História Energia Luminosa - Capítulo 19


Escrita por:

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amizade, Brigas, Ciumes, Comedia, Intrigas, Romance, Sexo
Visualizações 15
Palavras 2.003
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Voltando do carnaval (que não fiz nada além de escrever, assistir série e estudar kkkkk).

Desejo um ótimo dia para você, boa leitura.❤

Capítulo 19 - Capítulo 19


Fanfic / Fanfiction Energia Luminosa - Capítulo 19 - Capítulo 19

Mel on

Abro a porta e encontro um loiro e o Miguel, ambos me fitando.

Mordo o lábio, uma pequena mania que desenvolvi por causa da ansiedade,  e tento me conter- Ah e desculpa por ontem, você está bem?- pergunto, o loiro disse alguma coisa, mas nem ouvi, estava hipnotizada nos olhos do moreno, quê merda eu tô pensando?

- Estou sim, tudo bem, anjo.- ele diz por fim.

Ufa, sinto um alívio percorrer o meu corpo e... como assim anjo? Ele havia mesmo dito isso?

- Vamos?- perguntou e eu apenas assenti, seguindo-o para o elevador.

- Esse é o Josh, vocês já se conhecem. - diz e faz sinal pro loiro.

- Oi coisa linda.- o Josh diz com uma voz maliciosa e sinto meu estômago revirar, depois do Noah anotei mentalmente, nada de loiros.

- Oi - respondo.

Eles haviam me buscado e já estávamos dentro do carro, me recordo da cena de agora pouco, e ela fica se repetindo na minha cabeça.

Ele havia me chamado de anjo, mas que merda, por que não consegui responder com uma das minhas frases sarcásticas? Por que não consegui ser grossa com ele, ou sei lá? Chega, hoje voltarei a ser o que era.

Agradeço pela carona e sigo adentrando o prédio da Universidade, o portão extenso e as cores claras das paredes se contrastando com o tom escuro de azul marinho que possuem os armários, quando vejo uma cabeleira castanha correndo em minha direção.

- Mel você está bem? - ela pergunta pondo as duas mãos em meus ombros - Aquele energúmeno foi ver como você estava? Claro que não, eu deveria ter ficado lá.- ela disse ofegante e batendo a mão na testa, estranhei toda sua preocupação, ainda não havia a visto dessa forma.

- Calma Danny, estou bem.-digo sorrindo e ela se recompõe.

- Mas eai, o seu namorado foi lá ontem?- não tive tempo de responder, pois um loiro chegou em seguida, aponhando as mãos nos joelhos e ofegante.

- Cara, você corre mais que um competidor.- ele diz ainda ofegante e vendo os dois um do lado do outro, me recordo do dia anterior.

- Me desculpem por ontem.- digo e ambos me olham com os senhos franzidos.

- Tudo bem Mel, estávamos preocupados com você.- seguimos conversando até a sala de aula, a primeira aula seria do Sr.William e contei um pouco sobre o meu passado com o Noah, apenas excluindo alguns fatos.

                             {...}

As aulas passaram rapidamente, e já estava voltando pra casa, ao final da tarde e o sol se põe, todo o céu está em tons alaranjados, as ruas calmas e leves ondas de vento frio que passavam sobre a minha pele.

Chego no apartamento e vejo o loiro andando de um lado pro outro e falando sozinho, é a minha paz de espírito acabou- penso.

- Ah!- ele grita se assustando com a minha presença- você tem que avisar quando chegar.- coloca a mão no peito e faz uma longa pausa dramática.

- O que aconteceu, Jack?- pergunto me livrando da minha mochila e me jogando no sofá.

- O meu empresário está aqui, e ele quer que eu apresente dois outros modelos pra ele, precisamos fazer uma campanha.- ele diz e se joga no sofá por cima de mim.

- Então apresenta eles.- digo saindo debaixo dele e me deitando no chão.

- Mel minha querida, EU NÃO CONHEÇO DOIS GAROTOS GATOS QUE MOREM NESSE FIM DE MUNDO CHAMADO CANADÁ.- ele grita e depois se levanta e volta a andar de um lado para o outro.

- Okay então vai pra balada e tenta achar, pois.- sugiro e me arrependo imediatamente ao ver ele me olhando com aquele olhar que eu já conheço.- Não, não, não Jackson! Eu não vou!- exclamo e ele sobe em cima de mim e começa a fazer cosquinhas.

- Acho que alguém vai ter que se render.- ele diz vitorioso ouvindo as minhas risadas aumentarem.

- Pa-para Jac-JACKSON!- digo puxando e soltando o resto de ar presente em meu corpo.- Okay eu vou.- digo e ele para com a tortura.

- Muito bem, boa escolha.- ele diz me ajudando a levantar.

- Insistente. - murmurro e ele me olha sério.- Eu posso chamar o Gus e a Danny?.

- Quem?- ele pergunta se sentando.

- O pessoal que estava aqui ontem.- respondo pegando meu celular.

- Ah sim, pode chamar, ótimo já temos um modelo então. - ele começa a saltitar e vai pro quarto. - Eu estava quase ficando em posição fatal.

- É fetal, idiota.- Digo rindo e ele joga um vestido em meu rosto.

                             {...}

Após toda aquela arrumação que o Jackson insistia em fazer, como se eu fosse sua boneca, chegamos a boate com um letreiro neon vermelho enorme na frente escrito "Toxic".

Vejo o Jack falar algo com o segurança e me puxou pela cintura em seguida, entrando no local sinto o cheiro de bebida no ar e o loiro solta o seu agarro e me puxa pelas mão em direção ao bar.

Me sento na cadeira e vejo o barmen me fitando enquanto anota o pedido do meu amigo, acabo pedindo a água saborizada do dia e dobro a minha perna por cima da outra, tendo a visão da cicatriz que não me deixa esquecer o que aconteceu naquele dia.

A mão do Jackson se pôs sobre o meu joelho e ele perguntou se estava tudo bem, assenti e seguimos em direção a mesa que o seu agente havia reservado na área vip.

Mando uma mensagem pra Danny avisando onde eu estaria e ela responde prontamente, reclamando pela centésima vez por eu te-lá "obrigado" a sair da cama hoje.

Após alguns minutos o cara que eu deduzir ser o agente do Jackson apareceu e o loiro começou a acenar freneticamente.

- E então, como eu estou vestido, está discreto o suficiente?.- comecei a rir e ele me encarou confuso.

- Jackson você é mais discreto do que um carro alegórico.- digo tentando cessar as minhas risadas.

- Okay calada.- ele diz e eu começo a respirar novamente.

O homem, que deveria ter uns trinta anos, mas aparentava ter vinte, alto e ruivo de olhos pretos se aproxima de nós.

- Olá Jackson - diz direcionando seu olhar para mim -  e quem é essa bela jovem?.- perguntou estendenddo a mão o loiro iria responder, mas foi interrompido pela chegada dos meus amigos.

O Augustus mantia em seu rosto o sorriso de sempre, ao contrário da Danny que somente pela sua expressão dava pra perceber a carranca presente em seu ser.

- Oi!.- O Gus diz alegremente e a morena apenas concorda com a cabeça e se senta ao meu lado, estava vestida com uma calça preta e uma blusa cropped dourada, e por cima a sua jaqueta jeans gigante, e em seus pés possuía um tênis preto, o agente, que até agora eu não sabia o nome estava sentado a minha frente, a Danny se sentou do meu lado esquerdo e o direito estava sendo ocupado pela figura espalhafatosa do Jack, o Gus se sentou em frente a ela.

- E então - o tal agente se pronunciou e chamou a atenção de nós quatro - onde está o terceiro modelo, Jackson?.- perguntou e o Gus me olhou confuso, o Jack me encarou fingindo ter o controle de tudo, mas por dentro estava desesperado, e a Danny estava quase dormindo na cadeira, como ela consegue dormir em um lugar assim?- indago tendo minha atenção voltada a entrada do local.

O Miguel e o Josh adentraram pela porta, olhei para o lado e vejo o olhar de alívio do loiro e ele levantar as mãos acenando rapidamente.

- Eles só tiveram um pequeno atraso, mas acabaram de chegar.- o Jackson disse e caminhou até os dois, falando algo baixo e vindo em nossa direção.

- Arrumou ótimos modelos, Jackson, okay vamos começar.- o Sr.Ruivo, apelido que inventei pro tal agente, disse e logo todos se encararam confusos - Ah antes que eu me esqueça, podem me chamar de Smith.- agora eu sei o nome dele, a Danny que por um momento eu tinha esquecido de sua presença se levantou tomando o copo com, algum líquido transparente que deduzir ser vodka, da mão do Miguel.

- Modelos?.- o Josh perguntou- Isso é água? - a voz da Danny se fez presente pela primeira vez,ambos falaram ao mesmo tempo.

- Sim.- o Miguel e o Smith responderam em uníssono.

- Me explica esse negócio de viado.- O Josh diz e vejo a Danny revirar os olhos.

- Quer dizer que todos os modelos são gays?.- a morena disse.

- Calma aí ô tábua, ainda não falei com você. -o loiro desafiou e vi a expressão de indiferença dela, apenas se levantou e foi no ouvido dele, falando algo que não pude ouvir.

- Enfim vamos começar o trabalho, Jackson repasse para eles as informações, e o fotógrafo já está lá em baixo.- dito isso o senhor Smith saiu e o clima pesou novamente.

- Então os três vamos lá pra baixo, apenas andem e façam poses, acreditem as garotas vão pular em cima de vocês.- o Jack disse e se levantou.

- Opa, se for pelo bem das mulheres, já estou indo.- agora foi a vez do Josh se retirar, sendo seguido pelo Miguel.

Virei para a Danny que agora estava novamente sentada ao meu lado - O que você disse pro loiro?.- perguntei e ela revirou os olhos.

- Só algumas verdades mesmo, que ele  vai acabar solteiro, com uma barriga de chop, careca, tendo que pagar pensão pra dois filhos da ex mulher que vai ter largado ele por adultério e só ficava com ele por causa do dinheiro.

- Uou você acabou com ele.- digo e então começamos a rir.

- Mel eu vou pegar uma dose de "Diablo rojo", vai querer alguma coisa?.- pergunta se levantando.

- Não, valeu, vou ir pra pista de dança um pouco.- digo piscando e ela sai em direção ao bar.

Chego e vejo o Jack na saída da área vip.

- O que aconteceu, dear?.- pergunto e ele ri anasalado.

- Moreno ao lado da pilastra, duas horas.- ele diz e olho em direção ao garoto.

Ele é baixo, moreno e está usando um casaco preto com umas chamas na parte frente.

- Ele é baixinho, Jack.- digo batendo nos ombros dele.

- Tô nem ai se ele é baixinho, quero um cara pra beijar, não pra pegar manga.- fomos andando em direção a pista de dança e rindo.

- Boa sorte com o salva vidas de aquário.- digo piscando e ele vai em direção oposta a minha.

"Girl, you know I want your love

Your love was handmade for somebody like me, come on now, follow my lead I may be crazy, don't mind me / Garota, você sabe que eu quero seu amor,seu amor foi feito a mão para alguém como eu venha agora, eu te guio,eu posso ser louco, não ligue pra isso."

A música começa a tocar e sinto uma corrente elétrica preencher o meu corpo, começo a dançar no ritmo da música e sinto uma mão na minha cintura.

I'm in love with the shape of you we push and pull like a magnet do although my heart is falling too

I'm in love with your body and last night you were in my room and now my bedsheets smell like you

Everyday discovering something brand new,i'm in love with your body / Estou apaixonado pelos seus contornos,nos atraímos e nos repelimos como um ímã, embora meu coração esteja se apaixonando também estou apaixonado pelo seu corpo,ontem à noite, você esteve no meu quarto e agora meus lençóis têm o seu cheiro,todos os dias descobrindo algo novo,estou apaixonado pelo seu corpo."

Me viro ficando de frente para o cara, continuo com os olhos fechados, apenas sentindo a música, aproximo nossos lábios e sinto um choque ao encostar na sua boca, o beijo começa calmo, sinto suas mãos passeando pelo meu corpo, a cada toque seu sinto meu corpo relaxar, quero mais dessa sensação, suas mãos vão parar no meu pescoço, aprofundando o beijo.

Sinto um flash branco, acabo separando do beijo ofegante e continuamos com os nossos lábios apoiados um no outro, eu conheço esse cheiro, penso abrindo lentamente os olhos e vejo a sua face e acabo me perdendo naqueles olhos.


Notas Finais


Espero que tenham gostado, até o próximo.😘❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...