História End Up Here - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias 5 Seconds Of Summer
Personagens Ashton Irwin, Calum Hood, Luke Hemmings, Michael Clifford, Personagens Originais
Visualizações 39
Palavras 1.855
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Escolar, Ficção, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá meus amores, eu resolvi repostar esta fanfic, a historia ainda é a mesma, mas eu pretendo editar algumas coisas, espero muito que gostem.

Capítulo 1 - Where all started



POV OLIVIA
Acho que ir para a escola nunca foi um problema para mim e hoje, assim como em todos os outros dias, me levantei rápido da cama sem me incomodar com a forte luz do sol que entrava pela janela do meu quarto, afinal aquilo me trazia uma sensação boa.
 Quando me levantei, peguei minha calça jeans clara, meu all star branco e surrado, uma camiseta preta do Green Day e meu velho cardigã preto e vesti tudo bem rápido, em seguida me sentei em minha penteadeira e tentei arrumar meu cabelo, decidi fazer uma trança de lado o mais simples possível e do jeito que eu gostava.
Peguei minha mochila e a joguei em minhas costas, dei uma última olhada no espelho e sai de meu quarto, em seguida  desci as escadas correndo em direção a cozinha encontrando meu irmão Ashton, minha mãe e meu pai, que já tomavam café.
-Bom dia! – Eu disse me sentando ao lado de Ashton e pegando uma torrada de seu prato, em seguida dei um beijo em sua bochecha.
- Bom dia, folgada. – Ele respondeu rindo e devolvendo o beijo.
- Bom dia, meu amor. – Minha mãe, Anne, respondeu.
-Bom dia, querida.  – Disse meu pai, sorridente.
Meu pai, Robb, não era o verdadeiro pai de Ashton, e ninguém acredita quando digo que somos irmãos, já que nossas diferenças físicas são grandes. Eu tenho olhos azuis e grandes e cabelo muito preto, sou muito branca e pequena, já Ash, tem lindos olhos castanhos esverdeados, sua pele não é tão branca como a minha e seu cabelo é um loiro escuro e cacheado e ele é incrivelmente alto. Mas o fato de ele ser filho apenas de Anne nunca nos afetou, já que seu pai o deixou quando era pequeno, e agora Ash considera Robb um pai para ele.
Alguns minutos depois recebi uma mensagem de Michael, meu melhor amigo, dizendo que já me esperava na porta de casa para irmos para escola.Me despedi de meus pais e de Ash e sai de casa, encontrando Mike, Liza e Amber encostados na parede da varanda.
-Bom dia seres humanos. - Digo me juntando aos meus amigos.
-Bom dia, ser de outro planeta. – Disse Mike me dando um soco leve no braço. 
-Bom dia! – Liza e Amber disseram juntas.
Começamos a caminhar, enquanto falávamos coisas aleatórias e sem nexo. Liza com seus cabelos pretos e seus olhos azuis, assim como os meus era a nossa amiga mais maluca, sem medo de nada e que sempre queria se meter em aventuras.
Amber já era a mais calma e sensível, seus cabelos ruivos e suas sardas davam um ar de inocência para ela, coisa que sabíamos que ela não tinha e que ela fazia questão de deixar bem claro, mesmo não conseguindo.
Michael era o garoto mais fofo e maluco que eu conhecia, pintava os cabelos de todas as cores possíveis e sempre nos mandava ir a merda quando dizíamos que seu cabelo cairia a qualquer momento.
-Olivia? –Mike me chamou.
-O que foi? –Perguntei assustada quando notei seu sorriso cheio de malicia e eu já sabia que da sua boca não sairia coisa boa.
-Que tal irmos à uma racha hoje? – Ele perguntou passando o braço sobre meu ombro.
-Ficou maluco? É claro que não.
-Vamos Liv , vai ser super legal.–Disse Liza com uma cara pidona.
-Mas até você garota!- Eu disse, surpresa.-  nem pensar, eu não vou, não é um lugar para mim.
-Olivia! – Protestou Amber –Hoje é sexta, e tenho certeza que você vai ficar mofando em casa lendo qualquer livro de mil páginas ou estudando pra sabe-se lá o que até você cair no sono. E sinceramente, até eu quero ir.
-Ta vendo, até a Amber quer ir, o que custa amiga, por favor vamos. –Liza juntou as mãos implorando.
-Vamos, por favor. – Os três insistiram me chacoalhando. Os encarei por um segundo e bufei.
-Tudo bem suas pragas, eu vou, mas com uma condição.
-O que? –Perguntaram com um sorriso animado.
-Eu não vou beber, nenhuma gota de álcool.
-Tudo bem, senhorita certinha. – Mike disse.
...
Passava das cinco e meia, Mike disse que viria me buscar as oito com as meninas, então decidi me arrumar. Tomei um banho quente, mas meu único pensamento era no teste de química, se eu tirar nota baixa naquele teste eu vou ficar maluca, mas me lembrei de ontem, quando passei o dia todo estudando com Luke. Ah, Luke, queria saber o motivo do meu irmão te odiar tanto. Eu simplesmente não consigo encontrar um motivo para odiar alguém como Luke Hemmings, desde que o conheci ano passado, ele vem sendo uma pessoa maravilhosa.
Afastei meus pensamentos e terminei meu banho, enrolei a toalha em meu corpo e sai do banheiro, me sequei e coloquei uma meia calça preta, um short meio rasgado por cima e uma blusa de manga comprida bem soltinha, para mim aquilo já era exagerado de mais. Me sentei em minha penteadeira e fiz uma maquiagem simples apenas me forçando a passar um batom rosa mais avermelhado que minha mãe me emprestou quando avisei que iria sair hoje. 
Sai de meu quarto depois de pronta e encontrei Ash, que saia do dele também e assim como eu, estava arrumado. Ele usava uma calça preta, um vans também preto, iguais aos meus e uma regata folgada.
-Aonde vai toda linda assim? –Perguntou me fazendo dar uma volta.
-Vou sair com o Mike e as meninas, e você?
-Vou sair também. – Deu de ombros.
-Como sempre você nunca me diz para onde va,i Ash. –Bati o pé com raiva vendo ele descer as escadas e me deixar falando sozinha. De lá de cima pude ouvir a porta bater e soube que ele já tinha saído, mais uma vez sem me dizer nada, odeio isso.
...
Quando chegamos no local do racha, percebi que eu e Mike éramos os únicos que não estavam usando saltos ali, não sei como essas garotas conseguem, aposto que se eu tentar acabo caindo e me quebrando toda.
-Meninas eu já vou, encontro vocês no fim da corrida. –Disse Michael e arqueei a sobrancelha, confusa.
-Como assim encontro vocês no fim da corrida? Para onde ele vai? –Perguntei enquanto andávamos em direção a arquibancada feita de um metal forte e cercadas por grades, onde já havia muitas pessoas.
-O Mike vai correr. –Respondeu Liza, dando de ombros, e nesse momento faíscas começaram a sair das pontas das duas grandes arquibancadas e uma música alta começou a tocar.
Eu já ia fazer outra pergunta para as meninas quando elas começaram a gritar junto com os outros presentes ali. Observei a pista, nela havia seis carros e duas mulheres que pareciam ter rasgado as roupas para ficarem daquele tamanho, mas outra coisa me chamou atenção.
Minha boca se abriu em um perfeito “O” quando avistei Michael, Ashton e o garoto misterioso e intimidador, Calum Hood. Eu não conseguia acreditar no que meus olhos estavam vendo.
Outra chuva de faísca apareceu quando os gêmeos Frank apareceram junto com Luke. Estavam todos, frente a frente, Luke estava na frente de Calum, Ashton estava na frente de Evelyn e Michael estava na frente de Joe.
Um cara alto e careca entrou na pista com um microfone na mão, ele ficou entre os seis e começou a falar. Eu não queria acreditar no que estava vendo e esperava que fosse tudo uma brincadeira.
-Senhoras e senhores, a corrida vai começar e apenas um desses seis competidores vai sair vencedor. – Ele olhou para cada um com um sorriso maldoso no rosto. – Boa sorte pessoal, agora podem ir para os seus carros.
Michael entrou em um Porshe preto, mas antes acenou para o pessoal que gritava seu nome. Ashton caminhava em direção a Ferrari vermelha quando notou minha presença no meio da multidão, ele parecia confuso e assustado, mas não se abateu e entrou no carro. Logo em seguida observei Luke entrar em uma Ferrari preta e Calum entrou em um Bugatti Veyron, o carro era cinza e sinceramente, era incrível.
Luzes vermelhas iluminaram ainda mais o lugar, as garotas que estavam na frente dos carros levantaram duas bandeiras quadriculadas, alguns segundos depois uma luz amarela acendeu e as garotas levaram as bandeiras para frente de seu corpo, os carros começavam a acelerar. E finalmente a luz verde se acendeu e a corrida começo. De primeira Calum estava na frente seguido de Ashton e Luke, quando uma curva foi chegando perto, Ashton conseguiu passar, pude ver que ele ria e mostrou o dedo do meio para Calum que batia com força os punhos no volante, mais uma curva, faltavam apenas cinco voltas, eram sete no total como marcava na grande placa do local da racha.
Meu coração quase saia pela boca e eu senti que poderia vomitar a qualquer momento, minhas mãos tremiam e eu tinha certeza que queria matar Ashton e o faria quando aquilo acabasse.
Faltando apenas duas voltas, Calum e Luke estavam lado a lado e na última volta eu jurava que os dois se chocariam naquele e tudo explodiria, mas Luke conseguiu passar a linha de chegada primeiro.
Uma gritaria enorme começou, alguns jogavam dinheiro e outros apenas aplaudiam, senti uma mão me puxar para fora da arquibancada, eram as meninas dizendo que era para ir para a pista. Tive que passar por uma multidão e pedir “com licença”  foi inútil ali. Avistei Michael e Ashton juntos em um canto rindo, corri até eles e cutuquei os dois.
-Mas que palhaçada é essa? Quando iam me contar isso? –Perguntei cruzando os braços.
-O que você ta fazendo aqui Olivia? –Perguntou Ashton segurando em meu braço.
-O Michael que me trouxe aqui! – Respondi com raiva fuzilando Michael. -vocês são malucos ou o que? Estão drogados?
-Não, não estamos drogados Olivia, estamos só correndo.
-Vocês são idiotas isso sim, a quanto tempo isso acontece? 
-Isso não é da sua conta Valentina, você não precisava saber disso. –Ashton disse dando um soco no braço de Michael, sem paciência.
-A é? E se você morresse aqui? Como eu ficaria?
-Eu não vou morrer esquentadinha, está tudo bem ok? Depois eu te explico tudo, eu juro.
-Filho da puta! – Escutei um grito perto de nós e percebi que Calum estava praticamente do meu lado, ele chutou uma lata que tinha ali e se encostou na parede de braços cruzados.Fiquei o observando por algum tempo, sempre tive curiosidade de conhece-lo, mas ele não me parece muito amigável.
Desviei meu olhar para Ashton quando Calum fixou seus olhos em mim, ele me assusta com certeza.
-E o que vem agora Ashton? –Perguntei tentando afastar o desconforto de ter o olhar de Calum sobre mim.
-Agora, vamos para uma festa que é feita para o vencedor, você vai?
-Eu não sei se devo.
-Fala sério, Olivia –Michael se pronunciou. – Vai ser legal.
-É, Olivia –Ouvi a voz de Calum, que tinha um sorriso sarcástico no rosto. –Vai ser legal. – Ele disse usando o tom de ironia que eu conheço muito bem, já que vivo com Ashton, então ele saiu dali, me deixando confusa com suas palavras.


Notas Finais


Espero que tenham gostado, logo logo eu volto <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...