1. Spirit Fanfics >
  2. Entre Altos e Baixos, o Amor >
  3. Que ótimo !

História Entre Altos e Baixos, o Amor - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Oiieee amolessss. Tutu bomm com vcsss ?? Eu espero que ximmm. Aqui esta mais um capítulo da nossa história. Um pouquinho mais da nossa Mari. Espero mesmo que gostem.

Agora chega de enrolação e Boa leitura.

❤️

Capítulo 2 - Que ótimo !


Uau! Como nove horas de vôo cansam. Caramba, meu bumbum tá me matando, sério. Mais enfim, aqui estou no Aeroporto da França finalmente. Animada, vou buscar minhas malas.

Nossa eu nem cheguei e já estou babando no aeroporto, imagina só quando eu for passear. Pensei, soltando uma pequena risadinha. Tá chega, agora vamos logo que eu tenho muitas coisas a fazer.

Levando minhas malas, chamo um taxi. É agora, vamos lá, a primeira vez falando com um francês de verdade.

Bonjour monsieur (Bom dia senhor), poderia me levar a esse endereço, s'il vous plaît ? (por favor). – Simmm, até que o meu francês não é tão ruim.

Oui mademoiselle.– respondeu o mesmo.– É estrangeira ? – peguntou o mesmo, puxando assunto.

- Oui oui, je suis Brésilienne. Vim a estudos, sabe como é, faculdade. Uma ótima oportunidade, um dos melhores países para esse sonho maravilhoso. Vim justo para A Cidade Da Luz. - disse soltando um grande sorriso com tudo aquilo.

– Ah sim, seja bem vinda ao nosso país então, espero que se divirta muito mademoiselle …? – perguntou o mesmo.

– Ah oui, Mariana. Plaisir. – disse sorrindo.

– Claro, Mademoiselle Mariana. Seja muito bem vinda. Espero que goste de nosso pais e que tenha muitas boas lembranças aqui.– disse o senhor muito simpático.

Merci monsieur. – Agradeci com um sorriso fofo.

E então fomos conversando a viagem inteira, ele era um senhor muito simpático, me contou que tinha sobrinhos no Brasil, e que já tinha viajado para lá. E achou um país maravilhoso, cheio de Cultura e diversidade, e o melhor de tudo… Calor. Eu obviamente ri nessa parte. Por que cá entre nós, quando bate um calorzinho lá, o Brasil inteiro já reclama. Mas, o jogo virou. Agora eu que vou ter me acostumar com o clima daqui. Não que seja direto neve, tem todas as estações. Mais no inverno é neve. E não que eu nunca tenha visto neve antes, na verdade eu já viajei com a minha família para Campos do Jordão, e lá neva também, mas eu não morei lá né, então, com certeza não é a mesma coisa. E então enfim… chegamos…

Agradeci o taxista e o paguei. Peguei minhas coisas e olhei para o mini apartamento que eu tinha alugado a mais de um mês. Olha só. EU VOU MORAR SOZINHA, NEM ACREDITO. Entrei no mesmo toda animada, conversei com a locadora, e me disseram que estava tudo okay, e sim agora eu moro aqui. Entrei no mesmo e…

– PERFEITO. – Gritei, assim que fechei a porta. – Olha issoooo, todo mobiliado, aconchegante, Pequenininho. – então sai andando pelo pequeno apartamento. – Olha minha sala, olha esse banheiro, e esse quarto ? OLHA ESSA COZINHA QUE GRACINHA. – me joguei no sofá toda animada, coloquei as mãos nos olhos, e soltei mais um gritinho. – AI. NÃO ACREDITO, NÃO ACREDITO, NÃO ACREDITO.

– Tá bom Mari. Chega de enrolar, vamos fazer compras pra você poder sobreviver, depois vamos procurar um emprego, conferir a papelada na faculdade, e ai sim, você pode finalmente passear. – disse contando nos dedos todas as minhas tarefas. – tá bom agora vamos no mercado logo.

Peguei todas as coisas necessárias, tinha que passar em um banco primeiro. Assim fui ao mercado, fiz a comprar do mês, e mais algumas besteirinhas.

Voltei para casa, depois de quase ter me perdido, quase morrido atropelada por estar boiando admirando a cidade, e para melhorar, uma das sacolas rasgou bem na escadaria. Mas eu consegui, cheguei até em casa. Afinal eu já estou acostumada com esse meu desastre que persegue a vida inteira.

– Bom, tudo certo com as compras. – disse indo levas as sacolas para a cozinha. Até que escuto batidas muito fortes do apartamento do lado. Um som praticamente no último. Na hora fechei a cara. – Tudo Perfeito, menos as certas vizinhas não é mesmo. – disse meio sem emoção. – Deixa quieto, eu não vou deixar isso conter minha felicidade. Agora partiu tomar um banho, ligar a televisão e assistir uns filmes. Afinal o dia de amanhã e o resto da semana vai ser cheio.

 Depois do banho, me troquei, peguei meu cobertor e fui assistir filmes. Não que, aquele bendito Som da vizinha não tenha me incomodado durante 4 horas. Mas, quando a noite chegou e fui em minha varanda e vi aquela vista ? Me acalmou totalmente. Me apaixonei por essa linda cidade. 


Paris... A Cidade da Luz.


Notas Finais


Espero que tenham gostado gentinnn.

Monsieur : Senhor
Mademoiselle : Senhorita
Merci: Obrigada
Plaisir : Prazer
"Je suis Brésilienne": Eu sou brasileira.

Foiii issooo gentinnn. Gostaram ? Então me avisem aiii se foi bomm esse capítulo. Pq Jajá vem mais.

Beijinhosss.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...