1. Spirit Fanfics >
  2. Engravidei do meu amigo >
  3. 08

História Engravidei do meu amigo - Capítulo 8


Escrita por: cevansmendes

Capítulo 8 - 08


Fanfic / Fanfiction Engravidei do meu amigo - Capítulo 8 - 08

- por que você está com essa gravata de arco-íris? - pergunta Luna para o Caio

- eu sempre tenho que representar as gays

- pois as gays que me perdoem mas não tem representação coisa nenhuma, vai usar aquela gravata ridícula que eu comprei - Caio revira os olhos e volta para o meu quarto

- será que ele vai gostar do jantar? eu fiz comida italiana - pergunto para Luna

-tá preocupada se ele vai gostar da comida? tem que se preocupar com a presença dele, se ele vai vim

- acha que devo ligar? - pergunto nervosa

- chega de se humilhar, Bruna, se ele quiser vim que venha, você é muito... - ouvimos a campainha tocar - boba... vai abrir, tá parada me olhando porque? - Luna sussurra

Abro a porta e sem nenhuma surpresa vejo Rafaella de mãos dadas com Gabriel. Rafaella me abraça forte e Gabriel apenas me encara como se ali fosse o último lugar que ele iria no mundo, como se pedisse para que algo lhe matasse nesse exato momento.

- estávamos só esperando vocês - sorrio

- sério? - Gabriel ficou parado pensando se vinha ou não

- Gabriel, só entra - pego na sua mão e o puxo para dentro de casa

- não vamos ficar por muito tempo - ele ainda estava sério

- para de ser chato, amor - diz Rafaella

- que decepção, Bruna - Gabriel sussurra no meu ouvido

- porque? - pergunto surpresa

- você traiu seu namorado comigo - ele tem um sorriso sínico nos lábios

- tá falando sério? - olho para Rafaella

-ela não precisa saber de nada - ele parece estar com mais raiva agora

- nem o Caio - sorrio para ele

Gabriel tira os olhos dos meus e avista um ponto atrás de mim. Quando olho é Caio que estava vindo, ele estava incrível, parecia ser um homem de verdade. Tento segurar meu sorriso quando vejo ele olhando super sério para mim e Gabriel.

- oi, amor - Caio me dá um selinho nos lábios

- Gabriel, esse é o Caio

Caio estende a mão para Gabriel apertar, Gabriel apenas olha para a mão de Caio e saí andando em direção à mesa.

- acha que esse jantar vai ser tenso? -pergunto

- com certeza, a noite vai ser longa... se ele não for embora antes - Caio sorri para mim

- espero que não, vamos para a mesa -puxo Caio para enfrentar a cara emburrada que Gabriel estava fazendo para nós dois

O jantar foi longo e silencioso, eu já estava com medo dos olhares de Gabriel, parecia que ele queria morte de Caio e depois a minha, parecia um psicopata planejando suas primeiras mortes.

- então... onde vocês se conheceram? - Rafaella pergunta para quebrar o clima

- é Bruna, onde ele mora? - Gabriel me olha com os olhos quase pegando fogo

- ele é irmão da Luna, a gente se conheceu através dela - Gabriel olha sério para Luna, que faz a mesma coisa para ele

- foi, eu estava cansada de ver a Bruna sendo segunda opção de alguns caras, sendo humilhada e tratada apenas como uma amante - Luna fala olhando diretamente nos olhos de Gabriel

Porque a Luna está falando isso? O que ela tem em mente? Olho para Rafaella com um sorriso falso como se não tivesse entendendo nada assim como ela.

- eu acho melhor a gente ir, Rafa - Gabriel se levanta da cadeira

- porque a gente já vai? estava bom aqui - pergunta Rafaella

- a gente precisa ir, eu tenho que cuidar da opção certa que escolhi - Gabriel diz olhando para mim

- também acho que é melhor vocês irem, eu e Caio estamos afim de fazer muito sexo na cama de um motel que fica em cima de uma boate!

- que ótimo, Rafaella e eu também estamos afim de fazer, só que em cima da minha cama!

Balanço a cabeça negativamente pra ele, saio correndo para dentro do meu quarto e começo a chorar. Não choro só pelo Gabriel mas pela situação que estou passando, por tudo.. eu queria poder sumir, mas eu sei que pra onde eu for vai ter um pedaço dele dentro de mim que a cada dia que passa cresce mais rápido, um pedaço do nosso amor proibido. Coloco a mão na minha barriga e lembro da gente se pegando no motel, um sorriso bobo se faz no meu rosto.

no outro dia...

- você só tem 2 meses de gestação

- quase três, acha que vai tufar logo? -pergunto

- tufar? que horrível, melhor perguntar se já vai crescer - Luna continua olhando para minha barriga que não cresceu nada - no quarto mês dá pra descobrir o sexo

- e qual será o sexo? - pergunto

-você perguntou brincando né?

- não...

-okay, dá pra gente ir logo na ginecologista? o tempo está passando e o bebê precisa de cuidados

- okay, vamos logo eu não quero olhar pra sua cara por muito tempo - sorrio para Luna e ela fica me olhando seria - vamos logo - puxo sua mão para sairmos juntas de casa

[...]

- porque que grávida tem que tomar tantas vacinas?

- é tudo pelo bebê, juro gue não é por você

- acha que é importante tomar tudo isso? eu tenho medo de agulhas

- medo de transar no motel super ridículo você não teve? - Luna me pergunta

- eu estava bêbada

- Bruna, isso não é desculpa

- eu estou te achando muito nervosa, vamos tomar um sorvete para acalmar os nervos - saio empurrando Luna para dentro de um sorveteria

Depois de comprarmos o sorvete nós duas sentamos em uma mesa que fica fora da sorveteria, só vendo os carros passarem e algumas pessoas, já que a rua era sem movimento.

- qual seria a reação do Gabriel se eu dissesse que ele seria pai? você consegue imaginar? - pergunto para Luna

- não, acho que ele ficaria em choque, te encarando por algumas horas, ele não ia te abraçar todo contente, tenho certeza disso

- tem razão, ontem eu tentei perceber algo em Rafaella mas ela é muito boa nisso -digo

- acha que Gabriel não percebeu nada, que ela pega outro, tipo nunca? -pergunta Luna

- acho que não - respondo

- ele não pode ser tão burro assim, quando tivermos as provas deixa eu bater com elas na cara dele? é meu presente de aniversário

- não, você tem que ter calma, muita calma

Meu celular vibra vejo que é uma mensagem da minha mãe.

"Quando chegar em casa me liga, sua tia e eu vamos para uma cidade que não há sinal algum, vamos ficar uns meses sem se falar"

Depois que meu pai se foi minha māe agora se diverte conhecendo o mundo e eu não a proíbo disso, fico até feliz por ela ser assim.

- quem é? - pergunta Luna

- minha māe, ela vai para uma cidade que não têm sinal e vamos ficar uns meses sem se falar

- acho que você deve contar pra ela - diz Luna

- sobre o que?

- sobre sua gravidez, coisa lerda

- tem razão... eu estou com medo.. e se ela perguntar quem é o pai?

- diz que é o Gabriel, ela não vai falar pra ele isso

- não, ela não tem contato com ele

- acho que você deve dizer essa notícia pra todo mundo, inclusive para o Gabriel

- não! você está louca... -balanço minha cabeça negativamente - eu não estou preparada

- e quando você vai estar preparada?quando sua barriga estiver enorme? e todos estiverem perguntando o porque?

- não... eu não sei como fazer isso

- vamos fazer assim, começa com a sua mãe, depois parao seu chefe, até porque ele necessita saber, você marca um encontro com o Gabriel lá na sua casa e diz pra ele, pede pra ele levar a Rafaella aí não rola a pergunta "será que é meu"

- eu tenho certeza que ele vai perguntar de quem é

- eu vou está lá, vou te ajudar, você não precisa esconder essa gravidez dele, basta mentir, ou melhor, dizer a verdade

- eu nunca quero dizer a verdade a ele, nunca mesmo

- então vamos logo começar com isso, pelo visto vamos ver muitas caras chocadas hoje

- não... eu não sei como fazer isso

Luna e eu nos retiramos da mesa e a única coisa que eu pensava era "em como começar a contar?"



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...