História Entre Amigos - Capítulo 2


Escrita por:

Visualizações 7
Palavras 996
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, LGBT, Lírica, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 2 - Taylor


Fanfic / Fanfiction Entre Amigos - Capítulo 2 - Taylor

Eu estava me arrumando para escola, quando avistei um garoto só de cueca na janela. Lembrei que tinhamos novos vizinhos.
Nossa... que corpo. Não sei exatamente o que ele estava fazendo, mas ele olhou e acenou. Eu rapidamente me escondi, fiquei morta de vergonha.

Minha nossa! Ele me viu, vai achar que sou uma louca que fica observando os outros. - Pensei, peguei minha bolsa e desci.

Tomei café com minha família e peguei o ônibus.

Um tempo depois ele subiu, em me abaixei para ele não me ver. Nossa, eu sou muito idiota.

Quando eu estava descendo, ele me viu e ficou esperando, me senti privilegiada por um principe daquele estar a minha espera.
Eu desci e disse um "oi" para ele. Conversamos e eu mostrei a escola a ele.
Nós nos demos muito bem, eu apresentei meus amigos a ele, e até fomos à praia depois.

Ah a festa...
A festa da Anne foi uma loucura. Nós transamos em meio a festa, bêbados e sob efeito de drogas. Ele me prometeu não contar a ninguém, ele é um cara incrível.

Quando chegamos na minha casa, após a festa, tivemos um enorme choque emocional, principalmente ele. O pai dele foi assassinado, e desde aquela madruga, não vi mais ele. Já se passaram quase um mês, ele ficou umas duas semanas na casa do Dylan, não sei o que houve. Dylan disse que ele sumiu, e se eu já não tinha o visto mesmo na casa do Dylan, quem dirá agora.

Não sei se ele está me evitando, acho que não, mas sinto falta dele. Ele não vai mais a escola. Da mesma forma que ele apareceu em minha vida, ele sumiu.

Isso aumentou mais ainda minha dor. O pior de tudo, era ter que ir a escola sem ele e fingir que eu estava bem, sorrir para as pessoas.

Quando chegava em casa, olhava pela janela e sabia que, provavelmente, nunca mais o veria.
Minha dor só aumentava, felizmente eu conseguia aliviar com dor física.

Estava ficando difícil fingir e esconder as minhas cicatrizes. Deixei os braços, e parti para as minhas pernas e barriga. Era um lugar seguro, era só não usar nada curto.

[...]

06:30am


O despertador tocou, abri meus olhos, levantei-me e fui até a janela. Não sei porque ainda faço isso, sei que Tyler sumiu mas... a esperança é a última que morre.
Era meu aniversário, lembro-me de ter falado a ele, esquece... ele não virá mesmo.

Tomei meu banho, me arrumei e desci. Minha família toda estava na mesa. Todos começaram a me parabenizar, minha mãe tinha preparado um café da manhã maravilhoso. Comi e fui à escola.

Assim que cheguei, me encontrei com Anne, Mark, Emilly e Dylan. Eles logo  parabenizaram.

Taylor, preparamos uma tarde incrível para comemorarmos o seu aniversário. - Disse Anne

Sairemos para comer alguma coisa e depois vamos passear pela cidade . - Disse Emilly

Obrigado amigos, vocês são os melhores, meus pais não prepararam nada, nem um bolo não compraram. - Respondi abaixando minha cabeça.

Eles eram os melhores amigos de todos.

Não fica com essa carinha, vamos se alegrar é seu aniversário! - Exclamou Mark

Eu sei mas, eu gostaria que o Tyler estivesse aqui. - Respondi com voz triste

Era tudo o que eu mais queria. Ter o Ty perto de mim nesse dia tão especial. Precisava me aliviar. Fui ao banheiro, tirei um dos meus brincos, e furei minha barriga. Foi pouco mas foi suficiente para o momento. Limpei tudo com o papel higiênico e segui para a aula.

Mal podia esperar para chegar em casa e me aliviar totalmente.

01:00pm


Finalmente cheguei em casa. Corri para o banheiro, tirei minha roupa e entrei na banheira.
Comecei a chorar, estava doendo muito. Era como um buraco enorme em meu peito.

Segurei mei fôlego, e passei a lâmina em minha perna. A dor me aliviava, e ver o sangue na água me acalmava mais ainda.

Tomei meu banho, me troquei e sai com os meus amigos.
Era fim de tarde, e fomos comer alguma coisa logo após assistir o pôr do sol.

Como sempre, Anne quase não tocou na comida, ela sempre está de dieta. Eu também não como muito, não estava com vontade, mas consegui enganar a todos que estava feliz. Mark, Emilly e Dylan comeram feito loucos. (Risos).

Andamos um pouco pela cidade, já era tarde. Umas onze horas. Pegamos um Uber.
A cidade estava muito movimentada, era sexta-feira, o trânsito também estava lento.

Quando o trânsito finalmente desengarrafou, demos de cara com um semáforo em uma esquina. Estavamos todos contentes, conversando e rindo. Quando olhei pela janela, e avistei um garoto muito familiar, sentado dentro de uma lanchonete, comendo sozinho em uma mesa.

Tyler... - Sussurrei  - TYLER! - Gritei

Todos olharam para mim, o carro andou, coloquei minha cabeça para fora do carro até o perder de vista.

Taylor? - Anne me puxou. - Taylor você está bem?.

E-e-eu vi... Eu vi era ele, era o Tyler! - Exclamei gaguejando.

O Tyler? - Perguntou Mark

Sim! Era ele... - Respondi abrindo a porta do carro e correndo.
Sai correndo de volta.
Meus amigos desceram do carro e foram atrás de mim.

Quando cheguei na vitrine da lanchonete. Vi que ele não estava mais lá.

Meus amigos falaram que era coisa da minha cabeça, e que eu estava emocionada e com saudades.
Quando olhei para frente, vi ele entrando em um carro com um outro cara.

Ali! - Gritei

Chega Taylor! Vamos embora. - Disse Anne em tom firme.

É Taylor, sei que é difícil aceitar que ele se foi, mas é a realidade, falo por experiência própria. - Disse Dylan

Eu concordo, e acho também que ele deve estar longe, por ter sumido sem dar satisfações para os amigos. - Completou Emilly

Talvez eles tenham razão, talvez eu esteja imaginado coisa. Preciso me conformar de uma vez por todas que o Tyler se foi.    Droga... preciso me aliviar novamente.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...