1. Spirit Fanfics >
  2. Entre a amizade e o amor parte l (revisão) >
  3. Uma nova amizade

História Entre a amizade e o amor parte l (revisão) - Capítulo 32


Escrita por: Ailee-Lauren

Capítulo 32 - Uma nova amizade


Fanfic / Fanfiction Entre a amizade e o amor parte l (revisão) - Capítulo 32 - Uma nova amizade

SAKURA POV

Voltamos para o esconderijo do Orochimaru, depois de termos atravessado o portal criado pelo Rinnegan do Sasuke-kun. Eu tentava não pensar no que tinha acontecido entre nós, mas estava dificil. Eu sentia o esperma dele escorrendo pra fora de mim e molhando a minha calcinha. Eu me sentia muito suja e tudo o que eu queria, era poder tomar um bom banho. Já o Sasuke-kun, depois do que rolou, não olhou pra mim uma única  vez e continuou agindo do mesmo jeito comigo. Eu me sentia tão mal com tudo aquilo. Era suposto eu me sentir feliz, mas em vez disso, eu me sentia suja, usada e desapontada comigo mesma. Porque eu deixei aquilo acontecer? Porque eu não consegui pensar antes no que eu estava fazendo? Eu acabei me entregando a um cara que nunca falou que gostava de mim e que sempre me destratou. Apesar dele me ter beijado, no pouco tempo que esteve em Konoha, ele nunca tinha sido claro comigo. Ele nunca me explicou as suas verdadeiras intensões. E isso só me fez pensar que talvez, eu só servia para ele continuar a rivalidade com o Naruto. Pegando nas suas palavras, eu sou dele... Pelo menos é o que ele acha e eu nem o posso culpar, já que durante anos eu lhe demostrei isso. Essa tinha sido a imagem que eu passei pra ele... Que eu estava ali, independentemente o que acontecesse, eu era dele... Então, isso lhe dava o direito de usar e abusar quando quisesse? Eu queria tanto conseguir ler a mente dele, pelo menos uma vez na vida e tentar entendê-lo. A errada da história era eu?

Já nos corredores do esconderijo, nos separamos e ele pegou na planta para entregá-la pessoalmente ao Orochimaru, enquanto eu fiquei a sós com a Karin.

Karin: Até que vocês foram rapidos! Correu tudo bem? Você parece meio abatida. Encontraram dificuldades no caminho?- com a pergunta dela, eu vi que eu não tava conseguindo esconder o meu estado e fiquei com medo que ela descobrisse algo.

Sakura: Não, foi só a tempestade. Karin, eu não queria abusar, mas será que tem como eu tomar um banho?- eu não me sentia confortavél com o sêmen do Sasuke-kun na minha calcinha.

Karin: Tudo bem... Se quiser pode usar o banheiro do meu quarto. Venha eu levo você até lá.

Ela pareceu estranhar um pouco o meu pedido, mas acabou me levando para o quarto dela. Finalmente eu podia me lavar e trocar de roupa. Enquanto a água escorria sobre a minha pele eu tentava esfrega-la com força, pra tentar me sentir limpa de novo. Eu me sentia tão repugnante e já não conseguia olhar para o meu corpo como antes. Eu esqueci todo o prazer que eu tinha sentido naquele momento e esse sentimento se transformou em repulsa. Talvez, eu me sentisse assim pela maneira como o Sasuke-kun se comportou comigo. Ele nem se importou que tenha sido a minha primeira vez. Será que ele notou o sangue que eu derramei sobre o pénis dele? Ou será que ele achou que eu já tivesse chegado tão longe com o Naruto? Eram tantas perguntas que eu fazia na minha cabeça, sem nenhuma resposta e eu só queria fechar os olhos e quando saísse do banho, esquecer tudo aquilo.

O meu banho foi bem demorado e quando saí a Karin estava no quarto á minha espera.

Karin: Se quiser algumas roupas, eu posso emprestar pra você.- ela parecia ser bastante gentil para uma antiga criminosa.

Sakura: Não precisa, eu trouxe uma muda de roupa na minha mochila. Mas mesmo assim obrigada.- eu peguei as roupas na minha mochila e tentei me vestir, mas a Karin continuava no quarto e isso me incomodou bastante. _ Ah... Karin, eu queria me vestir. Será que você não podia sair por alguns instantes?- eu fiquei sem jeito de lhe pedir aquilo, afinal, o quarto era dela.

Karin: Nossa! Você deve ser muito púdica. Somos mulheres, pode se vestir que eu não vou nem olhar.- eu me senti bastante desconfortável e tentei me vestir mesmo assim. _ Você parece tensa. Nunca mostrou o seu corpo pra alguém?

Sakura: Porque pergunta?- ela sorriu.

Karin: Você nunca se deitou com um homem, não é verdade?- se ela soubesse da verdade... Mas eu preferi não entrar nessa conversa e me resumi ao silêncio. _ Fala sério?! Você ainda é virgem?- ela deu risada da minha cara. Não podia culpá-la, eu preferi manter o silêncio, apesar de todas as experiências que eu já tinha passado com três caras diferentes. _ Você não sabe do que tá perdendo... Uma ninja tão bonita como você, aposto que já era pra alguém ter pegado!- não deixou de ser fofo o elogio dela.

Sakura: E você? Você já fez? Já se deitou com um homem?- ela afirmou com a cabeça. _ Como foi sua primeira vez? Quero dizer... Como você se sentiu depois que rolou a sua primeira vez?- eu estava curiosa em saber o testemunho de outra mulher. Eu me perguntava se ela também se sentiu mal depois de ter acabado.

Karin: Bem, é claro! Acho que você se sente mulher quando faz com o cara que você ama.- ela me lançou um olhar safado. Eu tive uma ideia da mensagem que ela me quis passar.

Sakura: Por acaso essa pessoa, que você diz amar... É o Sasuke?- eu ousei perguntar, mesmo temendo pela resposta.

Karin: Sim! Foi com ele que eu perdi a minha virginidade.- ela falava com uma satisfação enorme. Eu engoli o seco. A resposta dela me fez sentir ainda pior comigo mesma.

Sakura: Então, vocês têm algum tipo de relação?- eu fiquei angustiada ao perguntar aquilo, mas eu precisava saber.

Karin: Olha... A nossa relação é meio complicada. Eu não sei como te explicar, mas a gente transa sempre que dá.- ao ouvir aquilo, parecia como se um buraco se abrisse por debaixo dos meus pés. Eu fiquei sem chão! _ O Sasuke sempre foi bastante reservado em relação aos seus sentimentos, mas quando se trata de transar, ele é bem expressivo! Então eu acho que podemos dizer que sim! Eu e ele temos uma relação sim! Mas não se preocupe! Quando decidir com quem você quer que role a sua primeira vez, escolhe alguém que você ama, pra não ter arrependimentos depois. E eu garanto que você vai se sentir muito bem depois, assim como eu!

Eu me senti tão mal ao absorver cada palavra dela, que a repulsa que sentia antes, tinha ficado maior. Eu tinha quase certeza que aquela não tinha sido a primeira vez dele. A maneira como ele usava as mãos, a maneira como ele me beijava e até mesmo a maneira que ele me tomou, não eram de uma pessoa inexperiente. Afinal, ele já tinha feito com a Karin. Eu fiquei tão machucada por dentro ao saber disso, pois apesar de eu ter corrido atrás dele e demostrado pra ele o quanto eu era louca por ele, mesmo assim, ele acabou escolhendo ela pra ter a sua primeira vez. Estava mais que claro que ele nunca sentiu nada por mim. E eu fui uma tola em achar por um instante, que ele tinha consideração por tudo o que eu dei pra ele.

Eu não podia odiar a Karin, pois ela não tinha culpa de nada. Ela também gostava dele. Mas algo dentro de mim, a invejava. Ele tinha escolhido a ela, então isso queria dizer, que ela era bem melhor do que eu. O choque da realidade era enorme, mas eu precisava me compor, levantar a cabeça, esquecer que alguma vez eu me entreguei a ele e acabar o quanto antes aquela missão. Eu queria muito voltar pra casa, pois precisava muito de estar perto de pessoas que realmente se importavam comigo.

Se o arrependimento matá-se, a esta hora, eu estava cavando a minha própria sepultura! Será que se tivesse rolado com o Kakashi-sensei naquele dia, eu me sentiria assim? O que eu vou falar para o Naruto agora? Como ele vai olhar pra mim depois disso? Eu sabia que era uma má ideia eu ir de missão com o Sasuke-kun! Eu comecei a achar que tudo o que eu estava passando naquele momento, era castigo divino. Eu magoei o Naruto, magoei a Hinata também e talvez iria magoar o Kakashi-sensei também. Eu fui uma pessoa indecisa, que deixou se confundir pelos prazeres e os desejos da carne, em vez de olhar para os verdadeiros sentimentos. No fundo eu sabia... Eu merecia aquilo!

Passado uma hora, a Karin e eu fomos ao encontro dos outros. Eu tive que ser forte e agir como se nada me afetasse naquele momento.

Sasuke: Já temos o que precisamos. Vamos a caminho da aldeia do Som! Espero que esteja pronta.- pela primeira vez, depois do que rolou entre a gente, ele olhou pra mim.

Sakura: Claro! Eu estou louca que esta missão acabe!- o meu olhar pra ele era de total desprezo.

Karin: Sasuke-kun? Quando volta? Vou sentir saudades!- ela se agarrou a ele como uma lapa e eu vi que ele nem reagiu pra afasta-la. A relação deles estava bastante clara pra mim. Já não havia qualquer sombra de dúvidas.

Suigetsu: Vamos Karin... Você ainda não desistiu?

Karin: CALA A BOCA, SEU IDIOTA!- ela grita com o colega de time. Ver aquele cena, me fez recordar os velhos tempos entre mim, o Naruto e o Sasuke, e não resisti em dar uma boa risada. Todos olharam pra mim admirados. _ Porque você tá rindo?

Sakura: Nada... É que a vossa relação, me fez ter boas recordações.- ela soltou o Sasuke e veio em direção a mim.

Karin: Escute Sakura! Vamos ser amigas está bem?- ela falou enquanto segurava as minhas mãos. Eu fiquei sem saber o que responder. Eu não esperava aquela atitude vindo dela. _ Você deve me entender, é dificil falar de coisas de mulheres quando se é a unica garota do grupo. E eu nunca tive uma amiga antes. A gente pode ser amiga, não pode?- eu senti genuinidade no pedido dela.

Sakura: É... Eu acho que a gente pode sim...- eu não tinha certeza se eu servia pra ser uma boa amiga. Porque sempre eu acabava tento algo com os caras que as minhas amigas gostavam.

Sasuke: É melhor a gente ir andando! Estamos perdendo demasiado tempo.- ele se preparou em seguir caminho, não se despedindo de ninguém.

Retomamos a nossa caminhada, desta vez em direção á aldeia do Som. A gente corria o mais depressa possivel, pra chegar até lá. Eu me perguntava o porquê do Sasuke não usar o seu Rinnegan? Assim a missão acabaria mais rapido! Também me perguntava se ainda existia gente vivendo lá. Como foram pessoas lideradas pelo Orochimaru, eu tinha medo dos perigos que podiamos encontrar chegando lá. Não era um lugar muito pacifico. Eu tentei pensar somente na missão, mas parecia que seria dificil me concentrar direito. Sasuke-kun decidiu finalmente falar comigo.

Sasuke: Você tá meio estranha. Tente esquecer tudo e se concentrar na missão por agora!- ele falou grosso comigo.

Sakura: Não se preocupe comigo. Ao contrário do que você pensa, eu já não sou uma amadora e sei me concentrar perfeitamente enquanto eu executo uma missão.- ele deu a sua famosa risada de deboche.

Sasuke: Sério? Fico mais descansado, então.- que babaca! Ele não dava a minima pro que aconteceu entre a gente. Claro! Pra ele só passou de mais uma transa, já que ele tinha o custume de se deitar com a Karin. _ Ah! Outra coisa... Não acho uma boa ideia essa amizade com a Karin.- ele despertou a minha raiva e eu não consegui mais me segurar.

Sakura: Desde quando é que você se preocupa com as minhas amizades?- na verdade, eu desconfiava qual era o motivo dele.

Sasuke: É só um conselho. Não consigo ver vocês as duas como amigas.- ele continou dando aquele sorriso irritante de deboche.

Sakura: Porquê? Você tá com medo que ela saiba que você transou com mais alguém, além dela?

Ele parou de correr e se virou pra mim. Desta vez o olhar dele era sério. Eu tentava não me deixar intimidar e tentei confronta-lo olhando bem fundo nos olhos dele, esperando a sua resposta. Agora sim, o clima entre nós tinha ficado tenso!

Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...