História Endless NightMare - Simon Dominic - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias GRAY, Jay Park, LOCO, Simon D.
Personagens GRAY, Jay Park, LOCO, Personagens Originais, Simon Dominic
Tags Aomg, Hyuk-woo, Jaebeom, June, Kiseok, Sung-hwa
Visualizações 201
Palavras 1.196
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Há! Chegay

Capítulo 8 - "Jae and June"


Fanfic / Fanfiction Endless NightMare - Simon Dominic - Capítulo 8 - "Jae and June"

             Pov's Jaebeom

Estava em casa tentando fazer a letra de uma música até que escuto a campainha tocar. Com muita preguiça me levanto da cadeira de meu escritório e saio do mesmo descendo as escadas e chegando a porta principal, dei duas giradas com a chave para abrir a porta e encontrar minha irmã completamente desestruturada. 

Me encontrava em estado de choque, nunca havia visto assim, deste jeito, e também ela quase não me procurava para nada. Ficava com raiva e ainda fico....guardo rancor, coisa que eu não quero mais guardar porque eu sei que horrível você ficar com rancor de quem você ama ainda mais sendo da família especificamente sua irmã. 

Me desliguei de meus pensamentos assim que a ouvir fungar baixinho , olhei diretamente para seus olhos e  eles se encontravam cheios de lágrimas uma por uma escorrendo de seu rosto e molhando suas bochechas cheinhas. Agora eu estava bastante preocupado e a única coisa que conseguir fazer foi abraça-lá, abracei-a bem forte como se não quisesse mais solta-la. 

- Heeey ? O que ouve meu amor ? - nunca falei deste jeito todo carinhoso com ela, mais se precisasse eu iria fazer isto todos os dias só para vê-la bem - fala para mim o que ouve hun ?! 

Ela passou seus braços por volta de meu pescoço e enterrou seu rosto em meu peito molhando um pouco a minha camisa rosa com as suas lágrimas. 

Haru - E-ele....e-ele  me traiu - ela começa a soluçar de tanto chorar - por-por que ? Me fala o por que...... - ela acabou se sentando no chão e ficou toda encolidinha. 

- Você está falando do Kiseok ? -ela balançou a cabeça positivamente - eu falei para ele te contar logo EU FALEI ! - esbravejo. Estava muito irritado, acabei olhando para ela e ela me olhava surpresa. 

Ela tirou forças de onde não tinha para se levantar e parar cara a cara comigo. 

Haru - Eu não acredito nisso..... - depois que eu fui perceber a merda que falei - Eu te odeio ! Não sei porque você é meu irmão! Babaca. - quando ela falou aquilo eu congelei. 

Ela virou-se de costas para mim e saiu em disparada até o elevador, ainda sim conseguir ouvir mais uma vez ela falando que me odiava e eu ? Eu fiquei parado estático na porta com a esperança de que ela voltasse e me pedisse desculpas ou falasse que não era verdade mais a quem eu queria enganar ?! Eu errei 'pra caramba ao esconder isso dela, mais eu não queria que ela soubesse por mim, e sim por ele. 

Dentre eu, ela e o June eu sou o mais sentimental e levo a sério tudo o que eles falam. E cara isso doeu pra po#[email protected] Como assim ela me odeia ? Eu não odeio ela caramba! Porque ela falou isso cacete! 

Entrei em casa e tranquei a porta fui direto para o quarto ficar isolado como eu sempre fiz quando eles ~Haru e June~ saiam para algum lugar ou brincavam ou faziam quaisquer coisa sem me chamar. Eu passei a me isolar porque ficar isolado para mim era a melhor coisa, bom....isso era o que eu pensava mais hoje em dia eu vejo que não é mais necessário mas continua sendo meu refúgio. 


            Pov's June 

Estava saindo de casa para me encontrar com uma menina quando vejo minha irmã na frente do meu apartamento. Corri até ela para saber o que estava acontecendo já que eu havistei uma mala junto a ela e achei estranhando. 

- O que esta acontecendo ? - falei depois que ela pagou o taxista e o agradeceu. 

Haru - Só.....me ajuda a levar essa mala 'pra lá por favor..... - Pego sua mala e vou em direção a entrada do prédio ao lado dela que se encontrava de cabeça baixa enquanto andava até o elevador. 

............... 

Chegamos em minha residência. Coloquei a mala ao lado da porta principal e me direcionei a sala me sentando do lado dela no sofá. 

- E aí ? Agora você poderia me contar o que está acontecendo ? Porque dessa mala e porque você está com a cara inchada de quem chorou o dia todo ?! - eu queria uma explicação óbvio, mais eu percebi que ela estava muito mal. Ela se deitou no sofá colocando sua cabeça em meu colo. 

Olhei para ela que estava de lado e coloquei minha mão em seus cabelos deixando um cafuné no couro cabeludo. 

Haru - Acabou tudo....... - ela falou baixinho - nós terminamos, não tem mais eu e ele, e sim eu e meu bebê - eu ainda não tinha entendido, ela estava falando do Simon ? 

- Você esta falando do Simon ? - sim, eu só o chamava por Simon, mais fácil. 

Haru - Sim..... - já estava revoltado pensando na merda que ele fez.... - posso ficar aqui ? Posso ? - balancei a cabeça em sinal positivo - me faz dormir ? Me faz esquecer de tudo ? Por favor ?! - me deu pena.....ela estava chorando silenciosamente. 

- Tudo que meu nenê quiser - ela riu, aposto que foi por que a chamei de bebê - o Jae sabe ? 

Haru - Ele sabia de tudo e não me contou......aquele imbecil ! Odeio ele. - ouvir isso me deixou meio abalado, afinal nós sempre excluímos o Jae por que pensávamos que ou ele não gostava de nós dois ou ele não queria fazer o que nós queriamos e me arrependo amargamente por isso. 

- Hey ! - bati na boca dela e ela fez uma cara feia - não fala assim dele ! Você não o odeia, isso é tudo da boca 'pra fora, isso tudo não passa da raiva de momento. 

Haru - Não me bata ! - fez um biquinho extremamente fofo, nem parece aquela menina que só sabe me bater, sério quando éramos menores brigavamos e parecía que estávamos em um ringue. - me faça dormir hun ?! - ela fecha os olhos. 

Acabo fazendo carinho em seu rosto delicado, passou-se alguns minutos e ela acabou dormindo. Com muito cuidado tirei sua cabeça de meu colo e me levantei, peguei-a no colo e a levei para o meu quarto, a deito em minha cama com cuidado e cubro ela com o edredom. 

Fiquei no quarto olhando para o seu rostinho de nenê. Ela sempre foi meu nenê e sempre vai ser assim como ela sempre foi o bebê do Jaebeom......como eu descobri isso ? Ele sempre ia para o quarto dela e como eu sou bem curioso eu ia atrás sem ele perceber, ele ficava conversando com ela baixinho para que ela não acordasse, ele ama muito ela assim como eu, sim ele também fazia isso comigo e eu gostava já que ele é o mais velho, eu gostava, ria, ria muito quando olhava para ele, caraca velho  nem pareciamos irmãos. Sei que essa história soou meio gay mais é a verdade, ele é um bom irmão bom pra cacilda tudo que eu o pedia ele dava. Tem irmão melhor que esse ? Claro que não puff .






Notas Finais


Desculpem os erros aí 💩❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...