1. Spirit Fanfics >
  2. Encantado >
  3. "Knew Ill Never Ever, Ever Be The Same."

História Encantado - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - "Knew Ill Never Ever, Ever Be The Same."


Fanfic / Fanfiction Encantado - Capítulo 2 - "Knew Ill Never Ever, Ever Be The Same."

" Knew I’ll Never Ever, Ever Be The Same."
 
Pov Harry.
 
Eu não sabia o que estava acontecendo comigo, sentir uma enorme dor de cabeça ao olhar para Malfoy na sala de aula depois que eu e Neville fizermos aquela poção revitalizante, Draco havia me encarado com o cenho arqueado, esperando que eu dissesse algo, mas invés disso, olhei para baixo e suspirei tentando me afastar da dor, olhei mais uma vez para ele e sentir meu coração bater mais rápido ao encará-lo de frente, meu corpo todo se arrepiou, de fato tinha algo muito estranho acontecendo comigo, mordi meu lábio ao ouvir o sinal da última aula, sair em passos largos para fora da sala, queria que aquilo tudo parasse.
 
– Cara me fala que aconteceu… Desde a última aula de poções você está agindo esquisito!   
 
Suspirei ao ouvir Ron comentar ao meu lado terminando de amarrar o tênis no vestiário, teríamos um jogo contra a sonserina naquela tarde, e o olhei sério e me levantei ao me colocar na frente dos meus amigos, olhei para cada jogador, eu era o capitão, era meu trabalho animar e incentivar os jogadores!
 
– O.K, escutem bem, estamos indo para vencer, e não para jogarmos contra a Lufa-Lufa, então sem errar, entendido Ron?! - Perguntei, e o mesmo assentiu, virei o meu olhar para Fred e Jorge que se entre olhavam - Sem apostas! - Me adiantei.
 
– O que! Harry por favor… - Começou Fred.
 
– Você sabe que sempre Ron bati a cabeça em um dos aros!
 
– Ei! - O irmão protestou e ouvir Gina rir.
 
– Eles tem razão Harry, deixam apostarem, eu duvido que Ronny bata a cabeça hoje… - A irmã caçula sorriu para mim e logo mexeu em seu bolso tirando algumas moedas - Aqui.
 
– Até minha própria irmã! - Suspirei e sorri, vendo os irmãos rindo.
 
– Tudo bem, só dessa vez… - Peguei minha vassoura e vi meus companheiros fazer o mesmo - Agora vamos mostrar para essa cobras o que somos capazes! - Ouvir eles concordando comigo em um grito solo e logo saímos do vestuário para o campo.
 
O clima do campo de quadribol não estava tão bonito assim, parecia que a qualquer instante iria chover, suspirei ao caminhar para frente da linha divisória, iria cumprimentar o capitão do time adversário, mas aquela sensação voltou quando vi ele… 
 
– Pronto para perder Potter? - Draco sorriu para meu time e para mim ao sair vestuário da sonserina - O que foi não vai dizer nada? - Se aproximou, e se colocou bem em minha frente, via seus lindos olhos azuis me encarando com uma certa… Curiosidade?
 
Meu coração batia forte, não sabia o que estava acontecendo comigo, sentir meu rosto esquentar, odiava aquela sensação!
 
– Eu prefiro guardar minhas melhores ofensas para o jogo… - Disse tentando manter a calma do arrepio de meu corpo vendo ele sorrir de canto e chegar mais perto do que o normal, sentir meu rosto queimar quando o mesmo deslizou sua mão para segurar meu queixo e não desviar o olhar dos seus.
 
– E o que veremos Potter… - Riu - Hora, está com calor? Esta vermelho… Deve ser a raiva da decepção de perder para mim! - Debochou ao se afastar e sentar em sua vassoura - Vamos time, vamos ganhar! - Comentou para o seu time, que concordaram.
 
O jogo realmente estava dificíl, os dois times estavam empatados  o que iria definir o jogo seria a pomo de ouro, e eu olhava atentamente o campo em busca da tal bolinha dourado, me desviava facilmente de alguns balanços, mas como o clima não estava dos melhores começou a chover, e eu me amaldiçoei ao me virar e ver o apanhador do time adversário, sentir meu corpo se arrepiar mais uma vez, a chuva havia molhado Draco inteirinho, o mesmo não estava nem um pouco ai com isso, voava pelo campo tentando achar o pomo, seus cabelos não estavam mais tão arrumados, nem o uniforme que vestia que estava agora colado ao seu corpo!
 
Balancei minha cabeça tentando afastar de mim qualquer que seja aqueles pensamentos, mas tudo aquilo piorou quando o mesmo me encarou curioso e sorriu ao voa mais rápido para meu encontro, meu coração disparou, meu rosto esquentou e ele passou direto por mim! Me virei, vi ele seguindo a pomo! Não aquilo não, podia estar acontecendo! Me distrair com Draco Malfoy, Draco Malfoy! Eu não podia deixar ele vencer! Voe atrás dele, iria seguir e pegar a bolinha antes!
 
– Ei, Potter! - Me chamou quando alcancei o lado dele - Curtindo a visão?! - Riu ao acelera para frente, aquela sensação voltou, seu corpo todo molhado e seu rosto bem concentrado ao tentar alcançar a pomo, mordi os lábios com força querendo afastar aquela vontade...
 
Acelerei, não queria ficar sentindo coisas olhando aquilo, conseguir alcançar o mesmo e sorri quando ele levantou as sobrancelhas em admiração.
 
– Eu realmente prefiro vencer... - Debochei e estiquei meu braço para pegar a bola - Mas obrigado pela visão!
 
– Grifinória ganha! - Ouvimos o locutor falar quando mostrei a bolinha em minha mão para a torcida, Draco bufou ao descer para o gramado.
 
O clima havia mudado de novo, não estava mais chovendo, desci da vassoura vendo meu time correr até mim e me abraçar!
 
– Você é demais Harry! - Ron socou em minhas costas feliz.
 
– Ao contrário de você maninho… - Fred suspira ao entregar um saquinho de moedas para Jorge.
 
–  Podia pelo menos em um jogo, não bater no aro? - Todos riram menos Ron que cruzou os braços chateado - Ei, eu só disse a verdade, não fica magoado não… Santo Marlin, você é tão sentimental! - Rimos mais e o irmão do meio saiu em passos fundos para o vestuário.
 
 – Ele vai ficar bem, só precisa relaxar um pouco… Que tal comemorar? - Gina comentou para nós, sabíamos que ela queria comemorar na sala comunal com todos os outros grifinórios, logo assentimos e começamos a caminhar para fora do campo, quando sentir meu corpo arrepiar de novo…
 
– Potter, Potter, Potter… - Virei os calcanhares para trás devagar quando olhei fixamente para o sonserino, ele sorria de canto quando arrumou seus cabelos molhados para trás do rosto, realmente atraente.
 
– O que você quer Malfoy? - Ouvir Jorge comentar e Fred assentir, eu logo os parei com a mão, não queria brigas.
 
– Podem ir na frente… Eu não demoro - Comente para o meu time que franziu o cenho, olhei sério para eles e eles concordaram, saíram ainda olhando para nós dois, e eu voltei a tentar olhar para Draco - O que você quer Malfoy?
 
Ele sorriu chegando mais perto, dessa vez não parecia um sorriso de deboche, sentir queimar, e ele riu parando em minha frente.
 
– Você corou de novo! - Meu coração disparou quando ele deslizou a mão por meu rosto, realmente o que se passava comigo? - Adorável… - Aquele sorriso estava acabando comigo, eu nunca havia visto ele sorrir daquele jeito com ninguém, era tão natural… lindo.
 
– O-o que você quer? - Tentei desviar meus olhos dele, mas foi impossível ele me segurou pelo queixo, eu mordi os lábios sentindo me cora.
 
– Me responda Potter, você gosta? - Não entendi o que ele quis dizer com aquilo franzi o cenho e ele sorriu mais uma vez, se aproximou mais de mim, e eu por impulso fechei com força meu olhos não querendo ver o que iria acontecer…
 
Iria abrir meus olhos por não sentir nada, mas segundos mais tarde algo molhado pousou em meus lábios, a sensação era boa, era quente, gostava daquilo, abri meu olhos, e realmente me choquei ao ver que estava me beijando; Draco Malfoy! O empurrei com força e o olhei, meu coração estava acelerado senti minhas bochechas queimarem, tentei limpar minha boca com meu braço, e o olhe, ele sorria ao me ver, colocou as mãos em seus bolsos e lambeu os lábios satisfeito.
 
– Ficou maluco Draco?! - Perguntei ainda sentindo meu rosto esquentar, ele logo riu anasalado.
 
– Olha só, já até começou a me chama pelo meu primeiro nome! - Sorriu ao caminhar para perto de mim e me ver morder os lábios, o que estava acontecendo? - Ah, e a propósito Harry… - Sussurrou em meu ouvido - Ótimo gosto de maçãs… - Ele deve ter visto meu corpo tremer ao ouvir aquelas palavras, estava rindo ao sair do campo me deixando ali plantado, realmente algo muito errado estava acontecendo comigo!
 
 
"Sabia que nunca serei o mesmo"

 


Notas Finais


Hello, talvez parei na melhor parte? Talvez!
Espero que fique bom a parte do quadribol, nunca sei como escrever esportes ou coisas do genero...
Ah, me contem o que acharam, eu gosto de saber!
A musica ainda e Never be the same, mas no proximo capitulo já e uma outra pq entraremos na segunda fase da historia!!! ebaaaa!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...