1. Spirit Fanfics >
  2. Enfim família... >
  3. Caos

História Enfim família... - Capítulo 12


Escrita por: Mackk

Notas do Autor


Ya

Capítulo 12 - Caos


-Lucius! -Severus chamou assim que viu o loiro sendo levado por uma criatura veloz. Ele correu até o salgueiro lutador para pedir ajuda, mas chegando lá encontrou Potter e seus amigos, que tentavam reanimar um cachorro de pelos negros.

-Professor! -Hermione exclamou assim que percebeu a aproximação do Prince

-Professor, o L-Lupin e-ele se transfor-mou e atacou S-Sirius -O Weasley comentou enquanto massageava sua perna que parecia estar machucada. Severus começou a ligar os pontos e entender a situação, ele sabia que Sirius Black não era um assassino e muito menos traidor. 

Sem nem uma palavra, ele se aproxima do cão desmaiado e começa a recitar um feitiço de cura no mesmo.

-Sugiro que voltem para o castelo eu-

-Mas professor! O Lupin ele está por aí! -Insistiu Harry 

-Senhor Potter, ele pode total conhecimento sobre essa área, posso lhe garantir, e além do mais essa não é a primeira vez que ele se transforma, não é mesmo? 

Os trio ajudou o animago a se locomover e voltaram para o castelo, indo  direto para a ala hospitalar.

Mais tarde o pocionista contaria a Dumbledore sobre o ocorrido, agora, sua preocupação estava voltada a Lucius... E pela segunda vez naquela noite ele se desesperou ao ouvir passos rápidos se aproximando, mas dessa vez eles eram mais leves.

-Severus! Oh céus! -Ele ouviu alguém proferir. Virando-se para trás ele se deu conta de quem era

-Lupin, volte pa- Merlim! -Era Lucius, ele estava totalmente machucado. Arranhões pelo corpo, sangue, e a pele alva estava vermelha em alguns pontos.

-Eu es-estava descontro lado... Me desculpe, eu s-sai de mim -O lobisomem tremia enquanto segurava o Malfoy em seu colo.

-Não, não se culpe Remus, você não tem consciência dos seus atos quando está assim, ah... Vá para o castelo, eu cuido dele -E assim foi feito. Severus estava na gota d'água, os olhos lacrimejando enquanto curava o loiro em seu colo. 

Ele aparatou na mansão Prince e, sem ser visto por Draco, foi para o quarto. Ele não queria que o filho visse o estado de Lucius, era uma criança...

-Mestre, precisa de algo? -Um elfo perguntou do outro lado da porta

-Eu preciso de curativos e das minha poções de cura, por favor não fale para Draco que nós estamos em casa -Ele respondeu abrindo um pouco a porta para que não fosse visto o loiro inconsciente na cama

O elfo concordou e então deixou o andar de cima da casa. Enquanto isso, no quarto, Severus agradecia a Merlim pelo seu amado não ter sido mordido por Lupin.

Severus estava preocupado, ele havia dado poções para Lucius, mesmo o loiro estando inconsciente. Os machucados estavam limpos e mais ou menos curados. 


-Mestre? Se me permite...oque houve? -Billy, o elfo doméstico, perguntou preocupado enquanto entrava no cômodo


-Oh sim desculpe -Pediu o moreno -O Lucius ele... Ele foi atacado por um, ah... Lobisomem... -Ele explicou evitando olhar para o corpo machucado do amado 


-Céus! Onde isso aconteceu mestre? -A criatura estava curiosa e preocupada ao mesmo tempo


-Foi em hogwarts, mas graças a Merlim ele não foi mordido... -Ele suspirou 


-Onde está o Draco? 


-Bem, ele está em seus aposentos, receio que esteja brincando... -Billy respondeu 


-Traga ele até aqui por favor -Pediu


O elfo acenou com cabeça e seguiu até o quarto do garoto, enquanto Severus programava oque iria dizer a criança.


-Papai! -O loiro correu até ele o abraçando -Onde você foi? 


-Oh querido, eu estava em hogwarts -Ele beijou a testa do menor -Dray


-Sim? -Ele perguntou sorridente, ainda não havia olhada para a cama e muito menos quem a ocupava 


-Eu preciso lhe explicar uma coisa... 


-Pode falar papai -Ele rodeou o pescoço do Prince 


-O seu papai, ele... -Severus agradeceu a todos os Deuses pelo resmungo vindo da cama atrapalhar a sua fala. Obviamente o som chamou a atenção de Draco e o mesmo voltou o seu olhar direto para ela


-Papai? O-oque houve com o s-sei corpo? -O menino tinha lágrimas nos olhos, estava assustado com o estado do loiro maior. Severus suspirou e então, com o menor em seu colo, se aproximou do companheiro


-Luci? -Ele chamou -Como está se sentindo, querido?...


Os olhos acinzentados do Malfoy maior se abriram e o rosto se contorceu em dor...


-Papai! Oque está havendo -Draco se virou para o moreno, este que estava feliz pelo outro ter saído do "sono", mas ao mesmo tempo triste em julgar pelo estado que ele se encontrava...





Notas Finais


Eu prolongue um pouco esse capítulo, uma pessoa comentou que gostaria que eles fosse maiores, então me desculpem.
Eu vou tentar escrevê-los um pouco mais aceitáveis, mas já aviso dês de já que vão demorar um pouco para serem postados, pelo fato de eu escrever uns dois parágrafos por vez... Bem, não está revisado =)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...