1. Spirit Fanfics >
  2. Enganando Boninho >
  3. 08

História Enganando Boninho - Capítulo 8


Escrita por:


Capítulo 8 - 08


Depois do mal-entendido com Fiuk, o clima continuou tenso entre Sarah e Juliette até o fim do dia. Agora era Sarah quem evitava falar com a suposta namorada e isso estava enlouquecendo a morena. Ela tinha ficado chateada ao ser escolhida por último para integrar o VIP, mas ser ignorada pela líder era ainda pior.

No dia seguinte, Sarah e Juliette foram aproveitar uma rara tarde de calma na piscina com alguns outros brothers que estavam por ali. Era difícil para Juliette se concentrar em qualquer coisa quando sua amiga estava ali, silenciosa, também perdida em seus próprios pensamentos.

Juliette sentiu a mente voar para o dia anterior. Pensando sobre a interação com Fiuk, ela não entendia o que tinha feito de errado. Ela deixou bem claro que o amor era platônico, e que tinha sido apenas no começo. Brincadeiras de flerte entre os confinados eram comuns, ainda mais quando tinham alguma intimidade. No entando, Juliette se perguntava qual era o status do relacionamento com Sarah ali dentro. Elas eram amigas com benefícios? Ficantes? Namoradas? Nunca haviam decidido dar um título para o que tinham, nem mesmo discutido as regras de convívio.

Os olhos de Juliette não saiam de Sarah. Ela percorreu o corpo da loira, que estava deitada de bruços em uma das bóias, e se permitiu ficar alguns segundos a mais observando suas longas pernas.

Uma coisa era fato: o ciúme de Sarah parecia bastante verdadeiro. Juliette não sabia se ela tinha feito aquilo para as câmeras ou se havia sido uma reação natural. Pensando melhor, a morena decidiu não aprofundar essas ideias. Sarah era uma jogadora e tudo que ela fazia era para garantir a vitória. Não é que ela não gostasse de Juliette — ela só não gostava daquele jeito. Mas bem que os beijos que trocaram até agora indicavam o contrário...

Finalmente, os olhos de Juliette pousaram sobre os lábios de Sarah.

— Que foi? — disse Sarah, despertando Juliette de seu transe. Ela não parecia irritada em ter flagrado a amiga a observando, mas sim intrigada pelo olhar intenso.

Juliette enrubesceu ao ser pega secando a loira tão abertamente. Ela olhou ao redor e percebeu que estavam sozinhas. Durante seu devaneio, Juliette não tinha percebido que os outros participantes tinham saído da piscina, inclusive Gil, que andava bem introspectivo desde as revelações da tarde passada. Havia algumas pessoas nos sofás próximos à entrada da casa, envolvidas em suas próprias conversas.

— Tu ainda tá chateada com aquela brincadeira de ontem com Fiuk? — perguntou Juliette, decidida a ir direto ao ponto.

— Não sei, Juliette, eu... — Sarah procurava as palavras para se expressar. — Eu achei que a gente tinha um combinado.

Ela olhou profundamente nos olhos castanhos de Juliette, que se aproximou de Sarah dentro da piscina.

— Já falei que a gente tá junta nessa — continuou Juliette.

Elas trocam um olhar significativo e Sarah confirmou com a cabeça. Aquela conversa era sobre o acordo do namoro fake, e nada mais. Mas alguma coisa nos olhos de Sarah fez com que Juliette não desse o assunto por encerrado ainda.

— Eu não ficaria com ele, de qualquer forma.

— Por que você não quer, ou por causa da Thais? — inquiriu Sarah, desconfiada.

— Um pouco de cada.

Juliette foi sincera na resposta, como costumava ser em todas as situações. Sarah não se deu por satisfeita.

— Mais por causa de um, ou por causa de outro?

Juliette abriu um sorriso de canto de boca.

— Ô, minha loura... Tu fica tão linda quando tá com ciúme!

Sarah jogou um pouco de água em Juliette enquanto a morena ria. Apesar da irritação com aquela situação, a própria Sarah abriu um sorriso. Era impossível não se contagiar pela energia de Juliette.

— Não é ciúme, coisa nenhuma — disse Sarah, na defensiva. — Eu só quero saber se a gente tá na mesma página, pra não ser feita de trouxa.

— Tu sabe que eu nunca faria nada pra te machucar.

— Eu também sei que você sonhava ficar com o Fiuk. Queria até casar, ter filhos com ele.

Juliette riu novamente, sem acreditar no rumo daquela conversa,

— Mulher, eu era muito nova naquela época. Não sabia o que tava falando.

Agora foi a vez de Sarah rir.

— Não faz nem três semanas!

Sarah jogou mais um pouco de água em Juliette, que desviou com um gritinho. No meio dessa brincadeira, ela já estava apoiada na bóia de Sarah, enquanto o resto do corpo flutuava livremente na piscina.

— Mas, falando sério. Foi uma brincadeira sem graça — disse Sarah. — Como você se sentiria se eu falasse que tinha um amor platônico pelo Rodolffo?

— Oxe, Sarah! — respondeu Juliette, visivelmente enfurecida. — Tu não é nem doida de me aprontar uma coisa dessas, que eu acabo contigo!

Dessa vez Juliette se jogou para cima da bóia de Sarah, que tentou se defender do ataque em meio a uma crise de risos. A bóia balançou sob o peso das duas e virou, jogando as duas para as profundezas da piscina.

Quando voltaram para a superfície, ainda havia um resquício de diversão no olhar de Sarah. Pelo visto ela tinha perdoado Juliette. A morena, por sua vez, ficou hipnoziada pela visão na sua frente: Sarah estava com os cabelos molhados, os olhos brilhantes e, para completar, algumas gotas de água escorreram por entre seus lábios carnudos.

Juliette se aproximou da loira até encosta-la na borda piscina, e então colocou os braços ao redor dela, como se estivesse a prendendo ali. Sarah arregalou os olhos e sentiu a explosão de calor em seu ventre toda vez que Juliette a olhava daquele jeito.

— É só tu que eu quero — disse Juliette, quase como uma súplica.

Elas estavam tão próximas que uma podia sentir o hálito quente da outra. Sarah percebeu o desejo nos olhos da morena e fitou seus lábios com vontade. Juliette passou as mãos pelos cabelos de Sarah se se aproximou para beijá-la...

Até que uma gritaria ecoou pelo jardim.

— Eu tô indignado! Indignado!

As duas se separam no maior susto quando Gil passou correndo pelo gramado, gritando para os quatro cantos sua insatisfação.

— Vota em mim que eu quero sair! Eliminado!

Juliette e Sarah trocaram um rápido olhar de preoupação e saíram da piscina rapidamente para socorrer o amigo.


Notas Finais


Pensando em mudar o nome da fic para Todas As Vezes Que Gil Atrapalhou O Casal kkkk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...