1. Spirit Fanfics >
  2. Entre a amizade e o amor parte l (revisão) >
  3. Você continua irritante!

História Entre a amizade e o amor parte l (revisão) - Capítulo 6


Escrita por: Ailee-Lauren

Capítulo 6 - Você continua irritante!


Fanfic / Fanfiction Entre a amizade e o amor parte l (revisão) - Capítulo 6 - Você continua irritante!

NARUTO POV

Eu peguei o caminho mais longo de volta a casa. Precisava analisar bem os meus sentimentos naquela noite. Porque o Sasuke fez aquilo? Não era dele agir daquela forma. Desde que chegou, ele ignorou a Sakura-chan e ai ele decide ir embora e age dessa forma com ela! Não encontrou outra maneira de agradecer pelas balinhas? Um simples Arigato não bastava? Esse Teme fica o ano toda sem conseguir comunicar direito com as pessoas, só respondendo "hum", e do nada sai por ai armado em galã e tendo a ousadia de tocar nas pessoas! Mas tudo bem... Vou-me acalmar. Ele já foi embora e agora eu e a Sakura-chan podemos finalmente ficar juntos.

Sakura-chan... Ela ficou sem reação em relação ao Teme, ela nem conseguiu disfarçar direito. Ele ainda mexe com ela, isso é inégavel. E ainda tem a Hinata. Aquela garota é tão doce e meiga... Eu gosto muito dela também, mas não é o mesmo sentimento que eu tenho pela Sakura-chan. Espero que ela não fique triste, quando souber que eu e Sakura-chan gostamos um do outro e queremos ficar juntos.

Finalmente tinha chegado a casa. Dei tantas voltas pelo bairro, perdido nos meus pensamentos que demorei a chegar a casa. Estava tão cansado, que tudo o que eu queria era ter um encontro com a minha cama e o meu pijama. Foi ai que eu abri a porta, acendi a luz e quase tive um infarto:

Naruto: AHHHHH!!!!! TEME!!!! O QUE VOCÊ TÁ FAZENDO AQUI!- parecia que eu tinha visto um fantasma ao acender a luz e deparar-me com o Sasuke bem parado no meio da minha sala. Mas que cara filho da p***! Só alguém muito louco para entrar assim na casa das pessoas ás escuras. Ainda por cima esse cara gosta da cor preta, o que complica mais.

Sasuke: Eu ainda me pergunto como é que você atingiu o nivel Sennin... Você vive de forma tão despreocupada que nem notou o meu chakra. Como ainda pode se assustar por algo assim?- ele colocou sua mão na cintura e falou de forma arrogante para cima de mim.

Naruto: Fala sério,Sasuke! Eu achei que você já estivesse bem longe daqui. E que mania é essa de entrar assim na casa dos outros?! Isso é considerado invação domiciliar, já ouviu falar? Isso é crime!- eu levei a minha mão ao peito tentando acalmar meu coração do susto.

Sasuke: Pare de fazer drama.

Naruto: Você ainda não respondeu a minha pergunta. O que tá fazendo ainda aqui? Você não tinha ido embora?- eu não conseguia entender a presença dele ainda em Konoha.

Sasuke: Eu desisti de ir.- como assim? Ele tava de brincadeira com a minha cara, só pode.

Naruto: Como assim desistiu de ir? Como se desiste assim de uma hora para outra? É o quê, ficou com medo de ir embora á noite? Não tem problema, assim que o sol nascer e o primeiro galo cantar, você VAZA daqui! Eu mesmo te acompanho no portão dessa vez, para ter certeza que você vai de vez e não me apareça de novo cá em casa.- eu estava louco para que ele fosse embora. Eu não queria ele em Konoha. Pelo menos até eu e a Sakura-chan não oficializarmos nada. Eu sabia que ele poderia atrapalhar.

Sasuke: Nunca pensei que quisesse tanto que eu me fosse embora, Dobe. Algum motivo especial?

Naruto: Nenhum... Eu só estou preocupado com o seu bem estar. Eu sei que você ainda não se sente em casa de facto, e as pessoas ainda estão revoltadas com você. A ideia de viajar um tempo e ficar fora de Konoha é boa, então para quê adiar mais essa viagem!- eu não podia dizer-lhe o verdadeiro motivo para tanta insistência.

Sasuke: Eu acabei mudando de ideias. Vou ter que ficar mais um tempo por cá.- por essa eu não esperava. _ Finalmente encontrei algo que me prendesse aqui por um tempo.- a que se referia ele? Fiquei curioso em saber.

Naruto: Como assim? O que te prende aqui, Sasuke?- ele olhou para mim sériamente e por instantes não disse nada.

Sasuke: Logo você saberá.- e dizendo isso, ele teve a audácia de se deitar no meu sofá e fechar os olhos como se nada fosse.

Naruto: TEME!!!! O QUE PENSA QUE TÁ FAZENDO?! QUEM FALOU PRA VOCÊ QUE MINHA CASA ERA UM HOTEL?!- ele fazia aquilo de propósito só pode.

Mas... O que será que ele quis dizer com "ter finalmente encontrado algo que o prendesse aqui"? Tinha um mal presentimento. Não me agradava nada a idéia de ter o Sasuke na aldeia da folha por mais um tempo.

Eu precisava acelerar as coisas com a Sakura-chan o mais depressa possivel, antes que ela mude de idéias em relação aos seus sentimentos. O pior é que eu acho que ela ficou balançada com o que aconteceu hoje á noite. Como ela vai reagir quando souber que o Teme continua na aldeia?

SAKURA POV

Eu estava deitada na minha cama, depois de uma noite turbulenta como esta. Não podia acreditar em tudo o que tinha acontecido. Eu tentava pegar no sono, mas o meu ultimo encontro com o Sasuke-kun me impedia de dormir.

Flashback

Sasuke: Você gosta de mim. Além de mim, não pode gostar de mais ninguém.- ele falou aquilo de uma forma tão serena que demorou para eu perceber cada palavra que saiu da boca dele.

Sakura: Como você tem coragem de dizer algo assim pra mim?- eu ainda estava em choque, mas alguma coisa tinha que sair da minha boca naquele momento. Ele precisava me escutar.

Sasuke: Sempre foi assim, não é verdade?- ele estava tentado me tirar do sério ou aquilo era uma pegadinha?

Sakura: Eu achei que sim. Mas agora eu consigo enxergar o quanto eu fui boba em ficar atrás de você! Pois você nunca quis saber de mim, você nunca se preocupou verdadeiramente comigo. Você até tentou me matar, até em um genjutso! Eu sempre fui absolutamente NADA pra você! Eu estava tão cega que eu não conseguia viver se você não existisse. Você era tudo pra mim, Sasuke-kun! Eu só me importava com você, sem importar quê. Agora você volta, me ignora desde a sua chegada e dai você age dessa forma comigo. Eu não consigo entender... Wakaranai!- relembrar de tudo aquilo fez-me libertar algumas lágrimas á frente dele.

Eu esperava que ele falasse alguma coisa, mas ele continuou ali parado á minha frente me encarando sériamente.

Sakura: O Naruto sempre esteve lá pra mim. Sempre me salvou, sempre se preocupou comigo... E o mais importante! Ele sempre me amou. Por isso, agora que eu consigo ver isso, decidi que quero estar com ele e retribuir-lhe todo o amor que ele sempre demostrou por mim!

Sasuke: Parece que você quer ficar com ele por pena.- eu me surprendi com aquelas palavras. _ Porque uma pessoa gosta de você, então você também acaba gostando dele... Isso faz sentido para você?- ele falava com desprezo, ignorando completamente as minhas palavras.

Sakura: O que você sabe? Quem você pensa que é para dizer alguma coisa? Você por acaso sabe o que é gostar de alguém? Sabe o que é preocupar-se tanto com essa pessoa ao ponto do seu coração acelerar a cada vez que ela está em perigo? O que você sabe sobre os meus sentimentos pelo Naruto?- eu não conseguia mais ouvir uma unica palavra vinda dele. Era surreal!

Sasuke: Você bem pode tentar ficar com o Naruto, mas vai acabar se dando conta, que não é feliz com ele.- dessa vez ele conseguiu mesmo me tirar do sério.

Sakura: Pois eu vou mostrar para você que os meus sentimentos por ele são maiores do que os sentimentos que eu alguma vez pensei ter por você!- ele sorri em forma de deboche e eu não conseguia entender o porquê. _ Porque ri? O que você tá achando engraçado?

Sasuke: Você. Não mudou nada... Continua irritante.- o meu corpo congelou ao ouvir aquela palavra. Mais uma vez o Sasuke-kun falou elas para mim. Depois disso, ele desapareceu do nada, me deixando mais uma vez sozinha em uma noite fria.

Fim Flashback

Eu de verdade não sabia o que o Sasuke-kun pretendia com aquilo tudo. Consegui assim pegar no sono e adormecer.

No dia seguinte, tentei me concentrar ao máximo no meu trabalho no hospital de Konaha. Era uma forma para não pensar mais no Sasuke. De qualquer das formas, não deveria continuar a pensar nele, pois ele deveria já ter partido para bem longe ontem á noite. Pelo menos era o que eu pensava.

Na minha hora do almoço, fui almoçar com a Ino, perto da floricultura da famila dela e aproveitei para contar-lhe tudo o que acontecera na noite anterior:

Ino: Eu tou passada, Testuda! Como assim o Naruto te pediu em namoro num banheiro? Não havia outro lugar pra se fazer tal pedido?- ela ignorou por completo a ultima parte da história que envolvia o Sasuke-kun.

Sakura: Isso é o de menos, porque eu tenho outras coisas em que me preocupar agora.

Ino: O Sasuke?! Eu entendo que você tenha ficado balançada com o que ele te disse... Mas, pra mim, acho muito estranho que ele tenha agido assim com você! Eu acho que ele tá com ciuminho. E não é de você não, mas sim do Naruto.- aonde ela queria chegar.

Sakura: Como assim? Ciúmes do Naruto?!

Ino: Eu tenho pensado em uns tempos pra cá sobre isso. Que talvez o Sasuke, jogue na mesma equipa que nós- ela só podia estar de brincadeira! _ Fala sério, ele deu vários sinais que era gay desde o começo! Nunca quis saber de garotas, obcecado pelo irmão mais velho, fugiu com o Orochimaru... E esse daí o sexo já diz tudo! Como saber se ele não ensinou outras coisas ao Sasuke?... E não tô falando de jutsos do mal, não! Domina as serpentes, que já é um animal perigoso e que representa luxuria! Pra não falar que ele só gosta de conversar com o Naruto. Só lhe interessa o Naruto e mais ninguém aqui!- ela tinha feito uma lista na cabeça dela de idéias absurdas sobre o Sasuke-kun. _ Ele viu que você pode ficar com o Naruto e ficou preocupado! Quer competir com você, de certeza absoluta que é isso! Por isso é que eu decidi pular fora! Primeiro sinal de um homem homossexual, é que eles são tudo bonito! Você vê um homem bonito daqueles e já desconfia.

Sakura: Ino, você tá viajando! Eu também não consigo entender o porquê do Sasuke-kun reagir assim, mas não vamos exagerar.- eu não poderia negar que talvez a teoria da Ino fizesse algum sentido. Mas só de imaginar que o Sasuke pudesse estar interessado no Naruto, dava-me calafrios. _ Mas de qualquer das formas, ele já foi embora, graças a Deus! E eu agora tenho mesmo que me preocupar em falar com a Hinata.

Ino: Coitada. Eu fico com pena dela Sakura. Você tem que ser sábia nas palavras que pensa usar com ela, porque parecendo que não, ela é muito sensivel. E não podemos esquecer que ela perdeu o primo faz um ano. 

Sakura: Eu sei disso. Mas não tenho escolha. Eu vou ter que falar com ela o quanto antes. Eu só estou á espera do melhor momento para falar com ela.

Ino: Eu acho que esse momento chegou. Olha ali a Hinata vindo na nossa direção.- eu virei de costas e avistei Hinata caminhando na nossa direção.

Ela sorria enquanto se aproximava mais e mais de nós. Eu até sorri para ela, mas tinha sido um sorriso forçado, pois eu sabia que poderia ser a culpada de tirar, aquele lindo sorriso que ela tinha.

Hinata: Ohayô Sakura-san, Ino-san!

Sakura e Ino: Ohayô!- eu e a Ino olhamos uma para outra com ar comprometedor.

Ino: Bom, a minha hora do almoço chegou ao fim. Tenho que voltar ao trabalho. Deixo a Sakura com você Hinata.- Ino piscou-me o olho e retirou-se para nos deixar a sós.

Hinata: Tem tido muito trabalho, Sakura-san?- ela era tão doce. Eu nem encontrava palavras para começar a destruir o pobre coração dela.

Sakura: É... Muito trabalho mesmo.- eu fiquei visivelmente nervosa na presença dela. Olhando para a Hinata, eu me perguntava, como é que o baka do Naruto, nunca tinha reparado o quanto essa garota era especial e bonita. Eu me senti intimidada com tamanha beleza e "atributos" vindo dela.

Hinata: Você deve ter ficado triste pela partida do Sasuke-kun, ontem á noite.- eu estava prestes a partir-lhe o coração e ela ainda preocupada comigo! Que fofa essa menina!

Sakura: Eu acho que já me acustumei. Sabe Hinata... Eu queria te falar algo muito importante.

Agora não tinha mais volta! Eu tinha que abrir o jogo pra ela. Só assim, eu e o Naruto podiamos começar a namorar.

Continua



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...