1. Spirit Fanfics >
  2. Enquanto o Lobo não vem >
  3. Novo lar

História Enquanto o Lobo não vem - Capítulo 1


Escrita por: UniversalSide

Capítulo 1 - Novo lar


Fanfic / Fanfiction Enquanto o Lobo não vem - Capítulo 1 - Novo lar

Olá, meu nome é Morgana, atualmente tenho 24 anos, mas a minha história... Bom, a parte da história que vocês precisam saber, começou no meu aniversário de 6 anos, dia em que meus pais morreram em um latrocínio (roubo seguido de morte). Foram baleados na minha frente e como não tínhamos parentes, fui parar num lar para adoção. A sensação era de se estar em uma vitrine estamental. Crianças e crianças eram adotadas todos os dias mas ninguém queria ou melhor, ousaria adotar aquela com um trauma irreversível. Até entendo que seja difícil começar uma etapa tão importante da vida que é a de ter um filho, tendo que ajudar a uma criança psicologicamente arrasada, mas não nego, doeu e quando doeu foi com força. Mas de fato, a dor não é pra ser sentida?
Tudo parecia não ter sentido algum, até que quatro anos depois, com meus 10 anos completos, uma mulher ruiva com um sobretudo adentrou pela porta principal do orfanato abaixando o guarda-chuvas encharcado da tempestade que acontecia do lado de fora. Eu estava sentada na escada e vi quando ela sorriu pra mim, seus dentes branquinhos, seus olhos lacrimejantes. Naquele momento tive certeza de que voltaria a ter um lar. Não me enganei, bom, pelo menos a princípio. 
A diretora geral do orfanato, Lucila, me deu a notícia...


Lucila- Arrume suas coisas, hoje é seu dia de sorte!

Morgana- É a moça ruiva?

Lucila- Ela mesma, disse que não sai daqui sem você! Ela será sua nova mãe!

Morgana- Mal posso esperar!

Lucila- Você merece! Vamos?

 

Era de se admirar a beleza de minha nova mãe. Na porta do instituto ela me aguardava com a porta do carro aberta. Seu nome era Trona! Bizarro, mas eu gostei!

 

Trona- Olá Morgana, a partir de hoje começaremos uma nova vida juntas, como uma família, está feliz?

Morgana- Muito!

 


Ela segurou em minhas mãos, me levou ao banco passageiro do lado direito ao seu e ligou o carro. Lá ia eu, ao meu novo destino!
Assim que avistei minha nova casa meu coração parecia querer sair pela boca. Desci do carro e soltei um alto e eufórico “waaaaau!” 

 

Trona- Gostou?

Morgana- Eu amei! É perfeita!

Trona- Vamos entrar, quero lhe mostrar o restante da família.


Assim que entrei, logo vi todos eles, a mãe de Trona, dona Túria, o marido de Trona, quem aparentemente deveria ser o meu novo pai, seu nome era Blat. 
E o filho de Blat do primeiro casamento, seu nome era Pedro, o mais comum até agora. A beleza daquele garoto com certeza era de outro mundo, foi crush à primeira vista! Ele se levantou da mesa, correu em minha direção e me abraçou!

 

Pedro- Bem-vinda!

Morgana- Obrigada!

Trona- Pedro, volte para a mesa!

Pedro- Desculpe dona Trona!

Morgana- Por que está sendo grossa com ele?

Trona- Mal chegou e já tá de perguntinhas?

Morgana- Desculpe! 

 

Primeiro ato, de outros muito piores que viriam.
À noite chegou e todos foram dormir, meu novo quarto era um horror, decepcionante, me consolei por achar que sonhava demais ou por ter idealizado outro tipo de quarto nos últimos anos em que sonhei com meu novo lar. Mas o assustador nem de longe foi isso. Por volta das duas da manhã ouvi sons de quebradeira vindas do quarto de Trona, me cobri assustada, até que vi uma luz vinda da porta, ela se aproximava e transpassava o cobertor a medida em que ficava mais forte, quando me preparava para gritar, ele levantou a coberta. Sim ele... Pedro! 

 

Pedro- Imaginei que esteja assustada, vim dizer pra não se preocupar!

Morgana- O que é isso?

Pedro- Algumas coisas você entenderá com o tempo!

Morgana- Por que Trona te tratou daquela maneira?

Pedro- Porque ela não é minha mãe, é minha madrasta e madrastas são assim!

Morgana- Nem todas, mas o que houve com a sua mãe?

Pedro- A dona Trona a matou!

Morgana- O que?

Pedro- Já falei demais, devo ir, se ela me pega aqui, estou frito!

Morgana- Não, espere!

 

Antes que pudesse terminar, ele se foi...

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...