1. Spirit Fanfics >
  2. Entre a ciência da dedução e a arte da sedução >
  3. A proteger irei

História Entre a ciência da dedução e a arte da sedução - Capítulo 15


Escrita por:


Notas do Autor


olá gente, não sei se ainda estão aí...sei que essa fic não é tão boa, mas né tentei escrever ela por um tempo e estou pensando em uma segunda temporada ou um spin-off...como queiram chamar. esse vai ser, provavelmente o ultimo capitulo dessa fic, mas ei em aberto quase pense em um bom epilogo quem sabe uma passagem de tempo para próximas aventuras. Desculpe por não er dito muito sherlolly, depois de refletir muito sobre isso percebi que essa fic era para ser focada na descoberta da Agatha, bem boa leitura e desculpe o incomodo (capitulo curto como sempre)

Capítulo 15 - A proteger irei


Olá, faz tempo que não venho aqui e até tinha esquecido que você existia...anyway. Morar com os Holmes não é tão difícil assim até porque boa parte de minha vida eu morei com meu Tio Sherl só mudei quando meu pai começou a namorar uma mulher que queria substituir minha mãe, nunca gostei dela para falar a verdade, mas graças a tudo que é sagrado eles se separam e passamos viver sozinhos deste então até um negócio que não sei explicar aconteceu com meu pai e depois de um tempo estamos aqui de novo, morando com meu tio e minha...prima...eu acho. Enfim estou dividindo o quarto com ela e está sendo um pouco estranho. Ela não é muito de brincar sabe? Ela fica apenas lendo, anotando aff é tão chaaato, mas ela é uma amiga legal também. Quando nossos pais saem fugimos da senhora Hudson de algum jeito bem divertido e vamos viver algumas aventuras...na maioria pegamos um dos casos pequenos dos nossos pais e é sempre muito divertido, claro não é grandes coisas como eles, mas é o que está no nosso alcance. Hoje por exemplo, íamos dar um jeito de achar alguma aventura nem que se fôssemos para fingir que estávamos indo a uma caça ao tesouro eram coisas bestinhas, mas Ag parecia se divertir e eu sabia que ela precisava disso. Agatha era tão madura, seria e fria...inteligente, inscensivel e todo esse blá blá blá que todos conheciam, mas aos poucos isso foi mudando comigo ao menos. Ela é bem engraçada, as vezes não entende algumas coisas bobas até como crianças que correm uma atrás das outras gritando não são burras só estão se divertindo, as vezes ela ficava triste de ver crianças com suas mães e é nessas horas que para animar ela proponho uma brincadeira de encoste-encoste, xadrez ou até caça ao tesouro...a primeira vez que fiz isso com ela eu ainda não sabia que ela era minha prima e acho que até acabei dando a ideia dela esconder aquelas coisas dela na árvore pro tio achar, mas em compensação ela parecia ser muito inteligente que chegava a ser bem irritante as vezes.
_E agora, Rosemund?-disse ela assim que conseguimos sair das vistas da Tia Martha. Dei de ombros e apenas começamos a andar, eu levava uma bolso porque mais tarde eu teria aula de natação...sei que tô de férias, mas eu gostava tando de nadar que tinha pedido pro meu pai me matricular para mim fazer natação enquanto eu estava de férias e se gostar e não atrapalhar minha escola eu ia o ano inteiro...eu fazia karatê, mas aprender lutar com meu pai era mais divertido então resolvi aprender a nadar que era menos entediante...eu podia não ser uma Holmes, mas eu cresci com uma. Andamos um pouco e ficamos num banco olhando o nada até ser quase hora da minha aula então corri até lá com minha amiga sendo quase arrastada. Tivemos correr de mãos dadas para não cair ou perder uma da outra, afinal ainda somos crianças se nós perdemos por mais que tenhamos um mapa na cabeça podemos nos meter em encrencas.
Chegamos atrasadas, mas eu não recebi nenhum tipo de bronca. Ag me acompanhou algumas vezes mais naquele verão, embora eu acho que ela ficava triste na maioria das vezes por só me acompanhar e ver que eu tinha minhas propias amigas. Acho que no fundo minha amiga era mais parecida com o tio Sherly que a Propriá imaginava, ambos não eram frios ou racionais, mas eles gostavam de vender essa visão ao mundo, pois desse jeito eles poderiam fugir o quando quisessem de seus sentimentos que ao contrário que muitos pensavam eram fortes e intensos. intensidade essa que os deixavam confusos e perdidos sem saber como fazer ou agir restando uma única saída possível: fugir. Fugir o mais depressa possível com medo das pessoas e de seus julgamentos, fugir de seu próprio entendimento para que não se machuquem...e isso me faz querer proteger-la, eu sei que é cliche porque ela é uma Holmes e eu uma Watson, mas eu ainda que a proteger.

Essa foi a melhor decisão que fiz na minha curta vida


Notas Finais


então a ideia do "spin off" seria a Rosamund e a Agatha mais velhas um pouco resolvendo crimes e continuando o legado da familia kkkkkk enquanto enfrentam a vida cotidiana ou tentam,,,estou numa fase tentar pensar em misterios e atualmente estou com 3 versões dessas duas nos meus rascunhos do wattpad então se quiserem deixar sugestões para misterios ou aventuras fiquem a vontade e prometo procurar uma beta ou algum corretor eficiente é isso. deixe seu comentário e por favor ignorem os erros ou tentem


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...