História Enfermeira - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Fugaku Uchiha, Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Juugo, Karin, Naruto Uzumaki, Pain, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara
Tags Sakura, Sasuke, Sasusaku
Visualizações 47
Palavras 2.034
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Mais um capitulo espero que gostem

Capítulo 15 - Decepção


Fanfic / Fanfiction Enfermeira - Capítulo 15 - Decepção

Passaram-se dois dias após o ocorrido eu tentei conversar com Sakura sobre o que havia acontecido, mas não adiantou nada, ela continuava irritada, ela me diz que esta tudo bem, mas sei que não esta. Afinal se estivesse mesmo tudo bem estaríamos juntos nesse momento...

                Minha mãe retornou da casa da minha tia, ela queria que eu contasse melhor o que havia acontecido, eu contei nos mínimos detalhes para ela tudo o que aconteceu tudo que ela me disse é que não era para sofrer por isso, mas ela não tem ideia do quanto estou sofrendo.

                As aulas ainda não retornaram, mas agora faltavam poucos dias para retornar as atividades, hoje eu estava de folga do meu trabalho, então hoje iria passar na empresa do meu pai, visitar o Naruto lá.

                - E ai Naruto... Tudo tranquilo?

                - Tranquilo até demais... Eu soube mais ou menos o que aconteceu, eu sinto muito...

                - Não sinta... Depois eu lhe conto bem tudo o que aconteceu.

                Passei à tarde lá, onde foi bom distrair a mente, se eu ficasse em casa com certeza ficaria pensando nela... Eu estava tentando não pensar no ocorrido, mas era praticamente impossível. Eu queria mostrar para as pessoas que estava tudo bem comigo, mas não estava.

                - Entendo Sasuke, será que Juugo não aprontou algo?

                - Será que ele seria tão baixo para chegar nesse ponto?

                - Eu não duvidaria, pense vocês brigaram por causa dela. Ele tem o número dela e você disse que ela mesma disse que ele mandou mensagens para ela!

                - É possível, no entanto não posso chegar e apenas incrimina-lo, e se não for ele?

                - Cara ficou uma situação complicada. Mas o que você vai fazer?

                - Eu não sei ainda, eu a quero de volta, mas depois de ligar para ela percebi que ela continua irritada pelo seu tom de voz, ela disse que esta tudo bem, mas sei que não esta!

                - Cara que tenso, eu não queria estar no seu lugar, mas não desista ainda pode dar certo, de tempo ao tempo.

                - Meu pai me deu a ideia de dar flores a ela, mas não sei se irá funcionar afinal nós nem namorando estávamos.

                - Tente, é melhor você fazer algo a respeito do que nada!

                - Verdade Naruto, obrigado!

                - Sabe que pode contar comigo sempre!

                - Sim eu sei!

                As aulas voltaram e o que mais me doía naquele momento era ver Sakura me olhar com um olhar de furiosa comigo, eu virei o vilão por algo que nem sei do que se trata... Ninguém de veria passar pelo que estou sentindo, o mais difícil era fingir que estava tudo bem e me sentar sozinho todos os dias por não ter mais a sua campainha, “ontem” estávamos sorrindo e hoje agimos como dois estranhos, ela entrou em minha vida, mexeu com meu coração e foi embora como se tudo não se passa de nada...

                Mais alguns dias se passaram onde recebi uma mensagem sua onde ela me disse para mim parar de ser metódico, então era isso um dos meus problemas? Eu sou sério demais? Então ela quer que eu seja mais tranquilo, mas é da minha personalidade ser sério, não posso mudar quem eu sou. Apenas respondi que era da minha personalidade ser assim e novamente perguntei o que aconteceu, mas novamente ela não me respondeu, e eu decidi que estava na hora de tentar a tática de meu pai, eu vou comprar flores e eu mesmo vou entregar para ela.

                Eu saia do meu serviço às 4 horas da tarde, naquela sexta feira eu não voltei para casa eu me dirigi à floricultura mais próxima, eu não entendia muito de flores, mas eu pesquisei bem antes de sair e já sabia o que eu iria comprar. Eu estava decidido no sábado eu iria até a sua casa e entregaria para ela.

                - Com licença jovem... Sasuke? O que faz aqui?

                - Ino, eu não sabia que trabalhava aqui! Eu vim comprar um buquê de flores!

                - É mesmo para quem?

                Eu não queria falar para ela que eu estava comprando um buquê de flores para Sakura, afinal com certeza ela contaria tudo e estragaria a surpresa.

                - É para o aniversário da minha mãe! (eu menti).

                - Hum entendo, você tem noção do que a sua mãe gosta?

                - Eu gostei daquelas rosas brancas, ela adora branco!

                - Ela tem bom gosto, mas rosas brancas são mais para o inicio de um relacionamento, pois transmite o sentimento puro de inicio de uma relação!

                - Não tem problema, e de acompanhamento eu quero cravos!

                - Nossa você esta escolhendo coisas românticas os cravos são símbolo do amor puro e latente, da entrega plena e liberdade. Tem certeza que não esta fazendo um buquê para presentear uma garota?

                - Claro que não, apenas acho que combinam muito essas flores!

                - Hum... Você quer colocar um cartão junto ao buquê?

                - Sim pode ser, pode ser um cartão em branco e eu mesmo escrevo, mas irei escrever amanhã, eu pensei bem e como o aniversário dela é amanhã eu quero que você deixe guardado até de manhã para mim, eu virei busca-lo!

                - Tudo bem

                Realmente ficou um buquê bonito e eu já sabia dos significados das flores, mesmo que Sakura não soubesse eu queria dar a ela exatamente algo que se relaciona ao começo de uma relação, que demonstrasse pureza e lealdade. Deixei pago e separado, eu poderia mandar entregar, mas eu queria ir pessoalmente vê-la.

                Amanheceu e eu me animei um pouco, eu estava decidido e confiante das minhas ações, eu estou acreditando que poderei resolver esse mal entendido, tudo que quero é que ela me diga que sente o mesmo por mim e que se arrependeu do que aconteceu.

                Tomei um banho, me vesti para sair e fiz minha refeição da manhã, eram 10:45, resolvi ir a pé, estava afim de caminhar um pouco, cheguei a floricultura e Ino assim que me viu já lembrou-se do buquê, ela me entregou a caneta e o cartão para eu escrever. Eu não sabia o que iria escrever no cartão mas decidi colocar algo que seja direto.

                “Sakura, quero transmitir através dessas rosas o quanto gosto de você, Eu jamais faria qualquer coisa para magoa-la tudo o que eu quero é lhe fazer um pedido seja minha namorada, eu realmente espero que me diga sim, pois tudo que quero é fazer você feliz” com amor Sasuke.

                Eu consegui escrever a grande mensagem sem que Ino percebe-se do que se tratava e coloquei em meio às flores, agradeci a ela e voltei para casa. Por sorte meus pais não estavam em casa tinham saído para resolver alguns assuntos, então deixei elas no meu quarto.

                Naruto foi almoçar conosco esse sábado, depois de almoçarmos fomos jogar vídeo game na sala e meus pais sairão novamente visitar o nosso terreno que temos no interior da cidade.

                Chegando às 4 horas da tarde minha campainha soou e fui atender era o Suigetsu, era normal ele aparecer nos finais de semana, ele gostava de conversar comigo e com meu irmão.

                - E ai Suigetsu tudo bem?

                - Tudo tranquilo e ai o que está fazendo?

                - Estamos jogando na sala, vamos lá!

                - Tudo bem, Naruto esta ai?

                - Sim esta!

                Passamos um tempo nos divertindo nos jogos onde conversamos sobre vários assuntos, percebi que suigetsu estava até bem arrumado, estranhei o fato dele não ter vindo com sua namorada.

                - Então Suigetsu você esta bem arrumado, estava aonde antes de vir para cá?

                - Eu estava no curso de dança com minha namorada... (eu percebi que ele estava receoso sobre algo).

                Eu terminei minha partida onde venci o Naruto no jogo de luta e me passei o controle para o Suigetsu jogar uma luta com Naruto, em seguida me dirigi até a cozinha pegar uns copos para nós e refrigerante, servi a todos nós e estava tomando meu refrigerante quando Suigetesu resolveu falar o que ele queria dizer.

                - Sasuke eu tenho algo para te contar, antes disso eu sou seu amigo então vou te contar por que é o certo...

                - Diz o que é?

                - Eu vi a sua garota lá no curso de dança e... Ela estava acompanhada de outro cara, eles estavam juntos eu vi eles se beijarem...

                Naquele momento o mundo caiu sobre minha cabeça eu apertei meus punhos com força eu sentia raiva, raiva de mim mesmo, eu sou um idiota, por que eu acreditei que poderia ser feliz?

                - Sasuke... (vi a frustração de Naruto).

                Eu arremessei meu copo contra a lareira da nossa sala fiz fogo rapidamente naquela lareira e vi que meus amigos ficaram sem intender qual era o propósito. Em seguida sai em disparada para o meu quarto onde peguei aquele buquê de flores com muita raiva o apertei com toda a força que eu tinha e voltei à sala onde eles viram o buquê de flores.

                - Sasuke o que é isso? (Naruto perguntou).

                - Essa é a representação dos meus sentimentos por Sakura (joguei aquele buquê nas chamas que faziam e ver aquelas rosas se queimando era exatamente como eu estava me sentindo naquele momento. Eu estava queimando por dentro).

                - Sasuke eu sinto muito eu não queria te deixar decepcionado, mas eu tinha que te contar o que eu vi.

                - Você não tem culpa, afinal nenhum de vocês dois tinha imaginado o que eu havia pensando em presentear ela com flores... Que idiota que eu sou, por que eu não percebi que era algo passageiro...

                - Olha ela pode ter algum motivo por trás (disse Naruto).

                - Não, Naruto já esta claro, ela não quer mais nada comigo!

                - Eu não sei quem era o cara, eu não sei se não era o ex dela, o tal do Sasori.

                - Pior ainda, nesse caso quer dizer que seus sentimentos pertencem a ele e não a mim, eu só fui uma distração para ela.

                Naquele momento eu queria odiar ela, com todas as minhas forças o pior era ter que ver ela todos os dias durante nossa viagem.

                Chegou à noite e meus pais chegaram minha mãe chegou e percebeu que eu estaja jogado em meu quarto, milagrosamente parece que ela entendia a minha dor. Ela venho em minha direção e me abraçou .

                - O que aconteceu?

                - A maior decepção que eu tive em minha vida!

                Eu contei para ela o que descobri enquanto eu chorei como nunca fiz na vida eu estava destruído, foi como se tivessem arrancado uma metade de mim, mas ter minha mãe me abraçando e me confortando me aliviou um pouco.

                - Suigetsu tinha certeza do que viu?

                - Sim mãe era ela, ele me afirmou com todas as palavras!

                As semanas passaram rápidas eu só estudava, passei a não olhar para ela mais, embora volte e meia eu percebesse que ela me olhava, durante as aulas ficava difícil se concentrar às vezes meus pensamentos volte e meia iam até ela, eu queria uma resposta do por que, o que aconteceu? Tudo que passamos não significou nada?

                Passaram-se cerca de 4 meses, o final do ano estava próximo Itachi me colocou no grupo Akatsuki que era de seus amigos, onde eles me convidaram para um baile que teria na cidade que iria acontecer em poucos dias, mas eu não queria sair.

                - Sasuke qual é vamos, vai ser legal!

                - Eu não quero Itachi, por favor não me force a ir...

                - Vamos Sasuke você precisa esfriar a cabeça nós te arrumamos outra garota!

                - Eu não quero outra, não quero mais ninguém em minha vida!

                Eu estava tão magoado que falava coisas num tom bravo para meu irmão, agi como um babaca.

                - Desculpe Itachi...

                - Não se preocupe você esta magoado... Vamos eu prometo que vai ser divertido, ou prefere ficar sozinho sem ninguém?

                - Affs... Tudo bem eu vou então!

                - Ótimo vou pegar os ingressos com o Pain e logo lhe trago o seu!

                Eu não estava nem ai para esse baile, mas também não queria ficar trancado em casa sem fazer nada naquele final de semana que se aproximava...


Notas Finais


Sasuke esta sofrendo pessoal, então o que será que vai acontecer?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...