pareceu se importar o que eu achei ótimo porque seria um constrangimento a mais na minha lista.

Tenho que colocar meus pensamentos em ordem à relação a esses assuntos.

...









Notas Finais


Eeebbaaa aqui está... vcs realmente gostam disso? Eu não sei.. espero que sim né kk♡

Meio grandinho esse né, duas mil palavras heim? Me surpreendi, não sei se vcs gostam de capitulos grandes.

Mas eu realmente estendi demais e se fizesse mais perderia a essência do capitulo não é meixmo...

Ah e agradeço aos favoritos, 9 favoritos não é porr* não parece muito pra vcs mais pra mim é mais do que o suficiente pra me motivar a continuar, é bem mais do que eu esperava♡

Tbm agradeço pelas 190 visualizações tbm não é muito mas como eu disse pra mim é do que o suficiente para me motivar a continuar Obrigado msm♡

Obrigado pelos favoritos, pelas visualizações e os poucos comentários tbm, agradeço de coração♡

Desculpem qualquer erro que passou despercebido por mim, perdão

Espero que tenham gostado(e é agora que a verdadeira história começa hehe aguardem)

Volto já♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...