1. Spirit Fanfics >
  2. Encontro Inesperado >
  3. Capítulo 6

História Encontro Inesperado - Capítulo 6


Escrita por:


Capítulo 6 - Capítulo 6


Eu fiquei com aquele pensamento preocupado na mente o resto da noite, até conseguir adormecer, mas eu não consegui dormir direito, fiquei acordando várias vezes na noite, com enjoo e muitas dores no corpo. Até que, em uma das muitas vezes que eu acordei, tinha uma mulher do meu lado, parecia uma enfermeira, acho que ela estava olhando meus batimentos cardíacos na tvzinha que estava do lado da minha cama, eu ainda estava meio tonta, mas meu primeiro pensamento Foi: "Cadê meus pais?"

Eu estava muito fraca, mal conseguia me mexer, mas com um pouco de esforço eu consegui levantar meu braço e puxar na borda do jaleco dela, e a reação dela foi... horrível...


Enfermeira: Ai!! Me larga garota!!

Ela falou tirando minha mão de sua roupa com agrecividad

S/n: Ahh.. o que..

Enfermeira: Olha, a sua tia, sei lá o que ela é sua! Ela vai vir mais tarde, e ela vai te explicar tudo, eu não tenho nada haver com isso e não te devo satisfações!!


Eu fiquei sem reação, não fiz nem falei mais absolutamente nada, fiquei completamente espantada com o jeito que ela me tratou, meu braço chega doeu da maneira que ela o tirou de sua roupa, eu comecei a pensar a maneira que outro pacientes eram tratados, e comecei a morrer de pena deles, principalmente de crianças e idosos..

Eu evitei conversar e olhar para os médicos e enfermeiros, eu não queria ser tratada daquele jeito novamente, mas não adiantou Nada.. quando o médico chegou para ver como eu estava, ele me tratou da mesma maneira que a enfermeira..

Eu estava quieta, eu não olhei para ele é evitei falar o máximo possível, mas acho que ele não estava de bom humor..


Médico: Me da seu braço pra eu ver como ele está.. 

S/n: E-eu não consigo mexer, tá doendo muito e eu-

Médico: Meu deus vocês não conseguem fazer nada sozinhos, um bando de inúteis 


Ele pegou no meu braço para "examinar", e acabou machucando mais ainda meu braço, tive que segurar muito o choro e o grito de dor.. eu não tinha feito nada para ele, Não fazia sentido eles estarem agindo assim comigo!! Por que??

Depois que ele finalmente saiu da sala, eu comecei a chorar, e fiquei muito triste pois não fazia sentido eles me tratarem dessa maneira, eu realmente não tinha feito nada para eles, então, por que me tratarem assim? 

Eu só conseguia pensar no meus pais, sera que eles estão bem? Cadê a Sook? Eu não aguento mais tanto suspense!!


14:52 pm

Já me deram café da manhã e almoço, eu não estou com fome, só comi um pouco dos dois, eu não conseguia comer de tão ansiosa, a Sook falou que viria Hoje, mas cadê ela que até agora não chegou?? Eu não aguento mais ficar aqui! Eu quero ver meus pais!

Um tempo depois, mais ou menos uma hora por aí, a Sook finalmente chegou, Eu já estava um pouco melhor então consegui fazer uma certa animação quando vi ela passando pela porta, consegui dar um sorriso fraco para ela, mas ainda não conseguia me levantar. Mesmo assim ela veio até minha cama com um sorriso no rosto e me abraçou

Nós conversamos durante um tempo, ela parecia meio nervosa ou preocupada, mesmo tentando esconder isso eu consegui perceber, ent resolvi falar logo.. e, sinceramente? Não sei se foi a melhor decisão...


S/n: Sook, por favor, me diz o que tá acontecendo!! Como eu vim parar aqui? Quando eu volto pra casa? E o principal, Cadê meus pais??

Eu vi o semblante dela cair, o sorriso falso em seu rosto foi substituído por uma feição triste e preocupada, parecia que ela queria chorar..

Sook: Ahh.. S/n.. como eu posso te explicar  tudo isso..

S/n: Sook, por favor só fala logo! Você sabe que eu aguento.. 💭 Eu acho que aguento pelo menos...💭

Sook: Tá, tá bom S/n Eu falo, mas por favor! Seja forte...

Aquela frase me preocupou um pouco, mas apenas acenei com a cabeça positivamente 

Sook: Então, lembra que você é seus pais estavam no carro? Então, seu pai estava dirigindo e teve que desviar de um pedestre que estava atravessando fora da faixa, mas acabou batendo em outro carro que estava vindo em alta velocidade, o que resultou em um acidente MUITO grave..

S/n: Tá tá mas cadê meus pais??

Nessa altura do campeonato eu já  estava desesperada, Tudo de ruim poderia ter acontecido com meus Pais e a culpa seria minha, eu so queria saber se eles estavam bem, se eles estavam vivos!!

Sook: Eles estão vivos!! Não se preocupe em relação à isso, mas...

Eu estava quase suspirando de alívio, mas quando a Sook falou esse "mas", chega me deu um frio na barriga...

Sook: Eles estão empernados em estado grave, vão passar bem mais tempo que você aqui dentro..

Eu apenas fiquei em silêncio, não conseguia falar nada nem fazer nenhuma expressão

Sook: Falei com seu médico, ele disse que daqui 2 a 3 dias você já vai estar apta para voltar para casa..

Enfermeira: *Entra na sala* 

Senhora Jung? O tempo de visita acabou..

Sook: Ah, okay.. já estou indo..

Sook: Eu sei que é muita coisa pra você S/n, mas por favor! Seja forte! Seus pais vão ficar bem e você também! Só, dê tempo ao tempo, tudo vai acabar bem, você vai ver!


Eu apenas concordei com a cabeça, sem fala nada. Dei um abraço na mesma e um beijo, e a deixei ir embora...

Eu realmente não sei o que fazer, meus pais estão internados e provavelmente não vão sobreviver, e tudo por minha culpa.. eu..


Narradora  On


S/n passou o resto do dia pensativa e chorando, chorando muito..

S/n passou o dia e a noite assim, até finalmente pegar num sono e adormecer..





O que será que vai acontecer com a S/n?

E seus pais? Vão sobreviver?


Até a próxima meus unicórnios..


By: Min_Hope_OT7 




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...