História Entende? - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Marinette Dupain-Cheng (Ladybug)
Tags Miraculous
Visualizações 49
Palavras 433
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Único - Entende?


"Adrien, sempre foi uma parte de mim.

Mesmo se eu dissesse que não, e que o relacionamento que o modelo tivera com kagami não me quebrou de uma forma que nunca pensei que fosse possível, ele sabia que era mentira.

O que poderia fazer ?

O pior de tudo, foi que se não fosse por Luka... 

 Teria feito algo ruim. Muito ruim.

E ele sempre esteve lá por mim...

A forma que ele falava do meu sorriso e dos meus olhos - talvez nem percebendo o como ficava atraente fazendo aquilo - me prendeu naquele mundo onde Adrien Agreste não existia. Pelomenos não por um tempo.

Nada nunca fazia sentidopra mim, e, eu estou tão assustada com a possibilidade de perder alguém de novo, com medo de nunca me apaixonar por alguém além dele!

E sim, essa foi uma grande decisão porque não poderia. Não poderia dizer que o amo, amando outro mesmo que suas lágrimas fossem o preço de sua liberdade.

Eu dei um fim naquilo. Precisava. Ele precisava.

E mesmo que me odeie pro resto da vida, amo demais aquele homem, e deixar que perdesse seu tempo comigo seria meu maior pecado.

Mas toda noite, deitada ao seu lado, pensava no quanto queria que fosse outra pessoa ali. E toda manhã, me culpava por isso quando via que estava feliz. 

Luka estava feliz vivendo uma mentira.

Me senti horrível, principalmente por ser nosso aniversário de cinco anos de namoro sabendo que me pediria em casamento. Mas foi necessário! Eu não podia! Não podia deixar acontecer!

Sinto falta dos beijos. Sinto falta do abraço. Sinto falta de tanta coisa ...

Mas sinto mais falta ainda do modelinho.

E não queria que soubesse disso .

Não quando cantava pra mim.

Não quando dizia que me amava.

Não quando alisava meu cabelo 

Não quando cozinhavamos juntos.

Não quando cuidava de mim.

Não quando vivia por mim. 

Entende? "

Chat Noir assentiu, sentindo que seu peito iria explodir com aquela declaração indireta. 

Naquela noite,  ele consolava a mulher de vinte e cinco anos, que acabara de terminar seu relacionamento. E se questionava se era apropriado desejar que entrasse naquele exato momento em um novo com a mesma.

Mas não era sensato.

Receberia um belo sermão e talvez um tapa, além de revelar sua identidade secreta que a joaninha tanto presava.

Mesmo que ele já soubesse a sua a tanto tempo.

Mas ela não precisava saber. Não, não naquele momento. Principalmente que seu coração ouvesse sido despedaço quando viu que tinha a perdido para aquele músico, a cinco anos atrás.

E que ainda a amasse depois de tanto tempo.

Ele entendia










Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...