História End of the day - Capítulo 43


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Styles
Personagens Harry Styles
Tags Drama, Harry Styles, Lauren Jauregui, Romance, Shows
Visualizações 147
Palavras 2.352
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura, capítulo mais do que especial ♡

Capítulo 43 - You smell like love, safety and home.


Fanfic / Fanfiction End of the day - Capítulo 43 - You smell like love, safety and home.

Pov Lauren 

Recebi a ligação mais esperada da noite. Cheguei à conclusão de que eu estava completamente perdida ao ver o número dele no celular e sorrir como não sorri a noite inteira. 

Me despedi das meninas em um segundo e fui ligeira até a saída. Nem sei onde o Julio foi parar, e sinceramente? Não quero saber. 

Caminhei com certa dificuldade por entre aquelas pessoas suadas e fedendo bebida até enfim alcançar o meu carro. Como não bebi nada além de água, estava mais do que tranquila. 

Dirigi dez minutos até o meu apartamento, eu precisava subir rápido porque o Harry certamente já estava a caminho. 

Por algum motivo me olhei no retrovisor do carro, não precisava mudar muita coisa aqui. 

Parei na minha vaga e esperei bons segundos até o elevador chegar. 

B: Chegou? 
L: Agora, tô subido. Porque? 

Ela não me respondeu de volta. Por que a Bia estaria preocupada? Dei de ombros. Ao entrar no elevador percebi que esqueci a bolsa no carro e as chaves estão lá. 

-Droga! -digo apertando os botões- 

Atravessei a garagem literalmente correndo. Abri a porta e me inclinei para dentro, puxando a bolsa pela alça. 

A abri e confirmei que estavam ali. Por sorte ninguém chamou o elevador. 

Pensei em mandar mensagem pro Harry mas acabei deixando pra lá ao ver as portas se abrindo no meu andar. 

Coloquei as mãos na bolsa, sem parar de andar, localizando a chave da porta. Minha mãe não estaria em casa. 

Abri a porta e estranhei o fato de estar tudo escuro. Costumamos deixar pelo menos uma luz acesa. 

Joguei a bolsa na sofá e tirei meus sapatos de qualquer jeito, estavam me matando. Liguei a luz da sala, tudo certo. 

Caminhei até a cozinha a procura de um copo d'água. Eu tinha uma música em mente, não sei o nome ao certo mas também não conseguia parar de cantarolar. 

Enxaguei o copo e o guardei de volta no armário. Liguei a luz do corredor, indo em direção ao meu quarto. Estava literalmente tudo apagado. 

Abri a porta e senti um gelo tomar conta do meu corpo inteiro. As luzes não eram necessárias. Minhas pupilas dilataram no mesmo segundo.

Cada centímetro do meu corpo se arrepiou a medida que meus olhos se adaptavam à meia luz. 

-Eu não.. 

Senti meus olhos se umedecerem ao ver a minha cama. Minhas mãos já estavam em meu rosto. 

Eu não podia acreditar no que via. Passei os olhos por todo o meu quarto, as lágrimas vieram assim que vi três fotos ali. Três belas fotos que eu guardaria para sempre. 

Passei o dedo por elas delicadamente. Harry Styles tem o meu coração. Eu não podia acreditar. 

Ao lado, um buquê. O peguei e cheirei aquelas rosas, sentindo meu corpo se desmanchar por inteiro. Minhas mãos tremiam e meus olhos se enchiam, mas eu não ligava. 

Me aproximei da cama e mãos suaves tocaram os meus ombros. Dei um pulo pelo susto, mas logo identifiquei quem era.

-Você quer namorar comigo? 

Ele disse bem baixinho, atrás de mim, eu meu ouvido, enquanto eu lia as pétalas. Sua respiração quente e sua voz rouca me fizeram tremer ainda mais.

Antes que eu pudesse responder, Harry pegou meu cabelo e o juntou todo para um lado, deixando meu pescoço nu para ele. Ele se aproximou e depositou um beijo ali, me provocando. 

Eu mal podia sentir minhas pernas naquele momento. Você já sentiu isso por alguém? 

Senti seu sorriso contra a minha pele. Ele bem de vagar passou suas mãos em volta do meu pescoço, segurando algo. 

Sorri grande ao ver que era um colar. Aquele colar que eu gostei no Walmart ontem. Harry delicadamente o prendeu em mim, dando outro beijo em minha nuca. Eu estava paralisada. Chegou a hora.

Pov Harry

Prendi o colar nela e percebi o quanto suas mãos tremiam, acho que é um bom sinal. A peguei pela cintura e a virei para mim. 

Eu tremia também. Respirei fundo, soltando um suspiro pesado. Deixando dois ou três sorrisos escarparem. As palavras parecem querer sumir, eu pareço querer congelar. É forte, é involuntário. 

Se você a ama, diga. Isto estava ecoando em minha mente. Seus olhos tão vidrados em mim, lágrimas tão doces escorriam por ela. 

-Lauren.. -ela se aproximou- 
-Sim Harry.. -me aproximei ainda mais também- 

Diga. 

-Eu sei que nos conhecemos a um mês, e eu também sei que as coisas às vezes não são tão fáceis... mas o que eu quero te dizer aqui hoje é..

Ela segurou minha mão, na tentativa de me acalmar. 

-Eu nunca me envolvi tanto com alguém. Eu nunca quis tanto ter alguém. Você foi de longe a.. -respirei- Você foi de longe a melhor pessoa que eu conheci. Você me faz sentir coisas que eu nem sei por em palavras. 

Sorri fraco. Ela chorava silenciosamente. 

-Eu já me apaixonei outras vezes, já tive medo, já tive inseguranças. Mas com você eu não sinto isso. 

A olhei nos olhos.

-Aconteceu rápido demais, eu não consegui controlar. Quando dei por mim já estava te ligando e te chamando pra sair. -sorri- Então eu quero que saiba que.. se você deixar, se você me permitir, eu quero ser tudo o que você sempre quis. Se você deixar, eu quero ser quem você procura em um fim de tarde. Eu não sei se você sabe mas... Você já me faz feliz. 

Ela tentou dizer algo. 

-E é exatamente por isso que estou aqui hoje, Lauren. Porque eu quero correr atrás dessa felicidade. Porque eu quero segurar as mãos dessa felicidade todos os dias. Lauren, você quer namorar comigo? 

Tudo que eu julguei saber sobre o amor se desfez e criou um novo conceito a partir daquele momento. 

Pov Lauren

Meu mundo parou. Meu coração certamente parou de bater. Seus olhos verdes, eu me apaixonei por eles de novo. Eram como duas esmeraldas, eu quase podia ver o meu reflexo. Ele é lindo. 

Harry delicadamente secou uma das lágrimas em meu rosto, me sinto boba por chorar mas nunca me senti tão viva.

Seu sorriso era de tirar o fôlego, cada palavra... Seus olhos iluminavam o quarto. Com meu corpo ainda tremendo, mergulhei em seus braços.

Os braços de alguém que aguardava a minha resposta. 

-Quero, como nunca quis nenhuma outra coisa antes. -digo ainda em seus braços, em seu ouvido- Quero da forma mais pura e singela que puder ser, quero com tudo o que você tem. 

Digo, o lembrando de suas palavras para mim. 

-Sim! Sim! Sim! Mil vezes sim! 

Foi então que senti meu coração de volta à vida, quase rasgando o meu peito. Harry se soltou, não complemente, seu sorriso... 

-Você não foi o meu primeiro beijo, nem o meu primeiro abraço, nem com quem eu tive a minha primeira relação. Mas... o que eu vou te dizer agora.. 

Silêncio 

-Lauren, eu te amo. E eu vou cuidar de você.

Ele diz e beija meus lábios, me deixando em completa confusão mental. 

Suas palavras ecoaram em minha mente. Seu beijo quente e calmo mas ao mesmo tempo avassalador. 

Passei minhas mãos em seu pescoço, tendo uma resposta imediata. Harry colou nossas testas.

-Eu posso parecer um louco, um idiota por isso tudo aqui mas.. você merece tanto. Eu quero poder te chamar de minha. 

Selinho. 

-Eu quero poder te abraçar todas as noites para te proteger se estiver frio. 

Selinho. 

Respirei fundo, ainda com os olhos fechados.

-Eu te amo também. 

Eu disse e ele celou nossos lábios da forma mais carinhosa e desejável possível. 

Foi rápido? Talvez. Mas eu sentia. E eu sei que ele também. Essas são as três palavras que você só pode dizer quando tem certeza. E é esse o caso. 

Eu tenho certeza. Ele mexe comigo de formas inexplicáveis. Harry pediu passagem e eu cedi, sendo cada vez mais tocada pelo seu toque. Seu beijo quente, molhado, macio, um sonho. 

-Eu percebi que era amor quando você resolveu cuidar de todas as cicatrizes que eu guardava e... mesmo vendo todo um vazio, você resolveu ficar hoje. 

Ele sorriu doce. 

-O que quer fazer agora namorada? 

Eu sorri de volta, nossas testas estavam coladas ainda.

-Tudo o que eu quero está bem aqui, namorado. 

Sorrimos tímidos, isso é novo, isso é bom. Harry estava tão perto que eu não conseguia me manter nem por um minuto longe dele. 

Colei nossos lábios de novo e de novo. Ele tinha suas duas mãos em meu rosto, sua língua se misturava com a minha. Um friozinho percorreu todo o meu corpo quando senti suas mãos me segurarem mais forte. 

-Vamos, me faça sua! 

Digo baixinho, torcendo pra que ele tenha escutado. Harry num movimento único fez certo impulso e eu no mesmo instante fui parar em seu colo. 

Minhas pernas entrelaçaram em sua cintura, meus braços em seu pescoço. Ele me segurou firme ao caminhar até a cama.

Harry me deitou por entre aquelas pétalas de rosa como se eu fosse uma porcelana, esse cuidado e respeito fazem meu corpo estremecer mais e mais. 

Ele apoiou seus braços na cama e deitou por cima de mim, me beijando forte novamente.

Levei minhas mãos até os botões de sua camisa, eu estava ficando boa nisso. Suas mãos foram até a barra do meu short como resposta, o tirando ligeiramente. 

O choque da sua pele quente contra a minha me fizeram soltar um suspiro. Sua intimidade encostando na minha era algo desesperador para o meu corpo. 

Ele usava uma box vermelha, corei ao perceber seus olhos em mim enquanto eu o olhava. 

-Você pode tocar. 

Ele diz, dando um beijo em minha testa.  Fiz sinal pra que ele trocasse de posição, percebendo sua carinha confusa logo em seguida. 

Mas ele me obedeceu. Harry deitou na cama e eu me posicionei do lado dele por um momento. Passava minha mão bem devagar em sua região, intercalando com leves apertos. Ele tinha seus olhos em mim, frenéticos.

Puxei a barra de sua cueca e vi seus pelinhos da perna se arrepiarem. 

-Você tem uma camisinha? 
-Tenho pode deixar que eu..
-Não. -o interrompi- Fica quietinho aí. 

Ele sorriu, Harry estava gostando disso. Me levantei da cama, de calcinha e blusa. Porém minhas bochechas queimavam porque eu sei que ele me olhava. 

Abaixei até sua calça no chão, de costas para ele, procurando pela sua carteira. Voltei para onde estava, com uma em mãos.

Ele me ajudou a colocar. Subi em seu colo, meio ansiosa, meio tremendo, e estremeci de prazer no mesmo segundo em que ele entrou em mim. Um suspiro alto escapou pela minha boca. 

Suas mãos seguravam firme minha cintura, minhas mãos seguravam firme a cama e o seu cabelo, não posso negar. 

Harry jogou minha blusa e meu sutiã em algum lugar do quarto, suas mãos acariciavam meus seios a medida que eu subia e descia. Sua voz rouca, seu gemido rouco, não preciso dizer que cheguei ao meu limite pouquíssimo tempo depois. 

A onda de prazer que subiu pelo meu corpo me deixou mole, e ele percebeu. Harry trocou nossas posições com toda a facilidade que eu não tive. Eu queria.

Ele abriu as minhas pernas e se encaixou ali novamente. Minhas unhas passeavam pelas suas costas, pela sua nuca. Eu me sentia melhor a cada segundo que se passava. 

Seus movimentos eram sempre intercalados, isso me deixava maluca. Ele sabe como me fazer ir até o céu. É assim aconteceu. 

Cheguei ao céu novamente, e ele também. Seu corpo suado caiu próximo ao meu, eu poderia ser beliscada agora para ter certeza de que não era um sonho. 

As pétalas já estavam todas no chão, então puxei o edredom ligeiramente, me cobrindo. Ele virou para mim, sorrindo. 

-Da pra acreditar? 
-No que? -sorri-
-Eu estou namorando! 

Sorri de novo. 

-Com você. Eu estou namorando com você. 

Harry disse, me puxando para o seu peito. A minha gratidão não cabia em palavras. Fechei meus olhos e permaneci ali, sentindo sua respiração, sentindo suas tatuagens com a ponta dos dedos. 

-Obrigada por isso Harry. Eu sei que eu não falo muito mas.. você é o sonho de qualquer pessoa. E eu ter isso comigo é algo que me deixa sem palavras sempre. Então eu queria te agradecer por tudo o que fez aqui hoje, eu amei -o olhei- Eu amei e eu nunca vou me esquecer. Obrigada. 

Ele sorriu e eu me lembrei de alguns detalhes. 

-Calma aí, quem sabia? 

Ele riu. 

-Harry!! 

A essa altura já estávamos com nossas roupas íntimas. Me sentei na cama, encarando-o. Ele tinha um dos braços em volta da cabeça, apoiando. O edredom cobria até metade de sua barriga. Seu peito estava livre e ele ainda mais atraente nessa meia luz. 

-Posso fazer uma lista. -disse rindo- 
-Minha mae?? 
-Ah sim, com certeza! Eu cheguei aqui e ela foi super gentil comigo Lauren, quer dizer, amor. 

Harry corou e eu também. 

-E a sua saída com as meninas foi planejada também hahaha 
-Sério?? 
-Simmm, a Bia me avisava o tempo todo como estava indo! 
-Ai eu não acredito em vocês -dei um tapinha de leve na barriga dele- Por isso que ela te ligou aquele dia né? Oh céus, tudo faz sentido agora!!!! 

Harry riu e me puxou pelo braço, me fazendo deitar em seu peito novamente. 

-Deu tudo certo, foi melhor do que imaginei. 
-Foi sim, eu amei. 

Selinho. 

-Agora vem aqui -digo esticando meu braço até a cabeceira, pegando o celular- 

Harry segurou o celular e tiramos umas três fotos, eu estava apaixonada. 

L: O casal agradece pela ajuda ❤ *foto* 

-Vou até deixar aqui, elas vão surtar já já. 
-Vão sim, depois a gente olha. Está com fome? 
-Um pouquinho. 
-E se eu disser que o seu namorado também preparou um jantar legal? 
-Mentira Harry! 
-É sério!! 

Eu só enxergava o sorriso dele. Nos levantamos da cama e vestimos nossas roupas de volta. Mas eu não ia achar ruim se ele não vestisse as suas...

Pov David 

Atendi a ligação que eu estava elegendo o dia todo. 

-Quanto você quer para me ajudar amanhã na audição com o velho? 

Silêncio. 


Notas Finais


E então xuxus? Fiquei feliz escrevendo esse capítulo, espero que tenham gostado! Obrigada pelo carinho sempre, vocês têm o meu coração ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...