1. Spirit Fanfics >
  2. Ensina-me >
  3. Descontão

História Ensina-me - Capítulo 17


Escrita por:


Capítulo 17 - Descontão


A Josie optou por irmos de shopping. Eu acho que fomos em todas as lojas possíveis. Meus pés estão me matando e nesse exato momento estamos em pé na fila do provador. Me pergunto como que a Josie aguenta andar de salto pra todo lugar que ela vai. Pensando bem, eu acho que nunca a vi sem salto.

-- Bom, só falta acharmos o biquíni ideal para nossos lindos corpinhos. - Diz enquanto olha a costura do vestido que provavelmente ela não comprará , só provará.

-- Han?

-- Ah, digamos que era disso que eu falava nas 74 mensagens que eu te enviei, e você não leu. - Ela força um sorrisinho. - Bem, a equipe do setor de administração nós deu a boa notícia de que a bolsa subiu. 

-- E isso significa?

-- Significa que o setor de marketing, pela bela tacada, ganhará o fim de semana em um hotel de frente para o mar, minha querida. 

-- E o que isso tem a ver? Você é a secretária e eu a assistente.

Finalmente chega a vez dela. Ela me dá a bolsa e entra no provador.

-- Em primeiro lugar, você é a assistente do Presidente da empresa, e é obrigatório a ida do Presidente, em forma de parabenizar os seus colaboradores. E em segundo eu sou a S-E-C-R-E-T-Á-R-I-A, e eu atendi ligações, marquei datas, encontrei contatos e passei recados. Eu sou mais merecedora que qualquer um. Menos desse vestido, olha isso. - Ela abriu a cortina me dando a visão de uma costura rasgada.- Não é possível, eu não vou pagar por isso.

-- Me desculpem senhoritas, algum problema?- Do nada, aparece uma atendente ruiva com uma cara bem séria.

-- Claro que tem problema, olha esse problema aqui. - Ela mostra a costura abaixo da axila rasgada. - Fique ciente que eu não vou pagar por esta merda.

-- Calma Josie. - Digo já imaginando o barraco que ela provavelmente fará. 

-- Calma o cacete, eu não vou pagar por esta droga.

-- Senhorita, entenda que essa é uma peça exclusiva, e se a senhora viu que não caberia para quê provou?

Ah, não.

-- Você tá me chamando de gorda? Você se drogou, sua abusada? 

-- Josie, se acalma okay? 

-- Tudo bem, eu vou pagar por esta merda aqui. - Ela toma a bolsa da minha mão, tira a carteira e vai em direção ao caixa.

Ai céus.

Eu fico na cola dela. Eu gostei de umas roupas aqui e o preço é bem em conta, não quero ser proibida de entrar, por acompanhar uma barraqueira. A atendente fica apenas de longe, observando. 

-- Eu vou meter um processo nessa droga de loja. - Falou ela a moça que está no caixa.

-- Mas senhora...

-- Aquela mulherzinha ali me chamou de gorda, vocês são pagas para destratar os clientes?



*QUEBRA DE TEMPO*



Depois do barraco que a Josie armou, ela ganhou um mega desconto, e a cabeça da vendedora de bandeija. Eu não sei se admiro ou se sinto medo. Ainda bem que somos aliadas, nós fizemos uma aliança contra, segundo ela, as VEM "Vacas da Empresas Malik's", ela até criou uma sigla. Isso só pode significar que a coisa é mesmo séria.

 Agora estamos na cafeteria do shopping, nós tomamos um expresso acompanhado de um crossaint. Eu não como que preste há dias. E cá estou eu, tomando café as duas da tarde.

-- Você acredita que a Sindy voltará das férias. Eu tô muito puta da vida, sério.

 



-- Sindy?





Continua...







Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...