1. Spirit Fanfics >
  2. Emputecidos >
  3. Perdida

História Emputecidos - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Essa é a 1º parte, tem muitas emoções por vir :3

Capítulo 1 - Perdida


Fanfic / Fanfiction Emputecidos - Capítulo 1 - Perdida

 

P.O.V: Thailane

Tudo começou quando eu percebi que estava gostando de um amigo meu que eu tinha conhecido em um jogo online que eu era viciada, aparentemente ele gostava de mim, mas não era da forma que eu queria porque ele não gostava só de mim, mas também de uma menina do jogo que era nossa amiga, eu sabia disso, mas não sabia de quem ele gostava mais, então no dia do meu aniversário eu perguntei pra ele, e a resposta foi a que eu menos queria ouvir, ele me disse "Eu gosto das duas, mas sinto algo mais forte por ela", fiquei  tão triste que tive que me segurar muito para não chorar na frente da minha família enquanto cantavam parabéns para mim, porque se eu chorasse eu sabia que perguntariam o motivo, e eu não ia querer dizer. Uns dias depois chegou 25 de dezembro, o Natal, toda a família junta, comemorando, eu tentei me enganar dizendo pra mim mesma "Eu estou bem, já superei", eu não tinha superado, eu só tinha aceitado. Então eu cantei, conversei, sorri, comi, bebi até não conseguir me lembrar direito desse dia. Depois da festa, quando todos tinham ido embora, eu não me importava com a hora, eu só queria fazer a única coisa que fazia eu me distrair e me sentir bem naquele momento, então mesmo um pouco bêbada, eu resolvi jogar, uma amiga minha do jogo me chamou e eu fui, só não imaginava que naquela partida estava duas pessoas, amigos dela, o que causaria meu sofrimento, e a minha felicidade.

Durante aquela partida, um deles disse "você está um pouquinho alterada", mas não me lembro quem foi, no final da partida adicionei os dois no jogo, no dia seguinte fui jogar pela manhã com um deles, descobri que o nome dele era Lucas, aparentemente ele era legal, e a gente começou a conversar uns dias depois a gente era praticamente namorado, mas não era oficial, pelo menos não pra mim, depois descobri que ele tinha depressão, e era realmente sério, então a partir daí até o nosso ultimo dia juntos eu ia dormir todo dia com medo de acordar e não conseguir mais falar com ele, com medo dele ter se matado, ficamos dois meses juntos, dois meses que pareceram anos, mas anos de sofrimento, onde eu era controlada, eu tinha muito ciúmes dele, mas ele me dava motivos para ter, e achava ruim quando eu tinha, ele também tinha ciúmes de mim, e parecia sempre desconfiar de mim, como eu tinha muitos amigos ele sempre pedia print das minhas conversas, e eu me sentia um pouco incomodada mas não via problema já que eu não tinha nada a esconder dele, ele me ameaçava dizendo que iria conversar com os meus pais porque ele sabia que eu não queria isso, tinha medo da reação deles ou o que eles diriam, e continuei submissa a ele, mesmo que eu eu quisesse desistir dele as vezes, eu não fazia isso porque eu amava ele, como nunca tinha amado ninguém, amava ele ao ponto de ser cega por ele, ele não deixava eu sair com roupas curtas, nem usar batom, e nem abraçar meus amigos, me sentia presa, mas não fazia nada.

um tempo depois, ele me disse uma coisa que me machucou muito, ele disse "Eu não te amo, eu gosto de você, você é especial pra mim, mas eu não sei o que é amar", apesar de ter me machucado, não queria que ele se sentisse mal, e mesmo não querendo eu perguntei pra ele se ele queria terminar, e ele disse "sim", então combinamos de ser amigos, mas na manhã seguinte ele quis voltar, dizendo que não conseguia ser só meu amigo, então eu aceitei, eu pensei "Tudo bem se ele não me amar, eu posso fazer ele me amar", foi o que eu achei por muito tempo, não desistia, mesmo que ele fizesse alguma coisa que me machucasse eu perdoava, até que eu dia ele começou a me evitar, eu não sabia o motivo, então perguntei para o amigo dele, Guilherme, o outro garoto que jogava com a gente no dia em que eu conheci ele, mas quase não conversava com ele, depois ele me disse que ele queria que eu desapegasse dele, fiquei um pouco chateada, mas tentei me desapegar, mas ele não me deu tempo suficiente, e depois a gente terminou, dessa vez definitivamente, queria que ele fosse meu amigo porque querendo ou não eu me preocupava com ele, ainda tinha medo dele se machucar, só que uns dias depois ele me disse que estava gostando de outra menina, isso me machucou porque eu ainda amava ele, e uns dias depois ele me bloqueou sem explicação nenhuma, sem se importar, como se eu nunca tivesse existido.

Depois de passar dias chorando, eu parei de chorar, meu corpo não conseguia mais chorar, mas eu não tinha ânimo pra fazer nada, parecia que tudo me lembrava ele, eu não aguentava mais, estava pior do que antes, não conseguia me sentir feliz, não achava graça em nada, estava perdida.

Até que depois disso, eu comecei a conversar mais vezes com o amigo dele, o Guilherme, percebi que ele era uma pessoa muito legal, e fofo, ele gostava de uma menina, mas essa menina tinha namorado, mesmo assim ele ainda corria atrás dela porque ele gostava muito dela, e o Lucas sabia disso, eles ainda conversavam, mas ele contou pro namorado dela sobre o Gui, e todos se voltaram contra ele, a menina bloqueou o Gui, e ele bloqueou o Lucas. O Gui estava arrasado, triste como eu nunca tinha visto, e como eu me considerava amiga dele, queria ajudar, então eu pedi pra ficar com ele o dia todo, nós jogamos juntos, conversamos, assistimos videos e etc. A noite precisávamos dormir, mas ele não queria desligar, então acabamos dormindo em call, no dia seguinte...


Notas Finais


Continua...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...