1. Spirit Fanfics >
  2. Entre a Luz e a Escuridão >
  3. As duras batalhas

História Entre a Luz e a Escuridão - Capítulo 24


Escrita por:


Notas do Autor


Olá pessoal segue mais um capítulo, obrigado por cada curtida, cada comentário e me sinto lisonjeada por ter minha história nas suas listas de leitura!
Obrigado!

Capítulo 24 - As duras batalhas


Assim que Hades e Ikki entram nos Elísios, o moreno leva Shaka para seu quarto, enquanto Thanatos e Hades levam o jarro com a  alma de seu filho até a sala do trono e o imperador da ordens ao deus para que guarde muito bem o jarro. Enquanto isso, no quarto de Shaka, Ikki finalmente respira aliviado, ao ver seu amado ali, dormindo tranquilamente e jura que o protegeria, de tudo e de todos e que todos que lhe fizeram mal pagariam. 

Em sua sala, Hades estava com seu coração dolorido, pensando se tinha feito a escolha certa, afinal ele mesmo quis acabar com os humanos, mas seus pensamentos vieram, se lembrando de Shaka, o quanto ele era uma humano extraordinário e que sempre o queria por perto. Assim que Thanatos aparece, avisando que  o jarro estava no lugar adequado, Hades se levanta indo até lá. Quando se coloca de frente ao jarro, põe  suas mãos sobre o mesmo, não consegue se conter e as lágrimas começam a rolar em seus olhos.

Hades havia selado a alma do seu filho, aquele seu filho amado, tanto esperado por vários anos e, a quem seria o seu sucessor no futuro. Porém  sabia que tinha feito a coisa certa e, assim como todo virginiano é racional, ele usou sua razão. Depois de algum tempo ali, se levantou e caminhou até o quarto de Shaka, queria saber se ele já tinha acordado. Assim que entrou viu o carinho e cuidado que Ikki tinha com ele, se aproximou tocando no ombro do leonino. - Vá descansar um pouco, eu fico com ele! - Hades disse com carinho.

- Eu estou bem! Não vou sair de perto dele! - Ikki disse olhando para o loiro que dormia tranquilamente. 

- Enquanto eu estiver aqui, nada vai acontecer com ele! - Hades afirmou dando a volta na cama e se sentando na outra beirada. 

Ikki o olha sério. - Tudo que aconteceu com ele é culpa sua! Sua sorte é que ele está de volta, se não  eu mataria seu filho a todo custo! - Ikki fecha seus punhos encarando o deus.

- Eu sinto muito por isso, mas agora sei o quanto Shaka é uma.pessoa especial e, farei de tudo para protegê-lo. Por favor, me deixe fazer isso! - Hades olha para Ikki com os olhos lacremejados. 

Ikki suspira. - Está bem, mas estarei aqui fora e, entrarei qualquer coisa que eu sinta ou ouça! Estou de olho em você! - O moreno antes de se levantar sela seus lábios nos do loiro, num rápido selinho, sussurrando logo em seguida que o amava. Se levantou, saí andando devagar e antes de sair, olha mais uma vez para eles.

Quando ele saí, Hades olha fixamente para o loiro que ainda dormia, acaricia o rosto dele e pensa em tudo que viveu desde a chegada dele ao inferno, tinha aprendido muito com ele, havia se tornado mais humano. - Ah, Shaka! - Hades estava fascinado pelo jeito do indiano, sabia ser prepotente e arrogante quando queria, mas também sabia ser amável. Quando gostava de alguém, não média esforços para proteger quem se ama, mesmo que isso o levasse à morte. 

Sem que percebesse estava tratando Shaka como seu filho. - Meu filho postiço! - Hades diz sorrindo. - Existem filhos que não são de sangue, mas são de coração e, você ganhou meu coração, meu filho! - Hades diz baixinho ainda fazendo carinho no seu rosto. - Me perdoe filho! 

 Enquanto Hades pedia perdão a Shaka ainda adormecido, Ikki estava plantado na porta do quarto, esperando que o imperador sair, para poder cuidar do namorado. Saga que vinha visitá-lo, conversa com o moreno explicando sobre o avanço dos inimigos e, que era preciso que Ikki fosse até o local onde ficaria, pois tinham uma missão a fazer. - Saga eu não vou! Minha missão era trazer Shaka de volta e, isso já aconteceu, por tanto vou embora assim que ele acordar! - Ikki bradou. 

Saga tentava a todo custo convencer o moreno. - Ikki você sabe que Shaka não vai embora assim, ele prometeu que ajudaria Hades e fará isso! - Saga já estava perdendo a pouca paciência que tinha, até que por muito, muito custo o leonino aceitou, indo sem pestanejar para o castelo de Hades fora dos Elisios. - Fique bem meu amor, eu já volto para você! 

 Não demorou muito e Ikki chegou ao palácio  de Hades, ficou esperando os adversários aparecerem, porém não podia conter a ansiedade de star novamente ao lado do seu amor, quando sentiu a presença de um cosmo totalmente calmo e tranquilo, porém grandioso, mas ao mesmo tempo cheio de ódio e a proximidade trazia consigo mais intensidade.

Ao se deparar com o cavaleiros negros que ainda restavam, notou a presença de uma outra pessoa e quando olha direito, vê uma pessoa igual ao Saga quando era o mestre o Santuário, Ikki pensa." Não é possível!  Como pode ser se Saga está nos Elísios", tamanha era a semelhança. Nisso os cavaleiros avançam  como se aproveitassem esse devaneio de Fênix para passar, e quando Ikki volta a si, percebe que estavam avançando,  decide ataca-los e seu golpe é detido por um dos cavaleiros negro de ouro, quando Ikki abriu os olhos vê na sua frente o cavaleiro negro de  Virgem segurando a energia do seu golpe com uma de suas mãos. - Podem seguir que eu dou conta desse verme aqui! - Disse o cavaleiro negro para os outros que seguem a diante. 

- Ora, ora Fênix,  Estava ansioso para te encontrar? - Shaka negro libera seu punho e se afasta dele. 

- Eu não acredito! Isso deve ser algum carma? -  Ikki sorrir sarcástico.

- Está com medo de mim? - Indagou o cavaleiro negro de Virgem.

- É a segunda vez  no dia que me perguntam isso, mas vou responder de novo. Não tenho medo de nada e de ninguém, muito menos de você uma cópia mal feita do original! - Ikki diz sarcástico novamente.

-Seu insolente! - Shaka negro devolveu no mesmo tom.

- Mas uma coisa tenho que admitir, sua petulância está igualzinho! - Ikki responde a altura se lembrando dos velhos tempos em que adorava tirar seu loiro do sério. 

- Preparado para morrer nas minhas mãos? - O cavaleiro negro o desafiou.

- Se nem na mão do original eu morri, imagina se morrerei na sua? - Desdenhou Fênix

- Ora seu! - O cavaleiro de Virgem negro ficou tão furioso que elevou seu cosmo o máximo que pode e sua armadura também ficou dourada. 

- Impressionante, sabia! Copiaram direitinho! - Ikki diz ironicamente vendo a armadura brilhando intensamente. - É com esse cosmo que pretende ganhar de mim? - O moreno  sorriu.

- Não me subestime garoto! - O cavaleiro negro se sentindo incomodado pelo desdenho do garoto.

Simultaneamente a isto, todos os locais que já passaram as batalhas já estavam definidas. O restante dos cavaleiros negros chegam ao muro das lamentações, o Mestre coloca a mão nas extremidades do buraco feito pelos cavaleiros de ouro e sente um arrepio só de imaginar tamanho poder que fora disparado. Antes de colocarem os pés pra dentro dos Elíseos se deparam com Saga e com Thanatos prontos para o combate e não deixariam que ninguém mais passassem.

Com isso dois cavaleiros negros entram Aquário e Sagitário serão aqueles que os enfrentarão, ao se depara com a sua imagem de uns 13 anos atrás na figura do Mestre, Saga ainda debocha. - Não acredito, que a ameaça seja uma cópia minha, que falta de imaginação do escritor dessa fic! 

Nisso, o cavaleiro de Gêmeos negro passa por eles assim como o mestre. Mas Saga avança atrás deferindo um golpe contra eles, porém o golpe é mandado de volta pelo Mestre atingindo Saga em cheio e ambos passam até o Castelo onde se encontravam Hades e Shaka . Durante essa treta na entrada dos Elísios, Shaka resolve acordar e agradece a Hades por te-lo salvado, Hades retribui ao agradecimento. Já completamente recuperado, Shaka percebe a presença dos inimigos cada vez mais perto e decide ir a luta, mesmo sem a armadura sapuris, pois não queria mais usá-la , pois  era do filho de Hades que a usava e  não  se sentiria confortável, porém Hades retruca, queria proteger o loiro.

 Shaka o tranquiliza, pois tinha uma coisa em mente e pede permissão para usá-la. Mesmo não sabendo do que se tratava, o imperador consentiu, pois confiava nele. E antes que dele ir, Hades não resistiu, deu-lhe um abraço apertado e disse sussurrando eem seu ouvido, - Se cuida meu filho!- Shaka não entendeu nada, mas o retribuiu com um olhar penetrante e respondeu. - Pode deixar! E vê se você se cuida também! - Shaka saí e Hades mesmo preocupado se sente em paz pela primeira vez à milhares de anos, nunca tinha se sentido assim.

O indiano desce até a entrada do castelo, se senta na posição de lótus, começa a concentrar seu cosmo, cada vez vai o elevando mais e mais, Hades fica observando e imaginando o que o rapaz iria fazer. Quando de repente o cosmo de Shaka se eleva ao infinito se tornando impossível que seus adversários não o sentisse. 

Enquanto isso no Santuário todos percebem que o cosmo de Shaka tinha voltado, Atena percebe que não  seria mais necessário ir ao inferno salvá-lo, pois Hades já havia feito isso. Nesse mesmo momento a armadura de virgem  começa a reagir ao cosmo do loiro, saíndo do templo de Virgem rumo ao inferno, assim como a de Câncer, Capricórnio, Gêmeos, Aquário e Peixes. 

Atena e todos percebem que a batalha já havia começado no submundo e ficam apreensivos. Por mais que tentem voltar a as suas rotinas isso não seria possível.  Não se passou muito tempo e o cavaleiro de Gêmeos negro e o Mestre se aproximavam, Hades entrou para pegar a sua espada e Shaka ficou ali imóvel só concentrando seu cosmo. Eles se aproximaram e o Mestre  disse - Então esse é o cavaleiro de Virgem, o homem mais próximo de deus! - Doido para saber que tipo de poder ele tinha, embora admitisse que seu cosmo era grandioso. 

Shaka continuava imóvel  e o cavaleiro de Gêmeos negro disse: -Ele não quer nada com a gente, vamos entrar e acabar logo com Hades, assim a sua vingança  estará completa! 

 Nisso Hades aparece na porta e tanto o Mestre quanto Gêmeos dão uma olhada feroz para o imperador e começam a sua caminhada em direção ele, pronto para atacá -los. Quando de repente Gêmeos que estava na frente bate o rosto numa parede invisível  que protegia toda a entrada do castelo. - Que diabos é isso? - Gêmeos  colocando a mão  e sentindo realmente que havia algo ali.

Tanto o mestre quando Hades vêem aquilo assustado, quando olham para Shaka e percebem que era obra dele. Nisso Gêmeos furioso o ataca. - Seu maldito!

 Shaka ao perceber que seria atacado usa o Kahn, para se proteger contra o golpe do cavaleiro de Gêmeos. Após repelir esse golpe Shaka se levanta de sua posição de lótus  e diz aos inimigos. Que modos são esses? Saem atacando parecendo urubus em cima da carne morta! Mas vejo que já descobriram essa minha nova técnica, aprendida a pouco. - O indiano disse irônico  como sempre.

- Seu maldito! Vamos destrui-la! - Gêmeos negro bradou  com muita raiva.

- Ninguém pode passar por ela, nem para dentro e nem para fora. Só  há um jeito de desfazer essa barreira e esse jeito é me matando! - Shaka demonstrando uma segurança tão grande, mas não tinha certeza, pois nunca havia usado ou visto essa técnica, apenas aprendeu enquanto Zagreu estava em seu corpo, assim como todas as técnicas dele, no entrando não podia deixar transparecer a sua insegurança.

- Meu filho! - Hades exclamou em seus pensamentos, toda a angústia que sentia, por não poder ir ajudá-lo e por ele estar pensando em se sacrificar para o protege-lo. Shaka mais uma vez dá provas a Hades que os humanos, apesar de muitas vezes serem egoístas se preocupam um com os outros e Hades se enche de orgulho desse menino. Ao mesmo tempo que Hades estava imbuído nesses pensamentos o mestre indaga - Que poder impressionante meu rapaz. Realmente você faz juízo ao que falam de você!  - O mestre impressionado.

-Pelo visto, você sabe muito de mim, não é mesmo? - Shaka  o indaga.

- Sim meu rapaz e quero lhe fazer uma proposta? - O mestre pensando em trazer Shaka para o seu lado, era melhor te-lo como aliado do que como inimigo.

- Proposta? Que proposta? - Shaka sorriu, curioso.

-Se junte a mim, que eu te darei o que você quiser, riquezas, mulheres, planetas para você governar, o que você quiser. Basta se ajoelhar e me adorar como seu deus, assim terei piedade e não te matarei. - O mestre certo que conseguiria.

Hades por um momento temeu, pois apesar de tudo ele era um humano e humanos são gananciosos.

- Você não me conhece muito, eu jamais seria capaz de trair aquilo que eu acho correto, o único deus a quem eu tenho lealdade e obrigações e com Atena, somente a ela. Será que entendeu ou quer que eu desenhe? - Shaka totalmente irritado se levanta desfazendo o Kahn  e caminha em direção ao Mestre, a fim de descobrir quem estava por trás daquela máscara. Porém é surpreendido por um golpe de Gêmeos.

- Satã Imperial! Te peguei seu maldito! Agora posso te controlar. O cavaleiro de Gêmeos negro sentindo- se vitorioso.

- hahahahahahahahahahahahah - Sorriu Shaka da cara de Gêmeos .

- Porque está rindo, seu maldito? - Gêmeos negro  furioso.

- Seu idiota! Deveria ter estudado um pouco mais sobre mim, se quisesse mesmo me enfrentar. Não devia mais vou lhe explicar: Esse tipo de golpe não funciona contra mim, sou imune a qualquer golpe desse tipo.Inclusive quando tentam apagar minha memória. - Demonstrando a sua superioridade e dando uma indireta para Hades.

-Shaka! - Hades desacreditado no que ouvia, nunca soube de ninguém que tivesse tamanha proeza, contra o seu golpe.

- Seu maldito, agora eu acabo com você!  Explosão  Galática. - Gêmeos negro lança seu poderoso golpe e antes que atingisse Shaka a armadura de Virgem o protege contra o golpe e simulaneamente as outras armaduras se apresentam aos seus donos. E Shaka telepaticamente se comunica com todos.

- Espero que tenham gostado dos meus presentes. Lutem bravamente cavaleiros e tomem cuidado. Isso é pra você também Ikki, não ouse morrer! - Shaka irônico na segunda parte frase. Não houve tempo para agradecimentos apenas Ikki disse: - Seu irritante! - Ikki respondeu sorrindo, seu amor sabia como o contagiar para uma batalha. 

- Mas como conseguiu isso? - Gêmeos  não acreditando. Assim como Hades e o Mestre, pois só um deus conseguiria trazer as armaduras até o inferno, assim como foi a ajuda de Poseidon  na batalha contra Hades.

Foi uma sensação muito boa para Shaka poder vestir novamente a sua armadura, parecia que seu brilho era mais intenso.

- Bom, agora podemos prosseguir com nossa batalha, vamos cavaleirinho! - Sahka imediatamente riu, lembrando de como chamava os cavaleiros de bronze. - Mas primeiro quero ver quem se encontra a traz dessa máscara!  Usando o o Kahn, do mesmo modo em que as sapuris dos renegados foram tiradas, revelando quem realmente  eram, as roupas e as máscaras, foram desfeitas e a real face do mestre foi revelado. Hades congela ao ver quem realmente era e Shaka sabia mais ou menos da história, mas nunca acreditou que ele pudesse ainda estar vivo.

- Você? - Shaka perguntou surpreso.

- Como vai Hades, quanto tempo! - Mestre virou um olhar mortalmente em direção a Hades.

- Seu maldito! Porque voltou? - Hades querendo respostas.

-Voltei para me vingar de você,  de Poseidon  e de Zeus! Seus malditos acabaram com minha vida! - bradou  o mestre irado. - vejo que você se importa muito com esse garoto, quem te viu quem te vê Hades, o coração mole! Com você minha vingança será prazerosa, pois além de te matar, me tornarei o rei do inferno, vou matar também esse menino que você gosta tanto, mas farei isso na sua frente, você vai sentir cada gemido de dor, cada osso quebrado que ele sentir e não vai poder fazer nada! Hahahahahahaha - O mestre imaginando a cena. 

- Não toque nele, seu maldito! Sua raiva é contra mim! Ele não tem nada a ver com isso? - Hades com muito ódio.

-Engano seu, tudo que lhe faça sofrer é da minha conta sim. - irônico. Mas não vou fazer isso agora, apenas vou deixar Gêmeos brincar um pouco com ele.

Simultaneamente a toda essa conversa, as batalhas começam. Na primeira esfera Mask se sente muito mais confortável com sua armadura, e assim estaria de igual para igual conta o cavaleiro de Câncer negro. A luta entre Radamanthys  e o cavaleiro negro de Libra também começa, com Libra deferindo diversos golpes contra Radamanthys que cai ao chão, pois a velocidade dele era incrível, mas nem tem tempo de respirar, Libra o ataca com golpes de soco, perna, braço, dessa vez Radamanthys consegue se desvincilhar graças a sua capacidade de voar e lança  sobre ele alguns ataques poderosos com rajadas de cosmo, atingindo o cavaleiro de Libra que se recupera rapidamente.Simultaneamente a essa batalha, o cavaleiro negro de Câncer, também parte para cima dele, e como sendo sua copia, Mask consegue prever todo e qualquer golpe que o outro lançará sobre ele, fica uma luta sem vantagens nem para um lado nem para o outro.

Enquanto isso na segunda esfera,  ao colocar a armadura de peixes, Afrodite não se contém e passa a admira-lo. - Como eu posso ficar tão lindo com essa armadura, nem se compara com essa sapuris, sem cor, o  dourado realça meus olhos e meus cabelos, como sou lindo! - Seus devaneios são interrompidos quando o cavaleiro negro de Áries lhe golpea no rosto, fazendo seu queixo sangrar. - Seu maldito! Vai ficar uma cicatriz horrível!. Afrodite irado parte para cima dele, sabendo que sua velocidade era maior, já que tinha treinado com Mu a pouco tempo, mas não poderia cometer os mesmos erros que havia cometido. Dá vários golpes, socos e chutes que acertam o cavaleiro negro em cheio. - Ai minha mão!  - Afrodite sente a mão doer depois do golpe. Nisso o cavaleiro negro também parte para cima dele.

A outra  luta começa mais intensa, onde Aíacos não está muito a fim de estender a batalha e o cavaleiro negro de Peixes também  não está muito a fim de prolongar, ao invés de partir para cima, decide logo lançar as rosas piranhas negras sobre o adversário  que são facilmente repetidas por uma rajada de ventos, destruindo a todas.

Enquanto isso na terceira esfera Shura também luta contra sua cópia e, assim é capaz de prever cada golpe do seu adversário que começa o atacando corpo a corpo, com golpes rápidos e cortantes, já que também possui a escalibur negra no seu braço. Shura por pouco não é atingido e teve apenas uns fios de cabelo cortados, o capricorniano não tem muito tempo para pensar, pois os ataques eram rápidos e certeiros. Enquanto Minos, tem em sua frente o cavaleiro de Touro negro que parece uma rocha e imagina que seus ataques não surgiria efeito algum, mas preferiu averiguar. Umas de suas habilidades é deferir golpes como socos e chutes sem necessariamente se aproximar corpo a corpo do inimigo, assim o faz, concentra seu cosmo e mesmo a uma distância confortável. Através de seu cosmo o cavaleiro negro de Touro é golpeado diversas vezes e nada acontece com ele, nem se moveu. 

Minos se assustou com aquilo, como era possível  se com apenas um soco foi capaz de quebrar a barreira de gelo, esquife, feita por Hyoga  na outra batalha e com ele não funcionou.... Nisso o Touro negro se aproxima de Minos que estava atordoado, não percebeu sua presença e  o segurou, apertando-o com todo o poder que tinha, Minos sentiu todos os seus ossos se contorcerem e se não fizesse algo, seria esmagado.

Simultaneamente a essas batalhas Ikki travava a sua luta contra o cavaleiro negro de Virgem, no Palácio de Hades.

- Preparado para passear um pouco pelo inferno, Fenix? - Virgem negro debochando dele.

-Eu caminho por aqui sempre acho que eu que deveria te apresentar não acha? -Ikki respondeu a ofensa.

O cavaleiro negro de Virgem, estava disposto a torturá-lo um pouco. - Escolha qual dos infernos quer visitar? - Ciclo das seis existências! - Ikkk é golpeado, levado a outra dimensão e pensando que tivesse ganhado a parada, estava partindo para ajudar os outros cavaleiros negros. - Onde pensa que vai?  A luta ainda não acabou? - Ikki, com um tom bravo, porém debochado. - Acha mesmo que esse golpe medíocre me afetaria, nada do que você  fizer vai me derrotar, um golpe não funciona duas vezes num cavaleiro, era para você saber disso.

-Mas,  nós nunca nos enfrentamos? - Virgem negro não entende.

- Você é um idiota mesmo! Você é a cópia de Shaka, assim como dos poderes dele, entendeu? - Não acreditando que o cavaleiro de Virgem negro fosse tão burro.

- Seu maldito! - Virgem negro, parte pra cima dele, no corpo a corpo e ao encostar suas mãos em sua barriga para golpeá-lo, pode sentir o calor de sua pele por cima da camisa e da armadura, recuando  imediatamente.

- O que houve? Não me atacou porque? - Ikki não entendeu.

Por um segundo Virgem negro pensa " Como poderei mata-lo..."

Nisso Ikki o ataca com o Ave Fênix,  jogando o inimigo para o alto e se espatifando ao chão. O que ele acha estranho é que o cavaleiro não reage, não o contra ataca.

- O que foi, ficou com medo de mim? - Ikki, tenta descobrir o porquê.

O cavaleiro negro se levanta. - Medo de você,  imagina! - tentando disfarçar.

- Sei! O Shaka jamais recuaria numa batalha. - Ikki Tentando provocar a cópia.

- Dá para parar de  falar desse irritante! Você está lutando comigo e não com ele,  se prepare! - Virgem negro com os olhos fervendo.

Ikki percebeu que o cavaleiro estava com ciúmes dele ao citar o nome de Shaka, mas não entendia o porquê. Decide provocar mais um pouco. - Você sabia que Shaka é bem mais inteligente, mais terrível, mais insuportável que você! Sinto falta de batalhar com ele sabia, isso me dava prazer! Ikki sendo irônico.

-Chegaaaaaaa! Não aguento tanto Shaka pra lá, Shaka pra cá!  Que inferno! - O cavaleiro negro se irrita.  - Fique aí paradinho que eu já volto para terminarmos a nossa luta. -O cavaleiro vai saindo em direção aos Elísios.

- Ei, volte aqui? Não terminamos ainda! - Fênix  na velocidade da Luz, para em sua frente e não o deixa passar.

- Sai da minha frente, moleque? Vou acabar com aquele insuportável primeiro, depois eu volto para nossa luta! - O cavaleiro irado. 

Ikki sabendo que Shaka não seria derrotado por ele até deixaria, mas o loiro estava ocupado lutando com alguém e não permitiria que ninguém o atrapalhasse. Além do mais esse era o seu adversário, se ele quisesse ir até Shaka tinha que derrotá-lo primeiro.

- Eu até deixaria que você fosse enfrentá-lo, pois sei que você seria derrotado facilmente por ele, mas como ele deve estar ocupado no momento, terá que se contentar comigo! - Isski disse olhando sério para o cavaleiro. 

- Ora seu!  - O cavaleiro negro lança ele longe,  fazendo-o bater suas costas na parede e caindo no chão. -  Já que você insiste tanto vamos acabar com isso de uma vez.

Enquanto isso nos Elísios, Saga ficou muito satisfeito em vestir a  sua armadura de volta e encara seu adversário com um olhar fuzilante, se ele era uma cópia de Camus seus poderes obviamente eram iguais, ou até inferiores, pois Camus teve tempo para treinar e se aperfeiçoar. Estava confiante como sempre é, e não teria muitas dificuldades para acabar com ele. Mas é surpreendido no primeiro golpe do cavaleiro de Aquário negro que o ataca com o pó de diamante negro, vindo em sua direção numa velocidade extrema que ao se desviar acaba tendo a sua armadura da perna congelada, ele se surpreende mais não se abala. - Você acha que vai me derrotar com esses feixes de gelo, faça me o favor! - Saga debocha do cavaleiro negro.

- Não me subestime! - Aquário  negro o desafiou.

- Me mostre do que é capaz então?  Vamos ver até onde você vai aguentar?  - Saga lança contra ele o seu mais poderoso golpe. - Explosão galatica! 

Aquário negro se defende do golpe  criando uma barreira de gelo maciço com o intuito de o proteger, a mesma técnica  do esquife de gelo, que nenhum cavaleiro de ouro pudesse quebra-la. Saga fica sem ação, pois enquanto ele estiver sobre essa parede, não poderá ataca-lo. Thanatos enfrenta o cavaleiro negro de Leão e sem muitas delongas, não se importando nada com o adversário e abre um fenda, ou seja uma outra dimensão e toda os que são jogados lá são totalmente destroçados, não  há como voltar, a não ser que seja um deus ou protegido de um. Achando que tivesse ganhado eis que o Leão ressurge.

- Maldição!  Como isso é possível!-  Não entendo o que estava acontecendo, afinal ele não era um deus e muito menos protegido por um.

- Lembra-me depois que eu te derrotar de agradecer aquele cavaleirinho que me emprestou seu sangue sagrado para reviver minha armadura e assim ela me protegeu desse lugar de onde me enviou. - Tirando sarro de Thanatos.

- Mas ele não é um deus! - Thanatos  referindo-se a Shaka.

- Espere e verá o que vai acontecer com esse moleque! - O Leão brada. 

Do outro lado dos Elísios outra batalha já estava em andamento.

Camus enfrenta o cavaleiro negro de Escorpião. Até Camus não conseguia acreditar, ele já conhecia todas as técnicas de Milo e não seria muito difícil derrotá-lo.

- Vamos começar de uma vez? Você está ai parado porque? Está com medo de mim? - O cavaleiro negro não parava de falar. Camus sorriu lembrando de Milo.

-Cale a boca você fala demais! - Camus se irritou e foi logo para a luta, como Milo era desligado, também achou que esse seria, por ser uma cópia,  partiu para o combate corpo a corpo, mas foi surpreendido com um soco na barriga e caiu ao chão.

-Droga! Essa cópia está melhor que o Milo nos reflexos. - Camus se levanta, percebendo que se não fizer logo algo, ele  irá disparar suas agulhas escarlates e será seu fim.

Enquanto isso, Hypnos enfrentaria o cavaleiro negro de Sagitário, que logo de cara é golpeado por milhares de flechas na velocidade da Luz, mas isso não lhe causa dano algum. Ao contra atacar Hypnos leva o cavaleiro para o mundo dos sonhos e lá poder acabar com ele, já que terá o controle total de sua mente, pois não funcionária contra esse cavaleiro que desenvolveu a habilidade de sair desse tipo de truque. Hypnos fica surpreso com isso.

Mais lá no fundo dos campos dos Elísios em frente ao Castelo de Hades,  Shaka trava a sua batalha contra o cavaleiro de Gêmeos,  que mesmo com suas técnicas elaboradas e refinadas, o loiro acaba sendo atingido e jogado em outra dimensão, mas como se sabe, ele tinha essa capacidade de voltar, seja em dimensão estivesse. E o cavaleiro de Gêmeos estava odiando essa situação,  pois seus golpes não funcionavam contra ele, e se viu pressionado pelo Mestre para acabar logo com ele pois se não fizessem isso, a barreira não seria desfeita e Hades continuaria vivo, sendo assim, seu plano não daria certo.


Notas Finais


E então o que acharam?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...