História Enemies of the State - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias The Originals, The Vampire Diaries
Personagens Caroline Forbes, Klaus Mikaelson
Tags Caroline, Caroline Forbes, Forbes, Klaroline, Klaus, Klaus Mikaelson, Legacies, Mikaelson, Theoriginals, Tvd, Vampirediaries
Visualizações 24
Palavras 3.734
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção, Romance e Novela, Sobrenatural
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oie! Eu sei, eu sei já faz muito tempo desde que publiquei o primeiro capítulo desta Fanfic.
Quem me conhece sabe que sou perfecionista e eu não conseguia começar pois tinha medo de fazer alguma asneira no capítulo, tava bloqueada mesmo.
Hoje, falei com uma amiga sobre isso ~nathalia~ e tive ânimo para escrever FINALMENTE.
E por isso mesmo, aqui está o capítulo 2 de "Enemies of the State".
Aguardo-vos lá embaixo nas notas finais.

Capítulo 2 - Friends and "Enemies" - The choice


ANTERIORMENTE EM "ENEMIES OF THE STATE"

Esta informação rapidamente se propagou pelo globo e 10 anos depois aqui estamos... Numa guerra a nível global em que todos lutam pela sobrevivência.


ATUALMENTE

Caroline e o Klaus junto com outros casais poderosos do mundo sobrenatural tinham vindo a França para uma reunião com os poderosos da humanidade. Enquanto as outras mulheres decidiram se retirar para o quarto e tratar de alguns assuntos que tinham pendente nas suas vidas, os homens falavam da "guerra fria" que se tinha tornado a guerra entre seres humanos e seres sobrenaturais. Caroline tinha decidido fazer companhia aos homens, porém acabou por se cansar da conversa sobre o tema que a mesma dispensava em tempos livres e, por isso, acabou por decidir ir dar um passeio.
Agora, Caroline vageava pelos Campos Elísios admirando a paisagem, observando as pessoas e principalmente prestando atenção a qualquer perigo que pudesse estar à espreita, até que reparou numa menina que deveria ter uns 17 anos a chorar. A menina era humana, mas Caroline com o coracao bondoso que tinha decidiu verificar se a mesma estava bem e aproximou-se:
- Oi, está tudo bem? Precisas de ajuda? - Perguntou a Caroline demonstrando preocupação por causa do estado em que se encontrava a jovem mulher.
- Oi. Não é nada com que se tenha de preocupar, mas obrigada na mesma - Disse a menina ainda sem levantar os olhos do chão.
- Minha querida, algo se passa e eu quero ajudar, não posso deixar-te aqui assim. Fala comigo, dizem que falar faz bem - Disse a Caroline fazendo com que a menina mulata, de olhos castanhos e estilo típico francês levantasse os olhos do chão e ao ver a pessoa que falava com ela se surpreende-se.
- Você é a Senhora Mikaelson! Uma das vampiras mais procuradas e que a humanidade mais deseja ver morta - Disse a menina um pouco assustada.
- Sou, visto que sabes quem sou, posso saber quem és? - Perguntou a Caroline.
- A minha mãe sempre me disse para não falar com estranhos... - Disse a jovem.
- Sabes que a minha mãe quando estava viva também me dizia o mesmo? - Perguntou a Caroline com um sorriso de nostalgia no rosto.
- Dizia? Já não diz? - Perguntou a menina.
- Eu nasci humana como tudo, filha de uma humana. Eu fui transformada em vampira, a minha mãe nunca desejou ser transformada numa. Sabes que para mim até foi uma coisa boa a transformação: tornei-me uma pessoa mais confiante, com menos medo de demonstrar o que desejo, uma mulher mais forte em tudo. A minha mãe não o quis para si e eu respeitei, a morte dela foi uma coisa muito difícil para mim e senão fosse o meu marido estar ao meu lado, em todos os momentos daquele processo, do luto, eu não sei o que teria feito... Eu acho que não teria aguentado.
- O meu nome é Isabel, Senhora Mikaelson - Disse Isabel.
- Chama-me Caroline, Isabel. Por favor! - Pediu Caroline, o que fez a menina dar um sorriso e assentir em concordância - E agora diz-me... O que é que te aconteceu para estares aqui sentada a chorar?
- A vida, Caroline. Mais propriamente a pessoa que amo - Disse a Isabel com um semblante de tristeza na cara - A pessoa que amo é a pessoa que não posso amar. Ele é o inimigo dos meus amigos, e isso dói-me. Dói-me saber que mesmo que eu o ame e que ele me ame, nunca poderei estar com ele, pois isso seria uma traição para com os meus amigos. - Disse a Isabel quase a chorar de novo arrancando uma risada da Caroline fazendo com que a jovem olhasse para ela surpresa.
- Me desculpa pelo riso, mas eu não consigo não olhar para ti sem me ver em ti há umas décadas, séculos atrás com o homem que é meu marido atualmente - Disse a Caroline com um sorriso no rosto.
- Como assim? Klaus Mikaelson era inimigo dos seus amigos? - Perguntou a Isabel confusa.
- Espero que estejas pronta para uma história, porque vais ouvir uma - Disse a Caroline a brincar e a Isabel riu - O ano era 2010, tinha morrido há pouco tempo os pais da minha então melhor amiga, Elena Gilbert - E então a Caroline continuou a contar a história toda, desde a morte dos pais Gilbert, à sua transformação em vampira, à chegada do Klaus à cidade e ao porquê que o trouxe lá, a tudo o que aconteceu entre eles, até à história chegar àquela tarde no mato.
- Tu queres dizer que o Klaus disse que ia ser o teu último amor, saiu de Mystic Falls dando-te espaço para decidires o que queres da vida, voltou quando a Katherine estava entre a vida e a morte - felizmente foi salva pelo Elijah - e que vocês fizeram sexo escandaloso, como tu bem referiste anteriormente sobre a Bonnie e o irmão da Elena? - Perguntou a Isabel excitada com a história.
- Sim, ele pediu-me uma confissão sobre os meus sentimentos, sinceramente eu esperava que depois do beijo e depois da transa todos os sentimentos que eu tinha por ele fossem embora e que tudo não passasse de desejo, atração, porém aumentou tudo e no momento em que ele me disse que ia embora e que nao voltava mais... - Disse Caroline abanando com a cabeça em sinal de negação - Eu não podia mais continuar a dizer que o odiava quando sabia perfeitamente que era mentira. Eu amava aquele homem e era com ele que queria passar a eternidade.
- Minha nossa! E pensar que essa é apenas o começo da história de um dos casais considerados os mais perigosos do planeta. Vocês são perigosos e tudo mais, mas só quando provocados e tal, só para se defenderem. E Klaus Mikaelson, temos que admitir ele já foi um monstro mas ele mudou por amor e não o contrário - Disse a Isabel com um semblante de fascinação pela história recém ouvida.
- É apenas a ponta do iceberg, é apenas 1% da história - Disse a Caroline com um sorriso no rosto.
- Tu realmente amas aquele homem, certo? - Perguntou ela.
- Ninguém que não ama teria a coragem de enfrentar os amigos todos, a família e, até mesmo, uma cidade inteira por um homem. Então, sim eu amei, amo e amarei para sempre Klaus Mikaelson - Disse a Caroline com um brilho nos olhos que apenas confirmava as suas palavras.
- Apenas uma pergunta, se não te importas... Como é que os teus amigos reagiram ao saber? - Perguntou a Isabel num tom curioso.
- Estás pronta para outra história? - Perguntou a Caroline recebendo um sim da jovem - Então foi assim...


FLASHBACK
O ano era 2011 e após a revelação dos seus sentimentos pelo híbrido original, Caroline Forbes estava sentada na sua cama a olhar para o teto e a questionar-se como é que iria soltar esta bomba que de duas uma: ou fortaleceria as suas amizades ou as destruiria por completo.
Caroline acabou por decidir que não seria ali parada que algo ia acontecer e por isso mesmo decidiu ir dar uma volta. A Vampire Barbie acabou por encontrar os seus amigos na pracinha perto do Mystic Grill e como sabia que não podia simplesmente ignora-los e fingir que não os via decidiu ir ter com eles.
- Oi Barbie, onde é que estiveste? - Perguntou o Damon.
- Por aí e vocês não deveriam estar na Salvatore Manor à espera que a Katherine morresse para festejar o acontecimento? - Perguntou a Caroline.
- Estaríamos se ela tivesse morrido e não sido salva pelo seu "amigo" - Disse a Elena com ironia.
- Amigo? Como assim amigo? - Perguntou a Caroline.
- É Blondie, parece que não és só tu que tens amigos poderosos e enrolados no teu dedo mendinho. Elijah Mikaelson, pelo que nos pareceu não é só amigo dela - Disse o Damon.
- "Quando digo amigo, quero dizer 'amigo'...", palavras dela - Disse a Elena.
- Como é que sabes disso? - Perguntou a Bonnie.
- Lembras-te quando a Elena estava com as emoções desligadas e aliou-se à Rebekah? Pronto, acho que foi por causa cura, foram atrás da Katherine, quando a apanharam a Elena decidiu fazer-se passar pela Katherine e ela disse à Elena a frase que a mesma disse - Explicou o Stefan.
- E o amigo era o Elijah? - Perguntou a Bonnie.
- Exato - Disse o Damon com uma expressão de nojo.
- Tá, entendi mas o que queres dizer com "parece que não és só tu que tens amigos poderosos e enrolados no teu dedo mendinho"? Eu não tenho amigos enrolados no meu dedo mendinho - Disse a Caroline.
- Pois não. Tens amantes - Disse uma voz masculina atrás da mesma, voz essa que a Caroline reconheceu como sendo o ex, Tyler Lockwood.
- Tyler - Afirmou a Caroline sem nem olhar para trás - O que precisas daqui?
- Nada não, só queria saber... Os teus amigos, as pessoas que tu dizes mais confiar já sabem que fudeste com um dos inimigos deles? - Perguntou o Tyler.
- Como assim? - Perguntou a Elena.
- Oh pobre e inocente Elena. A tua chamada melhor amiga fudeu com o homem que te queria matar. Se ainda há alguém que aqui têm dúvidas eu digo o nome dele - Disse uma voz feminina cheia de rancor, de raiva, de inveja e que se notava que só queria provocar o caos revelando-se ser Hayley Marshall - O nome dele é Niklaus Mikaelson.
- O QUÊ? TU FUDESTE COM QUEM, CAROLINE? - Perguntou a Elena praticamente a gritar.
- Well, well... Eu queria vos dizer eu própria, tentar que isto não fosse como uma bomba - parece que o meu plano foi por água abaixo. Obrigada Tyler e Hayley... - Afirmou a Caroline com a voz cheia de sarcasmo.
- Então é verdade? Tu fudeste mesmo com...? - Perguntou o Damon ainda em choque.
- Niklaus Mikaelson? Sim! E faria de novo e de novo e de novo. E quem disser um aí sobre o assunto é melhor que não tenha telhados de vidro, porque se tiver Elena eu vou dizer tudo o que eu acho sobre essa pessoa - Prometeu a Caroline com um tom de voz que dizia que ia fazer exatamente o que estava a prometer.
- Não posso criticar, eu apaixonei-me pela Rebekah e tive um affair com ela. Pode não levar a algo mais sério, pois ela não quer mas... Se ela quisesse eu tornar-me-ia vampiro no mesmo dia - Disse o Matt.
- O que eu vou dizer era um segredo até hoje. Nos anos 20 eu tive um affair, um relacionamento com a Rebekah. Desculpa Matt! Eu e a Rebekah voltamos a nos relacionar recentemente, estamos a conhecer-nos, digamos assim - Disse o Stefan.
- Eu já peguei a Rebekah e já peguei a Katherine que ama um original - Disse o Damon - E eu não sou um santo, seria um hipócrita se dissesse algo sobre o assunto.
- Bem... - Começou a Bonnie recebendo olhares de quase todos - O quê? Já que é para admitir tem que se admitir tudo. Kol Mikaelson sobreviveu graças a mim. Eu tinha colocado um feitiço de proteção nele para que ele não morresse, coloquei esse feitiço porque ele e eu estávamos a conhece-nos, usando as palavras do Stefan - Completou a Bonnie.
- Esperava isso de todos, agora de ti bruxinha? - Perguntou o Damon em choque.
- Cala-te! Próxima confissão - Afirmou a Bonnie.
- Vocês todos vão aceitar que ela tenha um caso, um relacionamento ou seja lá o que for com Klaus Mikaelson? Isso é sério mesmo?! Em que universo alternativo é que eu estou? - Perguntou a Elena.
- Finalmente alguém que como nós, acha isso um fato extremamente chocante - Disse a Hayley e o Tyler concordou.
- Mas tu achas Tyler que tens alguma coisa que comentar, que achar quando tu a traiste? Quando TU engravidaste essa mulher que está aí ao teu lado e senão fosse por isso a Caroline nunca chegaria a saber? - Perguntou o Damon - Eu fui um traste com a Caroline e estou a tentar reparar isso em todos os dias que vivo, que passo perto dela. Porque realmente esta mulher tornou-se numa grande mulher e eu quero, desejo uma amizade com ela e quero me redimir dos meus erros para com ela. Agora tu? Tu contínuas a querer destruir-lhe a vida!
- Damon?! - Disse a Elena em choque - O Tyler não quer destruir a vida à Caroline, só quer alerta-la para as coisas que ela não atinge - Explicou a Elena com uma falsidade tremenda.
- Que eu não o quê? - Perguntou a Caroline tentando se acalmar.
- Bem... O Klaus, por exemplo, ele é um assassino a sangue frio, ele mata, tortura, manipula, esquarteja, entre outras coisas sem ter ou precisar de um porquê. O Klaus é um monstro, Caroline! Ele tentou nos matar a todos, matou várias pessoas próximas de nós, compeliu e isso? É só o início! - Disse a Elena.
- Lembraste do que eu disse à pouco? Desculpa Damon, mas vai ter que ser para a pobre, indefesa e nunca faz nada de mal Elena abrir os olhos de uma vez por todos - Disse a Caroline.
- Podes começar Caroline - Disse o Damon bebericando numa garrafa pequena que provavelmente tinha bourbon.
- Então, sabes o teu namorado? Damon Salvatore? Ele matou inúmeras pessoas, manipulou, obrigou, torturou e isso? É apenas a ponta do iceberg. Ele tentou matar o teu irmão, compeliu a tua chamada melhor amiga diversas vezes, fez dela uma bolsa de sangue e violou-a, pois caso não saibas Elena depois de eu saber que ele era vampiro eu não queria mais nada com ele. Então sim, apartir do momento que ele continuou foi estupro! Queres que continue? A tua chamada melhor amiga já matou 12 bruxas e como vampira que sou, esse número provavelmente vai aumentar. O irmão do teu namorado está num número incalculável de mortes, de torturados e de compulsões. E tu Elena! Tu fizeste Mystic Falls inteira fazer sacrifícios por causa da merda da cura, nunca te importaste com mais ninguém a não ser contigo mesmo, és uma pessoa extremamente egoísta, que só pensa no próprio umbigo e que nunca pensa nas consequências, nem nos prós e contras e muito menos no que isso poderá acarretar para os outros, desde que tu Santíssima Beata Elena Gilbert esteja bem. Desce do pódio onde te colocaste, ninguém é perfeito e tu muito menos. A diferença é que os Mikaelson sofreram pah caralho e têm motivos para serem como são, já tu? Não tens motivos nenhuns a partir do momento que sempre foste assim e sempre tiveste uma vida perfeita até a morte dos teus pais - Disse a Caroline deixando todos chocados e a Elena quase a chorar.
- UAU! - Disse a Katherine e começou a bater palmas - Finalmente alguém que teve a coragem de dizer a verdade na cara dessa criança. Caroline, eu vou adorar ter-te como cunhada - Disse a Katherine dando um sorriso malicioso ao mesmo tempo que balançava as sobrancelhas fazendo todos rir, exceto a Elena, a Hayley e o Tyler (a/n: Jeremy não está presente).
- O Klaus já sabe que tu e o Elijah...? - Perguntou a Caroline.
- Já e aceitou bem fácil, a nossa sorte é que ele está de bom humor. Porque será não é? - Perguntou a Katherine com um tom bem debochado.
- Vocês estão a falar a sério? Só a Elena é que não vai apoiar? - Perguntou o Tyler.
- Eh - Responderam todos, exceto a Elena, a Hayley, o Tyler e a Caroline.
- Adorooo - Disse a Caroline de forma debochada a rir da cara do casal que tentou fuder com as amizades dela.
END FLASHBACK


- E esta é a história. Alguma dúvida, Isabel? - Perguntou a Caroline.
- Sim. Como é que ficou a tua relação com a Elena? - Perguntou a Isabel.
- Durante uns anos não ficou, porém o Damon, com que eu acabei por manter uma relação de amizade quase que no final o considerava um irmão, arranjou maneira de nós duas conversarmos e voltarmos a ser amigas. Não o que outrora éramos, mas amigas - Explicou a Caroline.
- Caroline, tu disseste "no final" o que quiseste dizer com isso? - Perguntou a Isabel.
- Olha, Isabel, não te sei explicar muito bem como aconteceu. Só sei que eles conseguiram arranjar maneira de se transformar outra vez em humanos, mas manter a evolução normal. Ou seja, em vez de envelhecerem rapidamente a idade que tinham, no caso do Damon principalmente, eles começaram a envelhecer a partir da idade que aparentavam ter. Eles casaram enquanto eram vampiros, após se tornarem humanos tiveram 2 filhos, uma menina e um menino. Eles foram felizes, encontraram a paz deles, morreram já com uma boa idade para os humanos. Eu sinto a falta deles, do Jeremy e da Anna que também se transformou em humana após conseguirem que ela voltasse à vida - mais uma vez não me perguntes como, não te sei explicar com detalhes, eu não vivi isso, eles apenas me contaram - Relatou a Caroline.
- Caroline... E o Tyler e a Hayley - Perguntou a Isabel.
- Eles morreram Isabel. Pouco tempo depois daquele episódio em Mystic Falls, dos meus amigos saberem e eu ter ido viver com o Klaus em New Orleans - onde passei a fazer faculdade -, eu apenas soube pelo Matt que eles tinham morrido após ter cruzado o caminho de alguém que nunca o deviam ter feito - Disse a Caroline.
- Sentiste muito por eles, pela morte deles ou como eles morreram ele? - Perguntou a Isabel.
- Não! Eu não tinha relacionamento com nenhum deles há anos. Para mim, foi como se um desconhecido morresse - Explicou a Caroline.
- Caroline se fosses tu no meu lugar, o que farias? - Perguntou a Isabel.
- Tendo em conta a minha vida atual, o meu marido, a minha família acho que é um pouco óbvio o que eu faria. Se realmente amas, se ele realmente te ama vai em frente. Não percas esse amor por causa de outrém. Se eles forem realmente teus amigos, eles vão aceitar. Pode demorar, mas vão aceitar. Os amigos das mulheres mais perigosas do mundo, como vocês humanos dizem, aceitaram. Quem é o homem que amas comparado aos homens mais perigosos do mundo? - Perguntou a Caroline na brincadeira.
- Obrigada, Caroline. Você têm razão - Disse a Isabel agora muito feliz com a resolução que fez do seu dilema.
- Isabel! Isabel, filha - Chamou uma mulher ao longe.
- Penso que é a tua mãe - Disse a Caroline - Vai lá, boa sorte com essa situação e, quem sabe, até uma próxima - Disse a Caroline dando um sorriso à jovem e indo-se embora para casa.
- Mãe - Disse Isabel.
- Isabel, aquela não era Caroline Mikaelson? - Perguntou a mãe de Isabel.
- Era mãe, mas os boatos são mentira. Ela é uma senhora extremamente simpática, inclusive deu-me conselhos e contou-me a sua história. Ela só é perigosa porque precisa ser para se proteger a si, à sua família e àqueles que ama. Ela é uma boa pessoa, mãe - Disse a menina muito contente com a descoberta.
- Eu acredito filha! A humanidade têm que começar a perceber quem são verdadeiramente os seres sobrenaturais. E se aquela senhora te ajudou de verdade é impossível que ela seja inteiramente má - Disse a mãe de Isabel com um sorriso - Vamos para casa querida. Temos que contar estas novidades ao teu pai e aos teus irmãos.
- Vamos mãe.


ENQUANTO ISSO, COM A CAROLINE
- Love? - Perguntou o Klaus ao a Caroline entrar na sala de estar da mansão em que estavam hospedados.
- Sim, nik? - Perguntou a Caroline.
- Onde é que foste? Estava preocupado - Disse o Klaus.
- Fui dar uma volta e conheci uma menina - Disse a Caroline contando a história tendo que recomeçar várias vezes sempre que outro casal aparecia.
- Quem diria, não é? Os casais que provém de inimizade e que vão para amor estão na moda, ein? - Perguntou Seto Kaiba, mais conhecido como David Mikaelson.
- O que me choca é isso acontecer na humanidade, da maneira que eles não gostam do sobrenatural e como nós, os casais mais perigosos do mundo", temos essa evolução... Isso sim admira-me - Disse Anzu Mazaki, mais conhecida como Viicktoria Petrova.
- David & Viicktoria, vocês vão ter a reunião aqui com os representantes da Europa quando? - Perguntou o Klaus.
- Na mesma época que vocês vão ter em New Orleans com representantes do continente americano - Respondeu o David.
- Temos que ter a certeza que não irá haver confrontos e que as nossas ideias irão ser bem entregues e percebidas por eles - Disse a Viicktoria.
- Nisso estás certos. Temos que planear isso muito bem que é para não haver erros - Disse a Caroline e com isso continuaram a planear noite dentro, durante várias horas. Até que todos os casais tiveram que ir embora para os seus respectivos países, exceto o que vive na França.

No dia seguinte, após chegarem por volta das 15/16h a New Orleans, e terem uma conversa rápida com os restantes elementos da família Mikaelson a explicar o que se tinha passado na reunião (a/n: em poucas palavras o mesmo das outras praticamente, porém ao contrário das outras que cada casal fazia no seu país, para o seu continente esta reunião que era semestral acontecia sempre em locais diferentes em que ambos os lados tinham que concordar com o local e era os casais considerados mais perigosos do mundo todos juntos). Após isso, o Klaus e a Caroline retiraram-se para descansar, após as últimas 48/72h exaustivas que tiveram, para no dia seguinte se levantarem revigorados e prontos para o que aí virá.

CONTINUA NO PRÓXIMO CAPÍTULO.


Notas Finais


Oie... Again! ahah
Espero que vocês tenham gostado.
Comentem por favor, partilhem, deiam like, tudo o que puderem. Isso dá-me ânimo para continuar.
E se quiserem dizer algo que eu possa melhor fiquem à vontade. Sobre os casais, eu pensei, pensei e pensei se colocaria os que gosto ou se colocaria os que a maioria gosto e o povo a quem perguntei - todos - me disseram: "usa o que tu gostas, será mais fácil para ti" e foi isso que fiz.

Mais uma vez:
Espero que tenham gostado do capítulo.
Até à próxima - espero que desta vez seja em menos tempo.
Toodles!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...