1. Spirit Fanfics >
  2. Encontro com a Vampira - Jenlisa >
  3. Me leva com você

História Encontro com a Vampira - Jenlisa - Capítulo 18


Escrita por:


Capítulo 18 - Me leva com você


Estávamos nós quatro sentadas numa mesa, rindo e jogando cartas. O lugar era uma biblioteca grande, não tinham muitas pessoas. Olhei nas minhas mãos e vi um par de ases, olhei para Lisa que estava na minha frente e ela piscou para mim. Lisa estava com longos cabelos loiros...

Abri meus olhos devagar. As luzes do sol invadiam o quarto pela janela sem cortinas.

Eu dormia de barriga para cima e Lisa dormia ao meu lado. Ela estava quieta demais sequer via sua respiração.

Coloquei minhas duas mãos em meu rosto me lembrando de ontem. Realmente aconteceu? Claro que aconteceu, ainda sinto um pouco de dor.

Decidi levantar, levantei devagar tentando não fazer barulho, peguei minhas roupas e escova de dentes e segui para o banheiro.

–Bom dia, quer café? – Rosé estava no balcão da cozinha sorrindo para mim.

–Bom dia – Respondi bocejando – Quero sim já volto.

Quando voltei Jisoo apareceu, Rosé me entregou uma caneca de café, então me sentei em um dos bancos da cozinha.

–Bom dia Jennie, dormiu bem? – Jisoo me perguntou.

–Sim, tive um sonho estranho.

–Que sonho? – Rosé pergunta colocando um prato com um pedaço de bolo na minha frente.

–Sonhei que estávamos na biblioteca jogando, Lisa estava loira com cabelo grande e eu tinha um par de ases na minha mão – Terminei de falar e Rosé encarou Jisoo com uma cara estranha.

Eu não sabia bem o que era, mas eu tinha a sensação de que as duas meninas estavam escondendo algo de mim.

–Bom dia – Viramos para trás e vimos Lisa passando, ela foi para o banheiro.

–Jogamos ontem, foi por isso que você sonhou com isso – Jisoo falou se levantando.

–Vamos sair daqui a pouco termina seu café – Rosé se levantou também e foi para o quarto.

Me deixaram só na cozinha, eu sabia que elas estavam fugindo do assunto.

–Meu amor dormiu bem? – Lisa me perguntou depois de me beijar na testa.

–Agora é meu amor? O que aconteceu com docinho?

–Amor, docinho o que você quiser – Ela falou com aquele sorriso que me deixa sem graça e se inclinou para me beijar.

Na hora achei que fosse um beijo rápido, mas logo percebi que ela queria me beijar de verdade quando senti sua língua na minha boca. Não era o momento para isso, mas deixei me levar.

–Opa! Será que estou atrapalhando o casalzinho aê? – Perguntou Jisoo nos fazendo parar e começar a rir.

–Está, está sim – Lisa diz em tom de brincadeira.

Arrumamos tudo e voltamos para a mansão, Lisa queria falar com Seulgi e também receberia os resultados dos seus exames.

–Me desculpe Jennie você não pode entrar – Solar falava segurando as minhas duas mãos.

Estávamos de frente para uma porta, atrás dela estaria essa tão falada Seulgi.

–Tudo bem, eu espero – Falei olhando para Lisa que estava de braços cruzados.

Lisa estava inquieta, ela mau falou comigo. Me senti meio mal com isso, eu sabia que ela tinha coisas para resolver e se preocupar, mas também queria que ela esquecesse isso tudo e me desse toda a atenção.

Fui seguindo o corredor em direção à sala, e reparei em uma mulher de cabelo roxo vindo em minha direção.

–Oi, nunca te vi por aqui – Ela parou de repente na minha frente e mandou essa, olhei para trás, pensando que talvez ela estivesse falando com outra pessoa.

–É com você mesmo que eu estou falando linda – Ela pegou a minha mão esquerda e beijou – Meu nome é Moon, prazer em te conhecer.

–J-Jennie – Falei me sentindo intimidada. Essa mulher parecia uma galanteadora.

–Nunca te vi por aqui, trabalha aqui agora? – Ela me perguntou soltando a minha mão.

Reparei que ela tinha papeis nas mãos.

–Não, eu vim aqui com Lisa, estou esperando ela.

–Agora entendi tudo. Bem, então até mais – Ela fez um sinal de despedida com os dois dedos e foi embora.

Não entendi bem o que aconteceu, foi bem estranho. Só queria que o tempo passasse rápido e Lisa voltasse logo para mim.

Horas se passaram, acabei deitando no sofá. Até que a voz das meninas me chamou a atenção.

–Lisa volta aqui! – Era a voz de Rosé.

Fiquei de pé rapidamente, Lisa vinha em minha direção.

–Vem vamos embora – Ela pegou a minha mão e foi me levando para fora.

–O que aconteceu? E os resultados dos exames? – Perguntei tentando para-la.

–Eu estou muito bem. O problema é que ninguém me escuta por aqui.

Fomos lá para fora, ela abriu a porta do lado do passageiro para eu entrar.

–Não vou entrar até você me dizer o que aconteceu – Cruzei os braços e fiquei de frente para ela.

Rosé e Jisoo se aproximaram.

– Seulgi acha que é loucura investigar o que Kimura disse. Ela acha que ele é só maluco e não tem como estarem nos usando em experimentos.

–Mas e se realmente não tiver Lisa? E se ele for só louco? – Rosé questiona.

– E se existir? Não custava nada investigar, eu até me ofereci. Agora entrem no carro!

–E melhor eu dirigir, você está muito nervosa – Jisoo falou abrindo a porta do carro.

–Não esquenta com isso, coloquem o cinto. Vou deixar vocês no apartamento e vou levar Jennie para casa.

Lisa deu partida no carro, foi uma viajem silenciosa até voltarmos.

Quando ela parou no carro em frente a minha casa fiquei surpresa. O carro de Adam estava lá.

–Acho que Adam está aqui – Falei para Lisa.

–Eu vou entrar com você – Ela tirou o cinto e já ia saindo do carro, mas eu a impedi.

–Não, eu lido com isso, você vai para casa.

–Me promete que vai ficar bem? – Ela falou olhando nos meus lábios.

Não tinha jeito eu tinha que ir lá sozinha, mesmo que não quisesse. Se Adam descobrisse quem ela era de verdade isso seria um problema, embora Lisa não ligasse para isso.

–Sim tenho, preciso ir – Tirei o cinto de segurança soltei um suspiro.

Nos beijamos antes de eu descer. Eu não queria ir, queria fugir daqui para sempre.

Saí do carro fechando a porta sem olhar para trás, antes que seguisse o meu desejo de fugir.

Entrei em casa andando devagar até a sala. Adam e meu pai estavam lá juntos com outro homem que eu tinha a sensação de já ter visto antes.

–Jennie graças a Deus você está bem – Meu pai veio me abraçando.

Me desvencilhei do abraço e dei um passo para trás.

–Onde você estava? – Adam perguntou tentando segurar meu braço.

–Com umas amigas – Me afastei mais ainda dos dois.

–Bom, já que ela chegou eu já vou indo – Falou o homem se levantando e deixando uma xícara em cima da mesa.

–Obrigado senhor Lee – Meu pai falou apertando a mão dele.

–Que bom que você apareceu Jennie, seu pai estava preocupado – Ele disse estendendo a mão.

–Quem é você? – Eu não apertei a mão dele, eu já o conhecia só não lembrava de onde.

–Sou o seu vizinho, moro aqui na frente – Ele disse sorrindo.

Um medo súbito tomou conta de mim. Eu achava que meu vizinho me espionava e agora vejo que não era coisa da minha cabeça.

–O que você faz aqui? – Perguntei cruzando os braços.

–Não fale com ele assim Jennie, eu o chamei aqui, chamei até a polícia, não sabia onde você estava. O que deu em você? – Ouvi meu pai falar, mas não respondi.

–Já vou indo – Meu pai acompanhou senhor Lee até a porta e o mesmo me encarava bastante.

Subi as escadas o mais rápido que pude, não tinha nada para discutir ali.

–Você estava com Lisa né?! – Adam pergunta, por um momento esqueci até que ele estava aqui.

Foi nessa hora que eu cometi o erro de parar no meio do caminho. Fiquei em choque por ele saber que eu estava com ela, mas como ele sabia?

Ignorei e segui meu caminho. Entrei no meu quarto e girei a chave para trancar a porta. Se eu pudesse eu ficaria ali para sempre, longe de tudo.

–O que você faz aqui? Ele sabe que eu estava com você – Lisa me abraçou forte assim que me virei.

–Não importa que ele saiba, não consegui ir embora sabendo que você está aqui com ele.

Me soltei de seu abraço e fui em direção da janela fechar as cortinas.

–Não é só ele que sabe. O vizinho da frente um tal de Lee, eu acho que ele anda me vigiando. – Me sentei na beira da cama colocando as duas mãos no rosto.

–Calma vai ficar tudo bem – Lisa diz enquanto senta ao meu lado.

–Me leva com você, por favor, não aguento mais ficar aqui – agarro na blusa dela com força.

–Não, acho que seja a melhor opção.

–Me leva com você, eu não vou dar trabalho e não vou largar a escola – Insisti mais uma vez.

–Não, além disso eu não sei quanto tempo eu vou ficar por aqui.

–Como assim? Você está dizendo que em breve vai embora?

Então Lisa iria embora, depois de tudo iria me deixar...


Notas Finais


Queria que esse capítulo fosse muito mais interessante do que isso.
Às vezes as coisas são mais interessantes na nossa cabeça.

Obrigada por ler essa bagaça e desculpa qualquer erro <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...