1. Spirit Fanfics >
  2. End Game >
  3. Conto de fadas?

História End Game - Capítulo 21


Escrita por:


Notas do Autor


Foram ver Aves de Rapina? Corram para ver um filmão pessoal \o

Capítulo 21 - Conto de fadas?


Fanfic / Fanfiction End Game - Capítulo 21 - Conto de fadas?

POV BRUCE

 

As coisas estavam um pouco estranha entre Bruce e Harleen nos dias que se seguiram ela parecia um pouco distante dele e o deixava um pouco irritado por não saber o que estava acontecendo ou ela não se abrir com ele, Alfred também não ajudava ele em nada o mordomo sempre falante estava em silencio, havia algo acontecendo de grave no ar e nenhum dos dois queria contar para ele o que estava acontecendo.

Ele vai até o jardim onde encontra Harleen sentada em um banco lendo algum tipo de livro que ele não fazia ideia do que era, Bruce se aproxima da loira que fecha o livro se surpreendendo com a presença do morcego.

 

-Está cedo para você está em casa Bruce.

 

-Queria te fazer uma surpresa, como se sente?

 

-Bem...

 

-Você é uma péssima mentirosa sabia? Mas não vou forçar você me contar se precisar de algo ou querer conversar eu sempre estarei por aqui.

 

Ele pega sua mão apertando e a loira suspira olhando para ele o abraçando fortemente.

 

-Obrigada Bruce, mas tem certezas coisas que eu preciso resolver sozinha entende?

 

-Ok, mas se você quiser desabafar ou conversar estarei aqui, eu te amo.

 

Ela sorri tranquilamente e beija ela um pouco demorado de uma maneira bem doce, Bruce sente seus ossos pulverizar em alguns segundos ele passa as mãos sobre a sua barriga fazendo carinho era surreal que havia um pedacinho de vida crescendo, der repente um medo invade suas espinhas passando por ele um medo de não ser o suficiente não conseguir proteger a sua família, Harleen olha para ele com sorriso um pouco tímido e ele tenta disfarçar esse medo crescente.

-Só tem três meses não dá para ver Bruce.

-Mal posso esperar para ter nossa filha ou filho aqui sabia, mas...

Ele para uns instantes suspirando e encontro o olhar da loira um pouco confuso

-Mas?

-Tenho medo de não ser o suficiente, medo de falhar com você, se alguma coisa acontece com vocês eu não sei o que eu faço.

-Nada vai acontecer Bruce tenha calma e você vai ser um pai maravilhoso.

Harleen o abraça fortemente fechando os olhos tentando conter algumas lágrimas ela jamais pensou que estaria passando por isso ser responsável por uma vida ela que estava quebrada que era um objeto quebrado fruto de anos de abusos psicológicos e crimes que cometeu não era justo ela ter tudo aquilo.

Eles se separam e olha por um breve momento, Harley da um selinho no Wayne a sua frente e se levanta, Bruce a encara por alguns instantes tentando entender onde isso iria ela lhe oferece a mão e ele aceita o pegando levantando e caminhando ao seu lado pelo o jardim.

-Eu estava pensando senhor Wayne que talvez seria interessante você restaurar a antiga casa dos Wayne´s seu pai e seu avó não iria querer ver o legado deles a cinzas.

-Achei que você quisesse mudar de Gotham.

-Não importa para onde fomos, sempre teremos lembranças e sofreríamos por nosso passado isso não é algo que possa ser facilmente esquecido.

-Você não quer mais sair de Gotham?

-Não...essa não é solução.

Ele a abraça pela a cintura aconchegando em seus braços a vida seria complicada, mas talvez eles teriam uma chance, tinha que ter depois de tanta luta e sofrimento.

 

POV HARLEEN

GOTHAM CITY 04:44 a.m

Harleen caminha por uma grande possa de sangue que estava em um beco a garota sabia que Senhor C estava a solta e queria ela mesmo confrontar ele, ela ouve quando Bruce é contatado pela Batgirl para partir em seu encontro pois havia encontrado uma carta de baralho num beco junto com o corpo de um homem alto e musculoso é supostamente um membro da máfia e Coringa estava passando seu recado que estava vivo.

A ex palhacinha caminha devagar analisando bem o local não demora para ela encontrar uma figura fantasmagoria que sorria para ela com os dentes amarelos um largo sorriso sinistro em seu rosto, seu terno roxo tão característico estava com algumas manchas de sangue a loira tenta não se sentir amedrontada e nem demostrar medo suas pernas doem como se cada passo que ela da era como se fosse o final da linha.

-O que você quer Coringa?

-Você...você é a minha maior criação você é a minha e única Harley Quinn.

-Eu não sou sua, eu não sou de ninguém.

Ela percebe que seu rosto estava retalhado com a pele pregado como se fosse grampos ele havia cortado seu próprio rosto e pregado em sua face novamente para ficar mais aterrorizante.

-Eu vou tirar tudo de você Harley...

-Eu vou por um ponto final em você!

Ela diz dando um passo a direção a ele mas o palhaço é mais rápido e saca a arma em suas mãos atirando diretamente em sua barriga sorrindo, Harley sente o sangue quente saindo da sua barriga levando a mão diretamente ao lugar do tiro seus dedos fica incrédulo com sangue jorrando a loira vê tudo ficando preto e desmaia.

Harley é despertada do seu sonho gritando sem parar suada sentindo sangue escorrer entre suas pernas uma onda de pensamentos invade sua cabeça, Bruce pula imediatamente da cama gritando Alfred, ela não percebe nada que acontece a sua volta apenas leva as mãos até sua barriga gritando de dor, Bruce a pega nos braços e ela desmaia imediatamente.

 

POV BRUCE

Gotham City 06:09 a.m

 

Se um dia Bruce Wayne se sentiu com medo foi na morte dos seus pais ele jamais se sentiu medo e desespero quando naquele dia, depois desse evento Bruce havia perdido o medo, o medo da morte, o medo de perder tudo pois não havia tudo propriamente dito, era apenas Bruce Wayne playboy bilionário.

Agora ele sentia medo, medo propriamente dito, seu corpo estava tenso e não parava de andar de um lado para outro naquele corredor de hospital o cheiro de álcool invadia seus pulmões o causando ainda mais repulsa daquele lugar, ele odiava hospitais, hospitais lembrava seu pai o cheiro de álcool e esparadrapos. Seu filho estava correndo perigo e se via impotente não poderia fazer nada essa era a parte mais desesperador do que adiantava todo o dinheiro do mundo ou ser o Batman quando ele não podia fazer nada para salvar as pessoas que tanta ama, ele lutava internamente entre manter a postura ou desabar chorando nos ombros de Alfred que o tentava acalmar.

O médico surge no corredor indo até o homem nervoso que vai direto ao seu encontro quase que correndo.

-Então doutor?

Alfred segue seus passos e para ao lado de seu patrão olhando para Bruce em meio a tantos anos de caos ele temia que Bruce caísse novamente na escuridão agora que estava vendo a luz.

-Senhor Wayne a senhorita Quinzel irá se recuperar dentro de alguns dias ela perdeu muito sangue será preciso um transplante onde já estamos tomando medidas... quanto ao bebê sinto muito fizemos tudo o que podia.

Um buraco se abre no chão eles haviam perdido seu filho, Alfred segura a sua mão, Bruce nesse momento coloca seu melhor olhar de que tudo iria ficar bem.

-Posso ver minha namorada?

-Claro senhor me acompanha ela está dormindo devido aos sedativos.

Ele desvincula de Alfred partindo seguindo o médico, o destino teria pregado uma grande peça neles na qual eles teriam que estar mais unidos do que nunca para passar por essa situação, seu coração estava partido assim como de Harleen.

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Que rasteira hein Bruce.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...