História Entre a luz e a Escuridão - Capítulo 44


Escrita por:

Postado
Categorias Glee
Personagens Artie Abrams, Blaine Anderson, Brittany S. Pierce, Dave Karofsky, Finn Hudson, Hiram Berry, Kurt Hummel, Mercedes Jones, Mike Chang, Quinn Fabray, Rachel Berry, Sam Evans, Santana Lopez, Sue Sylvester, Tina Cohen-Chang, Will Schuester
Tags Brittana, Faberry, Quinn Fabray, Rachel Berry
Visualizações 258
Palavras 1.513
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Romance e Novela, Violência
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hey Gente =p
Boa leitura e desconsiderem os erros =D
Caso vocês queiram falar comigo é só me chamar no twitter @camz_cabello23

Capítulo 44 - 43- Conversa


POV Quinn

- Como é que você sabia? – perguntei em descrença para ela que pulava no seu lugar – Quantos anos você tem mesmo? – perguntei rindo enquanto ela se levanta do sofá e sentava-se ao meu lado.

- Cadê o respeito? Ainda sou sua irmã mais velha.

- Você não parece ser mais velha nesse momento – disse rindo.

- Calada Quinnie.

- Já que você me quer calada é melhor eu sair daqui e ir para meu quarto – disse fingindo me levantar e senti-a agarrando meu braço.

- Nem pense nisso! Eu quero saber tudo – pediu para mim.

- Você não se lembra que acabou de me pedir para ficar calada? – perguntei vendo-a revirar seus olhos.

- Deixa de ser chata Lucy – reclamou – Eu sei que aconteceu algo e quero saber, por favor – pediu juntando as mãos enquanto olhava para mim.

Quantos anos ela tem mesmo? Nem parece uma psicóloga nesse momento.

- Você não parece uma psicóloga fodona nesse momento – disse rindo vendo ela revirar os olhos para mim enquanto mostrava a língua e ficamos em silêncio por um momento.

- Você sabe que pode me contar tudo certo? – perguntou e eu assenti sentando-me corretamente no sofá ficando de frente com ela.

- Eu tive minha primeira vez com a Rachel – falei rapidamente vendo sua boca se abrir por um momento antes dela se fechar enquanto sentia o olhar dela me queimando.

- E como foi? – perguntou interessada.

- Foi maravilhoso Frannie – disse para ela e foi impossível conter o sorriso em meu rosto – Eu não estava esperando por isso, mas aconteceu... E apesar de não ser minha primeira vez eu senti como se fosse minha primeira vez... Foi tudo tão diferente...

- Diferente como Q?

- Minhas experiências sexuais se resumem a Puck e agora com a Rachel... Só que essa vez foi diferente – falei pensando sobre isso enquanto Frannie esperava pacientemente meu momento – Quando aconteceu com o Puck eu estava bêbada e não me lembro de muitas coisas, apenas sei que foi desconfortável e eu não senti prazer nenhum com o ato, mas dessa vez foi completamente diferente – disse para ela – Eu senti tantas coisas e descobri tantas outras que até agora parece que foi um sonho.

- Essa vez você fez por amor Quinnie... Foi muito mais do que o ato em si, foi entrega, confiança e amor... Isso faz toda a diferença.

- Posso te contar uma coisa? – perguntei sem jeito e senti minhas bochechas esquentarem.

- Claro que sim.

- Era a primeira vez da Rachel – falei vendo ela assenti com a cabeça para mim continuar – Eu acho que ela gostou, mas eu não deixei que ela me tocasse.. Hum... Mais intimamente...

- Vai com calma Quinnie – disse pegando minhas mãos – Toma seu tempo – falou docemente para mim como sempre acontecia quando nos conversamos algum assunto sério – Porque você não a deixou te tocar? Você não queria isso?

- Queria muito, queria muito mesmo, mas era a primeira vez dela e deveria ser só sobre ela entende?– perguntei e ela assentiu - Eu queria dar para ela uma primeira vez perfeita, algo que eu não tive, mas ela merecia ter...

- Onde você quer chegar? – perguntou para mim – Eu posso não ler mentes, mas estou quase vendo a fumaça saindo da sua cabeça nesse exato momento.

- Idiota – disse dando um tapa em seu braço - Eu estou insegura sobre isso... Digo se ela gostou... Se foi como o esperado... Será que eu deveria ter a deixado tocar em mim? Eu só queria que fosse perfeito para ela... Eu não sei exatamente porque me sinto assim, não sei se é porque eu não gostei da minha primeira vez... Eu só estou insegura - disse vendo o sorriso da Frannie aumentar – Não sorria assim sua idiota – briguei vendo seu sorriso aumentar.

 - Desculpa – pediu tentando esconder o sorriso e revirei meus olhos para ela – Vocês conversaram sobre isso?

- Nós conversamos, mas não sobre isso... Eu me sinto tão insegura com ela Frannie – confessei para ela – Eu tenho medo dela não ter gostado... Tenho medo de ter feito algo errado.

- Ela ama você Quinnie – disse para mim – Você deve conversar com ela sobre isso – aconselhou-me – Eu quando olho para vocês sinto o amor de vocês do ar e isso é algo lindo meu amor – disse pegando meu rosto entre suas mãos – Conversa com ela, não precisa sentir medo... Para um relacionamento a conversa e confiança é a base de tudo.

- Vou conversar – falei ganhando um beijo no rosto.

- Agora vai tomar um banho que mamãe não deve demorar muito e nós vamos fazer um jantar em família – disse para mim.

- Porque um jantar em família? – perguntei quando me levantei.

- Acha mesmo que vou guarda essa novidade só para mim? – perguntou com um enorme sorriso – Meu bebê está radiante...

- Você vai falar para mamãe? – perguntei incrédula.

- Eu não vou, mas você vai – disse para mim e neguei com a cabeça – Ela vai saber de qualquer maneira quando olhar para você e ver esse arco íris e luzes brilhando ai atrás.

- Vai se foder – falei rindo.

- Eu não vou, mas eu tenho certeza que se você ligar para Rachel ela adoraria fazer isso com você – disse rindo e mostrei o dedo do meio antes de subir as escadas.

- IDIOTA – gritei para ela.

- EU SÓ DISSE A VERDADE – gritou de volta para mim.

- Porque eu nasci nessa família mesmo? – perguntei para mim mesma enquanto entrava em meu quarto.

POV RACHEL

Depois que finalmente cheguei em casa, conversei com papai sobre a viagem contando quase tudo para ele, menos a parte em que envolvia o jantar, o pedido e a minha primeira vez. Subi para tomar um banho e fiquei uns bons minutos embaixo da água quente sentindo meu corpo relaxando cada vez mais. Quando terminei gastei bons minutos em frente o espelho perguntando-me se deveria ou não contar sobre minha primeira vez com Quinn para ele.

- Vem assistir o filme comigo estrelinha – pediu e sentei-me ao seu lado olhando a TV – Sei que já me contou tudo sobre a viagem, mas sinto que falta algo, estou certo? – perguntou dando pause no filme.

- Está – disse baixinho.

- Você pode me contar o que quiser estrelinha – disse tranquilamente para mim – Sei que não fui o melhor pai do mundo, mas eu estou tentando mudar e sempre vou estar aqui para você.

- Eu sei papai – respondi levantando meus olhos – Eu... Eu não sei como contar...

 - Isso envolve a Quinn? – perguntou e arregalei meus olhos, como ele sabe? – Eu acertei certo? – perguntou e assenti – Então comece pelo começo estrelinha.

- Co... Como sabia que era sobre ela? – perguntei.

- Eu sou muito bom em ler as pessoas estrelinhas, principalmente minha filha – disse com um sorriso – Quando você chegou estava radiante então algo muito bom deve ter acontecido – disse para mim – A Quinn geralmente é a razão dos seus sorrisos mais sinceros agora então foi fácil ligar uma coisa a outra.

- Você está certo – comentei sem perceber – Ela é motivo dos meus sorrisos.

- Não precisa corar estrelinha – disse para mim quando senti minhas bochechas esquentando pelo que falei – O que quer me contar?

- Quinn armou um jantar a luz de velas na praia papai – contei vendo-o ficar surpreso com minha fala – Depois fomos caminhar e ela me pediu em namoro me dando esse colar – falei tirando-o de dentro da blusa para mostrar para ele – Quando voltamos para nosso quarto... Nós... Eu... Digo – parei fazendo uma pausa e respirei fundo para toma coragem – Eu tive minha primeira vez – falei rapidamente vendo papai respirar fundo varias e varias vezes enquanto seu olhar continuava surpreso.

- Minha estrelinha é uma mulher agora – sussurrou baixinho mais para ele do que para mim – Eu vou cortar os dedos da Fabray – disse baixinho e meu riso atraiu seu olhar para mim.

- Você está bravo? – perguntei insegura para ele.

- Não estou bravo estrelinha, apenas fui pego de surpresa por essa noticia – disse para mim e soltei a respiração que nem sabia que estava presa – Você está feliz com tudo o que aconteceu?

- Muito mais que feliz – respondi com um sorriso para ele.

- Então eu também estou feliz estrelinha – garantiu para mim – E agora eu quero saber melhor desse jantar, desse pedido – disse para mim – E avise sua namorada que ela vai vim jantar em casa.

- Pode deixar – disse abraçando-o – Obrigado por não ficar bravo.

- De nada estrelinha – disse para mim quando o soltei – Ainda quero cortar os dedos da Fabray, mas vou me manter calmo por enquanto.

- Papai não corte os dedos dela eu não sei o que faria sem eles – falei vendo-o arregalar os olhos e comecei a rir.

- Eu não preciso saber disso Rachel – disse balançando a cabeça de um lado para o outro como se isso fosse sumir com alguma coisa de sua mente – Me conte tudo agora – pediu e acenei começando a contar a outra e a melhor parte dessa viagem para ele.

 

 

 

 


Notas Finais


Nós nos encontramos novamente no proximo capitulo!

PREVIA:
"- Eu não acredito que você fez isso Lucy Quinn Fabray! – explicou irritada enquanto se levantava e se aproximava de mim."

o que vcs acharam? Comentem por favor...
bjs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...