História Encontros ao Acaso! - Capítulo 27


Escrita por: e Jse87eEsposa

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Romance
Visualizações 219
Palavras 1.368
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Festa, Ficção, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Esse é um romance entre dois jovens que tem personalidades completamente diferentes,
que descobrirão que o acaso os levarão viver uma história intensa...

Essa História você também pode participar dando sua sugestão.
Eu colocarei o nome da pessoa que sugeriu nos créditos...
Tenha boa Leitura!!!

Capítulo 27 - Mal entendido.


Fanfic / Fanfiction Encontros ao Acaso! - Capítulo 27 - Mal entendido.

Narrado por Andréia.

Eu vejo aquele vídeo, não acreditando no que estou vendo. Acho que me deixei levar, por esse sentimento rápido demais. Eu saio da cozinha e atravesso o restaurante, quase correndo em direção a rua. Quase que esbarro em um dos garçons, a Tati e minha tia tentam me alcançar, mas sem sucesso. Eu entro no meu carro e acelero com tudo. Ando um percurso de 10 km e paro na entrada da casa da pessoa, sempre me ajuda quando eu preciso. Não, Não é a casa da Tati, nem de nenhuma das minhas amigas. Eu sento no balanço pendurado na árvore na entrada da casa e fico me balançando devagar. Não demora muito, ele chega.

Daniel: Eu sabia que te encontraria aqui, o que aconteceu para sair do restaurante daquele jeito?

Andréia: Lembra do rapaz que eu te falei....

Ele sabe tudo da minha história, desde o começo, nunca escondo nada para ele, somos como almas gêmeas, um sabe tudo do outro. Um defende o outro.

Daniel: Eu falei para você não se envolver com esse tipo de cara, não é confiável, mas o que ele fez?

Eu falo do vídeo para ele. Ele se levanta com raiva.

Daniel: Eu vou lá arrebentar a cara dele, ninguém machuca a minha garotinha.

Andréia: Não, Daniel! Não vale a pena. Só quero passar a noite aqui com você. Posso?

Daniel: Quer dormir agarradinho?

Andréia: Sim!

Narrado por Edson:

Quando olho no relógio, já são 23:30 hs, estava com tanta saudades da Stela, que o tempo passou e eu nem vi. Meu celular vibra. É a Andréia, droga eu esqueci completamente da churrascada. Eu balaço a cabeça fazendo sinal de negativo.

Stela: O que foi meu amor?

Edson: A hora passou esqueci da churrascada.

Whatsapp Andréia: Seu FDP, VERME, SEU BOSTA...

Ela me xinga e ainda com emotions de cocozinho?

Whatsapp Edson: O que é isso? Vai com calma.

Whatsapp Andréia: Você não tinha o direito de fazer isso.

Whatsapp Edson: Calma! Apenas não fui ai... Não é pra tanto.

Whatsapp Andréia: Você não vai machucar minha amiga assim.

Ué! Estou meio confuso, será que ela bebeu demais?

Stela: O que foi?

Edson: Nada não, mas acho melhor irmos pra casa.

Ela me fala que vai ficar um pouco mais, pois tem uma amiga dela que está vindo pra o mesmo restaurante. pago a conta, dou um beijo carinhoso nela e vou pro meu carro.

Whatsapp Edson: O que foi? Você está bem?

Whatsapp Andréia: Você deveria perguntar para Andréia seu idiota.

Whatsapp Edson: Quem é você afinal?

Whatsapp Andréia: Sou eu a Tatiane, eu vi você com uma perua no restaurante. Filmei tudo e mostrei para ela.

Whatsapp Edson: Você fez o que?

Whatsapp Andréia: Você não sabe lê? Além de não  Galinha é burro?

Whatsapp Edson: Você entendeu tudo errado.

Ela me manda um áudio gritando feito louca e me xingando de tudo quanto é nome. Se ela está assim imagina a Andréia. Que merda que essa menina foi fazer? Eu pego o celular e ligo para Andréia. A Tati atende e me xinga um monte, esqueci que a Tati está com o celular da Andréia.

Cel. Edson: Tati, cadê ela?

Cel. Tati: Não sei, tomara que ela tem agarrado o primeiro cara que tenha visto.

Cel. Edson: Você está na churrascada?

Cel. Tati: Sim! Mas perdi a fome graças a você.

Eu entro no carro e chego lá rapidamente. Vejo a Tati com um prato enorme de churrasco.

Edson: Estou vendo sua falta de apetite.

Ela pega uma linguiça e joga em mim. Que suja minha camisa e ainda fico cheirando a linguiça.  Essa menina é louca. Eu sento e  ela me mostra o vídeo, eu explico para Tati quem era aquela mulher. Ela fala com a boca cheia.

Tati: Que merda que eu fiz.

Edson: Droga você tem que pensa antes de agir.

Tati: Eu estava pensando no churrasco, e vi você cheia de intimidade com aquela vovozinha.

Edson: Onde ela está?

Tati: Quem a Andréia?

Edson: Não! O molho de churrasco.

Ela aponta para o molho, e não para de comer.

Edson: Você está morrendo de fome?

Tati: É que é de graça.

Saio dali e vou tentar falar com alguém que tenha juízo. Vejo meu pai que já está bêbado, o pessoal da oficina me chama mas, eu faço sinal de depois. Volto para mesa da Tati, que já deve ter comido duas vacas e cinco dúzias de linguiça.

Edson: Você sabe onde ela foi?

Tati: Não! Ela saiu bem rápido e eu não consegui alcançar.

Vou em direção ao meu carro e pergunto ao segurança:

Edson: Você viu para onde foi a filha do dono do restaurante?

Segurança: Ela saiu bem nervosa queimando pneus. Mas o namorado dela disse que sabia onde ela estava.

Edson: Namorado?

Segurança: Acho que é, eles sempre vem aqui e dançam juntinhos.

O que? Que droga é essa?

Edson: E eles dançaram hoje?

Segurança: Sim, eles formam um lindo casal.

Entro no meu carro, estou confuso, será que ela está brincando comigo? Poxa! Ela tem namorado e não me disse, e ainda fica dando uma de santinha. Vou para minha casa tomar um banho e tirar essa cheiro de linguiça e beber algo.

Narrado por Andréia:

Acordo em pleno sabadão com a cara inchada de tanto chorar. Daniel traz meu café da manhã na cama, eu admiro esse gesto, ele sempre é atencioso comigo.

Daniel: Come tudo! Depois vamos dá um passeio para você se distrair.

Andréia: Hoje eu tenho aula de Jazz e... Ai caramba!

Daniel: O que foi?

Andréia: Hoje tem uma reunião lá em casa sobre o casamento do André e a Adriana vai estar lá.

Daniel: Que milagre é esse? Da Adriana acordar cedo? O casamento não é daqui a três meses. Para quê a pressa?

Andréia: Coisa dos pombinhos.

Daniel: Coitado do André.

Eu tomo meu café, me arrumo. Aqui na casa do Daniel, tem um armário cheio de roupas minhas, pois quase sempre, passo os finais de semanas com ele.

Andréia: Quer saber de uma coisa? Eu não vou para droga de reunião nenhuma, não estou com saco para aturar os chiliques da Adriana.

Daniel: Para onde você vai, então?

Andréia: Vou ficar com você, esse final de semana é nosso, vamos assistir vários filmes de um super herói, cheio de ação e aventura.

Daniel: Thor? Os vingadores? ou a Liga da justiça?

Andréia: Além de um grande herói, ele é um grande sedutor

Daniel: O Zorro?

Andréia: Não! O que a gente assistia quando éramos crianças.

Daniel: Os Power Ranges?

Andréia: Não é o Chapolin Colorardo!

Daniel: Não contavam com a minha astúcia.

Saímos para dar um passeio e ele me levou ao parque que costumávamos ir, quando éramos crianças. Sento no balanço e ele me empurra, me sinto tão segura quando estou com Daniel, ele sempre sabe como me fazer relaxar e esquecer das coisas, percebo que deixei meu celular com a Tati, mas quer saber é melhor assim, não quero falar com ninguém. Eu pego o celular do Daniel para manda uma mensagem para meu pai.

Whatsapp Daniel: Pai, aqui é a Andréia, estou com Daniel, vou passar o fim de semana com ele. Não se preocupe. Beijos.

Narrado por Edson:

Acordo com o despertador tocando as 7hs, me lembro do que o segurança disse, pego o despertador e jogo na parede, estou com uma dor de cabeça horrível, não consigo mais dormir, me levanto, tomo um banho gelado e 1 litro de dipirona.

Edson: Droga! Que dia.

Desço até a garagem pego minha  Moto Harley davidson, e vou dar uma volta no parque.

Edson: Quer saber? Vou arrumar uma gata bem gostosa e leva-la pro meu loft, ainda bem que não vendi.

E com uma moto como essa e só buzinar que a mulherada sobe na garupa, não preciso nem tirar meu capacete. Vou sentido vento bater em meu rosto, faz tempo que não dou um rolê no parque, diminuo a velocidade para ver se vejo alguma gata sozinha, encontrei uma super gata, mas vejo que não está sozinha. É ela, a Andréia sentada no balanço e o tal namoradinho empurrando ela. Que merda é essa?


Notas Finais


Até a próxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...