1. Spirit Fanfics >
  2. End of The Summer - Solangelo (Short-Fic) >
  3. Capítulo 12

História End of The Summer - Solangelo (Short-Fic) - Capítulo 12


Escrita por:


Notas do Autor


Olá, Solangelo Shippers! Boa leitura!

Capítulo 12 - Capítulo 12


Fanfic / Fanfiction End of The Summer - Solangelo (Short-Fic) - Capítulo 12 - Capítulo 12

Nico teve sua noite em um sono pesado e bons sonhos.

Porém levantou muito tarde.

Encontrou um bilhete de Leo na bancada da cozinha que dizia :

Fui pro salão da festa da minha mozão e vou ficar por lá. Pede carona pro Jason. Às nove começa!

Ele não iria mesmo ir. Não queria. Por mais que estivesse de bem com seu pai e a consciência limpa, Nico ainda sentia uma parte quebrada que não havia sido reparada.

Ele sabia que havia afastado Will Solace de si mesmo.

Ele realmente gostaria de ir à uma festa em que encontraria Will com outra pessoa ou o mesmo triste e cabisbaixo? Ou talvez ele nem estivesse lá.

di Angelo se afundou na banheira repleta de espumas e não se atreveu a imaginar que iria para a festa.

Até ouvir alguém bater na porta. Enrolou uma toalha no baixo ventre e foi atender sem a menor vontade. Mas aquela visita era especial.

Uma moça mais alta com uma trança lateral e roupas folgada sorriu.

- Reyna? Como sabia que eu estava aqui?

Ela entrou na casa mesmo sem ser convidada. - Leo postou uma foto sua dormindo.

Agora Nico gostaria de ir à festa para quebrar a cara de Valdez.

- Você não vai pro aniversário da Calypso? - Perguntou ele.

- Vou. - Disse ela. - Mas com você. Sei que precisa encontrar um príncipe esta noite. E sua fada madrinha vai te ajudar.

- Eu nem te conheço, porra!

- Conversamos bastante na praia! Sou a escolhida pra te ajudar!

- Falamos sobre a sua namorada não estar afim do meu garoto!

- Só fique quieto, Nico, a mágica funciona mais rápido se calar a boca.

Nico não falou mais nada. Reyna lhe comprou um terno novinho e um perfume que se dizia como "o cheiro da morte" que obviamente di Angelo adorou.

Nico ficara no carro na compra dessa vez. Reyna havia ido à uma farmácia. Voltou com três pequenos pacotes.

- O que comprou?

Ela jogou em seu colo. Eram camisinhas de vários sabores.

- Olha, estão bem variadas, tem de fogo que esquenta o órgão do cara, tem de gelo que já deixa congelando e...

- Qual é o seu problema? - Nico colocou a mão na testa.

- A cinderela não teve todo esse cuidado então cala a boca! Você tem que se prevenir, Nico. Não quero uma DST em você!

Nico pegou as camisinhas com ódio e as guardou nos bolsos. Sabia que não precisaria daquilo. Só uma conversinha jogada fora com Will e talvez saíssem dali casados. Ok, isso foi longe demais.

Reyna parou numa casa de festas enorme com o som alto na mesma música que Nico colocou para tocar no carro de Jason. Leo realmente não brincou ao dizer que aquela canção iria para a festa de seu amor não correspondido.

- Você não vem? - Nico questionou ao descer do carro.

Reyna não estava arrumada adequadamente para aquela festa.

- Vou mais tarde. O importante no momento é você. Vai! Vá atrás dele!

Nico sorriu em agradecimento e entrou no salão. Estava enfeitado com réplicas de estátuas gregas e templos gregos. Calypso até vestia uma túnica grega e uma coroa de louros.

No entanto Nico só queria apenas um deus grego naquela noite. Precisava dele.

Andou até a multidão que dançava e avistou Thalia de vestido preto curto e coturnos pretos que acenou. Nico acenou de volta e continuou sua busca. Cumprimentou Grover e outra garota de vestido verde, encontrou Percy e Annabeth dançando juntos, viu Jason e Piper tirarem uma fotografia ao lado do painel de templo grego e esbarrou em Leo que parecia ocupado.

- Nico! A Hazel veio e tava te procurando, acho que ela foi na mesa de doces! - Avisou Leo.

- Leo, sabe se o Will veio?

- Não o vi! - Negou com a cabeça e se foi para organizar mais alguma coisa.

Nico então virou seus olhos para o outro lado e enxergou cachos loiros de costas. Logo andou apressado até eles porém ficou paralisado ao ver que uma bela menina falava animadamente com ele.

Como Nico era inseguro, nem pensou em ir até lá. Nem pensou na possibilidade.

Alguém tocou seu ombro e isso fez Nico virar para ver quem era. Era sua irmã que logo o abraçou.

- Nico! Como está? Papai falou com você?

- Sim. Falou... - Nico nem conseguia prestar atenção no que ela dizia. Apenas encarava o garoto de costas com a menina.

- Estou tão feliz por tudo ter dado certo! Eu e Frank conversamos com papai para convencê-lo de tudo. - Ela notou sua expressão. - O que houve?

Nico baixou o olhar e correu para o banheiro.

Se trancou numa cabine e encostou na parede, deslizando até sentar no chão. Segurou as lágrimas e abaixou a cabeça entre os joelhos. Não sabia se não conseguia enxergar direito por conta da água presa em seus olhos ou o fato do banheiro ser iluminado por luzes cor de rosa néon que vinham dos espelhos, deixando o banheiro um tanto escuro.

Não adiantava ter o perdão de seu pai mas ter seu amor destruído para sempre.

Nico odiava Lana del Rey mas sua canção se encaixava perfeitamente com o que sentia : uma tristeza de verão. Tristeza de fim do verão. Ele deveria ter beijado Will mais forte antes de ir. Ter deixado claro que era o melhor.

Pensou que sentiria sua falta para sempre como as estrelas sentem falta do sol nos céus da manhã.

Era bobeira. Tudo era bobeira.

Ouviu duas batidas na porta de sua cabine. Nico se assustou.

- Tem gente. - Respondeu limpando os olhos.

- Eu sei. - Disse a voz. - Por isso quero que abra.

Ele sabia exatamente quem era.

Com muita coragem abriu a porta. Will estava em seu melhor terno e os olhos azuis aparentando estarem tristes.

- O que você quer? - Perguntou di Angelo em seu tom hostil.

- Hazel me contou. - Ele começou a se explicar. - Eu não estava flertando com aquela menina.

- Mas parecia. - Nico iria fechar a porta novamente mas a mão de Will não permitiu.

- Ela estava flertando. Eu logo saí fora. Depois Hazel veio me contar que saiu chorando pra cá.

Ele parecia tão sincero... Mas Nico tinha dificuldade em acreditar.

- Por quê não estava interessado nela? E por quê veio atrás de mim?! - Nico sem querer já estava chorando sem ter vergonha.

Will o pegou pela cintura e tomou seus lábios contra os seus. O coração de di Angelo pareceu derreter e aquecer no mesmo milésimo de segundo. O loiro tirou seus lábios e disse :

- Porquê estou apaixonado por você. Não importa aonde esteja. Sempre será meu paciente favorito.

Nico ainda chorando pousou seus dedos em seu rosto e o beijou novamente.

O beijo foi de apaixonado para um beijo cheio de desejo. Nico enfim realizou o seu sonho de acariciar seus cachos loiros.

Os dois se afastaram para respirar. di Angelo se sentiu à vontade e brincou tirando uma das camisinhas de gelo que Reyna lhe havia entregado.

- Não vamos precisar disso, vamos?

Solace riu brevemente. - Por hoje, ainda não.

Outra música começou, ficando abafada no banheiro. Era de Elvis Presley.

Will abriu um sorriso. - Can't Help Falling in Love!

O loiro estendeu uma de suas mãos para Nico. O mesmo aceitou confiantemente. Will entrelaçou sua mão na do moreno e a outra abraçou sua cintura.

- Take my hand... - Solace balbuciou. Nico adorou sua voz. - Take my whole life too... But I can't help falling in love with you...

Nem houvera necessidade de um beijo. Seus olhares estavam tão conectados um no outro que aquilo valia mais que mil beijos ou palavras.


Notas Finais


Todos os dias passarei um capítulo para o Spirit, mas caso queiram ler a obra completa logo ela está disponível no Wattpad também.

Obrigada!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...