História Ensina-me a viver (SasuSaku) - Capítulo 27


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Asuma Sarutobi, Fugaku Uchiha, Itachi Uchiha, Kakashi Hatake, Konan, Kurenai Yuuhi, Mikoto Uchiha, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Yamato
Tags Sasusaku, Superação
Visualizações 236
Palavras 2.603
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Mistério, Policial, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Bem gente chegou ao fim....
Primeiramente quero agradecer todos os que favoritaram a fic.
E não posso esquecer também a todos que arranjaram um tempinho para ler e comentar,
Eu adorei responder cada um deles.
Obrigada pelo carinho dirigido a minha pessoa e também pela história.
Muitas vezes me emocionei a responde-los.
So tenho que dizer a todos...
Muito Obrigada.

Capítulo 27 - Minha maior realização


Fanfic / Fanfiction Ensina-me a viver (SasuSaku) - Capítulo 27 - Minha maior realização

       Tóquio 30 de Dezembro ( Quatro anos depois )

De pé em frente ao espelho, tentava da um jeito no cabelo.

Olhei pela janela e vi mais uma vez o sol se impor.

- Droga de gravata! - resmunguei tentando acertar o maldito nó - não serve para nada.

- Sasukeee! Você está atrasado. É o orador da turma não pode chegar depois dos outros. - Itachi me repreendeu.

- Desculpe Itachi! Cheguei ainda pouco. - falei reprimindo um bocejo.

- Por que chegou agora? Seu plantão não era até as vinte horas de ontem? - ele parecia zangado. Agora com 31 anos Itachi estava idêntico ao nosso pai.

- Kakashi me pediu para substitui-lo. Rin deu entrada ontem a noite no hospital, em trabalho de parto.

- Por que ninguém me avisou - ele soou indignado saindo do quarto.

- Já estou indo. - falei pondo a cabeça para fora do quarto tentando ver alguém que pudesse me ajudar com a gravata. E onde estão todos? - perguntei ao ver a casa em silêncio.

- Todos já foram Sasuke ! Vamos, vou esperar você la em baixo.

Dei um nó de qualquer jeito e olhando-me mais uma vez no espelho.

- Se Sakura estivesse aqui saberia como fazer isso - Lamentei.

Era o tão esperado dia de minha formatura. Já era residente no hospital há quase dois anos. Desistir da faculdade de administração e comecei a fazer a de medicina. Parando para pensar em tudo o que passei, me deu uma dor no peito derrepente. Sou uma pessoa completamente diferente do que era a alguns anos atrás.

Desci as escadas e olhei o grande quadro de família acima da lareira.

Despertei do transe quando Itachi pois a mão em meu ombro.

- Acha que eles teriam orgulho do que me tornei Itachi? - perguntei à meu irmão que olhou na mesma direção que eu - Eu sinto tanta falta.

- Tenho certeza que sim irmão. - ele disse puxando-me para um abraço.

Durante o caminho lembrei de vários momentos marcantes de minha vida....mas nenhum dele supera o dia em que a fiz minha...Nosso casamento...

Assim que chegamos, fomos para o ginásio da faculdade que estava lotado. Todos os formandos estavam em seus devidos lugares. Corrir e sentei na primeira cadeira da fila. Ao meu lado estava a menina Tenten que junto a mim, escolheu como área a oncologia. Seguida por Naruto que foi uma grande surpresa se formando em primeiro lugar na área que ele escolheu. A pediatria.

Olhei para as cadeiras a nossa frente e vi o Hyuga com seu pequeno herdeiro no colo todo orgulhoso pela jovem esposa médica, juntamente de Hinata que se dividia entre os dois filhos, mas seus olhos eram so amor pelo loiro escandaloso .

Itachi e konan vieram logo a seguir, era orgulho que via nós olhos de meu irmão. Ao seu lado estava o pequeno Shisui, meu sobrinho rival.

Kakashi terminou o pronunciamento chamando o orador.

Levantei caminhando até o lugar onde ele estava.

Olhei mais uma vez para a cadeira a minha frente.

Ainda consigo lembrar do dia que cheguei de nova york...

flashback..

Itachi , Konan e Kakashi nos esperavam no saguão do aeroporto. Sakura abraçou Itachi com certa urgência. Foi somente o tempo dele se distanciar dela, quando iria abrir a boca para falar ela simplesmente desmoronou nós braços dele.

Pegamos o carro e fomos direto para o hospital. Faltavam somente alguns dias para o início do ano novo. E sempre comemoravamos essa data em família.

Kakashi avisou ao hospital pedindo que nos esperassem na entrada. Foram oito minutos até lá. Mas foram o mais longo de toda minha vida.

Itachi, Konan e eu ficamos na sala de espera, enquanto Kakashi a levava.

Depois dos primeiros trinta minutos eu simplesmente surtei.

Queria ve-la, meu coração estava se quebrando aos poucos.

- Calma Sasuke! - itachi me tirava de cima de um enfermeiro que se negava em deixar entrar.

- Itachi eu não vou suportar perde-la. - as lágrimas em meu rosto mostrava o tanto do meu desespero.

Sentei ao chão no corredor. Eu só queria saber se ela estava bem.

Quarenta minutos e nada de notícias. Vi Yamato chegar para seu turno e pedir para que me deixasse entrar.

- Calma menino Uchiha, me contar o que está acontecendo - ele disse sentando-se ao meu lado.

Sakura estava passando mal em Nova York e escondeu isso mim. Assim que descobrir voltamos, mas no aeroporto quando chegamos ela simplesmente desmaiou nas mãos de Itachi. Kakashi está la com ela. Mas ja faz quase uma hora e estou louco.

- Calma Sasuke! Eu fui avisado. Pedir uns exames para ela. Vou ver se estão prontos.

- Onde está Itachi? - sua pergunta teve um ar sério.

- Na sala de espera Yamato. - falei passando as mãos na cabeça desesperado.

Venha Sasuke vou deixa-los em minha sala e irei ve-la.

- Yamato? - o chamei antes que ele levantasse.

- Não posso perde-la.

Ele respirou fundo e voltou a falar.

Sabe Sasuke acredito que tudo tem seu propósito. Você já parou para pensar como seria sua vida se não a tivesse conhecido. Ou se seus pais não tivessem mortos, hoje vocês seriam irmãos. Sabe...nunca contei essa história a ninguém....

Eu vim de um lar violento, tinha seis anos quando o pior aconteceu. Meu pai alcolatra agredia minha mãe todos os dias. Ela me escondia para que ele não me batesse. Mas percebi que quando ele não me achava ele a agredia mais ainda.

Era meu aniversário de seis anos ela fez pra mim um bolo pequeno. Mas ele tinha sido despedido e voltou mais cedo para casa, e bebado.

Ele me pegou e começou a me espancar. Minha mãe tentou impedi-lo mas ele a empurrou forte e ela bateu a cabeça contra a pedra de mármore do balcão. A última palavra que ouvir dela foi, Corre filho.....E eu corrir...

Eu poderia ter seguido um caminho bem diferente.

Quando cheguei aqui tinha vinte anos. Era um dos mais jovens médicos desse hospital. E tudo isso devo a seu pai Sasuke. Eu tinha dez anos quando ele me tirou das ruas e me apresentou a um senhor. Que cuidou de mim e me fez estudar dia e noite para ser alguém na vida. E hoje estou aqui.

Meu pai quando descobriu na delegacia no dia seguinte que tinha matado a esposa, enforcou-se com a própria calça que vestia, dentro da cela.

- A vida cobra caro pelos erros que cometemos garoto. Mas também recompensar as boas ações que fazemos. - Vi o quanto você lutou por ela Sasuke. Talvez essa seja sua recompensa. - ele terminou de falar.

- Mas como Yamato? Como ver ela doente pode ser alguma recompensa. - perguntei sem entender.

- Lembra o que disse a você antes do tratamento dela começa? Na fazenda um dia depois do seu casamento.

- Não recordo Yamato. Mas o que foi? - minha curiosidade era visível a distância.

Ele apenas sorriu e levantou-se estendendo a mão para que eu fizesse o mesmo.

- Há um propósito para tudo na vida garoto. - ele falou caminhando até a recepção, a procura de Itachi - Você quer Saber o seu? - ele perguntou ainda sorrindo.

- Vamos Yamato! Odeio quando fala com metáforas.

- Espere Sasuke......paciência é a maior virtude de um médico.

- Eu nem sou médico.

- Ainda não Sasuke.... mas sei esperar.

- Que droga Yamato! - falei acompanhando-o ate sua sala.

Foram mais quarenta minutos de espera. Olhava para porta esperando que ela se abrisse. Mas não, nada.

- Sasuke por favor! - Itachi implorava para que eu me acalmasse.

Dez minutos depois Kakashi entrou e sentou-se em na cadeira que estava vazia.

- Tudo bem Kakashi? -Itachi perguntou preocupado.

- Yamato me pediu para vim esperar por ele aqui. Ele não me disse o porquê - sua voz era de preocupação.

Novamente a porta se abriu e Yamato entrou assobiando.

- So pode ser brincadeira Yamato. Estou pra morrer aqui de preocupação e você entra assim na maior calma e ainda assobiando. - gritei.

- Calma Sasukeee! - Itachi me repreendeu.

Ele sentou-se e começou a falar.

- Sasuke essa ea receita de Sakura. Ela terá que tomar esses remédios todos os dias.

Peguei os papeis e comecei a ler.

- Mas isso são vitaminas? - perguntei confuso.

- Você já lembrou o que falei pra você naquele dia?

- Ahhhh....Por que voce continua a perguntar isso? Tentei voltar meus pensamentos e então achei...

quando o último filamento de linha se juntar as outras, vai se surpreender com o que irá ver do outro lado. E tenho certeza que quando virarmos essa página comtemplaremos a mais bela criação....

Tapei a boca com a mão reprimindo o espanto.

- É sim menino Uchiha, é isso mesmo.

- Deus do céu! Do que estão falando? - Itachi se exaltou.

- Vamos ser avôs Itachi - Kakashi falou depois de tomar os papeis da mão de Yamato e os ler.

Não sei o que aconteceu. Estava sentado, em um minuto depois não lembro mais.

Acordei com Itachi batendo leve em meu rosto.

- O que houve? - olhei para eles que riam da minha cara.

- Você desmaiou seu molenga. - Yamato sorria feito bobo da situação.

- Sasuke tenho mais uma coisa pra você. - ele estendeu para mim cinco envelopes.

- O que é isso? - perguntei intrigado.

- Isso são as respostas dos formulários que enviei para as faculdades de medicina - ele sorria do mesmo jeito de Itachi. Com orgulho estampado no rosto.

- Parabéns Sasuke..você foi aceito em todas elas... A decisão é sua.- ele tinha um brilho diferente no olhar.

- Não disse! A vida recompensa as boas ações. Cedo ou tarde.

- Yamato? Sobre a história que me contou...Quem foi o senhor que acolheu você? - perguntei curioso.

Ele sorriu sem jeito.

- Seu avô Sasuke. Ele me disse que saber e sabedoria são duas coisas bem diferente. Uma você adquiri a outra a vida impõe a você.

- Esses vinte anos que estou nesse hospital nunca achei alguém que pudesse me substituir no cargo que exerço. Mas agora consigo ver alguém tão rebelde e empenhado como eu fui.

- Por que acha que eu quero ser médico? Eu poderia ser imfermeiro. - retruquei.

- Você mesmo me disse Uchiha. Ainda pouco.

- Diante das piores situações o que você acha que os medicos dizem a si mesmo.

" Eu não posso perde-los "

Respondir lembrando nossa conversa no corredor.

- Sabe qual foi a última lição que seu avô me ensinou?

- Andar de bicicleta. - ele falou triste.

- Venha futuro papai. Vamos contar a novidade para a futura mamãe.

- Onde ela está ? - perguntei ancioso.

- Mandei a levarem para a sala de Ultrassom. Quero ver como tá esse menino.

- Como sabe que é menino Yamato?

- Por que ela ta meia rabugenta como você. Vai ver deve ser o bebê dominando-a - ele falou sorrindo.....

Entramos na sala e o médico perguntou se todos eramos da família.

- Rapidamente eu disse sim.

Ela estava preocupada levei a mão ao seu rosto tocando sua pele macia.

- O que eu tenho Sasuke? - ela estava nervosa e trêmula.

- Calma pequena.

- Me diz senhora...- o médico pegou a ficha para saber o nome dela mais me adiantei.

- Uchiha! Ela se Chama Sakura Uchiha.

Ele me olhou torto.

- E o senhor é? - ele perguntou.

- O marido. E esses são os pais dela e ele - apontei para Yamato - será o padrinho.

Yamato surpreendeu-se com a notícia .

- Ta bom então - ele disse continuando a fazer o exame.

- Mas sim.... doutor Yamato! - o médico pronunciou -

Qual deles será seu aflilhado.

Todos espantaran-se com a revelação.

- Sasukeee! Por favor o que está acontecendo? O que vocês estão vendo ai? E por que eles estão chorando? - ela se desesperou ao ver Itachi e Kakashi com os olhos marejados.

- Gente que maldade - o médico disse - não contaram a ela que está grávida.

- Ela arregalou os grandes olhos em direção a Yamato.

Ele assentiu com a cabeça de modo positivo.

- Grávida?

- Sasuke?

- Pai ?

- Kakashi?

- Grávida?

Ela repetiu as palavras seguidamente.

- E de gêmeos senhora Uchiha. - o médico falou.

Agora....quero que todos façam silêncio.....

Em ritimos alternados os dois pequeninos corações batiam forte...

Tum-tum Tum-tum-tum-tum.

A vida é um ciclo, quando um termina, um novo reinicia.

E naquele momento se reiniciava um novo....se fezendo presente a mais bela criação ja feita pelo homem.

Minha Família...

Ali naquele momento conseguir ver meu futuro.

Agora estou aqui diante deles. Meus três pequenos milagres....

Ela me olhava com orgulho e lágrimas nos ollhos. Enquanto eles meus pequenos, brigavam entre si, em seu colo.

Comecei então meu discurso.

Estamos hoje aqui contemplando uma nova geração. Uma geração que lutou, e que venceu....

No nosso primeiro dia de aula o Doutor Hatake nos perguntou que área pretendiamos seguir. Muitos tiveram dúvidas ou estavam indecisos, alguns ja sabiam exatamente o que queriam. Enquanto a mim...tive a ajuda de um grande amigo. Uns anos atrás ele disse ter visto em mim o que ele foi quando tinha minha idade. Naquele momento minha decisão estava tomada. Agora quatro anos depois estou mais maduro e responsável assim como todos os meus colegas aqui presente.

Todos nos comcordamos que a vida e uma caixinha de surpresa. Nem sempre o que tem dentro e o esperado. Mas a vida não se trata do que vai encontrar dentro dessa caixa. A vida trata de como irá abri-la. Quanto mais cuidado tiver para abri-la mais dará valor para o que vai encontrar lá dentro.

Muitos passam a vida tentando viver uma aventura. Mas não percebem que ja estão na maior delas.

A jornada de cada um de nós até aqui foi difícil.

Algumas foram de pura superação outras foram de aprendizagem e outras se tornaram uma grande lição.

           Autora...

A longa jornada percorrida por eles teve um grande reecomeço.

Sakura olhava com orgulho o mais jovem médico oncologista do hospital.

Ainda lembra-se o momento exato em que recebeu a melhor notícia de sua vida.

            Grávida

Mesmo tendo uma gravidez difícil...amou o exato momento em que sentiu os primeiros movimentos dos bebês em seu ventre. E usou seu tempo livre para escrever sua história a pedido de Gaara.Ela teve a companhia inseparável de seu irmão sobrinho Shisui, filho de Itachi e Konan que ficava o dia inteiro ao seu lado, enquanto Sasuke estava estudando.

Foram vidas que se ligaram ao acaso. Assim como as perdas que vieram durante o últimos quatro anos.

O nascimento dos gêmeos foi uma grande festa. Eles herdaram os nomes dos pais de Sasuke, Fugako que era carinhosamente chamado de Gako e a pequena Mikoto que era chamada de Miko, Sasuke não deixava ninguém chegar muito perto das crianças. E nem de sua esposa. Excerto Shisui, que o enfrentava de frente.

Mas nem tudo foi só festa nessa longa jornada, o mais duro e frio dos corações rendeu-se. Madara já debilitado por causa da doença, resolveu contar toda a verdade, assumindo a morte de Fugako , Mikoto e de ter tentando matar Sakura no hospital. Izuna e Obito não o perdoaram.. mas Itachi, Sakura e Sasuke deram a ele o tão desejado perdão. Sem não mais poder falar e andar ele definhou até o último dia de sua vida.

A vida realmente cobra caro as atitudes que tomamos.

Eram vidas que se formavam de um único elo.

Era o quebra-cabeça sendo finalmente finalizado. Ou melhor o tapete então foi tecido e todos puderam ver a maior e mais bela de todas as criações.

Ali no palco de frente para seus familiares Sasuke terminou seu discurso de modo singelo e simples.

             (.......)

É impressionante como as coisas mudam em um piscar de olhos...

Eu costumava ser arrogante e prepotente, mas durante todo o caminho percorrido até aqui hoje posso dizer que não sou mais assim....

A vida me deu uma chance....

E eu a agarrei com unhas e dentes.

Me chamo Sasuke Uchiha, fui filho, sou irmão, amigo, marido e paiii . E nesse momento também sou médico  oncologista do hospital Memorian.

E isso tudo eu devo a uma pessoa que me ensinou a maior lição de todas....

                Viver....


Notas Finais


Bem gente essa foi a parte mais difícil para mim.
Apertar esse pequeno botão dizendo história terminada.
Espero que o final tenha agradado.
Estão livres para deixarem suas opiniões.
Obrigada meus lindos leitores.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...